Alura > Cursos de Programação > Cursos de Lógica > Conteúdos de Lógica > Primeiras aulas do curso Lógica de programação: praticando com desafios

Lógica de programação: praticando com desafios

Projeto Sorteador de números - Apresentação

Jacqueline: Olá, boas-vindas a este curso! Eu sou Jacqueline Oliveira, engenheira de software e instrutora na Alura.

Audiodescrição: Jacqueline se descreve como uma mulher de pele branca, com cabelos longos e loiros lisos, olhos castanhos, vestindo uma camisa preta. Ela está sentada no estúdio da Alura, ao lado esquerdo de uma mesa preta com um notebook e um microfone pretos à sua frente, com uma parede clara ao fundo iluminada em gradiente de azul e lilás.

Porém, não estou sozinha. Estou bem acompanhada pelo Rodrigo.

Rodrigo: Te dou boas-vindas também! Sou Rodrigo Ferreira, um dos instrutores na escola de Programação da Alura.

Audiodescrição: Rodrigo se descreve como um homem de pele branca, com cabelo curto castanho, olhos castanhos, usando uma camisa azul. Ele também está sentado no estúdio da Alura, porém ao lado direito da mesa.

Lhe damos as boas-vindas a mais um curso para treinar e praticar lógica de programação!

O que vamos aprender?

Jacqueline: O objetivo do curso é reforçar todos os conceitos vistos em lógica de programação, como o uso de variáveis, condicionais, e estruturas de repetição, para consolidar os conhecimentos adquiridos.

Rodrigo: Exato! Para quem está começando agora a dar os primeiros passos com programação, é uma área nova, com muitos conceitos, alguns até um pouco mais difíceis, mas a melhor forma de aprender e se familiarizar é com a prática.

Então, nos cursos de lógica de programação, você aprenderá a desenvolver um projeto, e neste curso, proporemos alguns projetos distintos. Em cada aula, apresentaremos um projeto, explicaremos a ideia e você terá que tentar criar esse projeto por conta própria.

Caso tenha dificuldade ou dúvidas, também mostraremos uma solução implementando o passo a passo para que você tenha uma ideia de como seria o processo de cada um desses projetos.

Jacqueline: Trabalharemos com quatro novos projetos, todos com a parte de front-end já desenvolvida que disponibilizaremos para você. Não se preocupe, pois o objetivo não é mergulhar profundamente em front-end. O principal alvo é praticar a lógica, como resolver uma situação envolvida no projeto, isto é, o desafio do projeto.

Rodrigo: Cada projeto terá funcionalidades específicas e focaremos na parte de algoritmos, de lógica de programação com o uso de variáveis, condicionais, loops, arrays e funções, tudo o que foi visto em outros cursos e será reforçado aqui com diferentes projetos.

Assim, você poderá criar um portfólio com vários projetos, praticar bastante, e se familiarizar cada vez mais com a programação, para posteriormente prosseguir com outros cursos e formações da Alura.

Jacqueline: Estou ansiosa para começar! Vamos iniciar, Rodrigo?

Rodrigo: Vamos conhecer esses projetos e colocar a mão na massa para praticar bastante a lógica de programação.

Projeto Sorteador de números - Apresentação do projeto Sorteador

Rodrigo: Antes de começarmos o curso, tivemos uma mudança. Você deve ter percebido, estamos com um cenário diferente. Estamos nas nossas respectivas casas, pois decidimos fazer uma alteração nesse curso.

Como algumas pessoas estavam com dificuldades para aplicar os conhecimentos e resolver os desafios sozinhas, decidimos gravar uma aula extra. No entanto, essa aula será a primeira. A antiga primeira foi adiada, tornou-se a segunda, e assim por diante.

Nessa aula, teremos um projeto, mas ele não será um desafio para você tentar implementar sozinho. Vamos desenvolver um projeto para reforçar os conhecimentos de HTML, CSS, JavaScript, para que você consiga ter uma base mais sólida e, a partir da aula 2, consiga desenvolver os desafios por conta.

Mesmo que na formação tenhamos os dois primeiros cursos, cujo foco foi dar uma base inicial, percebemos que ainda era necessário reforçar esses conhecimentos. O nosso objetivo é esse, certo, Jacque?

Jacqueline: Exatamente, Rodrigo.

Conhecendo o projeto

Vamos começar. Trabalharemos com o projeto de um sorteador de números. Quando você fizer o download do projeto, receberá a seguinte estrutura de arquivos: uma pasta "img", dentro da qual há algumas imagens, um arquivo app.js vazio, o index.html com o HTML e o style.css. É possível consultar essa estrutura pelo explorador lateral de arquivos do VS Code, com o projeto aberto.

Vamos conhecer o projeto e falar um pouco desses arquivos.

Estamos seguindo a linha dos cursos anteriores, então estamos usando a extensão Live Server do VS Code. Vamos clicar com o botão direito no index.html e clicar em "Open With Live Server". Isso abrirá o nosso projeto no navegador.

Na tela do nosso sorteador de números, vamos digitar no campo "Quantidade de números" um número que representará a quantidade de números que serão sorteados. Vamos digitar, por exemplo, um 3. Nos campos "Do número" e "Até o número", devemos escolher o número inicial e o número final do sorteio. Vamos sortear números de 1 a 10, por exemplo.

Quando clicarmos no botão "Sortear", abaixo dos três campos, ele vai mostrar o resultado — neste caso, ele sorteou 8, 7 e 4.

Você receberá esse front-end e nós vamos programar essa lógica em conjunto. Certo, Rodrigo?

Rodrigo É um projeto bem simples e seguindo a mesma ideia. Temos um HTML, já temos o CSS, que está com um layout bonito, com essas cores e imagens, mas o que interessa para nós é a funcionalidade.

Perceba que é um projeto bem simples. Temos um formulário com três campos. A pessoa que for usar, vai digitar os três valores e clicar no botão de sortear. Temos que ter um código JavaScript com a lógica de ler os valores digitados, o algoritmo de gerar os números aleatórios seguindo esses valores e a exibição na tela.

À direita do botão "Sortear", há um botão de reiniciar, que limpa os campos para começar um novo sorteio. Esse é o objetivo desse projeto.

Nessa primeira aula, nós vamos fazer juntos. A Jacque vai programar no computador dela, eu vou estar apoiando e você vai nos acompanhar.

Jacqueline: Exatamente. No VS Code, com o projeto sorteador de números abertos, vamos voltar ao explorador lateral. Se nós observarmos o interior da pasta "img", temos as imagens usadas no layout do front-end, do nosso site.

Temos utilizado projetos unindo front-end e back-end para te proporcionar um portfólio bacana e te manter mais próximo do que vemos no mercado, onde você sempre terá múltiplos projetos abertos, no front e no back. Reforçamos que você sempre trabalhará um pouco com cada um.

Na pasta "img", nós temos as imagens. Já no index.html, é onde temos a estrutura do site.

O HTML, relembrando, é uma linguagem de marcação. Ele vai marcar através de tags o que deve acontecer e como a página deve estar estruturada. No interior do arquivo HTML temos, por exemplo, uma tag head (cabeçalho, em inglês), e entre a abertura e o fechamento dessa tag, temos referências, links e o título "Sorteador de números".

<head>
    <meta charset="UTF-8">
    <meta name="viewport" content="width=device-width, initial-scale=1.0">
    <link rel="preconnect" href="https://fonts.googleapis.com">
    <link rel="preconnect" href="https://fonts.gstatic.com" crossorigin>
    <link href="https://fonts.googleapis.com/css2?family=Chakra+Petch:wght@700&family=Inter:wght@400;700&display=swap" rel="stylesheet">
    <link rel="stylesheet" href="style.css">
    <title>Sorteador de números</title>
</head>

No "corpo" (body) desse HTML, temos um campo label (rótulo) dentro de uma divisão, o qual possui o texto "Quantidade de números", e logo abaixo, o input que ele vai ter, cujo valor mínimo é 1.

<body>
    <div class="container">
        <!-- Código omitido -->
        
                    <div class="container__campo">
                        <label class="texto__paragrafo">Quantidade de números</label>
                        <input class="container__input" id="quantidade" type="number" min="1">
                    </div>
            <!-- Código omitido>
</body>

Isso corresponde exatamente ao que estamos vendo na página do navegador: um label chamado "Quantidade de números". Se pressionarmos a seta para baixo que existe no canto direito do campo "Quantidade de números", o valor diminui, mas nunca fica menor que 1.

O HTML está estruturando a página. Por isso, vamos acessá-lo muitas vezes para fazer referências e buscar esses elementos para interagir no JavaScript.

Voltando ao VS Code, se acessarmos o arquivo style.css que contém a parte de CSS, veremos que ele tem algumas classes, como .container__campo, .container_input e .container_botao. Esse arquivo corresponde à parte de estilização, ou seja, doa as características e a forma como os elementos serão vistos na tela — por exemplo, qual o tamanho do ponteiro, se vai ter ponteiro, se vai estar bloqueado e que cor ele terá.

Se renomearmos esse arquivo, por exemplo, para styleteste.css, quando voltarmos ao nosso sorteador no navegador, a estilização terá sumido. Ele vai continuar funcionando porque nosso JavaScript ainda estará fazendo esse trabalho, porém o estilo não estará mais aplicado.

Você precisa entender essa divisão nitidamente: o HTML diz o que está na página, o CSS estiliza e deixa essa página bonita e o JavaScript interage dinamicamente, fazendo a lógica do negócio.

Vamos retornar o nome do arquivo alterado para style.css.

Rodrigo: Temos essa separação entre HTML, CSS, JavaScript, onde cada linguagem cuida de uma parte do nosso projeto. Nosso foco principal não é no HTML e no CSS, portanto, em todos os desafios, já teremos o HTML e o CSS pronto.

Nosso foco é na lógica de programação, no código JavaScript, que se relaciona com os eventos. Ou seja, quando clicarmos em determinado botão, queremos fazer alguma coisa. Vamos escrever o algoritmo, pegar uma variável, fazer um cálculo e alterar a página.

Jacqueline: Exatamente. No projeto atual, podemos observar que está tudo funcionando porque no nosso arquivo app.js, isso já está programado. Contudo, neste momento, apagaremos todo o conteúdo desse arquivo para fazermos tudo juntos, do zero. Vamos lá?

Iniciando a construção do código

Após esvaziar o arquivo app.js, nada mais funcionará no nosso sorteador. Se preenchermos os campos no navegador e clicarmos em "Sortear", ele não vai fazer nada e nada acontecerá.

Como decidiremos por onde começar, Rodrigo? Se queremos capturar aqueles inputs que a pessoa digitou para fazer alguma coisa com eles, qual será a nossa primeira estratégia?

Rodrigo: Teremos que escrever o código JavaScript. Contudo, devemos lembrar de uma coisa importante: temos que olhar sempre a página HTML, porque nela está a estrutura da página, os elementos. No JavaScript, o que vamos fazer é manipular esses elementos, recuperar os campos, os seus valores e outros elementos.

Portanto, todo o código JavaScript se baseia no HTML. Um bom ponto de partida seria pensar no que vai disparar a nossa lógica, que é o clique do botão "Sortear". Na nossa página HTML tem um botão "Sortear".

Quando ele for clicado, temos que chamar um código no JavaScript. Então, acho que esse é o primeiro ponto a ser considerado. Precisamos olhar no HTML onde está aquele botão de sortear e ver se ele tem uma função. Caso não tenha, devemos colocar uma função onClick (no clique) para disparar o nosso código JavaScript e começar a escrever o nosso algoritmo.

Jacqueline: Perfeito, Rodrigo. Enquanto você estava falando, eu estava abrindo o local do código a ser estudado, no index.html. Repare que temos uma div, que é o chute container__botoes. Nela, temos dois botões, o sortear e o reiniciar. Eles têm respectivamente os IDs, btn-sortear e btn-reiniciar.

<div class="chute container__botoes">
     <button onclick="sortear()" id="btn-sortear" class="container__botao">Sortear</button>
     <button onclick="reiniciar()" id="btn-reiniciar" class="container__botao-desabilitado" >Reiniciar</button>
</div>

Quando clicamos no botão de sortear, ele dispara uma função chamada sortear(). Isso significa que, no nosso app.js, precisaremos criar essa função. Esse é o primeiro passo. Vamos acessar o arquivo app.js pelo explorador lateral e faremos uma function em seu interior chamada sortear.

function sortear(){

}

O que queremos fazer quando sortearmos? Precisaremos recuperar aqueles campos. Como o Rodrigo falou, onde estão aqueles campos? Quais são os campos que queremos recuperar?

Queremos recuperar a quantidade que foi digitada dentro de três campos input do arquivo HTML, cujos IDs são quantidade, de e ate, que representam os três campos do formulário.

<div class="container__campo">
    <label class="texto__paragrafo">Quantidade de números</label>
    <input class="container__input" id="quantidade" type="number" min="1">
</div>

<div class="container__campo">
    <label class="texto__paragrafo">Do número</label>
    <input class="container__input" id="de" type="number" min="1">
</div>

<div class="container__campo">
    <label class="texto__paragrafo">Até o número</label>
    <input class="container__input" id="ate" type="number" min="1">
</div>

Recuperaremos esses três campos inicialmente para começar a fazer alguma coisa. Como faremos isso, Rodrigo?

Dentro da nossa function sortear(), podemos criar umas variáveis e buscar o conteúdo que tiver informado lá. Vamos fazer isso?

Rodrigo: Certo. Como a Jacque estava mostrando, sempre temos que olhar para o HTML. Temos que saber qual elemento queremos buscar e como vamos buscá-lo.

As tags do HTML têm propriedades, como id, class e várias outras. Aquela que nos ajuda a encontrar um elemento é o id, que é um identificador único. A Jacque mostrou que cada campo tem um id.

Podemos recuperar um elemento pelo seu id e guardar o conteúdo dele numa variável. Vamos relembrar como declarar uma variável , Jacque?

Jacqueline: Sim. Entre as chaves da função, vamos usar o let para criar uma variável. Podemos usar um nome bem intuitivo e parecido com o que queremos. Então, se queremos recuperar a quantidade, vamos criar uma variável chamada quantidade e adicionar um sinal de igual à sua frente.

function sortear(){
    let quantidade = 
}

O que fazemos para buscar essa variável? Como recuperamos o elemento do HTML, Rodrigo?

Rodrigo: Reforçando, no JavaScript já existe uma variável global — ou seja, a qual não precisamos declarar. Ela se chama document, e representa o documento. Vamos adicioná-la após o sinal de igual.

function sortear(){
    let quantidade = document
}

O documento é como se fosse a página HTML. Nessa variável, podemos adicionar um ponto e chamar alguma função para ela fazer alguma coisa.

function sortear(){
    let quantidade = document.
}

Existem diferentes formas de recuperar um elemento na página. Uma delas é com a função getElementById() que, como o nome diz, vai buscar um elemento pelo seu ID. Se sabemos o ID do elemento na página e queremos recuperá-lo, escreveremos document.getElementById() e passamos entre os parênteses dessa função, o ID do elemento que queremos recuperar como retorno, entre aspas simples (por se tratar de uma string).

function sortear(){
    let quantidade = document.getElementById('quantidade')
}

Jacqueline: Exatamente. Como nós vimos, os IDs dos elementos que queremos são quantidade, de e ate. Primeiro, vamos pegar o quantidade e dizer que queremos pegar o valor que está contido naquele input. Para isso, vamos adicionar um .value após os parênteses e finalizar a linha com ponto e vírgula.

function sortear(){
    let quantidade = document.getElementById('quantidade').value;
}

Rodrigo: Jacque, isso é importante. Quando vamos recuperar um elemento no HTML, chamamos o document.getElementById() e passamos o ID. Isso devolve a tag HTML.

Se não adicionássemos o .value, estaríamos guardando na variável quantidade o elemento HTML, ou seja, a tag input. Contudo, não queremos o input inteiro, somente o valor que a pessoa digitou. O .value serve para indicar que queremos guardar o valor, e não o input.

Jacque: Exatamente.

Para aplicar a mesma lógica nos outros dois campos, podemos copiar e colar a primeira linha duas vezes abaixo de si, substituindo respectivamente a string entre os parênteses de getElementById() para de e ate.

Além disso, vamos substituir o nome das duas variáveis para de e ate.

function sortear(){
    let quantidade = document.getElementById('quantidade').value;
    let de = document.getElementById('de').value;
    let ate = document.getElementById('ate').value;
}

Jacqueline: Depois disso, vamos conferir se estamos recuperando corretamente, utilizando aquele recurso que já vimos algumas vezes, o alert.

Abaixo das variáveis, vamos pular uma linha e só dar um alert() na página para não se preocupar em exibir o resultado naquele campo de resultado por enquanto, e ver se a nossa variável vai ser exibida corretamente.

Entre os parênteses do alert, vamos adicionar a quantidade e a quantidade recuperada. Para isso, vamos usar aquele recurso para concatenar uma palavra e uma variável: um par de crases, entre as quais adicionaremos a string Quantidade: e ${quantidade}, entre cifrão e chaves, que servirá para referenciar a variável que queremos.

Com isso, queremos que ele concatene e mostre para nós o texto "Quantidade:" e a quantidade recolhida.

function sortear(){
    let quantidade = document.getElementById('quantidade').value;
    let de = document.getElementById('de').value;
    let ate = document.getElementById('ate').value;
    
    alert(`Quantidade: ${quantidade}`);
}

Faremos a mesma coisa para os outros campos, copiando essa linha com "Ctrl+C", e colando duas vezes abaixo de si com "Ctrl+V", substituindo respectivamente o conteúdo entre crases, de Quantidade: ${quantidade} para Do número: ${de} e Até o número: ${ate}.

function sortear(){
    let quantidade = document.getElementById('quantidade').value;
    let de = document.getElementById('de').value;
    let ate = document.getElementById('ate').value;
    
    alert(`Quantidade: ${quantidade}`);
    alert(`Do número: ${de}`);
    alert(`Até o número: ${ate}`);
}

Jacqueline: Já podemos ir no nosso site aberto no Live Server e ver se isso vai funcionar. A partir do momento que adicionarmos as quantidades e clicar em sortear, ele deve exibir o resultado para nós em formato de alert.

Voltando ao sorteador aberto no navegador, vamos preencher os campos dizendo que queremos cinco números, que vão do 2 ao 98. Quando clicarmos em "Sortear", ele vai mostrar o texto "Quantidade: 5" em formato de caixa de alerta, no topo da página. Ao clicar em "OK" nessa caixa, veremos outra com o texto "Do número: 2" e, ao clicar em "OK" novamente, veremos a terceira caixa com o texto "Até o número: 98". Podemos clicar em "OK" para fechá-la.

Conseguimos realizar a primeira parte. Recuperamos os valores para poder programar o resto da lógica, que consiste em fazer o sorteio e exibir os cinco números dentro do intervalo informado.

Projeto Sorteador de números - Criando a função para sortear

Rodrigo: Já conseguimos dar o primeiro passo na nossa função de sorteio. Recuperamos os elementos da página HTML e fizemos um teste com um alerta para verificar se o valor estava chegando corretamente no código.

Também reforçamos a ideia de recuperar elementos na página. Para isso, precisamos conhecer a página HTML e saber qual é o elemento que queremos recuperar, seja um parágrafo, um botão, ou outro — no nosso caso, foi um input. Para recuperá-lo, precisamos ser capazes de referenciar esse elemento de alguma forma. Utilizamos o id, que geralmente é uma boa opção para recuperar um elemento.

As tags já tinham ids, caso contrário, poderíamos adicionar ids na tag input dos três inputs. Como não precisamos da tag no nosso código JavaScript, mas sim o valor que foi digitado, utilizamos a propriedade .value, que obtém o valor digitado na caixa de texto da página.

Convertendo o texto em número

Tudo funcionou bem, mas antes de continuar nosso código, acreditamos que podemos fazer uma melhoria para ter uma garantia.

Quando recuperamos um elemento com document.getElementById(), e o .value, ele vai recuperar o valor que foi digitado dentro da caixa de texto. No entanto, a caixa de texto do navegador, a tag input, geralmente aceita letras também. Nesse caso, ela não vai aceitar, mas poderiam ter letras ali.

Portanto, esse .value retorna uma string (texto). Mas no nosso algoritmo, sabemos que são números. Então, podemos usar uma função no JavaScript para forçar que essa variável seja do tipo numérico.

Jacqueline: Exatamente. Acessando as linhas em que declaramos as variáveis, vamos utilizar, a função parseInt(), de modo que seus parênteses envolvam o document.getElementById().value.

Temos também a parseFloat, que poderíamos usar para declarar que é um tipo float, mas vamos usar parseInt para indicar que vai chegar um número do tipo inteiro.

function sortear(){
    let quantidade = parseInt(document.getElementById('quantidade').value);
    let de = parseInt(document.getElementById('de').value);
    let ate = parseInt(document.getElementById('ate').value);
    
    alert(`Quantidade: ${quantidade}`);
    alert(`Do número: ${de}`);
    alert(`Até o número: ${ate}`);
}

Se posicionarmos o cursor em cima de uma das variáveis antes de adicionar o parseInt(), a IDE exibirá uma caixa de mensagem informando que a variável é do tipo any (qualquer), ou seja, pode vir qualquer coisa. Após o parseInt(), a IDE exibirá o tipo number, sendo, portanto, capaz de entender que virá um número.

Rodrigo: Temos, então, mais uma função, o parseInt(). Ela recebe como parâmetro o texto ou o elemento no qual faremos parse (conversão) para inteiro. Vamos fazer isso para as três variáveis ali, a quantidade, o de e o até.

Com isso, nosso código recupera o elemento e adiciona dentro do parseInt(), garantindo que o retorno será do tipo inteiro e não mais string no código JavaScript.

Implementando o sorteio

Jacqueline: Mas agora queremos ver o sorteio. Colocamos lá do número 2 ao 98, e queremos saber como vamos sortear esse número. Não precisamos reinventar a roda e ficar pensando como fazer esse sorteio, pois certamente temos funções prontas para essa tarefa.

Rodrigo: Esse é o próximo passo do nosso algoritmo. Já temos os valores, agora temos que fazer a parte mais difícil, que é escolher um número aleatório entre o de e o até. Podemos começar a fazer uma nova função para ter essa lógica, mas não precisamos implementá-la do zero, conseguimos pesquisar uma solução pronta.

Jacqueline: Exatamente. Abaixo das chaves da função sortear(), vamos criar uma nova função com o function, e podemos chamá-la de obterNumeroAleatorio, porque é isso que ela fará.

function sortear(){
    // Codigo omitido
}

function obterNumeroAleatorio() {

}

Vamos ter que passar para essa função aquele intervalo entre o valor mínimo e o máximo como parâmetro, para ele nos dar um número dentro daquele intervalo. Para isso, vamos colocar um min e um max entre parênteses.

function sortear(){
    // Codigo omitido
}

function obterNumeroAleatorio(min, max) {

}

Rodrigo: Criamos uma função separada, cujo objetivo é apenas gerar um número aleatório entre o mínimo e o máximo.

Na nossa função principal, a sortear(), podemos criar uma variável e guardar o retorno dessa função nessa variável. Onde temos os três alertas seguidos, vamos apagar os três e criar em seu lugar uma variável numero que vai receber o retorno da nova função. Portanto, vamos adicionar o igual na variável numero e vamos chamar o obterNumeroAleatorio(), passando entre parênteses o que foi capturado no de e no ate.

Na linha de baixo, para conferir, vamos fazer um alert, mostrando esse numero que foi sorteado.

function sortear(){
    let quantidade = parseInt(document.getElementById('quantidade').value);
    let de = parseInt(document.getElementById('de').value);
    let ate = parseInt(document.getElementById('ate').value);
    
    let numero = obterNumeroAleatorio(de, ate);
    alert(numero);
}

function obterNumeroAleatorio(min, max) {

}

Jacqueline: Construímos a estrutura da função nova e fizemos sua chamada na função principal. Agora vamos construir a parte da inteligência, ou seja, a forma com a qual obtemos esse número aleatório.

Rodrigo: Para isso, vamos pesquisar. Em vez de implementar um algoritmo do zero, no qual temos dois números e uma lógica que gera um número aleatório entre eles, podemos pesquisar na internet, pois esse é um cálculo muito comum.

Vamos pesquisar no Google se tem algum site, blog ou fórum com essa informação, porque, com certeza, pessoas já precisaram fazer isso.

números aleatórios em javascript

Ao digitar a busca acima, encontramos duas páginas que indicam a função Math.random(). Uma delas é da Alura, a qual referenciaremos abaixo para que você acesse e conheça.

No momento, vamos utilizar a página que explica a função Math.random(), do site Developer Mozilla.

Acessando essa página, vemos a indicação da função mencionada, que serve para pegar um número aleatório. A página mostra para nós como poderíamos escrever essa função, com um exemplo na seção "Gerando um número aleatório entre dois valores".

function getRandomArbitrary(min, max) {
  return Math.random() * (max - min) + min;
}

Vamos começar a "brincar" com isso e ver como vai ficar. No código acima, selecionaremos e copiaremos a linha return Math.random() * (max - min) + min.

Voltando ao código, vamos colar entre as chaves de obterNumeroAleatorio(), e ver se vai funcionar.

function obterNumeroAleatorio(min, max) {
    return Math.random() * (max - min) + min;
}

Voltando ao nosso sorteador aberto no navegador, colocaremos que queremos um número entre 2 e 40, 10, por exemplo. Quando clicarmos em "Sortear", ele exibirá a primeira caixa de diálogo da resposta com números quebrados, com várias casas decimais.

6.916911577052566

O número não veio como inteiro, e não é exatamente assim que queremos. Nesse caso, queremos que seja exibido o número 7.

Nesse caso, temos que voltar à página da documentação para analisar. Em seu interior, na seção "Gerando um número aleatório entre dois valores", da qual copiamos o código, encontramos a seção "Gerando um número inteiro aleatório entre dois valores", que tem um Math.floor() para fazer um ajuste e não mostrar o número quebrado.

Ele vai retornar um número maior do que o min, mas nunca igual ao max, ou seja, ele nunca será igual ao número final. Contudo, esse ainda não é o código que queremos.

Desceremos mais a página até encontrar a seção "Gerando um número inteiro aleatório entre dois valores, inclusive". Vamos utilizar essa função porque queremos um valor entre dois números, incluindo o último possível. Se colocarmos de 2 a 10, por exemplo, queremos permitir que ele também retorne o 10.

function getRandomIntInclusive(min, max) {
  min = Math.ceil(min);
  max = Math.floor(max);
  return Math.floor(Math.random() * (max - min + 1)) + min;
}

Vamos copiar a linha return Math.floor(Math.random() * (max - min + 1)) + min no código de exemplo dessa função. Podemos usá-la direto, sem o ceil() e o floor() anteriores.

return Math.floor(Math.random() * (max - min + 1)) + min;

Vamos colar essa linha no lugar da outra, entre as chaves da nossa função de sorteador. O novo código possui um pequeno ajuste em relação ao anterior.

function obterNumeroAleatorio(min, max) {
    return Math.floor(Math.random() * (max - min + 1)) + min;
}

Rodrigo: Essa é a versão otimizada para o nosso cenário. Queremos que ele sorteie um número inteiro, não um número decimal, e que ele leve em consideração o mínimo e o máximo de maneira inclusiva.

Como foi mostrado, o site que acessamos possui uma documentação explicando a função Math.floor(). Perceba que já tem uma função que faz o que queremos, utilizando o Math.random() para escolher um número aleatório.

Portanto, não precisaríamos tentar fazer do zero essa lógica de gerar número aleatório, pois já temos isso pronto no JavaScript. Só precisamos recolher alguns exemplos no tutorial e usar o mais próximo do que precisamos para o nosso projeto.

Jacqueline: Vamos testar para ver se com essa alteração veremos o retorno sem aquele número quebrado. Voltando ao nosso sorteador aberto no navegador, colocaremos o valor 1 em "Quantidade de números", e os valores de 2 a 10 novamente. Quando sortearmos, a janela de diálogo retornará o número 8, um valor inteiro, conforme desejado.

Contudo, se alterarmos o valor de "Quantidade de números" para 5, ele continuará retornando um único valor. Vamos precisar fazer essa chamada ao método obterNumeroAleatorios() dentro de alguma repetição.

Rodrigo: Sim. Vamos sortear uma vez e usar aquela variável quantidade que, até então, não estava sendo usada para nada. Vamos ter que fazer uma repetição, ou seja, um loop (laço) para sortear um número de acordo com a quantidade que a pessoa digitar no campo "Quantidade de números".

Jacqueline: Exatamente. Para isso, podemos apagar as linhas let numero = obterNumeroAleatorio(de, ate) e alert(numero), entre as chaves da função sortear(), para recomeçar a estrutura.

function sortear(){
    let quantidade = parseInt(document.getElementById('quantidade').value);
    let de = parseInt(document.getElementById('de').value);
    let ate = parseInt(document.getElementById('ate').value);
    
}

Vamos sortear com uma estrutura de repetição e depois vamos guardar isso em algum lugar para exibir. Para isso, vamos um array (arranjo). Não vamos ter um número só, mas sim um array onde haverá vários números — quantos a pessoa desejar.

No lugar do código removido, vamos criar uma variável sorteados que vai representar esse array. Vamos fazer um let sorteados e adicionar um sinal de igual. Para declarar o nosso array, vamos abrir e fechar os colchetes.

function sortear(){
    let quantidade = parseInt(document.getElementById('quantidade').value);
    let de = parseInt(document.getElementById('de').value);
    let ate = parseInt(document.getElementById('ate').value);
    
    let sorteados = [];
}

Qual é a estrutura de repetição que você nos recomenda, Rodrigo?

Rodrigo: Podemos utilizar um laço for, que vai percorrer do primeiro ao segundo número que a pessoa digitou. Se ela digitou 5, é de 1 a 5, se ela digitou 20, de 1 a 20. O laço for é um exemplo que pode ser usado para fazer a lógica de percorrer determinados elementos e fazer alguma coisa nesse intervalo percorrido.

Jacqueline: Vamos fazer isso aqui. Abaixo de let sorteados = [], vamos pular uma linha e fazer o for(). Entre seus parênteses, vamos colocar um let e a variável de iteração que, por padrão, chamamos de i. Nós a iniciamos com o valor 0, adicionamos um ponto e vírgula e o comando i < quantidade para dizer "enquanto i for menor do que a quantidade que a pessoa digitou.

Por fim, adicionamos outro ponto e vírgula e o comando i++ para incrementar a variável i de 1 em 1.

function sortear(){
    let quantidade = parseInt(document.getElementById('quantidade').value);
    let de = parseInt(document.getElementById('de').value);
    let ate = parseInt(document.getElementById('ate').value);
    
    let sorteados = [];
    
    for (let i = 0; i < quantidade; i++) {
    
    }
}

Entre as chaves desse for, aí sim, precisamos fazer atribuir obterNumeroAleatorio() a uma variável e colocar o valor dessa variável no array.

Rodrigo: Criamos um laço que vai de zero até a quantidade que a pessoa digitou. A estrutura do laço for tem o formato visto acima. Criamos uma variável i que vai de 0 até quantidade para ser o controlador do laço e evitar que ele execute infinitamente.

É dentro do laço que precisamos chamar o obterNumeroAleatorio(), e o número de vezes que vamos chamar essa função vai depender da quantidade que a pessoa digitou e que vamos usar no controle do for.

Jacqueline: Acima do laço, vamos criar a variável numero com let numero.

function sortear(){
    let quantidade = parseInt(document.getElementById('quantidade').value);
    let de = parseInt(document.getElementById('de').value);
    let ate = parseInt(document.getElementById('ate').value);
    
    let sorteados = [];
    let numero;
    
    for (let i = 0; i < quantidade; i++) {
    
    }
}

Dentro das chaves do laço, por sua vez, vamos colocar o numero, que receberá obterNumeroAleatorio(de, ate). Ou seja, ele vai fazer isso quantas vezes forem necessárias.

Desceremos uma linha, na qual precisamos fazer mais alguma coisa. Uma vez que obtivemos o número, precisamos adicioná-lo ao nosso array. Para isso, vamos adicionar um sorteados.push() para colocar o valor. Então, vamos colocar numero entre parênteses.

function sortear(){
    let quantidade = parseInt(document.getElementById('quantidade').value);
    let de = parseInt(document.getElementById('de').value);
    let ate = parseInt(document.getElementById('ate').value);
    
    let sorteados = [];
    let numero;
    
    for (let i = 0; i < quantidade; i++) {
        numero = obterNumeroAleatorio(de, ate);
        sorteados.push(numero);
    }
}

Teoricamente, se a pessoa escolher cinco números, ele vai rodar cinco vezes, chamando o número aleatório e guardando-o no array. E depois, para conferir, podemos imprimir esse array. Abaixo das chaves do for, vamos pular uma linha e fazer um alert() desse array sorteados.

function sortear(){
    let quantidade = parseInt(document.getElementById('quantidade').value);
    let de = parseInt(document.getElementById('de').value);
    let ate = parseInt(document.getElementById('ate').value);
    
    let sorteados = [];
    let numero;
    
    for (let i = 0; i < quantidade; i++) {
        numero = obterNumeroAleatorio(de, ate);
        sorteados.push(numero);
    }
    
    alert(sorteados);
}

Vamos para o nosso sorteador aberto no navegador. Vamos pedir para escolher 5 números, de 1 a 20, e clicaremos em "Sortear". O resultado será exibido na caixa de alerta no topo da página.

1, 2, 14, 4, 8.

Os números do resultado estão dentro da faixa, sempre antes de 20. Isso significa que o código funciona corretamente.

Até o momento, cumprimos nossa missão. Recuperamos os valores, fizemos uma função para obter um número aleatório e fizemos um loop para devolver os números aleatórios selecionados no campo "Quantidade de números".

A seguir, vamos melhorar nossa aplicação, exibindo no label os números sorteados e fazendo alguns outros tratamentos para torná-la mais coesa.

Rodrigo: Perfeito. Conseguimos fazer o segundo passo, que era gerar os números aleatórios. Conforme o alert que criamos para exibir o resultado, a nossa aplicação está funcionando bem.

Devemos reforçar que copiar funções de sites de documentações é bem comum no nosso dia a dia. Futuramente, você vai precisar fazer alguma lógica ou algoritmo que outras pessoas já precisaram. Nesses casos, você pode pesquisar na internet por sites e fóruns ou usar ferramentas de inteligência artificial, como o ChatGPT.

Se você conhece o ChatGPT, você pode pedir a ele que gere uma função de sortear números aleatórios. Obviamente, nem sempre a ferramenta acerta, então, é bom sempre testar para ver se o código gerado por ela vai funcionar.

A seguir, continuaremos o nosso projeto.

Sobre o curso Lógica de programação: praticando com desafios

O curso Lógica de programação: praticando com desafios possui 190 minutos de vídeos, em um total de 70 atividades. Gostou? Conheça nossos outros cursos de Lógica em Programação, ou leia nossos artigos de Programação.

Matricule-se e comece a estudar com a gente hoje! Conheça outros tópicos abordados durante o curso:

Aprenda Lógica acessando integralmente esse e outros cursos, comece hoje!

Plus

De
R$ 1.800
12X
R$109
à vista R$1.308
  • Acesso a TODOS os cursos da Alura

    Mais de 1500 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, emProgramação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

Matricule-se

Pro

De
R$ 2.400
12X
R$149
à vista R$1.788
  • Acesso a TODOS os cursos da Alura

    Mais de 1500 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, emProgramação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

  • Luri powered by ChatGPT

    Luri é nossa inteligência artificial que tira dúvidas, dá exemplos práticos e ajuda a mergulhar ainda mais durante as aulas. Você pode conversar com Luri até 100 mensagens por semana.

  • Alura Língua (incluindo curso Inglês para Devs)

    Estude a língua inglesa com um curso 100% focado em tecnologia e expanda seus horizontes profissionais.

Matricule-se
Conheça os Planos para Empresas

Acesso completo
durante 1 ano

Estude 24h/dia
onde e quando quiser

Novos cursos
todas as semanas