Power BI: M e DAX

Power BI: M e DAX
David  Neves
David Neves

Compartilhe

Imagem com vários dados com diferentes desenhos.

Durante o processo de criação de um relatório no Power BI, notei que posso utilizar mais de uma linguagem dentro dele para fazer a mesma coisa, como por exemplo, criar uma coluna calculada. Para isso, posso tanto utilizar a linguagem M quanto a linguagem DAX no Power BI e, sendo assim, a pergunta é: Qual é a melhor opção? Agora, vamos conhecer um pouco sobre cada uma das linguagens e entender suas respectivas finalidades.

Linguagem M

Encontrada através da opção Editar Consultas na guia Página Inicial, a linguagem M é utilizada para tratar os dados importados (ETL), sendo capaz de criar colunas calculadas, dividir valores separados por um determinado delimitador, normalizar dados e até mesmo mesclar dados de tabelas diferentes.

edição

Para exemplificar, na figura abaixo, fiz uma separação de valores através da vírgula e também alguns tratamentos como: remoção de colunas, mudança de cabeçalho e aparo, tendo como resultado a tabela da direita.

edição

edição

Nota-se na figura acima, que a estrutura do código é dividida em dois blocos (let e in), realizada passo a passo, utilizando o resultado de uma transformação para executar o passo da transformação subsequente, dessa forma, tornando a linguagem mais familiar para programadores.

Linguagem DAX

DAX significa Data Analysis Expressions, sendo uma coleção funções, operadores e constantes capaz de realizar cálculos e retornar um ou mais valores, ou seja, é uma linguagem capaz de criar novas informações de dados a partir do seu modelo.

edição

Na figura acima, nota-se que as DAX são parecidas com as fórmulas do Excel, tornando mais fácil o entendimento das mesmas por pessoas que estão habituadas a utilizar o mesmo. Em contrapartida, apesar dessa semelhança, as DAX são muito mais poderosas pois dentre muitas coisas, lidam muito bem com filtros, sendo ótimas para análise de dados.

Um exemplo de utilização delas, seria calcular a receita acumulada ou uma média móvel de um determinado período.

Mas afinal, qual utilizar?

Isso vai depender do tipo de uso! Pois se o objetivo for fazer ETL (tratamento de dados), o ideal é optar pela linguagem M, mas agora, se você precisar responder perguntas analíticas, a melhor escolha será a utilização das DAX.

Lembrando que para quem quer ser um desenvolvedor Power BI, ambas linguagens são essenciais!

E mais, se você ficou interessado em conhecer ainda mais essa ferramenta e suas linguagens, o curso de Power BI da Alura foi feito para você! Aqui, nós te ajudaremos em todos os passos dos processos até a criação dos relatórios.

David  Neves
David Neves

Carioca, apaixonado por esportes e por dados, com passagem em front, back e infra. Atualmente, sou especialista em BI com foco no Power BI e o que me motiva é transmitir conhecimento de qualidade para todas as pessoas que têm interesse em mergulhar na área de dados.

Veja outros artigos sobre Data Science