Tá acabando!

Compre agora com desconto
Corra enquanto há tempo!

dias

:

horas

:

minutos

:

segundos

UX Design: 3 mitos mais comuns

Alanis Presotto
Alanis Presotto

Compartilhe

Preparamos para vocês uma leitura sobre os três mitos de usabilidade mais comuns, explicando como e porquê essas ideias são consideradas ultrapassadas. Se você é desenvolvedor(a) ou ux/web designer, leia este artigo para melhorar ainda mais suas técnicas.

imagem das mãos de uma pessoa digitando no computador

Todas as páginas devem estar acessíveis em 3 cliques

“… A regra dos três cliques não se concentra no problema real. O número de cliques não é o que é importante para os usuários, mas se eles são ou não bem-sucedidos em encontrar o que estão procurando. ”

  • Joshua Porter

Esta ideia surgiu na época em que a web era uma nova tecnologia e haviam poucas recomendações e práticas para desenvolver bons sites. Neste período, no mundo da usabilidade, a ideia dos 3 cliques virou uma regra para os desenvolvedores e desenvolvedoras. A regra dos 3 cliques diz que todo o conteúdo do site deve ser acessado em até 3 cliques, por que se os(as) usuários(as) não encontrarem o que desejam em menos de 3 cliques, provavelmente iram ficar bem frustrados.

Os testes de usabilidade do UIE mostram que não há nenhuma base científica para esta regra, porém ela também não está totalmente errada, já que seu objetivo final é fazer com que as pessoas achem o que estão procurando. O número de cliques não impacta na satisfação das pessoas que utilizam o site, o que realmente importa é a facilidade de navegação e disponibilidade de informações.

Mais opções e recursos resultam em maior satisfação

Em uma conferência do User Interface 11, Barry Schwartz ministra uma palestra sobre o assunto “O paradoxo da escolha: Por que mais é menos?”, ele fala sobre o impacto de oferecer muitas escolhas ao consumidor, um desses impactos é a paralisia da decisão.

De acordo com a pesquisa de Barry Schwartz e outros pesquisadores, quanto mais opções oferecemos ao consumidor ou consumidora, menor será a qualidade de decisão de compra, ou seja, quanto maior é a curva de recursos disponíveis, maior é a curva de expectativa. Por outro lado, as curvas de qualidade de decisão e satisfação diminuem drasticamente.

Isso acontece porque quanto mais opções oferecemos à(ao) cliente, maior é a sua liberdade de escolha, o que causa indecisão no momento da compra. O que também acontece é que ao maximizar seu poder de compra, e diante dos nossos critérios naturais de decisão, ao estar diante de muitas alternativas, a pessoa consumidora escolherá a opção mais simples, e após a compra, as chances dessa pessoa se sentir insatisfeita e infeliz é maior, já que a sua liberdade de escolha era grande.

Portanto, adaptando essa pesquisa ao ponto de vista de uma desenvolvedora ou desenvolvedor UX: quanto mais opções um site ou aplicativo da web oferece, mais difícil é entender a interface, não exagere nos recursos, use o necessário, porque menos é mais.

“ Não se trata de dez recursos contra sete, é sobre os quatro certos contra os oito errados (ou os oito certos contra os quatro errados). É também sobre o lugar certo e o momento certo para revelar os recursos certos. Cada recurso, widget ou controle de interface compete. Carregar a tela com coisas que são usadas 10% do tempo significa que as coisas que são usadas 90% do tempo precisam lutar por atenção. Essa não é uma boa experiência. A experiência deve ser leve, fluida e confortável, não pesada, desajeitada e frustrante...”

  • Susan Weinschenk

A página inicial é a sua página mais importante

Há um tempo, muitos(as) especialistas de usabilidade argumentaram que a principal página de um website é a página inicial, então era comum ver desenvolvedores(as) e equipes de design se preocupando e gastando excessivamente o seu tempo e esforço na homepage de seu projeto.

Se formos tirar conclusões precipitadas, sem vermos as estatísticas, faz sentido dar prioridade e importância ao desenvolvimento da homepage, já que ela é a primeira página que vemos quando entramos em qualquer website. Porém, este pensamento/argumento não faz mais parte da nossa realidade atual. De acordo com a nova pesquisa do especialista em usabilidade Joshua Porter, apesar da pagina inicial ser a primeira na classificação de mais acessadas da website, ela representa apenas 1/10 do total de visualizações de página.

“...aproximadamente 90% do tempo que as pessoas passam em nosso site não está na página inicial.”

  • Joshua Porter

Portanto, investigue o comportamento de navegação dos seus usuários e usuárias, pois faz mais sentido desenvolvedores(as) e webdesigners passarem mais tempo trabalhando nas páginas que as pessoas passam a maior parte do tempo, para poder trazer novas melhorias e melhores resultados para o projeto.

Gostou desse artigo sobre os 3 mitos de UX mais comuns? Acesse os cursos da Alura sobre os erros frequentes de usabilidade e as boas práticas, e melhore ainda mais seu conhecimento!

Bibliografia

Mito 1: https://articles.uie.com/three_click_rule/ https://uxmyths.com/post/654026581/myth-all-pages-should-be-accessible-in-3-clicks https://en.wikipedia.org/wiki/Three-click_rule https://www.uxbooth.com/articles/stop-counting-clicks/ https://www.nngroup.com/articles/3-click-rule/

Mito 2: https://uxmyths.com/post/712569752/myth-more-choices-and-features-result-in-higher-satisfachttps://www.ted.com/talks/barry_schwartz_the_paradox_of_choice/transcript#t-113429 https://www.blog.theteamw.com/2009/11/13/100-things-you-should-know-about-people-10-your-want-more-choices-and-information-than-you-can-actually-process/ https://signalvnoise.com/posts/643-ask-37signals-is-it-really-the-number-of-features-that-matter

Mito 3: https://uxmyths.com/post/717779908/myth-the-homepage-is-your-most-important-page https://articles.uie.com/prioritizing_design_time/ https://archive.uie.com/brainsparks/2005/09/29/is-home-page-design-relevant-anymore/ https://archive.uie.com/brainsparks/2007/08/06/usability-tools-podcast-home-page-design/

Veja outros artigos sobre UX & Design