Autenticação com FirebaseUI no Android

Autenticação com FirebaseUI no Android
Alex Felipe Victor Vieira
Alex Felipe Victor Vieira

Compartilhe

O que é FirebaseUI?

Antes de configurar ou implementar código, é muito importante entender o que é o FirebaseUI e a sua proposta. Basicamente, é uma biblioteca do Firebase com a proposta de facilitar a implementação do Firebase Authentication.

Em outras palavras, o FirebaseUI implementa todo o fluxo de tela e lógica de autenticação, isso significa que não há a necessidade de criar um layout próprio e implementar todo o fluxo assim como fazemos no SDK do Firebase Authentication.

Isso também significa que temos restrições na personalização das telas e fluxo utilizando o FirebaseUI e, caso você tenha interesse em ter uma experiência diferente para o seu usuário, você não deve considerar o uso do FirebaseUI.

Tendo consciência das vantagens e desvantagens, agora podemos começar a configuração do FirebaseUI.

Você pode conferir mais detalhes sobre a capacidade do FirebaseUI na página de introdução oficial do Firebase.

Pré-requisitos

Neste artigo usaremos o projeto desenvolvido no curso de Firebase Authentication com Android. Se você já tem o projeto, fique à vontade em reutilizá-lo, caso contrário, você pode baixá-lo ou acessar o código fonte via GitHub.

O projeto fornecido não acompanha o arquivo de integração com o Firebase, o google-services.json. Isso significa que ao rodar o App, o Android Studio vai indicar a ausência do arquivo e não vai executar.

Para resolver o problema, você precisa ter ou registrar um App para Android no console do Firebase com o pacote br.com.alura.aluraesporte. Então, basta apenas baixar o arquivo e adicionar dentro do módulo app do projeto.

Caso esteja com dúvida de como fazer a configuração, confira a primeira aula do curso ou consulte a página da documentação do Firebase que explica o passo-a-passo.

Ao rodar o App deve apresentar a seguinte tela:

É importante ressaltar que iremos explorar a autenticação por meio de e-mail e senha, portanto, é necessário configurar o console do projeto do Firebase. Para isso você pode acessar o menu Authentication > Sign-in method para que permita esse tipo de autenticação:

Após preparar todo ambiente, já somos capazes de iniciar a implementação do FirebaseUI no projeto Android.

Adicionando o FirebaseUI no projeto

Como primeiro passo, precisamos ter acesso ao FirebaseUI no projeto. Para isso adicionamos as seguintes dependências:

dependencies {
    implementation 'com.firebaseui:firebase-ui-auth:6.2.0'
}

Como a própria documentação indica, caso queira fazer a autenticação com o Twitter ou Facebook, é necessário adicionar libs separadas também:

dependencies {
    implementation 'com.firebaseui:firebase-ui-auth:6.2.0'

    // Necessário somente para o login com Facebook
    // A versão mais atual do Facebook SDK pode ser encontrada aqui: https://goo.gl/Ce5L94
    implementation 'com.facebook.android:facebook-android-sdk:4.x'

    // Necessário somente para o login com Twitter
    // A versão mais atual do Twitter SDK pode ser encontrada aqui: https://goo.gl/E5wZvQ
    implementation 'com.twitter.sdk.android:twitter-core:3.x'
}

Após a adição, basta apenas sincronizar o App para ter o acesso aos componentes do FirebaseUI.

Adicionando os botões de autenticação

Agora que temos o FirebaseUI, precisamos de uma instância de AuthUI que será responsável em controlar todo o fluxo. Para isso, no onViewCreated() do LoginFragment, podemos pegar a instância via método estático da classe AuthUI:

override fun onViewCreated(view: View, savedInstanceState: Bundle?) {
    //restante do código
    val authUi = AuthUI.getInstance()
}

Em seguida precisamos montar a Intent que vai ficar responsável em abrir as telas do fluxo do FirebaseUI, fazemos isso com o método createSignInIntentBuilder() e adicionamos os provedores disponíveis durante o processo de construção:

val authUi = AuthUI.getInstance()
val intent = authUi.createSignInIntentBuilder()
    .setAvailableProviders(listOf(AuthUI.IdpConfig.EmailBuilder().build()))
    .build()

Note que ele recebe uma lista, ou seja, é possível enviar mais de um provedor de uma vez.

Então precisamos inicializar a Intent, porém, a inicialização da Intent é a partir do método startActivityForResult(), pois ao finalizar a Activity inicializada, precisamos lidar com o retorno:

val authUi = AuthUI.getInstance()
val intent = authUi.createSignInIntentBuilder()
    .setAvailableProviders(listOf(AuthUI.IdpConfig.EmailBuilder().build()))
    .build()
startActivityForResult(intent, RC_SIGN_IN)

RC_SIGN_IN é uma constante que identifica a requisição feita pela Intent, você pode colocar o valor Int que preferir, como por exemplo, o 1

Então podemos rodar o App e conferir o que acontece:

Note que não temos mais acesso à nossa tela de Login que fizemos anteriormente!

Testando o fluxo de autenticação e cadastro via e-mail e senha

Apenas com essa implementação temos acesso ao fluxo completo de autenticação via e-mail e senha utilizando o Firebase Authentication como, por exemplo, o cadastro de um usuário inexistente:

Ou a autenticação quando o usuário já existe:

Em ambos os casos, ao abrir o App novamente, que faz a verificação da existência de um usuário logado, entramos diretamente na tela inicial, a lista de produtos.

Para fazer as simulações, você pode deslogar do App :)

Entretanto, esse fluxo natural não acontece após cadastrar ou autenticar com o FirebaseUI... O motivo disso é o fato de que não estamos lidando com a resposta da inicialização da Activity, ou seja, precisamos sobrescrever o onActivityResult() e implementar a devida verificação:

override fun onActivityResult(requestCode: Int, resultCode: Int, data: Intent?) {
    super.onActivityResult(requestCode, resultCode, data)
    if (requestCode == RC_SIGN_IN) {
        if (resultCode == RESULT_OK) {
            vaiParaListaProdutos()
        }
    }
}

Nessa implementação basicamente identificamos a requisição que foi feita e se obtivermos um código de sucesso, então redirecionamos para a tela da lista de produtos que já faz a verificação da existência de usuário:

Observe que agora o App mantém o comportamento natural durante a autenticação ou no cadastro:

E agora temos uma implementação do fluxo de cadastro e autenticação com e-mail e senha utilizando o FirebaseUI, simples né?

Lidando com os possíveis problemas

Na nossa primeira implementação, simulamos apenas os 'caminhos felizes', quando tudo ocorre como o esperado, e não notamos nenhum comportamento estranho. Porém, em situações que temos uma falha o App volta novamente para a tela de login e sem nenhum feedback para o usuário ou usuária, um comportamento bastante estranho.

Para lidarmos com isso, podemos verificar quando o resultado não é RESULT_OK e identificar o possível problema com a resposta recebida:

override fun onActivityResult(requestCode: Int, resultCode: Int, data: Intent?) {
    super.onActivityResult(requestCode, resultCode, data)
    if (requestCode == RC_SIGN_IN) {
        if (resultCode == RESULT_OK) {
            vaiParaListaProdutos()
        } else {
            val response = IdpResponse.fromResultIntent(data)
            Log.e(TAG, "onActivityResult: falha ao autenticar", response?.error)
            view?.snackBar("Falha ao autenticar")
        }
    }
}

TAG é uma constante do tipo String, você pode colocar o valor que preferir para identificar o log, geralmente eu costumo colocar no nome da classe.

Ao testar novamente a autenticação temos a identificação do problema visualmente:

E uma informação mais precisa via logcat:

2020-08-19 12:30:55.419 19460-19460/br.com.alura.aluraesporte E/LoginFragment: onActivityResult: falha ao autenticar

Nesse caso temos um erro nulo, o que indica que este usuário voltou da tela de autenticação segundo a amostra de código da documentação, inclusive, também é indicado que em casos que não é nulo, é possível verificar o código para identificar o erro:

val response = IdpResponse.fromResultIntent(data)

Adaptando a tela inicial com o FirebaseUI

Um outro ponto importante em relação ao uso do FirebaseUI, é que delegamos toda a responsabilidade de autenticação para ele, ou seja, não faz sentido manter a mesma tela de login que temos quando consideramos o seu uso.

Em outras palavras, é mais conveniente utilizar uma tela que apresente um botão para entrar no App e assim abrir o FirebaseUI:

Essa implementação pode ser feita de várias maneiras, considerando este projeto que utiliza o Navigation, são necessários os seguintes passos:

  • Criar um novo destino (Fragment) para a tela de início;
  • Implementar a tela (XML de layout);
  • Configurar o listener do botão Entrar para abrir o componente do FirebaseUI;
  • Migrar a sobrescrita do onActivityResult() da tela de login para a tela de início;
  • Configurar o controlador do navigation para acessar a lista de produtos quando a autenticação for sucedida;
  • Configurar o Fragment base para redirecionar para a tela de início ao invés da tela de login quando o usuário não estiver autenticado ou quando for deslogado;

Considere esses passos como desafio e tente implementá-los ;)

Caso queira conferir como foi feita toda a implementação do artigo, confira este commit ou o código fonte no repositório do GitHub.

Para saber mais: Possibilidades com o FirebaseUI

A implementação do FirebaseUI desenvolvida durante o artigo é apenas uma parte das possibilidades que essa biblioteca oferece, ou seja, há muitas outras possibilidades e funcionalidades que podem ser exploradas. Caso tenha interesse em saber mais além do conteúdo introdutório visto na documentação, confira o README do projeto via GitHub.

Alex Felipe Victor Vieira
Alex Felipe Victor Vieira

Alex é instrutor e desenvolvedor e possui experiência em Java, Kotlin, Android. Criador de mais de 40 cursos, como Kotlin, Flutter, Android, persistência de dados, comunicação com Web API, personalização de telas, testes automatizados, arquitetura de Apps e Firebase. É expert em Programação Orientada a Objetos, visando sempre compartilhar as boas práticas e tendências do mercado de desenvolvimento de software. Atuou 2 anos como editor de conteúdo no blog da Alura e hoje ainda escreve artigos técnicos.

Veja outros artigos sobre Mobile