As Novidades do Eclipse Juno

As Novidades do Eclipse Juno
hannelita
hannelita

Compartilhe

Próximo ao fim de junho, a popular IDE Eclipse teve sua nova versão final oficialmente lançada e divulgada à comunidade. IDE amplamente utilizada especialmente no mundo Java e também com significativa parcela de representação como ferramenta de desenvolvimento para outras linguagens, tais como PHP e C, a IDE lançou recentemente a versão Juno, que conta com muitas novidades.

[![](assets/as-novidades-do-eclipse-juno/Screen-Shot-2012-07-19-at-6.18.28-PM1-300x175.png "Eclipse Juno - Workbench")](https://blog.caelum.com.br/wp-content/uploads/2012/07/Screen-Shot-2012-07-19-at-6.18.28-PM1.png) Eclipse Juno - Workbench

As novidades mais marcantes

Notavelmente, um ponto marcante para as novidades do Eclipse Juno é o uso do Eclipse 4.x como plataforma. Todas as versões anteriores ao Juno se embasavam na versão 3.x. A plataforma 4.x, que vem sendo desenvolvida há quase três anos, apresenta mudanças em alguns aspectos operacionais da IDE. Por exemplo, os recursos do Eclipse agora usufruem do poder do CDI (Context and Dependency Injection) para serem injetados e executados. Isso apresenta uma performance melhor e um código mais limpo para a IDE, que até a versão 3.x utilizava, em grande parte, Singletons para executar as tarefas da IDE. Vale lembrar que apesar da mudança para a plataforma 4.x, haverá compatibilidade para plug-ins desenvolvidos para a versão 3.x.

Outra novidade: diversos projetos e subsistemas do Eclipse, antes mantidos com SVN ou CVS, estão sendo migrados para Git e já podem ser acessados.

O "ecossistema" de subprojetos do Eclipse também só aumenta - projetos já existentes foram melhorados e novos projetos foram adicionados. Dentre eles, uma ferramenta para design de BPEL (Business Process Engineering Language).

Uma outra boa notícia para os usuários de Java - o suporte a Java 7 está garantido e o compilador do Eclipse já implementa todas as funcionalidades da nova versão da linguagem, bem como o conjunto de ferramentas de desenvolvimento (Eclipse JDT), propiciando um auto complete e sugestões de código compatíveis com a versão 7. As sugestões de autocomplete agora vão além, como o Eclipse Recommenders.

Além das mudanças estruturais, a IDE agora apresenta um novo design.

O Eclipse é a IDE mais usada no mundo Java e é bom ver sua constante evolução. Aqui na Caelum, usamos o Eclipse em todos os nossos cursos de Java - e até nos cursos de web. Nosso curso FJ-11 de Java básico, que tem a apostila disponível para download, tem um capítulo só sobre Eclipse. É fundamental para o bom programador dominar os recursos dessa IDE - como os atalhos mais úteis e populares do Eclipse - e temos até um curso online sobre produtividade extrema com Eclipse.

Veja outros artigos sobre Programação