Primeiras aulas do curso Adobe Photoshop: tons de pele e correções

Adobe Photoshop: tons de pele e correções

Tons de pele - Introdução

Sejam bem-vindos a mais um curso de tratamento de imagem. Meu nome é Luiz Carlos, eu vou ser professor de vocês durante esse curso e quero passar para vocês o máximo de conhecimento que eu tenho. Tenho certificações de Adobe Photoshop, After Effects e bastante conhecimento nessa área de fotografia, coloração e tratamento.

Nós vamos desenvolver o seguinte, nós vamos pegar e trabalhar um pouco melhor com as tonalidades de pele de um personagem, que você consegue ver a diferença aqui, um pouco mais avermelhado; ajustar algumas áreas da imagem, como nós conseguimos desenvolver isso, quais ferramentas podemos utilizar.

Entender um pouco sobre a maquiagem digital, a questão de trabalhar contraste. A maquiagem digital é algo muito simples, mas existem ferramentas que deixam um pouco mais profissional aquele seu tratamento.

E nós vamos também desenvolver essa parte onde como nós podemos criar partes da roupa, como conseguimos recriar parte da imagem daquele meu personagem e continuar trabalhando com contraste, ajuste de cor, ajuste de tons.

Então nós vamos pegar várias ferramentas, várias técnicas para sempre melhorar o seu tratamento de imagens fotográficas, tanto natureza como de pessoas. Espero que vocês gostem e até o curso.

Tons de pele - Tons de pele parte 1

Download dos arquivos e projetos aqui

Então para iniciarmos esse curso, nós vamos trabalhar dentro desse capítulo com a ideia de tons de pele. Como nós vamos lidar com os ajustes de fotografias que têm muitas pessoas nessas fotografias, você ter uma referência em organizar o seu documento para esses tons de pele, facilita muito o seu projeto quando você for lidar com iluminação, contraste lá na frente.

O que nós temos que entender? Eu posso organizar o meu documento de início para eu sempre ter como referência visual alguns tons de pele, para no momento que eu estiver tratamento a imagem, ser mais fácil de eu visualizar e buscar os bons tons.

Então o que eu posso fazer de duas formas? Eu posso vir aqui e pegar alguma imagem onde tem uma paleta de cores que você traz pro Photoshop, clico, seguro e arrasto aqui, eu tenho algumas referências, vou deixar essas referências disponíveis para vocês.

Então eu peguei aqui uma imagem de um estudo de tons pele que eu achei dentro de um site chamado DeviantArt e aqui eu já tenho a referência visual. Se eu pegar minha fotografia e começar a tratar a iluminação, fica muito mais fácil de eu tratar isso tudo já que eu tenho como referência aqui esses tons que foram trabalhados, que foram estudados, se é mais amarelado, se é mais claro, se são mais escuros aqueles tons de pele e assim por diante.

Outra forma de você organizar que também é muito interessante e te ajuda por vários outros projetos, é você acabar desenvolvendo através da janela swatches. A janela swatches dentro do Photoshop pode ser achada aqui em Window, Swatches, e ele traz para você exatamente uma organização, uma paleta de cores já pré definida.

É legal porque isso daqui fica salvo no meu documento, você pode exportar para qualquer outro documento em vez de sempre estar levando uma imagem ou criar uma camada para isso. Eu posso manipular isso daqui de várias formas, note que eu já venho com essas cores padrões e não são elas que eu quero, e eu vou começar a organizar isso.

Eu vou vir aqui, nessas pequenas três listras e eu posso gerenciar o meu Preset Manager. Isso daqui é um gerenciamento de tudo que é preset dentro do Photoshop. No nosso caso, o tipo de preset são os swatches, nossa paleta de cores. Se você quiser gerenciar padrões ou gradientes, ou estilos, você pode gerenciar tudo por aqui.

Eu vou pegar os meus swatches e vou fazer o seguinte, eu não quero trabalhar no meu arquivo com as paletas de cores padrões, então eu posso selecionar todas elas, pressionei “Ctrl + A” no teclado e eu posso deletar essa minha paleta de cores. Não se preocupe, porque essa é uma paleta padrão e você pode voltar com essas cores a qualquer momento.

Mas por que eu fiz isso daqui? Porque já que eu apaguei essa minha paleta, eu vou vir aqui e vou dar Load, ou seja, vou buscar outro arquivo que tenha algumas paletas de cores. Então é legal porque aqui eu já tenho algumas que eu também vou deixar disponível para vocês, mas você pode baixar esse arquivo.aco, que é exatamente um arquivo padrão de paletas de swatches pro Photoshop, Tem tudo na internet, você busca por esse tipo de paleta e você acha vários estilos e vários tipos de estudos.

Eu posso vir aqui e vou colocar eu quero tons mais cacau de pele. Então coloquei aqui, cliquei em Load e ele já mostra para mim um estudo com aquela paleta de cores. Note que é a mesma coisa que eu tenho aqui do lado da minha fotografia, só que dentro de um lugar mais organizado, onde eu posso sempre ir lá e buscar aquela minha referência.

Caso você queira gerar vários grupos de cores, você pode vir aqui, clicar em Load novamente e buscar outro grupo, eu quero agora tons mais escuros, dei Load e ele busca para você os primeiros tons que você colocou e agora os tons mais escuros de pele.

No momento em que eu dou Done, ele traz para você exatamente aquela paleta onde você consegue gerenciar aquele seu arquivo, tanto por uma imagem para pegar como referência, quanto como a paleta onde essas cores vão estar sempre salvas e não vai incomodar no seu layout aqui como referência.

Isso é bem interessante você trabalhar, você tem total liberdade de selecionar aqui na minha lateral, vir aqui, mudar a forma na qual você vai ver essa sua lista, eu vou colocar aqui Small List, e você pode renomear cada uma dessas cores, para você ter um controle ainda maior de como aquilo ali está funcionando. Então eu posso colocar “tons claros 1”, por exemplo, e aí você começa a renomear e organizar o seu projeto.

“Professor, eu quero criar um desses tons”, você consegue pegar a fotografia, pegar o tom de pele que você quer, criar a sua própria paleta, pegar aqui o conta-gotas, pegar uma cor que você achou interessante e criar aqui embaixo, em swatches, a sua nova cor. E você coloca “tom de pele escuro 3” e você consegue dar ok.

Tome cuidado esta opção de marcar para sua biblioteca, pois ela vai ser salva na sua biblioteca online da Adobe Cloud, eu não quero neste caso, e dei ok. E acabei de ter mais uma paleta aqui. Você consegue criar a sua paleta de swatches, você consegue utilizar como referência as suas imagens e você consegue pegar arquivos já estudados de paletas de cores para colocar, inserir nos seus swatches, e assim você poder utilizar no tratamento das suas imagens.

Agora nós vamos pegar isso que nós vimos e realmente tratar uma imagem com a referência dessas cores.

Tons de pele - Tons de pele parte 2

Download dos arquivos e projetos aqui

Depois que selecionamos nossa paleta de cores, vimos aqui, tratamos dentro dos swatches, agora fica muito mais fácil de pegarmos a fotografia e lidarmos com o tratamento de pele, tratamento de tonalidades.

O que eu vou fazer aqui? Eu vou pegar uma fotografia, eu tenho algumas fotografias, vou deixar liberado para que vocês consigam baixar no material do aluno, e nós temos o seguinte, é uma fotografia boa, ela está bem tirada e tudo, só que eu não gostei muito desse tom esverdeado, a iluminação ficou legal só que o fundo verde acabou colocando essa sombra esverdeada na pele do personagem e não é isso que eu quero, então eu tenho que começar a tratar isso.

Uma das primeiras coisas eu já tenho, já tenho os tons de pele aqui, então eu posso simplesmente criar uma nova camada, que já facilita o que eu fiz na aula passada, que é o seguinte: selecionei aqui uma pequena área, vou pegar uma das paletas, que é a cor que eu quero que fique dentro dessa área que está esverdeada, que é a cor um pouco mais cacau, um pouco mais escuro, porque eu sei que é a sombra, e vou pintar.

Então o meu objetivo agora é buscar e tratar a minha imagem para que esses tons mais esverdeados se mesclem bem com uma dessas camadas aqui, com essa referência que eu coloquei.

A primeira dica que eu dou é: sempre que você estiver trabalhando com tratamento de imagem, tratamento de pele, esse tipo de coisa, vá trabalhando e dê pequenas pausas durante o seu processo, por quê? Porque como você está lidando com cores, é muito comum, o seu olho acaba se acostumando àquelas coisas e você começa a não notar diferenças, não notar contrastes, então você não vai ter uma percepção tão nítida de como está ficando aquela fotografia, já que você está trabalhando com ela há muito tempo.

Então sempre você dá certas descansadas, sair um pouco, tirar um pouco essa referência visual. Quando você voltar, você vai conseguir visualizar de uma maneira mais real e como que todo mundo vai ver aquela fotografia.

Nós vamos fazer o que aqui? Eu peguei a minha referência e agora eu tenho que achar uma forma de tratar essa área de maneira bem selecionada. Então nós vamos começar a lidar com as configurações de seleção, eu já tenho as minhas cores.

Eu venho aqui, eu vou remover a visualização da minha paleta, ou seja, “ref paleta”. Vou vir aqui, selecionando o meu background, venho em Select e eu tenho o Color Range. O color range, ela é uma área de seleção do Photoshop muito interessante, que faz uma seleção bem parecida com a varinha mágica, só que nesse caso, você tem um controle muito maior de como você vai trabalhar com aquele color range.

Então ele é o seguinte, ele simplesmente seleciona uma parte da imagem e faz uma seleção baseada naquela cor que você selecionou na imagem. “Professor, mas qual é a cor que eu estou selecionando?”, dentro da minha configuração do Color Range você tem aqui, Selection Preview, isso daqui mostra a pré-visualização, na sua imagem, do que você está selecionando.

Se você coloca, por exemplo, em None, você consegue ver a imagem como um todo e clicar onde você quer selecionar aquela área daquela cor, e aquela pré-visualização também vem aqui para aquela minha pequena thumbnail dentro do Color Range. Eu posso colocar Grayscale aqui fora e colocar a imagem aqui na minha thumbnail e selecionar pela imagem, depende de como você gosta de trabalhar. Tudo isso daqui configura para você entender como você vai selecionar.

O Fuzziness, ele vai trabalhar com a área, intensidade na qual você está selecionando e nós temos aqui uma propriedade chamada Localized Color Clusters, que é para selecionar a partir do ponto que você clicou e ir aumentando ou reduzindo aquela seleção a partir daquele ponto.

Como nós vamos fazer? Eu vou deixar o Selection aqui, vou trabalhar com o None e vou selecionar exatamente o tom que eu queria trabalhar aqui, que é esse tom mais esverdeado. Só que ele tem vários tons esverdeados. Se eu coloco aqui Grayscale eu consigo ver que ele selecionou essa área, mas ainda podem existir pequenos pontos aqui. Eu tenho a possibilidade, aqui na minha ferramenta, de adicionar tons ou reduzir tons daquela seleção. Note que eu tenho o conta-gotas e vou pegar aquele tom.

Se eu tenho conta-gotas com o +, eu posso adicionar outros tons próximos àquele tom esverdeado para aumentar aquela gama de cores que eu estou selecionando dentro do Color Range. É como se fosse o Add dentro da própria varinha mágica.

Então eu fiz essa seleção aqui e eu posso organizar, dentro do Localized Color Clusters, para ele selecionar a partir desse ponto que eu cliquei, note, ele vai aumentando a minha seleção ou reduzindo aquela área da minha seleção. Por que eu vou utilizar o Localized Color Clusters? Porque eu não quero que ele pegue esse mesmo tom esverdeado no fundo, o fundo tem que continuar com a seleção um pouco mais leve.

E aqui você vai começar a configurar o tanto daquela área que você quer que ele selecione para você, assim como a range dele, para você entender como o Fuzzy funciona. Organizou, deixou do jeito que você gosta, deu ok. Note que a seleção agora está sendo feito de uma forma exatamente naqueles tons que existem dentro da imagem que você vai tratar, e é claro, eu peguei principalmente os tons de pele.

Agora eu posso simplesmente vir aqui nas minhas camadas de ajuste e criar um ajuste que trate com essa coloração. Neste caso, eu vou trabalhar com o Hue/Saturation, por quê? Porque como eu estou trabalhando com tonalidades de pele e eu quero mudar, literalmente, a cor daquela pele, eu vou literalmente me ater a essa propriedade, porque eu posso mudar todos os tons, baseado no que já existir.

Como eu quero forçar um tom novo, não quero aquele esverdeado, eu posso vir em Colorize e eu vou literalmente aplicar um novo tom em cima daquilo que eu selecionei no Color Range. Agora eu vou voltar, selecionar aqui em visualizar a minha referência, dei dois cliques na minha Hue/Saturation e vou voltar a tratar aqueles tons de pele. Não é o vermelho próximo do rosa, é o vermelho próximo do alaranjado aqui.

Você começa a aumentar a sua saturação, aumentar a sua iluminação e alcançar um resultado que você veja que está bem semelhante à referência que você começou a criar ali, de uma maneira visual já que você tem sua paleta. Não vai ficar idêntico àquela cor, afinal é uma cor sólida e você tem uma variação de pigmentação muito grande aqui, então você tem que deixar o mais próximo que você perceber, que o seu olho olha e fala: “não, eu estou confundindo os dois tons de tão próximas que estão essas cores”.

Então dessa forma você vai começando a trabalhar, começando a achar aquele tom ali, reduzindo a imagem para ver se aquele tom está bem mesclado. Note que como ele está menor, eu não consigo visualizar, não consigo mais entender a diferença daquele pequeno quadrado que eu tinha criado. Então você acabou achando o tom baseado na paleta de cores que você tinha e não simplesmente no que você acha que é errado ou certo.

Um estudo de cores anteriormente facilita para você criar depois essa configuração. Se você quiser trabalhar um pouco mais, você tem total liberdade aqui em cima das minhas paletas para começar a desenvolver.

Feito isso, você consegue ver que se eu desmarco essa opção, você consegue ver nitidamente aquele tom de pele diferente ali, e se eu marco, ele se perde no meio que você mostra como seus tons de pele estão corretos agora.

E aqui eu também tenho a possibilidade, dentro do Color Range, selecionei minha propriedade, venho em Select, Color Range novamente, e fazer uma seleção interessante. Aqui em cima eu tenho Select, ou seja, baseado em uma cor que você está selecionando. Eu posso ficar baseado em vermelhos, baseado em verdes e baseado nas cores que você tem interesse.

É legal porque ele também possui uma configuração que é baseada em Skin Tones, que ele vai fazer uma seleção baseada nos tons de pele que você está trabalhando. Quando você dá ok e ele tem uma boa configuração, essa fotografia, ele já faz a seleção dos seus tons de pele e agora você consegue trabalhar com aquele pequeno nível de contraste, já que você está selecionando a pele como um todo e não necessariamente de maneira manual.

Então eu posso fazer a mesma coisa em ajuste de camada, venho, por exemplo, em Curves, criou um ajuste de camada nos tons de pele, eu posso simplesmente trabalhar um pouquinho o contraste daquela minha fotografia para ele se ajustar.

Pequenos ajustes fazem total diferença dentro da sua fotografia. Você tinha um tom mais esverdeado na pele do personagem, sem tanto contraste, e agora nós temos aqui um tom mais organizado, tanto é que eu consigo mesclar com aqueles tons de pele que eu criei dentro da minha paleta de cores e também trabalhar com contraste, caso você tenha interesse deixar um pouco diferente aquela minha fotografia, deixar com a marca um pouco diferente.

Então isso é o que nós vimos com os tons de pele, e agora vamos começar a estudar outras formas de configurar e selecionar para tratar esses tons.

Sobre o curso Adobe Photoshop: tons de pele e correções

O curso Adobe Photoshop: tons de pele e correções possui 102 minutos de vídeos, em um total de 35 atividades. Gostou? Conheça nossos outros cursos de Tratamento de Imagem em UX & Design, ou leia nossos artigos de UX & Design.

Matricule-se e comece a estudar com a gente hoje! Conheça outros tópicos abordados durante o curso:

Aprenda Tratamento de Imagem acessando integralmente esse e outros cursos, comece hoje!

Plus

  • Acesso a TODOS os cursos da plataforma

    Mais de 1200 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, em Programação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

  • Alura Língua (incluindo curso Inglês para Devs)

    Estude a língua inglesa com um curso 100% focado em tecnologia e expanda seus horizontes profissionais.

12X
R$85
à vista R$1.020
Matricule-se

Pro

  • Acesso a TODOS os cursos da plataforma

    Mais de 1200 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, em Programação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

  • Alura Língua (incluindo curso Inglês para Devs)

    Estude a língua inglesa com um curso 100% focado em tecnologia e expanda seus horizontes profissionais.

12X
R$120
à vista R$1.440
Matricule-se
Conheça os Planos para Empresas

Acesso completo
durante 1 ano

Estude 24h/dia
onde e quando quiser

Novos cursos
todas as semanas