Adobe na palma da mão: dicas de apps para otimizar seu trabalho

Adobe na palma da mão: dicas de apps para otimizar seu trabalho
Felipe Labouriau
Felipe Labouriau

Compartilhe

Resumindo

Que os dispositivos móveis estão ganhando cada vez mais espaço em nossas vidas não é novidade para ninguém. De afazeres simples, como falar com os amigos e se divertir com jogos, até pagar contas e fazer compras, os aplicativos para tablets e smartphones são ferramentas que facilitam muito o dia a dia.

Para muitas tarefas não precisamos mais sair de casa e nem mesmo acessar o computador: as soluções estão na palma da mão, literalmente.

Designers, por outro lado, quase sempre precisam de computadores poderosos para trabalhar em seus projetos. Mas será que essas pessoas estão contempladas neste incrível universo de aplicativos que permitem facilitar trabalhos de forma prática e acessível ? A resposta é sim!

E não apenas designers podem aproveitar ao máximo esses apps: entusiastas, estudantes e profissionais que eventualmente precisam utilizá-los para determinados objetivos podem se valer deles.

Por isso, listamos neste artigo 5 opções de apps da Adobe que vão trazer mais dinâmica para o seu fluxo de trabalho, permitindo que determinadas tarefas sejam realizadas em smartphones e tablets:

  1. Photoshop Mobile e Photoshop Express;
  2. Lightroom;
  3. Illustrator;
  4. Premiere Rush;
  5. XD.

Também trouxemos duas dicas de apps que podem auxiliar você em projetos colaborativos, gestão e planejamentos: a Miro e o Notion.

Vamos para a leitura!

1. Photoshop Mobile e Photoshop Express

Talvez o software gráfico mais famoso do mundo, o Photoshop é sinônimo de tratamento e de manipulação de imagens. Com mais de 30 anos na versão desktop, atualmente a Adobe vem investindo em versões para dispositivos móveis es as duas mais importantes são a Mobile e a Express:

Mobile

Print da tela do app Photoshop Mobile. Há uma fotografia de uma mulher e, no canto lateral direito, tem um menu mostrando algumas funções do app.

Interface do Photoshop Mobile no iPad.

Exclusiva para o iPad, nessa versão é possível executar funções mais sofisticadas, como criar camadas, camadas de ajuste, máscaras de camada e trabalhar parcialmente com objetos inteligentes (smart objects), além de usar ferramentas de seleção, clone, dodge e burn, preenchimento, texto e transformações.

Portanto, se você pretende tratar fotografias de forma autêntica, esse app é ideal.

Os arquivos criados no iPad podem ser abertos no computador, desde que compartilhados pela conta Creative Cloud (a nuvem da Adobe), e oferecem ao usuário a oportunidade de iniciar o projeto no tablet e finalizá-lo no desktop, se assim desejar.

Essa versão é gratuita para quem assina os planos que contemplam o Photoshop.

Express

Print da tela do Photoshop Express. Nela há uma imagem de uma mulher e no menu inferior, há vários filtros que mostram as variações de cores dessa mesma imagem.

Interface do Photoshop Express no iPad.

Disponível para tablets e smartphones que possuem os sistemas operacionais iOs e Android, o Photoshop Express é uma alternativa que funciona como porta de entrada para quem está começando a tratar e a editar imagens ou trabalhando com projetos que não demandam funcionalidades muito avançadas. Se for o seu caso, confira esse app!

A proposta da Adobe é velocidade e praticidade: são diversos recursos de aprimoramento que se encarregam de tarefas complexas como recortes, dehaze, retoques e redução de ruído.

Há também centenas de predefinições, temas, efeitos, bordas e layouts que você pode aplicar em colagens, montagens ou fotografias individuais. Estão igualmente disponíveis ajustes de parâmetros individuais, para quem busca mais liberdade criativa.

O Photoshop Express é gratuito, mas conta com diversos recursos Premium, ou seja, pagos.

2. Lightroom

Print da interface do Lightroom Mobile, com um retrato de uma mulher. Na lateral direita da tela, há um menu que mostra algumas funções de alteração de cor.

Embora similar ao Photoshop no tratamento de imagens, o Lightroom foi planejado para ser mais do que uma ferramenta de edição: ele é também um centro de organização e processamento de grandes quantidades de fotos.

Com versões móveis nos sistemas operacionais iOs e Android, o Lightroom não economiza quando se trata de recursos de edição e está em pé de igualdade com a sua versão desktop.

Você pode controlar exposição, contraste, realces, sombras, brancos, pretos, cores, matiz, temperatura de cor, saturação, vibração, nitidez, redução de ruído, corte, geometria, granulação e muito mais.

Ele ainda possui recursos de edição avançados, como ajustes seletivos, pincéis de cura, controle de perspectiva e gradientes. E o desempenho dele é fantástico: otimizado para a arquitetura onde está rodando, ou seja, de acordo com o dispositivo.

Como os arquivos e edições realizadas nas versões mobile são armazenados na nuvem da Adobe, você pode acessar as imagens de qualquer dispositivo. Isso torna mais fácil começar a trabalhar em seu computador e continuar de onde parou usando seu smartphone ou tablet, ou vice-versa.

Então, se ligue: se você procura um app que, além de ajudar na edição das fotos, é capaz de tratar múltiplas com os mesmos parâmetros (criados por você ou importados da ferramenta), enquanto tudo é salvo na nuvem, o Lightroom é ideal!

3. Illustrator

Interface do app Illustrator. Há dois vetores no centro da imagem: um círculo e um quadrado. Nas laterais esquerda e direita, há os menus de edição, que mostram tanto edição de cores quanto de tamanho, opacidade e aparência dos vetores.

O Illustrator, padrão da indústria para o desenho vetorial.

Muito popular para criar logotipos, ilustrações e gráficos, o Illustrator tem uma versão específica apenas para o iPad. Ela conta com ferramentas projetadas exclusivamente para a caneta Apple Pencil e o para o próprio dispositivo. Assim como os outros apps da suíte Creative Cloud, você pode ter um fluxo de trabalho que transite do tablet para o desktop, com os documentos criados no iPad sendo carregados automaticamente na nuvem.

O aplicativo está recebendo melhoramentos continuamente e as suas principais funcionalidades são: desenho de curvas Bézier com o Apple Pencil; criação e personalização de traçados; facilidade de intercâmbio com os arquivos PSD do Photoshop que preservam camadas.

4. Premiere Rush

Print da interface do app Premiere Rush. Nela, há um frame de vídeo, com uma mulher olhando para a câmera. Na parte inferior da interface, há uma timeline, mostrando o vídeo em etapa de edição.

Ao abrir vídeos diretamente pelo smartphone, o Premiere Rush oferece a produtores a perspectiva de edição mais versátil. As funcionalidades disponíveis não são as mesmas da versão para desktop, mas ainda assim você será capaz de editar com corte, trilha sonora e texto, além de poder modificar a cor do seu material audiovisual.

Trata-se de uma ferramenta que não demanda um conhecimento avançado de edição. E, até mesmo para quem já trabalha na área, o app se apresenta como uma alternativa de primeiro corte.

Digamos, por exemplo, que você esteja na gravação e já queira visualizar a sequência do material, fazendo a chamada “decupagem”. Com o Premiere Rush você consegue fazer isso com o smartphone e agilizar o processo de gravação. Mais uma vez, é possível levar os arquivos do dispositivo móvel para o desktop e dar sequência ao projeto no seu computador.

É uma alternativa excelente para quem não pretende mergulhar fundo na edição de vídeo, mas tem que estar minimamente por dentro desse universo.

5. XD

Print da interface do app Adobe XD. Nela, há uma tela inicial, com a foto de um homem, escrito “Minha conta” e com dados para preenchimento, como Nome, Telefone, E-mail.

O Adobe XD é voltado para prototipagem de layouts para apps e web de maneira colaborativa, disponível para dispositivos Android e iOs. Com ele você pode projetar desde o wireframe até a entrega final para os desenvolvedores. Além disso, é possível criar componentes, animações, layouts responsivos, galerias de grids e muito mais.

Como o app está atrelado à Creative Cloud, você pode levar todos os seus projetos para o desktop.

EXTRA: Dicas de apps para criatividade, trabalho em equipe e planejamento

Miro

Interface da plataforma Miro. Há layouts de boards para escolher, como mind map, kanban e demais templates.

O layout da Miro na sua versão para iPad.

Miro é um quadro branco digital que facilita a colaboração com outras pessoas. O app permite que você crie notas e designs, mova elementos e se comunique por meio de chamadas de vídeo incorporadas ou bate-papos online.

A ferramenta também vem com uma série de modelos predefinidos que podem inspirar ou servir como um ponto de partida para o seu próprio projeto. Alguns usos comuns da Miro:

  • Criar uma lista de ideias ou tópicos para focar em um projeto importante;
  • Desenvolver uma história de usuário ou um mapa da jornada do cliente;
  • Criar um mind map;
  • Construir um Wireframing de um novo conceito ou ideia de produto;
  • Traçar um roteiro ou estratégia para um workshop ou programa de inovação;
  • Conduzir uma reunião mais envolvente e inovadora para sua equipe.

Outro recurso importante são as integrações e conexões de aplicativos. A Miro pode se conectar a algumas outras ferramentas de trabalho virtuais como Google Drive, Slack, Asana, Trello e SurveyMonkey. É, portanto, um app tanto criativo quanto de gestão!

E vale lembrar: funciona nos sistemas Android e iOs.

Notion

Print da interface da tela inicial do Notion.

Notion no iPad.

O Notion é um espaço de trabalho completo onde você pode escrever, planejar, colaborar e se organizar. Ele permite que você faça anotações, adicione tarefas, gerencie projetos e muito mais!

Imagine uma estrutura de um Lego: o Notion fornece os blocos de construção e você pode criar seus próprios layouts para realizar e organizar os seus trabalhos. Ele pode ser entendido também como uma “enciclopédia” (ou wikipedia) interna, que permite que equipes e pessoas planejem seus projetos, trabalhos e metas.

Você pode estruturar o conteúdo da maneira que quiser: usando uma visualização kanban, um calendário ou uma lista simples e, por último, mas não menos importante, capturar seus fluxos de trabalho e registrar tudo criando planilhas e bancos de dados.

É possível também organizar seus estudos em Design (ou qualquer outra área) utilizando o Notion!

O Notion funciona em todas as plataformas, incluindo Android, iOS, Mac, Windows e web.

Concluindo

Por meio dos apps apresentados, é possível não apenas trabalhar criativamente com tratamento de imagens, composição gráfica, edição de vídeo e prototipagem para web, como também organizar projetos e times.

Com acesso na palma da mão, as pessoas podem trazer muito mais dinâmica para o seu dia a dia de trabalho, não dependendo apenas de um computador para conduzir seus projetos.

Se você quiser se aprofundar e construir novas habilidades, temos um curso aqui na Alura que pode ajudá-lo(a). Confira:

Até a próxima!

Felipe Labouriau
Felipe Labouriau

Sou designer gráfico de formação, com experiência no mercado de mídias impressas e virtuais. Hoje, sou instrutor de design na Alura e já colaborei para grandes insituições, como Fundação Getúlio Vargas, Ipiranga e Sebrae/RJ.

Veja outros artigos sobre UX & Design