Entendendo Unicode e os Character Encodings

Entendendo Unicode e os Character Encodings
peas
peas

Compartilhe

Todo mundo já passou por problemas com character encodings. Quem nunca abriu uma conexão JDBC com o MySQL e puxou do banco um monte de caracteres onde em vez de acentos só se viam pontos de interrogação e caracteres estranhos?

O blog do Joel Spolsky já publicou um post sobre esse assunto, que é bem simples e direto. O fato importante é mostar que Unicode não é um encoding. Unicode define codepoints (um número) para cada letra (ou símbolo). Por exemplo, a letra ´A´ é o codepoint 65. A partir do Unicode 3.1, o codepoint pode até mesmo ser maior que 2^16: o fatídico 65536 (atualmente vai até 16*65536, ou seja 0x10FFFF). Sim! Unicode nada mais é que um tabelão! Nas palavras do wikipedia, "... (Unicode) assign a unique number to each character used in the written languages of the world", traduzindo, Unicode associa um número único para cada caractere usado nas línguas escritas de todo o mundo.

Pois é, unicode não é uma maneira de se representar caracteres com 2 bytes. Aliás, Unicode não é um encoding. A pergunta "Você está usando unicode ou latin1?" está completamente errada. Quem é responsável por codificar um codepoint em bytes é o encoding. Aqui estamos falando de UTF-8, o ISO-8859-1 (vulgo latin1), entre outros. Alguns encodings podem não suportar todos os codepoints possíveis, outros podem tentar economizar alguns bytes quando codificar alguns caracteres (caso do UTF-8).

Mas não quero ficar na teoria, quero passar para o código. Vamos então codificar o 'ç' em diferentes encodings: ISO-8859-1, UTF-8 e UTF-16. Basta colocar o seguinte código no main:

 String\[\] codes = { "ISO-8859-1", "UTF-8", "UTF-16" }; String palavra = "ç";

for (String encoding : codes) { byte\[\] b = palavra.getBytes(encoding); System.out.printf("%10s\\t%d\\t", encoding, b.length); for (int k = 0; k < b.length; k++) { String hex = Integer.toHexString((b\[k\] + 256) % 256); if (hex.length() == 1) hex = "0" + hex; System.out.print(hex); } System.out.println(); } 

E ao rodar, teremos em cada linha o encoding, a quantidade de bytes utilizada para codificar o 'ç' e sua representação em hexadecimal codificada.

ISO-8859-1 1 e7 UTF-8 2 c3a7 UTF-16 4 feff00e7

Vamos tentar o mesmo para a letra 'a':

ISO-8859-1 1 61 UTF-8 1 61 UTF-16 4 feff0061

É interessante reparar aqui que o UTF-8 gastou 2 bytes em um caso, e 1 byte no outro. Outro fato importante é que UTF-8 codifica diversos caracteres da mesma forma que o ISO-8859-1 (e este por sua vez tem uma estrita relação com o US-ASCII). Você pode incrementar esse código e testar com outros encodings, tais como US-ASCII, Cp1252 e UTF-16. Você pode ver quais encodings a sua JVM suporta com Charset.availableCharsets().

Como falei anteriormente, existem caracteres que extrapolam o índice do 65535. Então como ficam esses caracteres no java, já que o char tem apenas 2 bytes? É aí que entram os surrogate pairs: alguns caracteres agora são utilizados para indicar que o restante do caractere ainda está por vir! Alguns problemas surgem com isso: o método length() da String não funciona mais tão bem: ele apenas diz quantos chars aquela String possui.

Para resolver esses problemas novos métodos e classes foram adicionados ao java 5 (através da JSR-204), como o codePointCount, na String. Esse artigo da Sun discute bem esse assunto.

Mas quando ocorrem os problemas de encoding que citamos no começo do post? Um caso em potencial é quando tentamos ler uma sequência de bytes usando um encoding que não foi o que utilizamos para codificar aquela String. Vamos simular isso escrevendo o 'ç' em UTF-8 e lendo como ISO-8859-1, e vice-versa:


 // ç escrito em UTF-8 mas lido em ISO-8859-1 System.out.println(new String("ç".getBytes("UTF-8"), "ISO-8859-1")); // ç escrito em ISO-8859-1 mas lido em UTF-8 System.out.println(new String("ç".getBytes("ISO-8859-1"), "UTF-8")); 
``` E o resultado:

`ç
?` 

Cadê o c cedilha? Você pode não ver, mas ele está por aí! Esses caracteres lhe trazem algumas lembranças?

Veja outros artigos sobre Programação