Comunicação Não Violenta no ambiente de trabalho

Alanis Presotto
Alanis Presotto

Compartilhe

Reunião de trabalho.

Controlar o humor e o relacionamento com outras pessoas muitas vezes pode ser uma tarefa difícil. Como Ike Lasater já dizia: ”...muitas vezes, no local de trabalho, o foco é fazer com que o trabalho seja feito. No entanto, a base de todos os esforços, em qualquer setor, é a comunicação.”

Em sua vida profissional, e pessoal, a comunicação é essencial para se expressar, criar relacionamentos harmoniosos, dar instruções e interromper conflitos. Todos esses fatores contribuem para manter um ambiente de trabalho mais produtivo e agradável de conviver.

Pode ser que você já tenha passado por algumas situações no ambiente de trabalho que poderiam ser simplesmente resolvidas com uma comunicação mais assertiva. Por isso, para se comunicar melhor e despertar relações saudáveis com colegas/clientes/líderes, conheça a Comunicação Não Violenta (CNV). É uma habilidade, uma soft skill, importante para a sua carreira.

Se você deseja se aprofundar e saber mais sobre o que é a Comunicação Não Violenta, quais são os seus os 4 pilares, como inseri-la no ambiente de trabalho e evitar conflitos, continue lendo este artigo :)

Homem vestindo uma jaqueta de terno marrom gritando em um telefone branco.

O que é a Comunicação Não Violenta?

O conceito da Comunicação Não Violenta foi idealizada pelo psicólogo americano Marshall Rosenberg, por volta de 1970, que buscou encontrar uma comunicação que fosse mais assertiva e que fizesse com que a pessoa receptora entendesse o que você está falando, sem causar dor ou ofensas.

Essa é uma forma de se comunicar verbalmente, tendo como suas principais vertentes a compaixão, empatia e respeito. As pessoas que praticam a CNV se tornam mais autênticas na comunicação, recebem melhor compreensão, possuem habilidade de resolução de conflitos e maior conexão com as pessoas.

Mas, além de resolver conflitos, a CNV permite com que você entenda a origem das suas emoções e sentimentos e não culpe ou desconte em outra pessoa o que você está sentindo naquele momento. Ou seja, a sua relação consigo mesmo(a) e com os outros será melhor, e você será capaz de compreender suas necessidades e alcançar o que deseja.

Duas mulheres sentadas, cada uma em uma cadeira, perto de uma mesa conversando.

Como praticar a CNV?

Para praticar, ou até mesmo implementar a Comunicação Não Violenta na empresa em que trabalha, você pode seguir as 4 etapas da CNV:

  1. Observe os fatos:

A CNV enfatiza a observação dos fatos sem julgamento. O primeiro passo para praticar a comunicação não violenta é apresentar os fatos que foram observados. Essa prática envolve conseguir identificar e separar o que foi observado (o que aconteceu de fato) dos julgamentos que podem surgir.

Por exemplo, em vez de dizer para o seu colega de trabalho: “João, você não presta atenção no que eu falo”, você pode dizer: “João, percebi que durante a reunião você estava mexendo no celular”. Você percebeu que, em vez de atacá-lo com uma fala julgadora, nós apenas apresentamos o fato e descrevemos o que aconteceu?

  1. Expresse os sentimentos:

Na segunda etapa, é preciso descrever o que você sentiu em relação ao que aconteceu e ao que foi observado e assumir a responsabilidade pelos seus sentimentos. Para isso, é preciso que você se auto-observe e transforme em palavras o que você sentiu naquele momento, sem considerar o que outras pessoas disseram ou fizeram, mas sim a sua necessidade.

Ainda sobre a situação que aconteceu no exemplo do passo 1, você pode dizer: “... senti bastante desconforto e vergonha quando percebi que você estava mexendo no celular enquanto coisas importantes eram apresentadas na reunião.”

  1. Expresse suas necessidades:

Você já identificou os fatos e falou o que sente em relação a isso, o terceiro passo para se comunicar utilizando a CNV é expressar suas necessidades e explicar o que você precisa para não se sentir mais assim. Por isso é importante aprender a olhar dentro de si e externalizar as suas necessidades.

Um exemplo utilizando a expressão de necessidade poderia ser: “... sua participação e atenção nas reuniões é importante, pois, como parte da equipe, você pode adicionar valor à apresentação dos resultados e colaborar na aplicação de melhorias necessárias no futuro, com base nos feedbacks que recebemos.”

  1. Formule um pedido:

Agora chegou a hora de formular um pedido específico que faça com que as suas necessidades sejam atendidas. O pedido não deve soar como uma exigência, mas sim como uma solicitação, fazendo com que a pessoa receptora aja com compaixão. Foque no que você realmente quer.

Exemplo: “... na próxima reunião, você pode evitar o celular durante a apresentação?

cinco mulheres em volta de uma mesa, uma está falando e mexendo no tablet, as outras quatro estão prestando atenção.

CNV no ambiente de trabalho

Manter uma comunicação mais assertiva pode ser difícil, ainda mais no ambiente de trabalho remoto. O estresse no trabalho pode surgir de interações com expressões mais agressivas entre os próprios(as) profissionais ou clientes, causando conflitos e desentendimentos.

Poucas pessoas sabem que o uso da Comunicação Não Violenta no ambiente de trabalho pode diminuir ou até mesmo evitar todo esse estresse, gerando mais proximidade entre as pessoas e maior compreensão do que é dito.

Existem algumas vantagens de utilizar a CNV no ambiente de trabalho, como:

Promove empatia

Com pessoas mais empáticas na empresa, o ambiente se torna mais harmonioso pois a CNV é utilizada como meio de comunicação verbal ou escrita, mantendo uma relação mais aberta, sincera e livre de preconceitos e julgamentos.

Constrói relacionamentos mais satisfatórios

Com a CNV, o foco agora é deixar de lado a agressividade, e se concentrar em manter uma comunicação mais precisa e concisa. Desta maneira, existe mais espaço para as pessoas cultivarem relacionamentos no trabalho.

Leva a assertividade

As pessoas assertivas possuem a característica de aceitar as falhas das outras pessoas sem questionar, ou seja, elas não se comportam com indiferença, mas também não criticam. É uma habilidade que permite expressar suas opiniões e definir limites, respeitando as outras pessoas, fazendo com que os relacionamentos, dentro ou fora do escritório, sejam duradouros.

Ajuda a resolver conflitos

O ambiente de trabalho pode ser desafiador por conta das diferentes personalidades que podem existir em um único time. Neste caso, utilizar a CNV é a chave para evitar mal-entendidos ou suposições, já que a mensagem será clara e objetiva e não terá ruídos.

Direciona à honestidade

A CNV envolve aprender a ter honestidade consigo mesmo(a) e com os outros. E em um ambiente que pratica a Comunicação Não Violenta, as pessoas estão abertas para ouvir sem julgamentos, portanto não é preciso ter receio de ser uma pessoa honesta.

Exemplos de CNV na escrita

Uma pessoa mexendo no notebook e escrevendo uma mensagem no celular.

A Comunicação Não Violenta também pode ser utilizada na escrita e sabemos que, muitas vezes, a comunicação com colegas de trabalho e clientes é feita através de e-mails e mensagens.

Além disso, conflitos também podem surgir através da conversa por escrito por conta da falha na comunicação, considerando isso listei alguns exemplos de situações que são comuns de acontecer no ambiente de trabalho:

Quando você está aguardando uma resposta, mas a pessoa não te responde:

Primeiro, vamos observar os fatos:

  • Olá fulano(a), tudo bem? Há duas semanas atrás, mandei um convite por e-mail para participar de uma palestra que irá acontecer aqui na empresa e vi que você ainda não respondeu.

Depois, expressar os sentimentos:

  • Senti um pouco de angústia e ansiedade, já que a palestra é amanhã e ainda não recebi sua resposta.

Expressando a necessidade:

  • Enviei o convite antecipadamente porque eu precisava da sua resposta para reservar um lugar na frente para você.

Por fim o pedido:

  • Você consegue, por favor, dar alguma resposta até às 18:00 de hoje?

Quando você precisa remarcar um compromisso

Observar os fatos:

  • Olá fulano(a), tudo bem? Acho que você já sabe, mas meu filho está com uma alergia forte e surgiu um encaixe para consulta no médico nesta quarta-feira, às 15:00, mesmo dia e horário que da nossa reunião.

Expressar os sentimentos:

  • Fico apreensivo(a) e constrangido(a) porque marcamos essa reunião há muito tempo atrás, mas aliviado(a) por conta do encaixe disponível no médico para o meu filho.

Expressar a necessidade:

  • Eu preciso levar meu filho ao médico para tratamento da alergia o quanto antes, e portanto será necessário remarcar a nossa reunião.

Pedido:

  • Podemos remarcar a reunião para esta quinta-feira, no mesmo horário?

Quando você vai chegar com atraso ou não vai conseguir participar de uma reunião

Observar os fatos:

  • Olá fulano(a), tudo bem? Passei em um restaurante para almoçar antes de ir ao trabalho e agora estou presa(o) no trânsito e teremos uma reunião em 15 minutos.

Expressar os sentimentos:

  • Estou ansiosa(o) e com receio de perder informações importantes, porque não sei se chegarei a tempo.

Expressar a necessidade:

  • Mas tenho muito interesse em saber quais são as mudanças previstas para o projeto e quais os resultados obtidos do último lançamento.

Pedido:

  • Você pode anotar o que será falado na reunião, caso eu não consiga chegar a tempo?

muitos carros parados em uma avenida.

Quando você precisa dar um feedback para alguém que não fez o trabalho da forma esperada

Observar os fatos:

  • Olá fulano(a), tudo bem? Ontem recebi o arquivo do trabalho que você fez durante essa semana e percebi que faltam algumas informações.

Expressar os sentimentos:

  • Estou aflita(o) porque as informações que estão faltando são importantes para o layout e acessibilidade desta publicação.

Expressar a necessidade:

  • O trabalho precisa conter linguagem inclusiva, descrição e link das imagens.

Pedido:

  • Você pode incluir essas informações no arquivo, por favor?

Quando um cliente reclama do seu serviço/ produto

Observar os fatos:

  • Olá fulano(a), tudo bem? Vi que você fez um pedido na minha loja e já recebeu a peça que queria.

Expressar os sentimentos:

  • Estou preocupada(o) porque recebi um comentário seu no instagram da loja dizendo que a peça estava com defeito.

Expressar a necessidade:

  • Nesses casos, entender o que aconteceu é importante para mim, para poder resolver o problema da melhor forma.

Pedido:

  • Você pode me dizer o que aconteceu com detalhes, por favor? Se for possível, envie uma foto da peça que está com defeito.

Conclusão

Percebeu como os problemas podem ser resolvidos com a CNV de uma forma expressiva, harmoniosa e construindo boas relações? A Comunicação Não Violenta é uma ótima abordagem e qualquer pessoa pode aprender a utilizá-la.

Quer saber mais sobre o assunto?

Você tem esse video da Alura com a Priscila Stuani, no nosso canal de Youtube:

Então confira o curso Comunicação não violenta: Consciência para agir para implementar a CNV onde você trabalha!

Veja outros artigos sobre Inovação & Gestão