Impactos das tecnologias como realidade virtual e aumentada em jogos digitais

Impactos das tecnologias como realidade virtual e aumentada em jogos digitais
Maria Isabelle Silveira
Maria Isabelle Silveira

Compartilhe

Introdução

Os jogos digitais estão passando por uma revolução tecnológica significativa, com várias inovações que estão transformando a forma como as pessoas jogam e interagem com o entretenimento digital. Entre essas transformações, destacam-se o crescimento exponencial dos jogos online, que redefiniram as interações sociais e competições virtuais, os jogos de simulação, que proporcionam experiências quase reais em ambientes variados, e o surgimento vertiginoso de tecnologias emergentes, como a realidade virtual, computação afetiva, inteligência artificial e ray tracing que estão remodelando a experiência de jogo, proporcionando maior imersão, realismo e interatividade.

Imagem de um homem usando equipamento de Realidade Virtual, enquanto joga um jogo de corrida de quadriciclos, e sua sala de estar.

Além disso, essas tecnologias estão impulsionando a inovação e a evolução da indústria de jogos digitais, tanto em termos de experiência de jogo quanto de aplicações educacionais e de entretenimento.

Banner promocional da Semana Carreira Tech, organizada pela Alura e FIAP. Texto: 'Descubra como graduações tech estão transformando o futuro. Cinco lives gratuitas para você mergulhar nas áreas mais transformadoras da atualidade, desde o que se estuda nas graduações até a prática do mercado. Garanta sua vaga de 01 a 05 de julho.' Imagem de profissionais usando equipamentos tecnológicos avançados, como óculos de realidade aumentada. Botão destacado com a chamada 'Garanta sua vaga'. Logotipos da Alura e FIAP no canto superior direito.

Tecnologias emergentes mais utilizadas em jogos digitais

Atualmente as tecnologias emergentes mais utilizadas em jogos digitais incluem realidade virtual, realidade aumentada, computação afetiva e inteligência artificial. Essas inovações estão revolucionando a forma como jogamos, tornando os jogos mais sofisticados, imersivos e realistas.

A interação por voz em jogos virtuais e a aplicação de tecnologias de jogos eletrônicos na área da saúde, especificamente para diagnóstico de câncer de mama, também estão entre as tendências emergentes em jogos digitais. Essas tecnologias não apenas aprimoram a experiência de jogo, mas também têm aplicações no ensino de linguagem de programação e no desenvolvimento de estratégias inovadoras de aprendizado. As tecnologias emergentes estão moldando o futuro dos jogos digitais, impulsionando a inovação e a evolução da indústria.

Realidade virtual e realidade aumentada

A Realidade Aumentada (AR) e a Realidade Virtual (VR) estão trazendo experiências imersivas para os jogos. Com a criação de óculos de VR, é possível trazer infinitas possibilidades de experiências imersivas, onde o mouse e o teclado podem simplesmente perder espaço, dando lugar aos wearables que são dispositivos que podemos vestir como óculos e pulseiras tecnológicas. Estes dispositivos trazem o sentimento de toque, e agregam na imersão em um ambiente virtual de jogo.

Print do jogo de realidade virtual Job Simulator, que tem como objetivo de fazer com que o jogador realize tarefas absurdas em diferentes ambientes de trabalho.

A Realidade Virtual (RV) cria ambientes totalmente virtuais, isolando o usuário do mundo real. Um dos elementos mais famosos para a criação deste tipo de ambiente são os óculos de realidade virtual, que fornecem uma visão em 3D de algum cenário, permitindo que a pessoa olhe ao redor e se movimente por ele, mas sem conseguir visualizar o mundo real.

Jogos de realidade virtual, como o Job Simulator e Keep Talking and Nobody Explodes, permitem ao jogador controlar o espaço virtual, visualizando e interagindo com os objetos virtuais do jogo. É possível usar uma variedade de equipamentos eletrônicos, que funcionam como dispositivo de realidade virtual, para interagir com a cena e controlar o ambiente.

Outra tecnologia impactante é a realidade aumentada (AR), que mescla elementos virtuais com o ambiente físico do jogador. Jogos de AR, como Pokémon GO, introduzem personagens e elementos virtuais no mundo real, proporcionando uma experiência imersiva ao integrar o jogo à vida cotidiana dos jogadores.

Imagem promocional do jogo Pokémon Go, onde há um homem sentado em um morro, cercado por diferentes pokémons, enquanto admira a paisagem em sua frente.

Os jogos atuais utilizam sistemas dinâmicos e adaptativos, nos quais o comportamento dos personagens não jogáveis (NPCs) é habilmente modificado em resposta às ações e escolhas dos jogadores. Esse aprimoramento é possível graças aos sistemas avançados de IA, que ajustam de maneira inteligente o comportamento dos NPCs, resultando em uma experiência de jogo ainda mais personalizada e desafiadora. Isso contribui para um nível mais elevado de imersão e envolvimento por parte dos jogadores.

Computação afetiva

A computação afetiva é um campo emergente que combina a tecnologia digital com a ciência da emoção. No contexto dos jogos digitais, a computação afetiva pode ser usada para criar experiências de jogo mais envolventes e personalizadas, levando em consideração as emoções dos jogadores.

A computação afetiva permite monitorar as emoções dos jogadores em tempo real, fornecendo insights valiosos que podem ser usados para melhorar a experiência de jogo. Por exemplo, ela pode identificar quando um jogador está ansioso, feliz, triste ou frustrado, e usar essas informações para adaptar o jogo às necessidades e preferências do jogador.

Ilustração de um robô roxo com uma lupa no rosto de uma pessoa que está usando uma camisa roxa e calça amarela, como se ele quisesse analisar o rosto dela

Além disso, a computação afetiva também pode ser usada para personalizar a experiência de jogo. Por exemplo, se um jogador parece estar ansioso durante um jogo de ação rápida, o jogo pode ser ajustado para incluir mais momentos de descanso ou relaxamento, ou talvez mudar para um jogo mais tranquilo e relaxante. Da mesma forma, se um jogador parece estar feliz durante um jogo de aventura, o jogo pode ser ajustado para incluir mais elementos de ação e emoção. Podendo ser usada para apoiar a saúde mental dos jogadores.

Inteligência artificial

No contexto dos jogos, a IA está sendo usada para criar personagens não jogáveis mais inteligentes e realistas, adaptando o comportamento dos adversários às ações dos usuários e oferecendo experiências mais dinâmicas e desafiadoras.

Além disso, a inteligência artificial pode ser utilizada em várias etapas diferentes na criação de jogos digitais, como na criação de artes para jogos, por meio de ferramentas como Scenario. Outra ferramenta, Promethean AI, é um pioneiro na criação de ambientes de jogos. Ela utiliza a IA para automatizar o processo de construção de ambientes 3D, permitindo que os desenvolvedores de jogos construam mundos ricos e detalhados com facilidade.

Gif animado mostrando de forma breve o processo de construção de uma cenário na ferramenta Promethean.

A IA também vem sendo utilizada na criação de animações para jogos, por meio da ferramenta GANimator, que usa sequenciamento de movimento neural para dar vida aos personagens do jogo. Ela aproveita o poder das Generative Adversarial Networks (GANs) para criar animações realistas e fluidas com base em sua entrada.

Uma faculdade que traz essa abordagem de novas tecnologias em Games, é a FIAP no seu curso de Game Development, vale a pena conferir a ementa.

Como as tecnologias emergentes estão sendo utilizadas para criar jogos mais imersivos

O desenvolvimento da indústria de jogos tem sido profundamente influenciado pelas tecnologias emergentes, que desempenham um papel crucial ao proporcionar experiências mais imersivas para os jogadores. Inúmeras inovações tecnológicas têm contribuído para essa evolução, moldando a concepção, desenvolvimento e experiência dos jogos.

A realidade virtual (VR) é uma dessas tecnologias que revolucionou a experiência de jogo. Ao oferecer aos jogadores a oportunidade de mergulhar em mundos virtuais tridimensionais, a VR proporciona uma sensação de presença e interação única. Utilizando dispositivos como headsets e controladores, os jogadores podem se movimentar e interagir de maneira mais natural com o ambiente do jogo.

O constante avanço na capacidade de processamento gráfico tem permitido a criação de mundos virtuais mais detalhados e realistas. Gráficos avançados, como a tecnologia ray tracing, proporcionam iluminação realista e efeitos visuais impressionantes exigindo um desempenho gráfico compatível com consoles e placas de vídeo, contribuindo para uma experiência visual mais imersiva.

Gif animado de uma cena do jogo Horion Zero Dawn, para PS5. É possível notar a personagem principal, montada em um animal eletrónico, enquanto passam correndo por uma praia deserta.

A tecnologia háptica, por sua vez, oferece uma resposta sensorial adicional aos jogadores. Dispositivos hápticos, como controles vibratórios avançados e feedback tátil, adicionam uma dimensão tátil à experiência de jogo, aumentando a imersão.

Além disso, sistemas de áudio imersivo e trilhas sonoras dinâmicas têm contribuído significativamente para a criação de atmosferas imersivas nos jogos. A tecnologia de áudio direcional permite aos jogadores perceber a localização de sons no ambiente virtual, proporcionando uma experiência auditiva mais envolvente.

Quais são as tendências de jogos digitais para os próximos anos

Segundo uma pesquisa recente, realizada pela Forbes, as tendências de jogos digitais para os próximos anos incluem a utilização de inteligência artificial generativa em jogos, jogos sob demanda, jogos em realidade virtual e realidade aumentada, jogos retrô e remakes, além de uma nova geração de dispositivos portáteis de jogos.

A inteligência artificial generativa permitirá a produção de jogos mais complexos e personalizados, enquanto os jogos sob demanda possibilita que os jogadores joguem em diferentes dispositivos.

Os jogos em realidade virtual e realidade aumentada estão redefinindo a forma como jogamos e interagimos com os mundos virtuais, tornando a experiência de jogo mais imersiva e envolvente. Além disso, a tendência dos jogos retrô e remakes tem ganhado força nos últimos anos, com diversas empresas revitalizando títulos clássicos para uma nova geração de jogadores.

Possibilidades criativas e comerciais e dessas tecnologias

A constante evolução dos jogos digitais é impulsionada pelo progresso contínuo das tecnologias emergentes. Essas inovações não apenas alteram a experiência dos jogadores, mas também expandem horizontes tanto criativos quanto comerciais para a indústria de jogos. Vamos investigar algumas dessas perspectivas promissoras.

A RV proporciona imersão total, permitindo que os jogadores se sintam dentro do ambiente do jogo. A RA, por outro lado, integra elementos virtuais ao mundo real. Ambas as tecnologias oferecem novas oportunidades para narrativas envolventes e interações únicas.

Além do entretenimento, RV e RA podem ser exploradas em setores como educação, treinamento corporativo e turismo. Os desenvolvedores de jogos podem criar experiências que ultrapassam os limites tradicionais do mercado de jogos.

Print da tela inicial do jogo Thetan Arena, um jogo de Battle Royale baseado na tecnologia blockchain e com uso de NFTs.

A tecnologia blockchain permite a criação de ecossistemas econômicos dentro dos jogos, onde os jogadores podem possuir ativos digitais únicos.Os NFTs também abrem portas para modelos de negócios inovadores, como a venda de itens digitais colecionáveis, skins e outros elementos personalizáveis.

Vale destacar que a tecnologia de jogos em nuvem permite que os jogadores acessem títulos de alta qualidade em uma variedade de dispositivos, eliminando as barreiras de hardware. Isso amplia a base de jogadores e cria novas oportunidades comerciais.

A convergência dessas tendências promete transformar a paisagem dos jogos digitais, oferecendo aos jogadores experiências mais ricas e diversificadas, ao mesmo tempo em que impulsiona o crescimento e a inovação na indústria.

Equipamentos necessários para quem quer desenvolver/jogar com elas

Imagem do Oculus Rift S, lançado em 2019 pelo Facebook. É um óculos de realidade virtual, que foi lançado com o objetivo de substituir o headset Rift VR para PC.

Para desenvolver ou jogar jogos que utilizam tecnologias emergentes como Realidade Virtual (RV), Realidade Aumentada (RA) e Inteligência Artificial (IA), você precisará de alguns equipamentos específicos.

Equipamentos para Desenvolvimento

Computador de alto desempenho: Um PC robusto com uma CPU de alto desempenho, memória RAM suficiente e um bom disco rígido são essenciais para o desenvolvimento de jogos. Além disso, você precisará de um sistema operacional compatível com Windows 10, macOS ou Linux.

Software de desenvolvimento de jogos: Uma variedade de softwares de desenvolvimento de jogos estão disponíveis, como Unity, Unreal Engine e Godot. Esses softwares permitem que os desenvolvedores criem e testem seus jogos.

Hardware de RV e RA: Para desenvolver jogos com RV ou RA, você precisará de hardware adequado. Isso inclui um headset de RV, como o HTC Vive ou Oculus Rift, e talvez até um kit de desenvolvimento, dependendo do software que você está usando.

Equipamentos para Jogar

Headset de RV: Para jogar jogos de RV, você precisará de um headset de RV, como o HTC Vive, Oculus Rift, PlayStation VR ou Windows Mixed Reality.

Dispositivo de RA: Para jogar jogos de RA, você precisará de um dispositivo de RA, como o Microsoft HoloLens ou Google ARCore.

Computador de alto desempenho: Como mencionado anteriormente, um PC de alto desempenho é necessário para jogar jogos que requerem RV ou RA.

A necessidade de certos equipamentos pode variar dependendo do tipo de jogo e das tecnologias específicas que você está tentando usar.

Conclusão

As tecnologias emergentes estão delineando uma nova era para os jogos digitais, estão transformando a maneira como jogamos, criamos e comercializamos experiências interativas. Da imersão total da realidade virtual às oportunidades econômicas dos NFTs e blockchain, passando pela inteligência artificial que redefine a narrativa e a jogabilidade, as possibilidades são vastas e emocionantes.

À medida que avançamos, a interseção dessas tecnologias não apenas eleva a qualidade das experiências de jogo, mas também redesenha o panorama comercial, incentivando a inovação, a personalização e a colaboração global. Testemunhamos, assim, uma revolução que transcende os limites do entretenimento digital, moldando o futuro dos jogos de maneira cativante e revolucionária.

Quer saber mais sobre jogos digitais e game design? Não deixe de realizar os nossos cursos Game Design: definindo os princípios de um jogo digital e Game Design: viabilizando o jogo como produto, para ficar por dentro das melhores práticas de game design.

Nos vemos na próxima!


Maria Isabelle Silveira
Maria Isabelle Silveira

Cursando Design pela Universidade Federal do Maranhão, desde 2020 atuo na área criando design de elementos gráficos e em 2022 iniciei meu primeiro estágio na área de UI/UX Design atuando nos segmentos de educação e saúde.Possuo experiência em Design de Interface, Experiência do Usuário, bem como Design system, Wireframes, Adobe XD, Figma, Adobe Illustrator, Photoshop.

Veja outros artigos sobre UX & Design