Primeiras aulas do curso Premiere: Ritmo de edição e manipulando emoções

Premiere: Ritmo de edição e manipulando emoções

Setup do projeto - Introdução - O que você vai aprender

Olá, bem-vindos ao curso que tratará de ritmo de edição e manipulação de emoções no Adobe Premiere, eu sou o Anderson Gaveta.

Estamos usando como exemplo um dos vídeos do meu canal no YouTube, como estudo de caso. Vamos começar falando sobre ritmo de edição.

Este assunto é bastante subjetivo e, no final das contas, depende do propósito do seu vídeo. Aqui, especificamente, estudaremos uma maneira mais voltada para Web. Adiante, falaremos também sobre as diferenças entre essas linguagens.

Iremos trabalhar com um passo-a-passo, demonstrando todo o caminho até chegarmos ao resultado final. Vamos abordar nao só o ritmo, como também a questao da música, que por vezes tende a ser utilizada de forma leviana.

Veremos que é possível utilizar melhor este recurso, inclusive para manipular as emoções do espectador.

Dica: Nesse link você pode encontrar os arquivos usados no curso.

Setup do projeto - Preparando o áudio

Vamos trabalhar com a timeline de um "Gaveta do Show".

Na trilha "A7" temos uma faixa normalize, usada para padronizar o áudio em todos os vídeos no meu canal do YouTube.

Importante frisar que o áudio não só é importante como representa metade do seu vídeo. De nada adianta termos uma superprodução se ninguem entender o que está sendo dito. É necessário dar a devida importância a esta parte.

Antes de começarmos a tratar do ritmo em si, é importante falarmos sobre setup, até porque os "macetes" fazem parte do show.

Pessoalmente, prefiro gravar separadamente o áudio e o vídeo. Isso porque, geralmente, o áudio da câmera está distante, o que ocasionará eco. O ideal é que seu gravador esteja próximo da saída de som. Você pode, por exemplo, usar um microfone de lalpela, ou um gravador.

Organização de arquivos também é muito importante. Em regra, deve haver uma padronização que seja suficiente para que, se outra pessoa vier a mexer no seu projeto, ela consiga trabalhar.

Em footage costumo colocar todas as captações de vídeo

organização de pastas

Na pasta footage > cabeça é onde costumo guardar toda a filmagem utilizada no início dos vídeos, quando estou introduzindo um assunto. São imagens onde o foco principal é o rosto de quem está falando. Por estar geralmente no início do vídeo, chamamos de "cabeça".

Para o áudio, permanecendo no pacote Adobe, vamos utilizar o Audition.

Pode ser utilizado o programa de sua preferência, o importante é atingir o resultado desejado da forma mais rápida. Eu, por exemplo, sou bastante acostumado a trabalhar com o Sound Forge.

Vamos agora importar o áudio. Podemos arrastar direto para a biblioteca ou importamos da pasta selecionada. Neste caso vamos trabalhar com um arquivo de áudio captado a partir do meu microfone de lapela.

Neste arquivo foi gravado apenas um canal, portanto precisamos primeiro transformá-lo em stereo. Vamos dar um zoom out da tela e clicar duas vezes com o botão esquerdo do mouse sobre o áudio. No menu superior selecione "Effects > Amplitude and Compression > Channel Mixer".

caminho para selecionar channel mixer

Em "Presets" selecione "All Channels 50%".

selecionando preset all channels 50% no channel mixer

Dessa forma duplicamos o áudio para os dois canais e nivelamos os dois a 50% de volume. Isso porque pode acontecer de o áudio já estar bastante alto em um dos lados e, quando duplicado, estourar. O áudio passa de 0 decibéis e fica distorcido, ficando com pico de saturação (fenômeno chamado de "Clipar"). Para finalizar, clique em "Apply".

Notamos que o áudio segue uma dinâmica de fala, podemos visualizar as oscilações de volume pela amplitude das ondas sonoras.

visualização das ondas sonoras

O "The Levelator" nos ajuda a nivelar o volume automaticamente. Antes de utiliza-lo vamos nos certificar de que está tudo correto com o áudio, por exemplo, que ele está em stereo e tem dois canais. Agora podemos salvar este áudio como um novo arquivo.

Em seguida vamos abrir o "The Levelator". Note que ele trabalha somente com os formatos "AIFF" ou "WAV". Para começarmos, basta arrastar o arquivo da pasta onde está salvo e solta-lo sobre a janela do "The Levelator". Assim que soltarmos o arquivo ele iniciará o processamento.

Ao finalizar o processo, o programa criará um novo arquivo, com o mesmo nome do original, sendo que ao final ele acrescentará um ".output". Por exemplo, se meu arquivo é "audio.aiff", quando o "The Levelator" terminar de processá-lo, automaticamente será criado um arquivo de nome "audio.output.aiff".

Arrastando este novo arquivo para o Audition teremos um áudio visivelmente balanceado, com praticamente todas as ondas sonoras com a mesma amplitude.

visualização do áudio após processamento pelo The Levelator

O resultado final é um áudio todo nivelado a 0 decibéis, ou seja, no máximo de sua capacidade sem que haja saturação, mas que, ao mesmo tempo, respeita as nivelações.

Agora o áudio está pronto, podemos dar prosseguimento no Premiere.

Setup do projeto - Setup do projeto no Premiere

Agora vamos efetivamente dar início a montagem do nosso vídeo.

Iniciamos fazendo a decupagem do vídeo, mas primeiro vamos criar um novo projeto.

No canto superior esquerdo da tela selecione "File > New > Project", surgirá uma tela que nos permite definir diversos aspectos do nosso vídeo. Nesse momento vamos manter todas as opções nos formatos em que vieram.

arquivos exibidos na janela project

Na caixa "Video Rendering and Playback", em "Renderer", temos a opção "Mercury Playback Engine GPU Acceleration" (CUDA), em relação a isto, caso estejamos trabalhando com uma máquina que tenha uma placa de vídeo GFORCE - algo recomendável -, ela se utiliza de "CUDA Cores" que deixam a timeline mais fluida. Além disso, conseguimos diminuir o tempo de renderização. Uma boa placa de vídeo é essencial, mais do que memória ou processador - todos são importantes, mas investir no primeiro vale a pena.

Agora importaremos os arquivos para o nosso projeto, eles serão exibidos na janela "Project".

Para isso, você pode tanto clicar duas vezes com o botão esquerdo do mouse no box "Project", localizado no canto inferior esquerdo, ou também clicar no canto superior esquerdo da tela em "File > Import".

Para começar, importaremos o áudio. Nesta etapa, podemos ignorar os outros arquivos de áudio, focando somente naquele que acabamos de extrair do "The Levelator". Portanto é este arquivo que vamos importar.

Com o intuito de deixar nossa área de trabalho mais organizada, vamos colocar todos os arquivos importados em pastas e subpastas.

Para começar, clique e segure no arquivo do áudio recém importado e arraste-o para o ícone de pasta que se encontra dentro do box "Project", no canto inferior direito.

organizando os arquivos do projeto

No caso nomearemos a pasta como "Audio". Como trata-se de uma gravação, criaremos ainda uma subpasta, dentro de "Audio" com o nome de Record.

Antes de iniciarmos o trabalho em nossa timeline, é importante definirmos qual o propósito do vídeo que estamos editando, ou seja, qual a plataforma que pretendemos atingir e qual o formato adequado.

No exemplo estamos emulando um cinelook, isto significa que estamos fazendo a melhor aproximação possível a qualidade da imagem de cinema. Dentre os diversos recursos disponíveis para atingirmos este efeito há o frame rate do vídeo. É comum nos depararmos com vídeos que utilizam diversos frame rates, por isso, é preferível criarmos nosso próprio padrão, resultando num controle maior sobre nossa linha do tempo.

O próximo passo é criarmos nossa própria timeline, para isso clicaremos em "File > New > Sequence", no canto superior esquerdo da tela, ou, se preferir, pode usar o comando "CTRL + N".

Surgirá um box em que, primeiramente, veremos os "Sequence Presets" no canto superior direito, e logo abaixo teremos os "Available Presets" (ou Presets Disponíveis). Na minha máquina já tenho alguns presets salvos, mas para ilustrar melhor vamos criar um novo, juntos. Por enquanto vamos escolher qualquer opção disponível, já que vamos alterá-la adiante.

criando uma nova sequência - sequence presets

Vamos começar clicando na aba "Settings", ao lado da aba "Sequence Presets", da qual acabamos de falar. Em "Settings", logo na primeira opção que temos, "Editing Mode", escolha a opção "Custom".

Em "Timebase" temos as opções de "Frame Rate". Sobre isso, o vídeo é uma sequência rápida de fotos (fotos, frames e quadros são todos sinônimos). Portanto, quando falamos que o "Frame Rate" do seu vídeo é de 24 quadros por segundo, isso significa que no período de um segundo serão exibidas 24 fotos.

A escolha do "Frame Rate" pode ser definida como subjetiva ou artística, não se trata de uma ciência exata. Podemos, por exemplo, fazer uma analogia com pinturas, é possível fazer um quadro de foto realismo, mas isso não significa que será mais bonito.

O cinema, como utiliza um "Frame Rate" de 23.976 quadros por segundo - comumente arredondado para 24 quadros por segundo. O motivo desse número decimal é a sincronização com o áudio, porém não vamos estudar isso agora.

Basicamente utilizamos os 24 quadros por segundo por uma questão estética, inclusive relacionado com o "Motion Blur", que é o "rastro" deixado quando algo se movimenta com rapidez em um vídeo.

Abaixo veremos o "Frame Size", que vamos definir como 1920x1080 por ser o tamanho Full HD. Em seguida, teremos o "Pixel Aspect Ratio", iremos selecionar a opção "Square Pixels (1.0)" já que é o formato mais comum em telas de computadores e celulares. Por exemplo, teríamos outro formato em televisores. Como o nosso foco é web, não vamos nos preocupar com os demais formatos.

Em seguida, vemos o campo "Fields". Esta função cria um frame a mais entre os quadros, dando a ilusão de um movimento mais fluido. Porém, não precisamos nos preocupar com isso. Selecionaremos a opção "No Fields (Progressive Scan)", desta forma, o vídeo será exibido frame a frame, em progressão.

Posteriormente, em "Audio", temos como primeira opção escolhermos o "Sample Rate", que, por padrão, selecionaremos 48000Hz.

Antes de finalizarmos, vamos salvar o preset, clicando no botão localizado no canto inferior esquerdo "Save Preset".

salvando o sequence preset

Concluída essa etapa podemos dar um nome para nossa sequência e criá-la. O ideal é ser específico ao criar o nome da sequência, para que não fiquemos com diversos arquivos com o nome "decupagem", assim dificultando sua identificação posteriormente. Nosso arquivo se chamará "GS 70 - DECUPAGEM". Agora é só clicar em "OK".

sequence presets finalizado

O próximo passo é inserir nossos arquivos na timeline. Vamos clicar sobre o arquivo de vídeo e arrastá-lo para dentro da timeline. Em seguida, faremos o mesmo com o áudio.

Como podemos notar, ficamos com duas faixas de áudio, o da câmera e o do gravador.

timeline com duas faixas de audio

Para sincronizarmos o vídeo e o áudio basta selecionarmos todas as faixas, clicar nelas com o botão direito do mouse e selecionar a opção "Synchronize". Importante ressaltar que, além de selecionarmos as faixas na própria timeline devemos selecioná-las no menu ao lado esquerdo da nossa linha do tempo.

menu ao lado esquerdo da linha do tempo com todas as faixas selecionadas

Surgirá uma caixa de diálogo onde escolheremos sincronizar as faixas pelo áudio, selecionando "Audio" dentre as opções apresentadas.

selecionando a sincronização pelo áudio

Nesta etapa, o áudio da câmera servirá apenas como ponto de referência para podermos sincronizar a faixa do microfone de lapela. Para removê-lo, iremos selecionar as faixas do vídeo e do áudio da câmera. Clicando com o botão direito do mouse em cima desta seleção e clicar em "Unlink" - ou usar o atalho "CTRL + L"-, desagrupará as faixas e permitirá a remoção do áudio da câmera. Agora selecionando somente a faixa que queremos remover, ao clicarmos em "BACKSPACE" ou "DELETE", ela será excluída.

Em seguida, alinharemos as faixas remanescentes e, depois, clicaremos com o botão direito, desta vez selecionando a opção "Link" (ou usar o comando "CTRL + L"). Agora as faixas estarão vinculadas.

Antes de começarmos a editar, precisamos prestar atenção no áudio.

Ao lado direito da nossa timeline temos um medidor de decibéis, observamos que no topo desse medidor há uma linha vermelha, ela indica que o áudio passou de zero decibéis, ou seja, "clipou" ou estourou. Para evitar que isto aconteça não é indicado trabalhar com a faixa na forma em que ela vem do "The Levelator". Neste caso, ela vem a zero decibéis, ou no limite.

Não significa que está estourado, mas está no limiar, se formos inserir ainda música e efeitos sonoros haverá um rebentamento do som. O ideal é editarmos num volume mais baixo no início e posteriormente, no fim do processo, aumentar o volume como um todo, utilizando o "Normalize", como veremos adiante.

medidor de decibéis

Pessoalmente, costumo trabalhar com meu áudio por volta de -6dB já que, se abaixarmos muito o volume, ele começa a perder ganho, ficando menos impactante e correndo o risco ainda de apresentar ruído. Por essa razão costumo utilizar a margem de -6dB, que é uma margem segura.

O áudio falado não costuma ter um volume estável, portanto ele costuma variar naturalmente por volta de -3dB.

Para normalizar isso vamos diminuir o volume da nossa faixa de áudio em -3dB. Podemos fazer isso de duas formas, uma é selecionando a aba "Effects Control" e na opção "Level" regular o volume. Assim que fizermos a alteração surgirá automaticamente um keyframe. Desta forma, será possível alterar apenas seleções do áudio. A princípio não faremos isso porque estamos trabalhando apenas com um setup inicial.

controlando o audio em effects control com keyframes

A outra forma é manipularmos o "Audio Gain". Selecionando a faixa e clicando sobre ela com o botão direito do mouse, clicaremos em "Audio Gain" (ou pressionando a tecla "G"), essa ferramenta permitirá que alteremos o arquivo como um todo. Em "Adjust Gain By", ajustaremos em -3dB.

janela de controle do Audio Gain

Se reproduzirmos o vídeo, veremos que o áudio fica na margem dos -6dB. Agora podemos começar a edição.

Sobre o curso Premiere: Ritmo de edição e manipulando emoções

O curso Premiere: Ritmo de edição e manipulando emoções possui 109 minutos de vídeos, em um total de 12 atividades. Gostou? Conheça nossos outros cursos de Edição de Vídeo em UX & Design, ou leia nossos artigos de UX & Design.

Matricule-se e comece a estudar com a gente hoje! Conheça outros tópicos abordados durante o curso:

Aprenda Edição de Vídeo acessando integralmente esse e outros cursos, comece hoje!

Plus

  • Acesso a TODOS os cursos da plataforma

    Mais de 1200 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, em Programação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

  • Alura Língua (incluindo curso Inglês para Devs)

    Estude a língua inglesa com um curso 100% focado em tecnologia e expanda seus horizontes profissionais.

12X
R$85
à vista R$1.020
Matricule-se

Pro

  • Acesso a TODOS os cursos da plataforma

    Mais de 1200 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, em Programação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

  • Alura Língua (incluindo curso Inglês para Devs)

    Estude a língua inglesa com um curso 100% focado em tecnologia e expanda seus horizontes profissionais.

12X
R$120
à vista R$1.440
Matricule-se
Conheça os Planos para Empresas

Acesso completo
durante 1 ano

Estude 24h/dia
onde e quando quiser

Novos cursos
todas as semanas