7 ferramentas para Mapa de Calor

7 ferramentas para Mapa de Calor
Gabriela de Lima
Gabriela de Lima

Compartilhe

Umas das atividades essenciais para o monitoramento de produtos digitais atualmente é compreender como as pessoas usuárias interagem com as interfaces, analisando as áreas de maior ou de menor acesso para encontrar pontos de sucesso e de conflito.

Nas literaturas atuais, você pode estudar diversos métodos para acompanhar o comportamento das pessoas usuárias, como Testes A/B, Testes de Usabilidade, pesquisas em grupo e assim por diante. Dentre eles, há um que tem muito destaque, principalmente se tratando de interfaces e fluxos: o Mapa de Calor.

Fique mais um pouco e aprenda sobre:

  • O que é um Mapa de Calor;
  • Função de um Mapa de Calor;
  • Vantagens e desafios que envolvem um Mapa de Calor;
  • Principais ferramentas do mercado.

Falando sobre Mapas de Calor

O Mapa de Calor nada mais é do que um método de pesquisa no qual uma ferramenta analisa os pontos de maior acesso e interação nas interfaces, e transforma esses dados em uma escala de cores quentes (vermelho, amarelo) e frias (azul, verde).

A dinâmica desse método é que quanto maior a quantidade de interações (em geral, cliques e toques), mais quente a área será, porém quanto menor forem as atividades numa área, mais fria ela será.

Sua grande função é demonstrar através desses “gráficos de cores” quais as áreas mais acessadas ou de maior interesse para as pessoas usuárias, e assim analisar a eficiência das interfaces e fluxos criados para gerar novas estratégias.

Exemplo de mapa de calor na página de uma livraria online.

Fonte: Grupo Nielsen Norman

Banner promocional da Semana Carreira Tech, organizada pela Alura e FIAP. Texto: 'Descubra como graduações tech estão transformando o futuro. Cinco lives gratuitas para você mergulhar nas áreas mais transformadoras da atualidade, desde o que se estuda nas graduações até a prática do mercado. Garanta sua vaga de 01 a 05 de julho.' Imagem de profissionais usando equipamentos tecnológicos avançados, como óculos de realidade aumentada. Botão destacado com a chamada 'Garanta sua vaga'. Logotipos da Alura e FIAP no canto superior direito.

As vantagens e os desafios do Mapa de Calor

Imagem de duas mulheres conversando de pé diante de uma mesa com um notebook.

Sem dúvida, o Mapa de Calor é um grande aliado no momento de conseguir captar o comportamento natural das pessoas dentro de um produto, pois muitas vezes esses dados são captados em situações reais de uso, sem estarem em ambientes controlados de pesquisa.

Os dados demonstrados através desse método são ótimos para apontar locais com potencial de sucesso ou que podem ser possíveis ameaças, fazendo com que as equipes de produto possam prevenir problemas antes mesmo que aconteçam.

Apesar da alta eficácia deste método, não tem como ignorar os desafios que aparecerão ao longo do caminho e que podem se tornar grandes empecilhos.

O primeiro deles é a escolha da ferramenta e a implementação da mesma. Além de questões orçamentárias para escolher o melhor software para a empresa, pois alguns requerem um investimento financeiro, a maioria das ferramentas exigem que um código seja agregado ao código original do produto digital (aplicativo, site) para conseguir colher os dados de forma constante. Com isso, será necessário que algum membro da equipe coloque seu tempo e esforço para a adaptação.

Outro ponto a se refletir é que os dados podem te indicar o que está acontecendo, mas dificilmente te indicarão o motivo disso, pois os resultados identificam um padrão de comportamento e não o porquê dele. Um exemplo prático: uma página pode ter um alto número de cliques, porém não significa automaticamente que seja algo positivo. Pode ser que os ícones estejam pequenos demais ou demorando para carregar, exigindo que o(a) usuário(a) clique mais vezes.

Então, mesmo que o Mapa de Calor seja maravilhoso, ainda assim é necessário tomar alguns cuidados para garantir um bom uso dos dados coletados e o sucesso do projeto.

7 ferramentas para você usar o Mapa de Calor

Imagem de um mapa de rolagem ou scroll map (esquerda) e um mapa de movimentação (direita) na página inicial da hotjar.com

Sendo uma das ferramentas mais populares da área, o Hotjar se tornou uma referência quando o assunto é Mapa de Calor e análise de dados dentro de produtos digitais. São diversos recursos para serem aproveitados no contexto diário de qualquer empresa que utiliza sites e aplicativos para vender, administrar, ter contato com o público e etc.

O Hotjar possui diferentes tipos de planos pagos e todos são baseados na quantidade de uso que a pessoa, equipe ou empresa precisará. Mas não se preocupe: o pacote Básico da ferramenta é 100% gratuito.

O Clarity é uma ferramenta de recolhimento e análise de dados desenvolvida pela Microsoft. Dentre suas principais funcionalidades, o Mapa de Calor é um grande destaque, contando com recursos completos para gerar os dados que fazem parte desse entregável.

Uma das maiores vantagens do Clarity é que, independentemente da situação, a ferramenta é 100% gratuita. Significa que você pode utilizar todos os recursos e o quanto quiser, sem a obrigatoriedade de pagar um pacote para isso.

Outro exemplo de ferramenta bem popular é o Crazy Egg, que conta com recursos importantíssimos como formulários, testes A/B, análise de tráfego, além do próprio heatmap (ou Mapa de Calor, em português).

O Crazy Egg possui três planos de assinatura para utilizar a ferramenta, e os recursos disponíveis aumentam ou se tornam ilimitados conforme os pacotes crescem. Porém, caso queira apenas conhecer um pouco mais da ferramenta, você pode testar gratuitamente qualquer um dos três planos pelo período de 30 dias.

A plataforma de análise de comportamento Mouseflow possui como uma de suas principais funcionalidades o próprio Mapa de Calor. Mas, juntamente a esse método, possui outros diversos recursos muito importantes para o processo de recolhimento de dados.

O Mouseflow possui um pacote de assinatura 100% gratuito e com ótimos recursos para o seu site. Mas, caso prefira um plano maior ou que melhor se adapte às necessidades da sua empresa, a plataforma oferece outros 05 pacotes com maiores recursos.

Dentre as plataformas, há também o Smartlook, uma ferramenta que possui diversas funcionalidades focadas na análise comportamental através de dados, e uma delas é o Mapa de Calor.

O Smartlook também possui um plano gratuito, além de oferecer outros dois pacotes pagos com diferentes recursos e possibilidades. Até o momento, todos os pacotes começam com um teste de 30 dias para experimentar as funcionalidades premium.

O heatmap.me é uma ferramenta que possui recursos muitos semelhantes às anteriores, porém existe um ponto em específico que cria um grande diferencial: a “Receita Baseada em Mapas de Calor”. Basicamente, a ferramenta consegue calcular uma média de valores que a empresa consegue em cada clique identificado no Mapa de Calor.

Ainda existem outros recursos baseados nessa mesma ideia de associar as interações dos(as) usuários(as) na interface com a receita adquirida.

Atualmente, no site da ferramenta, existem três planos disponíveis, todos baseados na quantidade de receita que você precisa acompanhar todos os meses. Porém, o site disponibiliza a possibilidade de testar a ferramenta gratuitamente.

Uma plataforma bem completa, o Maze oferece recursos para aplicação de pesquisas e testes de produtos, principalmente os digitais. Apesar do Mapa de Calor não ser o único foco da ferramenta, há a disponibilidade de utilizar o recurso e obter relatórios com dados bem detalhados.

O site oferece quatro pacotes diferentes: um completamente gratuito, dois com preços já definidos e um último que pode ser customizado de acordo com as necessidades da empresa contratante. O plano gratuito é ótimo para quem quer começar a estruturar algumas pesquisas, conhecer mais sobre a ferramenta e fazer análises mais completas de resultados.

Curtiu as dicas? Na Alura você pode aprender sobre esses assuntos e muito mais! Aqui estão algumas indicações para aproveitar e começar os estudos: Formação de UX Design, Formação UI Design. Mergulhe hoje mesmo em tecnologia!

Gabriela de Lima
Gabriela de Lima

Sou formada em Design Gráfico, e trabalho com UX Writing e UX/UI Design, além das próprias artes gráficas que aprendi na minha formação acadêmica. É um alegria dizer que, hoje em dia, posso compartilhar meu conhecimento com todos vocês através de aulas, artigos e papos. Sempre bom poder contribuir com a carreira profissional de cada futuro designer!

Veja outros artigos sobre UX & Design