Explorando os conceitos de Latitude e longitude no Power BI

Daniel Siqueira
Daniel Siqueira

Compartilhe

esferas vermelhas e azuis espalhadas sobre um background tech.

Quando estamos construindo um dashboard, a possibilidade de utilizar a representação de um mapa é um dos pontos fortes das visualizações. O Power BI nos disponibiliza diferentes visualizações de mapas, com recursos muito diferentes e completos.

Globo terrestre sendo olhado por uma lupa; a lupa está sendo segurada por uma mão no canto inferior direito da imagem.

Quando trabalhamos com os mapas nós temos algumas opções para utilizarmos: localização, legenda, latitude, longitude, tamanho e dicas de ferramentas.

Os conceitos de latitude e longitude, as coordenadas das localizações, especialmente, são muito interessantes que façam parte do nosso repertório de conhecimento.

O que é Latitude e Longitude?

Latitude e Longitude são conceitos que tratam das linhas imaginárias do Equador e do Meridiano de Greenwich, respectivamente. Referem-se ao posicionamento ou coordenadas geográficas de um lugar do planeta Terra.

Na esquerda temos uma imagem que representa o globo com divisões de linhas verticais dos meridianos, no centro está demarcado o meridiano de Greenwich. Na direita temos uma imagem que representa o globo com divisões de linhas horizontais dos paralelos da Terra, no centro está demarcado a linha do Equador.

Com a latitude e longitude conseguimos determinar com precisão a posição e o endereço de qualquer objeto na superfície do planeta.

A longitude é um ângulo formado entre um meridiano e o meridiano de Greenwich. A longitude é medida de 0° a 180°, para o leste, usando a letra “E” (do inglês east), ou para o oeste, usando a letra “W” (do inglês west), de Greenwich.

Já a latitude é um ângulo criado entre o Equador e um ponto previsto. Algo localizado exatamente em cima da linha do equador tem 0º e, conforme vai subindo, esse ângulo também cresce, até chegar em 90º, que seria no Polo Norte. Nesse caso fazemos referência com a letra N na frente do valor. Claro, ele também pode ir na direção oposta, ao sul, tomando como referência a letra S.

Latitude e Longitude no Power BI

Quando analisamos esses conceitos no contexto do Power BI, encontramos uma particularidade. Ele não lê a latitude e a longitude medido em graus ou tecnicamente em DMS, sigla de “degrees, minutes and seconds”, ou seja, graus, minutos e segundos (já que temos letras, strings, nesse formato), mas somente lê em graus decimais.

Então, como podemos fazer para utilizar essas coordenadas na nossa visualização? Como nós podemos fazer essa conversão?

Como vimos, no formato DMS, temos a letra (no início ou no final). Para convertermos, mudaremos essa letra em sinal positivo ou negativo do número. Se estivermos tratando da latitude, o norte representa o valor positivo e o sul, o negativo. Já na longitude, o oeste representa o negativo e o leste, o positivo.

Além disso, vamos manter o valor que está em graus, dividir o valor de minutos por 60 (para convertê-lo em graus também) e dividir os segundos por 3600.

Dessa forma, podemos realizar o tratamento no Editor do Power Query.

Vamos tomar como exemplo a coordenada da latitude e longitude de um café em Nova York:

37 25'19.07"N, 122 05'06.24"W

Mapa com marcador vermelho indicando um ponto de localização.

O primeiro ponto é ter atenção ao sinal de positivo e negativo quando trabalhamos com grau decimal. Portanto, teremos o primeiro número positivo e o segundo negativo.

Fazendo as transformações encontraremos sua longitude e latitude em graus decimais, como:

37.7, -122.2

É importante observarmos como esses dados estão presentes no nosso relatório. Caso estejam com a letra sigma (Σ), de somatório, eles estão sendo representados no formato numérico apenas. Então, podemos selecionar esse campo, ir em modelagem, e mudar a categoria dos dados para latitude e longitude. Assim, eles ficam com o desenho de um mapa, prontos para serem utilizados.

Caso você não possua essas informações, ainda assim pode utilizar a localização de endereço, como a cidade por exemplo, e o ponto central daquela cidade será localizado.

Agora que já entendemos os conceitos de latitude e longitude e como utilizá-la dentro do Power BI, podemos construir visualizações de mapas muito mais precisos e interessantes.

Quer saber mais?

Caso você queira conhecer mais sobre o tema de mapas e localização indicamos esse material:

Daniel Siqueira
Daniel Siqueira

Daniel é instrutor e professor de Matemática, Física, Química e Inglês.Tem verdadeira paixão em aprender coisas e assuntos novos, e transmitir seus conhecimentos.

Veja outros artigos sobre Data Science