Tableau: ensinando dados para crianças

Tableau: ensinando dados para crianças
Daniel Siqueira
Daniel Siqueira

Compartilhe

Vivemos com constantes transformações no mundo e é praticamente impossível não termos contato com a tecnologia e com os dados. Se quisermos ouvir música, vamos até nosso aplicativo favorito. Ele já tem nosso gosto mapeado através de muitos cruzamentos de dados e vai nos indicar a música com a maior probabilidade de gostarmos.

Gif com um desenho de uma pessoa de olhos fechados, com um fone de ouvido e balançando de um lado para o outro.

Para abrir uma conta no banco ou fazer operações com o dinheiro, utilizamos o celular para fazer tudo com alguns toques na tela. Quando queremos assistir a algum filme ou série, também acessamos nosso site preferido e ele nos mostra várias sugestões com uma grande probabilidade de acertar em cheio em algo que vamos gostar.

Gif de um desenho mostrando uma pessoa de costas, sentada em uma cadeira e de frente para a tela de um computador. A pessoa está com a mão apoiada sobre um mouse, rolando rapidamente o feed de uma página da internet.

Esses são apenas alguns exemplos da enorme quantidade de dados que estamos em contato diariamente. Com essas tecnologias tão presentes, boa parte das crianças recebe aparatos tecnológicos para se distraírem e brincarem. Nesse ponto, elas aprendem a lidar com essa realidade.

Gif mostrando um bebê segurando um livro e olhando rapidamente as imagens.

Dentro desse contexto, podemos levantar o seguinte questionamento: por que não iniciar o contato com os dados já na fase inicial da vida da criança? Lembrando que a ideia aqui não é a de colocar uma planilha cheia de informações na frente da criança, mas sim despertar o interesse natural que ela pode ter pela descoberta tão presente nessa fase.

Temos players incríveis que possibilitam a exploração dos dados de forma mágica, intuitiva e visual. Um deles é o Tableau. Com ele podemos, ao mesmo tempo que trabalhamos com os dados, estimular o interesse da criança de forma muito mais encantadora e criativa.

4 gráficos coloridos feitos com giz de cera ou lápis de cor em um fundo branco. O primeiro gráfico é um gráfico de bolhas, o segundo é um gráfico de linhas, o terceiro é um gráfico de barras horizontais e o quarto é um gráfico de colunas.

No próprio blog do tableau, em inglês, temos uma análise que mostra a relação entre o humor de uma pessoa e o clima de forma bem interessante para uma criança. Essa atividade foi proposta pela Lisa Chen e faremos uma adaptação para compor este artigo. O objetivo é fazer com que a criança aprenda a coletar dados para responder questões abstratas, encontrar padrões e compreender medidas de tendência central, as médias.

Precisamos de papel (pode ser cartolina) e lápis de cor ou giz de cera. Colocaremos no topo da página o título: “Será que o clima muda nosso humor?” Lembrando que essa atividade é recomendada para crianças de 8 até 13 anos e é importante ter a supervisão de pai, mãe ou responsável.

Vamos incentivar as crianças a usarem 5 minutos por dia, durante uma semana. Cada dia ela vai escrever como se sente, atribuindo uma nota de 1 até 5. Ela também dirá como o tempo está (ensolarado, nublado, chuvoso). Para isso, ela pode desenhar um símbolo que representa seu humor (um sorriso, smiley, uma carinha triste, etc.) e outro para o tempo.

Em outra folha de papel, desenharemos uma tabela contendo: uma coluna para os dias, outra para o tempo e outra para o humor.

DiaTempoHumor
Domingo
Segunda-feira
Terça-feira
Quarta-feira
Quinta-feira
Sexta-feira
Sábado

Agora, a criança vai começar a completar essa tabela, informando como está o clima e dando algumas notas que demonstram como ela se sente naquele dia:

DiaTempoHumor
Domingonublado
Segunda-feiraensolarado
Terça-feirachuvoso
Quarta-feira
Quinta-feira
Sexta-feira
Sábado

Quando completarmos os sete dias da semana, vamos somar as notas que demos para o humor e acrescentar uma nova coluna, a da média. Vamos supor que tivemos dois dias chuvosos, e em cada um desses dias demos a nota 1 e a nota 2. Somamos essas duas notas: 2 + 1, totalizando 3. Agora dividimos o total, o número 3, pela quantidade de notas, que são duas: 3 / 2, totalizando 1,5. Assim completamos a terceira coluna:

TempoHumorMédia
Nublado2, 11,5
Ensolarado4, 5, 34
Chuvoso4, 33,5

Com esses resultados, podemos ajudá-la a desenhar um gráfico de colunas:

Gráfico com 3 colunas. No eixo x temos o tempo e abaixo de cada coluna temos as palavras, da esquerda para a direita: Nublado, Ensolarado e Chuvoso. No eixo y, temos a média que vai de 0 a 4. A coluna nublado mostra média entre 1 e 2. Já a coluna ensolarado mostra a média 4. Por fim, a coluna chuvoso mostra a média entre 3 e 4.

Aqui temos uma ótima oportunidade de ensinar para a criança sobre como utilizar o eixo X e o eixo Y, marcar as coordenadas e utilizar a régua para construir as barras. Após isso, podemos passar os dados para o Excel e baixar essa planilha em nosso computador. Então, podemos abrir no Tableau e fazer a conexão por arquivo do Excel:

Print da aba “Conectar” do Tableau. Na parte superior temos a barra de menu com as palavras Arquivo, Dados, Servidor, Ajuda. Logo abaixo da palavra Arquivo temos a logo do Tableau na cor branca em cima de uma faixa azul escuro. Abaixo da logo, temos uma coluna com palavras, dispostas de cima para baixo: Conectar, pesquisar dados, Tableau server, A um arquivo, Microsoft Excel. Elas estão na cor branca e em um fundo azul claro. Ao lado dessa coluna azul, temos a palavra Abrir na cor cinza escuro em um fundo cinza claro.

Print do documento do excel aberto no Tableau. Na barra superior temos o campo Página1 e ao lado direito a informação 4 campos 3 linhas. Abaixo, temos as informações Nome, Página1 e Campos, sendo um em cada linha. Logo abaixo do campo chamado Campos temos uma tabela com 4 colunas e 5 linhas. Na coluna 1 temos a célula com título “Tipo” e logo abaixo 3 células com a informação Abc e a quarta célula com o símbolo de uma hashtag. Na coluna 2 temos o título “Nome de campo”, seguido das seguintes informações, sendo uma em cada linha: dia, tempo, humor, média. Na coluna 3 temos o título “Tabela física” e abaixo dele a informação Página1 repetida 4 vezes, uma em cada linha. Na coluna 4 temos a célula com o título “Nome de campo”, seguido das seguintes informações, sendo uma em cada linha: dia, tempo, humor, média. No lado superior direito da imagem, temos outra tabela com 4 colunas e 4 linhas. Na coluna 1 temos a célula com 3 informações, uma abaixo da outra: Abc, Página1, Dia. Abaixo dela temos as seguintes informações, sendo uma em cada linha: domingo; segunda-feira; terça-feira. Na coluna 2 temos a célula com 3 informações, uma abaixo da outra: Abc, Página1, Tempo. Abaixo dela temos as seguintes informações, sendo uma em cada linha: nublado, ensolarado, chuvoso. Na coluna 3 temos a célula com 3 informações, uma abaixo da outra: Abc, Página1, Humor. Abaixo dela temos os números, sendo um em cada linha: 2,1; 4,5,2003; 4,3. Na coluna 4 temos a célula com 3 informações, uma abaixo da outra: Abc, Página1, Média. Abaixo dela temos os seguintes números, sendo um em cada linha: 1.50000; 4.00000; 3.50000.

Podemos ensiná-la, então, como utilizar as linhas e colunas no Tableau e gerar o gráfico a seguir:

Print do gráfico gerado no Tableau. Na parte superior temos os campos: “Coluna” preenchidos com “Tempo” e “Média”; e Linhas, com a “Média”. Logo abaixo, temos o título “Planilha 3”. Abaixo dele temos o título do gráfico Tempo / Média. Temos um gráfico com três colunas na cor azul. No eixo x temos os números 3.5, 4 e 1.5 na parte inferior do gráfico e as palavras chuvoso, ensolarado e nublado na parte superior. No eixo y temos os valores da médica que vão de dois em dois de 1.4 à 4.0.

Além disso, podemos incentivá-la a brincar um pouco com a ferramenta mudando a cor das colunas, por exemplo:

Print do gráfico gerado no Tableau. Na parte superior temos o título “Planilha 3”. Abaixo dele temos o título do gráfico Tempo / Média. Temos um gráfico com três colunas na cor laranja, sendo a primeira coluna em uma tonalidade mais forte e as outras duas mais claras. No eixo x temos os números 3.5, 4 e 1.5 na parte inferior do gráfico e as palavras chuvoso, ensolarado e nublado na parte superior. No eixo y temos os valores da média que vão, de dois em dois, de 1.4 à 4.0.

Dessa forma, trabalhamos uma série de habilidades de forma divertida e que podem fazer uma diferença inacreditável no aprendizado da criança. Inclusive, no próprio blog do Tableau temos uma parte chamada Tableau Data Kids na qual podemos encontrar várias atividades propostas para ajudar as crianças a praticar e se interessar pelos dados com coisas do cotidiano.

Dentre elas, damos destaque para a dos Pokémons, em inglês. Nela, a criança pode criar categorias e comparações, identificando qual é o pokémon mais forte, contra quais tipos ele possui vantagem e desvantagem, montar gráficos, entre outras atividades.

Print de uma página do Tableau Data Kids em um fundo vermelho. Na parte superior temos o título “Compare the Pókemon!”. Abaixo dele temos um retângulo com as instruções, em inglês, de como comparar dois Pokémons. No lado esquerdo temos a figura do Pikachu com as suas informações. No lado esquerdo temos a figura do Eevee. também com suas informações. Ao centro temos dois gráficos de coluna, com uma pokébola na ponta, mostrando a comparação entre os Pokémons.

Print de uma página do Tableau Data Kids em um fundo vermelho. Na parte superior, temos o título “Find the best… or the worst!” e logo abaixo um retângulo com as instruções em inglês. Logo abaixo temos duas faixas brancas com desenhos de 10 Pokémons diferentes, sendo 5 na faixa superior e 5 na inferior. Da direita para a esquerda, de cima para baixo temos os seguintes Pokémons: Mewtwo, Dragonte, Mew, Articuno, Mostres, Caterpie, Weedle, Magikarp, Kakuna e Metapod. No lado direito da imagem temos  um gráfico de funil com variação de cores entre o azul escuro e o laranja. Acima desse gráfico lê-se o título: Check them all!

Com esses passos, trazendo elementos interessantes misturados com brincadeiras e atividades divertidas, começamos a despertar na criança uma gama de habilidades. Coletar dados, fazer comparação, responder perguntas, visualizar dados são algumas delas e que são super importantes.

Então, incentive as crianças que você conhece para iniciar nesse mundo mágico dos dados. Quem sabe até a iniciarem uma jornada que pode culminar em uma profissão e desenvolvimento de uma carreira no futuro.

Daniel Siqueira
Daniel Siqueira

Daniel é instrutor na escola de Dados e professor de Matemática, Física, Química e Inglês. Tem verdadeira paixão em aprender coisas e assuntos novos, e transmitir seus conhecimentos.

Veja outros artigos sobre Data Science