Primeiras aulas do curso UX Research: metodologias e imersão em pesquisa

UX Research: metodologias e imersão em pesquisa

Pesquisa em UX - Apresentação

Olá! Meu nome é Tuanny Dias, sou instrutora de UX da Alura e Product Designer. Esse é o curso de Metodologias e Imersão em Pesquisa.

Nesse curso você aprenderá sobre as metodologias mais utilizadas dentro de UX Design. Nos aprofundaremos no que chamamos de UX Research, a pesquisa dentro do universo de UX. Para isso, conheceremos essa matriz, que é um panorama sobre os principais métodos utilizados dentro da pesquisa em UX.

Veremos um pouco sobre pesquisas comportamentais, atitudinais, qualitativas e quantitativas, e como escolher cada metodologia e o momento em que utilizamos cada uma delas.

Como projeto desse curso, executaremos uma pesquisa e criaremos um repositório de pesquisas para a empresa Alura Med. Atuaremos como freelancer e faremos a primeira pesquisa de imersão.

Na pesquisa, criaremos do zero um plano de pesquisa registrando todas as etapas - similar ao que fazemos no dia a dia como UX Researcher - para fazer a primeira pesquisa da Alura Med.

Se você não sabe utilizar o Notion, não tem problema. Nós criaremos esse repositório do zero.

Ao fim das aulas você terá seu repositório de pesquisa, suas descobertas e isso pode até virar um portfólio se você quiser divulgar seus estudos e seus conhecimentos.

Outra coisa que veremos neste curso é o processo de desenvolvimento de produtos e como cada metodologia de pesquisa se encaixa em cada etapa. Utilizaremos o FigJam para fazer esse desenho e conectar cada metodologia a cada etapa do Double Diamond.

É importante que você já tenha conhecimento do que é UX e qual sua importância, da razão pela qual criamos produtos digitais pensando nos usuários que vão utilizá-los.

Caso você ainda não saiba, recomendo que primeiro faça o curso de fundamentos, mas se você já sabe e quer se aprofundar em pesquisa para trabalhar como UX Researcher, para melhorar seu dia a dia no trabalho, para fazer um portfólio de pesquisa, vem comigo que esse curso é para você.

Pesquisa em UX - Por que fazer pesquisa?

Antes de começar nosso curso de metodologia de pesquisa, preciso alinhar uma expectativa com você.

Neste curso, é necessário que você já tenha compreensão do que é UX Design. Caso você ainda não saiba, é importante que você faça um outro curso para entender melhor quais são os termos, o que é a experiência e o que ela envolve, produtos e serviços digitais.

Se você já tem familiaridade com os termos e agora quer descobrir formas de analisar e compreender os usuários para conseguir trazer as necessidades, as dores do usuário, para dentro dos produtos e resolvê-los de forma eficiente, segue comigo para estudar quais são as metodologias, as ferramentas e o que envolve toda essa disciplina dentro do UX, que é o UX Research.

Agora, falando de pesquisas em geral, ao ouvir a palavra "pesquisa" do que você se lembra?

Para mim, especificamente, lembro muito da parte de descoberta. Fazer uma pesquisa para descobrir algo novo; ou para conhecer melhor um assunto, me aprofundar num assunto fazendo uma pesquisa; ou até mesmo para buscar respostas, tenho várias perguntas na minha cabeça e quero entender melhor, buscar respostas, vou fazer uma pesquisa.

Tendo em mente que a pesquisa é todo esse desejo de descoberta, como juntamos esse desejo com o trabalho em UX Design? Pensando que o UX é responsável por entender e envolver o sentimento das pessoas em relação à utilização de um produto ou serviço, é responsabilidade dele destacar quais são os aspectos de afeto e vivência dos usuários.

Isso significa que ele é responsável por entender qual a interação do usuário com o produto e com o serviço. É aí que vem a pesquisa para conseguir entender todo esse processo.

Por meio da interação e envolvimento do usuário é que conseguimos avaliar se a experiência é agradável ou não. E também saber se podemos fazer algo para melhorá-la. Como um termômetro para entender se aquele produto ou serviço está tendo sucesso ou não.

Dentro da pesquisa do UX Designer existem três grandes momentos que quero destacar.

Primeiro, é o momento de descoberta. É nesse momento que juntamos o desejo de descobrir algo novo com a oportunidade de ouvir os usuários e as pessoas envolvidas em um projeto. Um exemplo disso são as pesquisas de profundidade, nas quais podemos fazer entrevistas com o usuário ou com stakeholders.

Também temos uma parte de compreensão. Ao fazer uma pesquisa mais voltada para a parte de compreensão, é o momento em que vou mapear os processos, entender quais são as atividades feitas, as etapas de uso. O momento de compreensão acontece especificamente quando criamos uma jornada de usuário, é aquele momento em que queremos entender como o usuário se sente e o que ele faz a cada etapa.

Também temos o momento de validação, no qual vamos validar produtos, ideais e criações que tivemos, ou que a empresa teve, com o usuário. É nesse momento que testamos funcionalidades para ver se o usuário realmente está conseguindo interagir, e até mesmo a interação do usuário como um todo dentro do produto. Para verificar se o produto está acessível e se o usuário consegue atingir seu objetivo.

Diante disso, temos os testes de usabilidade, que é a ferramenta que utilizamos para avaliar o comportamento do usuário com o produto.

Agora que já entendemos o que é uma pesquisa e quais suas grandes etapas, podemos resumir que o objetivo da pesquisa dentro de UX é entender as necessidades dos nossos usuários com produtos e serviços.

É o momento em que entenderemos qual é a dor do usuário, como ele pode resolver um problema, e trazer para dentro do serviço para que o serviço ou produto resolva essa dor.

Também conseguimos conectar histórias, vivências e experiências das pessoas. Então, é na pesquisa que faremos com que um produto atenda o usuário e não seja apenas mais um produto entre tantos outros.

A pesquisa dentro de UX tem o objetivo de ouvir e levantar informações preciosas para criação ou desenvolvimento do serviço.

Objetivos da pesquisa em UX

Agora que já entendemos quais são as formas de pesquisa, suas etapas e grandes momentos, vamos conhecer os métodos e técnicas mais utilizados dentro de UX Research.

Pesquisa em UX - Por onde começar?

Já vimos que a pesquisa está totalmente relacionada com a disciplina de UX Design e que existe uma área chamada UX Research, que cuida especificamente da parte de pesquisa.

Então, podemos afirmar que a pesquisa em UX concentra-se em compreender os comportamentos dos usuários (como o usuário se comporta ao utilizar aquele produto/serviço) e também na motivação de uso, através da pesquisa descobrimos o que o usuário pensa sobre o aplicativo, o que ele faz com aquele aplicativo e porque ele usa especificamente aquele aplicativo e não o do concorrente.

Através da pesquisa também encontramos padrões. Por exemplo, se faço uma pesquisa com dez usuários e oito usuários apresentam padrão de erro ao utilizar uma função dentro do aplicativo, já consigo identificar que há um padrão entre aqueles usuários e atuar em cima disso.

E também a entender as necessidades de uso, quais as necessidades e dores dos usuários. Até que consigamos encontrar oportunidades para tratar as dores e erros citados.

A pesquisa em UX se concentra em:

Aí você pode pensar: "Então, para fazer pesquisa, basta ir conversar com o usuário, perguntar o que ele acha, o que ele sente, o que ele faz e vou embora".

Mas nem só de entrevista de profundidade vive um UX Designer. Temos, hoje, mais de 20 técnicas diferentes para utilizar.

A forma como utilizamos essas técnicas é muito parecida com uma bolsa de ferramentas. Ao selecionar ferramentas, vou pegar cada ferramenta de acordo com a minha necessidade. Se quero bater um prego, vou pegar o martelo; se quero apertar alguma coisa, vou pegar o alicate.

Com UX é a mesma coisa. Temos mais de 20 técnicas, e essas técnicas nos ajudam a entender melhor os contextos dos usuários, a criar experiências melhores. Mas cada uma delas tem uma abordagem diferente, uma metodologia diferente, assim como resultados diferentes.

Então, temos uma bolsa de possibilidades de pesquisas que podemos fazer com os usuários, relacionado ao nosso produto/serviço.

Antes de começar a escolher qual técnica utilizaremos, existe um passo importante, responder a seguinte questão: o que eu quero descobrir sobre o meu usuário?

Se eu não souber a pergunta que quero responder, se não souber o que eu vou fazer, não consigo escolher a técnica. Precisamos saber o que perguntar ao usuário, para depois definirmos a técnica exata de pesquisa.

E seu te falar que existe uma matriz com várias metodologias de pesquisa? Nós vamos desenhar essa matriz lá no FigJam, porque cada técnica presente nessa matriz responde uma pergunta.

O FigJam é uma opção de arquivo dentro do Figma que nos ajuda a desenhar nossas ideias, porque são processos muito importantes tanto na aprendizagem quanto no trabalho como UX Designer.

Agora, vamos acessar o Figma. No canto superior direito, vamos clicar em "Novo" e em vez de selecionar a criação de um novo arquivo do Figma, selecionaremos a criação de um novo arquivo do FigJam.

Abriu um board branco, todo pontilhado, que é como se fosse uma lousa interativa para que você consiga desenhar.

O FigJam é uma ótima ferramenta para cocriações, aqueles momentos em que você quer compartilhar ideias com várias pessoas, você dá o acesso a elas e elas podem editar essa tela.

Na área inferior central, temos as ferramentas de desenho. No botão "Templates", podemos selecionar modelos pré-prontos para preenchermos. No nosso caso, vamos desenhar uma matriz do zero, então não usaremos um template.

Começaremos clicando na opção de formatos nesse menu de ferramentas, e selecionaremos o quadrado. Ao clicar uma vez e arrastar, ele libera o quadrado, podemos também arrastar o canto do quadrado para aumentá-lo e puxamos também a lateral para transformá-lo num retângulo que vai ser o local onde colocaremos as perguntas e setas da matriz.

Vou mudar a cor desse nosso retângulo para branco. Em seguida, no menu, clicaremos no ícone de conectores para selecionar um conector reto. Vou desenhar uma linha vertical no centro, que será a primeira parte da matriz.

É possível mudar a ponteira, mudar o tamanho. Vou inserir ponteiras com setas. Agora, criarei a segunda linha, dessa vez uma linha horizontal cruzando a linha anterior.

Como já havíamos criado a ponteira, ele reconheceu e manteve como padrão a que selecionamos anteriormente.

Agora, vou selecionar as duas linhas e mudar a cor das linhas para roxo. Já temos a nossa matriz. No menu, vou clicar no ícone de texto para inserir o título: "Parte 1 - Estrutura da matriz". No campo de texto é possível editar negrito, tamanho, espaçamento, fonte, entre outras coisas.

Também conseguimos adicionar figuras, para deixar mais interativo. No menu, vou clicar no ícone de bibliotecas (Libraries). Escrever "pin" no campo de busca e selecionar uma das imagens de pin para colocar no canto superior esquerdo, ao lado do nosso título.

Agora, vou adicionar um texto auxiliar, para explicar um pouco mais o que essa matriz faz. O texto auxiliar será: "Um panorama dos métodos de pesquisa em design". Deixarei a cor da fonte em roxo, para combinar com a cor das linhas da matriz.

A estrutura da nossa matriz está pronta, agora podemos pensar mais sobre as metodologias. Quais são as metodologias de pesquisa que existem hoje?

Existe a pesquisa comportamental, que é aquela pesquisa focada em comportamento, como o usuário se comporta perante alguma ação. Selecionei um campo de texto e, dentro dele, vou escrever "Comportamental". Se eu clicar em cima da palavra, apertar a tecla "Alt" e arrastar para baixo, ele faz uma cópia desse campo de texto.

Nessa cópia que fizemos, vamos escrever a segunda metodologia de pesquisa: "Atitudinal". Como o nome sugere, é mais relacionada à atitude que um usuário tem sobre um produto.

Faremos o mesmo procedimento para copiar o campo de texto e nesse terceiro campo escreveremos "Qualitativa", e o próximo campo de texto será "Quantitativa".

Então, através dessa matriz, poderemos identificar metodologias dessas 4 grandes áreas que listamos aqui: Comportamental, Atitudinal, Qualitativa e Quantitativa. Por enquanto, vamos deixar esses campos de texto no lado esquerdo, fora da matriz, depois as posicionaremos nos lugares corretos.

Agora, colocaremos quais as perguntas cada uma dessas metodologias respondem. Lembra que eu falei que sempre temos uma pergunta para fazer ao usuário e sempre temos uma metodologia atrelada a essa pergunta?

Vou escrever em campos de textos separados, uma pergunta para cada uma das áreas que listamos. Para a comportamental: "O que as pessoas fazem?"; atitudinal: "Por que as pessoas fazem?"; qualitativa: "O que as pessoas dizem?"; quantitativas: "Quantas pessoas fazem?".

Então, já sei que essas 4 grandes perguntas estão relacionadas a esses 4 grandes métodos de pesquisa.

Para encerrar, mudarei a cor da fonte de "Comportamental" e "Atitudinal" para a azul, e "Quantitativa" e "Qualitativa" para verde.

Podemos reutilizar esse projeto, vou deixá-lo anexado na plataforma para que você possa baixar, mas recomendo que você crie do zero, como eu fiz, assim você consegue memorizar melhor a utilização dessa ferramenta.

Agora que já vimos como usar o FigJam, e para quê existe essa matriz, vamos para a próxima aula, onde colocaremos cada metodologia dentro de seu respectivo eixo.

Sobre o curso UX Research: metodologias e imersão em pesquisa

O curso UX Research: metodologias e imersão em pesquisa possui 159 minutos de vídeos, em um total de 43 atividades. Gostou? Conheça nossos outros cursos de UX Research em UX & Design, ou leia nossos artigos de UX & Design.

Matricule-se e comece a estudar com a gente hoje! Conheça outros tópicos abordados durante o curso:

Aprenda UX Research acessando integralmente esse e outros cursos, comece hoje!

Plus

  • Acesso a TODOS os cursos da plataforma

    Mais de 1200 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, em Programação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

  • Alura Língua (incluindo curso Inglês para Devs)

    Estude a língua inglesa com um curso 100% focado em tecnologia e expanda seus horizontes profissionais.

12X
R$85
à vista R$1.020
Matricule-se

Pro

  • Acesso a TODOS os cursos da plataforma

    Mais de 1200 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, em Programação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

  • Alura Língua (incluindo curso Inglês para Devs)

    Estude a língua inglesa com um curso 100% focado em tecnologia e expanda seus horizontes profissionais.

12X
R$120
à vista R$1.440
Matricule-se
Conheça os Planos para Empresas

Acesso completo
durante 1 ano

Estude 24h/dia
onde e quando quiser

Novos cursos
todas as semanas