Alura > Cursos de Data Science > Cursos de SQL e Banco de Dados > Conteúdos de SQL e Banco de Dados > Primeiras aulas do curso SQLite online: conhecendo instruções SQL

SQLite online: conhecendo instruções SQL

Importando a base de dados - Apresentação

Boas-vindas! Meu nome é Beatriz Magalhães, sou instrutora na Escola de Dados e vou te acompanhar durante esse curso introdutório de SQL (Structured Query Language).

Audiodescrição: Beatriz é uma mulher de pele clara, com cabelos castanhos, longos e ondulados. Veste uma blusa azul escura e está em um fundo de uma parede branca iluminada por uma luz verde.

Para quem é este curso?

Esse curso é para você que está começando na área de dados ou está migrando para a área de dados e deseja aprender SQL desde o básico até realizar suas primeiras consultas. Com esse curso, você será capaz de criar, excluir, alterar e inserir dados em tabelas, além de fazer suas primeiras consultas utilizando alguns filtros, tudo isso usando a linguagem SQL.

Para isso, vamos usar a base de dados de uma empresa de importação em expansão, que deseja extrair insights dos dados para auxiliar no seu crescimento. E para que seu aprendizado seja ainda mais enriquecedor durante este curso, não deixe de fazer as atividades propostas e de estar em contato com nossa comunidade.

Entre no Discord das pessoas estudantes, troque experiências com outras pessoas estudantes no fórum e nos marque no LinkedIn para compartilhar seu progresso no curso.

Te espero no próximo vídeo para iniciarmos nosso projeto.

Vamos lá?

Importando a base de dados - Acessando o SQLite online

Você é uma pessoa que acabou de migrar para a área de dados e já conseguiu seu primeiro projeto, que será trabalhar na organização do banco de dados de uma empresa de importação, no caso, a Hermex Import.

A empresa já forneceu para nós algumas tabelas, alguns dados internos, e ela deseja conseguir tirar insights valiosos que serão utilizados nas campanhas, nas ações que ela vai tomar daqui para frente.

Linguagem SQL

Para isso, vamos utilizar a linguagem SQL. SQL vem do termo em Inglês "Structured Query Language" (Linguagem de Consultas Estruturadas). É uma linguagem que consegue fazer consultas em bancos de dados relacionais.

Os bancos de dados relacionais são bancos de dados que possuem** tabelas que se comunicam**, tabelas que têm informações que se ligam de alguma forma. Então, SQL é ideal para trabalhar fazendo consultas nesse tipo de dado. Para isso, precisamos de uma plataforma que leia essa linguagem. Ou seja, um sistema que consiga traduzir essa linguagem SQL e trazer os dados desses bancos de dados.

Para tal, vamos escolher um SGBD, sendo um Sistema Gerencial de Banco de Dados. E há vários tipos de SGBDs diferentes. Inclusive, vamos deixar uma atividade explicando um pouco mais sobre cada SGBD e as suas particularidades.

Mas para o nosso projeto, vamos utilizar o SQLite Online, que é um SGBD que tem uma vantagem: ele não precisa de instalação, como a maioria dos SGBDs que exigem um trabalho para fazer instalação. No SQLite Online, vamos poder utilizá-lo diretamente no nosso navegador. No navegador, digitamos sqliteonline.com. Com isso, entramos na plataforma.

sqliteonline.com

Mas, como vamos fazer agora para trazer esses dados que a Hermex Import forneceu para nós, para dentro da nossa plataforma? Se analisarmos os nossos documentos do computador, temos salvo duas tabelas que a Hermex Import já nos forneceu. A tabela de fornecedores e a tabela de pedidos. Mas, as duas tabelas estão em formato CSV.

Se abrirmos o documento, vai estar naquele formato com muitos dados escritos, tudo separado por vírgula, mas não é fácil de entender. As duas tabelas estão dessa forma. E para conseguirmos extrair algum dado, algum insight desse jeito, é muito difícil.

Como vamos fazer agora para trazer essas tabelas para dentro do sqliteonline e conseguir já trabalhar com a linguagem SQL?

Isso é o que vamos ver no próximo vídeo. Até mais!

Importando a base de dados - Importando arquivos no SQLite

Agora que acessamos o SQLite online, exploraremos a plataforma para identificar as opções disponíveis.

Explorando o SQLite online

À esquerda, encontramos os nomes de alguns Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBDs) aos quais o SQLite nos permite conectar, como MariaDB e PostgreSQL. As tabelas e dados que importarmos estarão listados nesta seção "Table".

Na parte superior, encontramos diversas opções, como file. Ao selecionar esta opção, podemos abrir ("Open DB") ou salvar bancos de dados ("Save DB"), bem como acessar códigos SQL.

Na lateral direita, está a opção "owner DB", que permite a conexão com bancos de dados dos quais somos proprietários, utilizando suas URLs. Isso inclui bancos de dados em outros SGBDs, como SQLite Server, MariaDB, MySQL, e outros, conforme indicado.

E, ao lado dessa opção, temos a opção de "run", que usaremos bastante durante o curso, que serve exatamente para rodar os códigos que escreveremos. Quando clicamos neste botão, executamos o que estamos escrevendo no centro da nossa plataforma. Ao lado, temos a opção de "export", para exportar, então, criamos as queries, as consultas, e podemos exportar em formato de outros documentos, como um SQL schema, um CSV, um JSON.

E, ao lado, temos a opção de "import", que também usaremos daqui a algum tempo, que vai possibilitar trazer um arquivo do nosso computador para dentro do sistema, para conseguirmos fazer nossas consultas.

Na parte central do nosso SQLite online, temos a parte onde podemos digitar as nossas queries, as nossas consultas, e abaixo tem onde trará os resultados. Se formos rodando as consultas, na parte inferior, visualizaremos o resultado já trazido para nós. E, ao lado direito, temos o histórico.

Tudo que rodarmos, tudo que escrevermos, o histórico vai registrar. Inclusive, se escrevermos algum código que não rode corretamente, ele vai dar um erro e vai explicar, mais ou menos, o que deu errado. Isso é bom porque conseguimos entender que podemos ter errado uma palavra, uma cláusula, e conseguimos corrigir isso. O SQLite online é uma plataforma gratuita, então, ele tem propagandas, tanto na lateral direita superior quanto na parte esquerda inferior.

Enfim, o básico é esse.

Importando tabelas

Agora, vamos importar as nossas primeiras tabelas da Hermex Import para começarmos a trabalhar com o banco de dados da empresa. Na parte superior central, na opção de "import", vamos clicar e abrir na opção de open, que nos levará aos documentos do nosso computador.

Lá, vamos na tabela de fornecedores e clicamos em abrir no canto inferior direito. Na janela de importação ("Import"), aparecem todas as informações desse documento. O tipo ("type"), que é a opção CSV, o nome ("name"), o delimitador ("delimiter"), e tem uma coluna que se chama column name (em português, "nome da coluna").

Essa opção precisaremos alterar, porque se visualizarmos abaixo, na tabela, o nome da coluna, eles colocaram um nome genérico, o sistema colocou C1, C2, C3, isso porque a primeira linha, que seria o real nome da coluna do documento, passou para a parte de dados, como se fosse uma informação qualquer.

Então, vamos na opção column name e trocamos de new auto para first line. Assim, faremos com que a primeira linha do nosso documento seja o nome da coluna, que é o correto. Observem que agora o nome das colunas na parte inferior são: "Nome do fornecedor", "Pais de origem", "Informações de contato" e "Data de início".

Depois de fazer essa mudança, clicamos em "OK" no canto inferior direito. Se analisarmos na lateral esquerda, a tabela de fornecedores já foi importada com sucesso.

Agora, faremos o mesmo com a tabela de pedidos. Vamos clicar acima na opção import, clicar em open, na tabela de pedidos, depois clicar em "abrir" no canto inferior direito. E a mesma coisa com a tabela de pedidos, ela vem mostrando o tipo e as outras informações. Vamos na parte de nome da coluna, colocar na opção first line e clicar em "OK". E a tabela de pedidos foi importada com sucesso também.

Mas essas tabelas estão agora dentro do nosso SQLite Online, e como fazemos para visualizar os dados nelas, ou seja, consultar?

Consultando os dados da tabela

Se formos na lateral esquerda, em cima do nome da tabela, clicar com o botão direito e ir na opção select (show table), vamos reparar que na parte central do nosso SQLite Online já apareceram as colunas com os dados da tabela, com todos os dados.

O retorno abaixo foi parcialmente transcrito. Para conferi-lo na íntegra, execute o código na sua máquina.

IDNome_do_fornecedorPais_de_OrigemInformações_de_ContatoData_de_início
1TechtronixChinaemail@techtronix.com2022-01-15
2ElectroTechJapãoinfo@electrotech.ckm.jp2021-11-20

Então, aqui tem o ID, o nome do fornecedor, país de origem, informações de contato, enfim, todas as colunas da tabela. E a mesma coisa com a tabela de pedidos. Se formos em cima do nome da tabela de pedidos, na lateral esquerda, clicar com o botão direito e ir na opção select, na parte inferior teremos todas as colunas da tabela do pedido também. ID, data do pedido, status, total do pedido, cliente.

É interessante reparar que cada dado é de um tipo diferente, então temos data, valor em reais, texto. Isso será super interessante, pois ao longo do curso exploraremos como cada tipo de dado se comporta, se é um texto ou uma data, e as diferenças em trabalhar com cada uma dessas informações.

Se repararmos, quando clicamos para mostrar a tabela, em show table, na nossa parte central do SQLite Online, foi escrito nosso primeiro comando, que é esse select, com o nome da tabela.

SELECT * FROM tabelapedidos

E esse é, na verdade, o primeiro comando que aprenderemos, entenderemos o que significa esse select que apareceu.

Mas isso veremos no próximo vídeo. Até mais!

Sobre o curso SQLite online: conhecendo instruções SQL

O curso SQLite online: conhecendo instruções SQL possui 123 minutos de vídeos, em um total de 56 atividades. Gostou? Conheça nossos outros cursos de SQL e Banco de Dados em Data Science, ou leia nossos artigos de Data Science.

Matricule-se e comece a estudar com a gente hoje! Conheça outros tópicos abordados durante o curso:

Aprenda SQL e Banco de Dados acessando integralmente esse e outros cursos, comece hoje!

Plus

De
R$ 1.800
12X
R$109
à vista R$1.308
  • Acesso a TODOS os cursos da Alura

    Mais de 1500 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, emProgramação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

Matricule-se

Pro

De
R$ 2.400
12X
R$149
à vista R$1.788
  • Acesso a TODOS os cursos da Alura

    Mais de 1500 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, emProgramação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

  • Luri, a inteligência artificial da Alura

    Luri é nossa inteligência artificial que tira dúvidas, dá exemplos práticos e ajuda a mergulhar ainda mais durante as aulas. Você pode conversar com Luri até 100 mensagens por semana.

  • Alura Língua (incluindo curso Inglês para Devs)

    Estude a língua inglesa com um curso 100% focado em tecnologia e expanda seus horizontes profissionais.

Matricule-se
Conheça os Planos para Empresas

Acesso completo
durante 1 ano

Estude 24h/dia
onde e quando quiser

Novos cursos
todas as semanas