Peça um orçamento Login
Artigo

Diversidade e inclusão (D&I) nas empresas de tecnologia

Redação Alura

Diversidade e inclusão não são temas novos entre as empresas. Nos últimos anos, vimos organizações de diversos setores investirem na reformulação de seu Employer Branding, de suas políticas internas e seus quadros de funcionários e funcionárias em um posicionamento a favor da diversidade no ambiente do trabalho.

Contudo, o debate ainda é necessário, sobretudo quando vemos que ainda há longos caminhos a serem percorridos para que diversidade e inclusão não fiquem apenas em um plano teórico.

De igual modo, o tema vem se atualizando.

Uma das tendências apontadas pela AIHR para 2022, por exemplo, debate uma transformação da Diversidade, Equidade e Inclusão nas organizações em Diversidade, Equidade, Inclusão e Pertencimento.

Ou seja, aponta que a tendência atual, mais que promover a diversidade interna, é oferecer uma experiência positiva que permita a todas as pessoas se sentirem parte da organização.

“Ser diversa, equitativa e inclusiva não é suficiente para criar um ambiente de trabalho que ajude as pessoas a obterem o melhor de si mesmas e que seja adequado para a nova era do trabalho. Mesmo um local de trabalho que pretende ser diversificado, equitativo e inclusivo às vezes não consegue reter funcionários de grupos sub-representados porque eles não sentem que pertencem a ele.

Pertencer ao trabalho contribui para a equação. Por um lado, trata-se de “desejar ser”, enquanto, por outro, trata-se de “ser por muito tempo”, representando uma dimensão afetiva e temporal. Pertencer ao local de trabalho traz uma mudança em direção à segurança psicológica e à inclusão real.

Por essa razão, trazemos uma análise sobre diversidade e inclusão nas empresas e como elas podem ser trabalhadas, principalmente no mercado de tecnologia.

pessoas representando diversidade e inclusão das empresas

O que é diversidade e inclusão nas empresas

Diversidade e Inclusão tornaram-se uma responsabilidade social das empresas. E as pessoas, tanto consumidoras quanto colaboradoras, pedem por um posicionamento transparente em relação às ações corporativas.

Para isso, é importante entender o que significam tanto Diversidade e Inclusão, quanto equidade e pertencimento, conceito este trazido como tendência pela AIHR.

VEJA TAMBÉM:

Segundo Ruchika Tulshyan, premiada estrategista de inclusão e palestrante, diversidade é a busca pela representação igualitária ou maior representação de pessoas historicamente marginalizadas.

Já “inclusão diz respeito às ações de representatividade, acolhimento e valorização de pessoas historicamente subestimadas”.

Equidade, nesse sentido, seria a identificação e o desmantelamento de barreiras sistêmicas para a representação e a inclusão desses grupos.

Utilizando a metáfora associada a Vernã Myers, vice presidente de estratégia de inclusão da Netflix, Ruchika Tulshyan compara:

Diversidade é um convite para a uma festa; Inclusão é um convite para uma dança; Equidade é fazer parte do comitê de planejamento.

O pertencimento, por fim, é o sentimento de fazer parte do grupo, o que dialoga bastante com o senso de comunidade e com a reavaliação que muitas empresas têm feito do Employee Experience.

Qual a importância da diversidade e da inclusão nas empresas?

Em primeiro lugar, como mencionamos, diversidade e inclusão nas empresas são responsabilidades sociais. O atual cenário exige um posicionamento das organizações frente a esses debates. E deixar de promover a diversidade e a inclusão também implica em deixar passar uma oportunidade valiosa, sobretudo quando falamos em escassez de talentos.

O rápido crescimento do setor tecnológico, como já falamos em outras oportunidades, desencadeou uma crise na contratação de talentos em tecnologia. Com mais vagas em aberto que pessoas com qualificação e experiência, vemos uma alta disputa por profissionais.

E ao invés de concorrer pelas mesmas pessoas, as empresas olhassem para novas oportunidades, abrindo espaços também em diversidade e inclusão?

Segundo estudo Diversity Matters, conduzido pela McKinsey em 2020, colaboradores e colaboradoras “de empresas que adotam a diversidade relatam níveis muito mais altos de inovação e colaboração do que seus pares de outras empresas”. Essas pessoas possuem probabilidade:

  • 152% maior de afirmar que podem propor novas ideias e tentar novas formas de fazer as coisas;
  • 77% maior de concordar que a organização aplica ideias externas para melhorar sua performance;
  • 76% maior de afirmar que a organização faz uso do feedback de clientes para melhor atender seus clientes;
  • 72% maior de reportar que a organização melhora consistentemente sua forma de fazer as coisas; e
  • 64% maior de afirmar que colaboram compartilhando ideias e melhores práticas.

Portanto, diversidade e inclusão nas empresas trazem retorno em números para o negócio, em inovação e performance, além de contribuir para a saúde organizacional e para a retenção de talentos.

Por fim, inclusão e diversidade são pautas importantes nas estratégias de Employer Branding e impactam a atratividade das empresas em processos de recrutamento e seleção.

Quais ações de diversidade e inclusão nas empresas?

Apesar dos aspectos positivos que diversidade e inclusão nas empresas podem ter, ainda há um longo caminho pela frente.

Como aponta o estudo realizado pela McKinsey:

“Apesar do forte vínculo entre diversidade e sucesso corporativo, mulheres e grupos minoritários continuam consideravelmente sub-representados nas posições de liderança das empresas latino-americanas. Isso aponta para a urgência de tomar medidas para promover a diversidade no trabalho.”

Certamente, é um avanço que demanda tempo. Ruchika Tulshyan escreve, dessa maneira:

“Requer tempo para reconhecer, nomear e desfazer a discriminação, sabendo que as pequenas ações que você toma para ser inclusiva e equitativa têm o potencial de somar para transformar o local de trabalho e promover culturas de pertencimento para todos os funcionários.”

Mapeamento da diversidade

O primeiro passo, é fazer um mapeamento e diagnóstico de diversidade na empresa. Implemente pesquisas e colete dados não apenas quantitativos, mas também qualitativos sobre a organização.

A partir deles, estabeleça metas de diversidade e inclusão, como melhoria do clima, aplicação de treinamentos e aumento da porcentagem de pessoas incluídas em grupos considerados minoritários.

Treinamento sobre diversidade e inclusão nas empresas

Foque em educar as pessoas sobre diversidade e inclusão nas empresas, inclusive para permitir que, ao abrir oportunidades na organização, as pessoas se sintam acolhidas no ambiente de trabalho.

Ofereça treinamentos sobre temas como machismo, homofobia, racismo e etarismo. Estimule o diálogo entre as pessoas e abra canais para que todas sejam ouvidas.

O sentimento de pertencimento sobre o qual falamos antes é extremamente importante e parte da forma como a cultura organizacional reconhece as pessoas em suas diversidades. Isto reflete não apenas no Employee Experience, como na diminuição da taxa de rotatividade e no reconhecimento externo da empresa.

Política de diversidade

Para que pessoas diversas se sintam incluídas na organização é preciso garantir um ambiente de segurança.

Por isso, muitas empresas contam com um Comitê de D&I (Diversidade e Inclusão), responsável pela promoção de treinamentos, pela construção de políticas de diversidade e inclusão e também por abrir canais de escuta.

Criação de espaços para diversidade e inclusão nas empresas

Por fim, é preciso abrir oportunidades para a diversidade e a inclusão nas empresas. Isto significa reavaliar os processos de recrutamento e seleção, identificar se há falhas na garantia da equidade de pessoas candidatas e até mesmo criar vagas afirmativas.

Abrir espaço para a diversidade, além de ter um impacto social, é uma forma de encontrar talentos e um posicionamento estratégico no desenvolvimento da sociedade.

Gabriel Vallejo, Vice Presidente de Marketing Latam na Oracle, fala, em uma live do que criar um espaço de aprendizado, capacitação e oportunidades para a diversidade em tecnologia, por exemplo, é investir no crescimento do mercado, e “quando o mercado cresce, todas as empresas têm mais espaço.”

Veja a live sobre gestão da diversidade realizada em conjunto à Alura Para Empresas:

Como criar oportunidades para diversidade e inclusão em tecnologia

Tendo em vista esse panorama, a Alura Para Empresas criou o Alura Include, um programa de inclusão de pessoas e capacitação profissional na área de tecnologia.

Seu objetivo é criar oportunidades em um mercado de trabalho que necessita de profissionais qualificados e contribuir, assim, para o desenvolvimento socioeconômico do país.

Cada empresa tem autonomia para definir o público que será beneficiado pelo programa, assim como sua área de foco. E pode formar pessoas desenvolvedoras iniciantes, da introdução à computação ao direcionamento em Front-end ou Back-end.

Quer saber mais sobre o Alura Include? Entre em contato com nosso time e saiba como construir um programa personalizado que une capacitação em tecnologia, diversidade e inclusão.

Referências

  1. TULSHYAN, Ruchika. Inclusion on purpose: an intersectional approach to creating a culture of belonging at work. Cambridge: The MIT Press, 2022.

Estas empresas confiam na Alura para Empresas

Junte-se a mais de 5000 empresas que já capacitaram seus times com nossas formações.

  • Logo daa Dasa class=