Peça um orçamento Login
Artigo

LMS: como usar a tecnologia na gestão da aprendizagem

Redação Alura

A tecnologia no RH vem se desenvolvendo bastante nos últimos anos, aliada a uma tendência de uso de dados na gestão de pessoas. E isto não se dá sem razão.

A área de gestão de pessoas exerce um papel estratégico nas organizações, sobretudo quando pensamos no próprio desenvolvimento tecnológico. Afinal, não podemos ignorar os desafios relacionados a turnover, escassez de talentos e engajamento.

Para uma estratégia mais assertiva, o setor de Recursos Humanos vem se apoiando, então, em People Analytics e ferramentas que não só viabilizem esse acompanhamento, mas também automatizem as atividades.

Entre as tecnologias de RH que mais se destacam, estão as plataformas de LMS.

Neste artigo, portanto, vamos abordar mais sobre a ferramenta e mostrar estratégias de educação corporativa que podem ajudar seus times de tecnologia a crescer.

pessoa aprendendo em um lms

O que é plataforma de LMS?

Plataforma de LMS (sigla para Learning Management System ou Sistema de Gestão do Aprendizado) é uma ferramenta para viabilização do aprendizado online e remoto (EAD) bastante utilizada pelas empresas nas estratégias de educação corporativa.

Em conjunto ao LXP, ela vem revolucionando a forma como as pessoas se desenvolvem nas organizações.

VEJA TAMBÉM:

A diferença entre um LMS e um LXP está na ampliação da experiência das pessoas com a ferramenta. O LMS é uma ótima ferramenta para que as lideranças, tanto de RH quanto de TI, direcionem o aprendizado corporativo. Contudo, o LXP amplia as possibilidades de interação e compartilhamento do aprendizado.

Características de uma plataforma de gestão do aprendizado e tipos de LMS

As características de um LMS podem variar. Porém, em geral, as plataformas de gestão do aprendizado possuem as seguintes características:

  1. Acesso online: para viabilizar o aprendizado corporativo à distância, as ferramentas de LMS precisam, em geral, de acesso à internet, muito embora possa haver a funcionalidade de acesso offline também. Apesar do LMS online ter se popularizado, ainda há sistemas de gestão do aprendizado instalados em aparelhos eletrônicos. Todavia, isto dificulta o acesso de colaboradores e colaboradoras, sobretudo quando falamos em uma tendência de flexibilização do trabalho
  2. Engajamento: as ferramentas de LMS devem ser pensadas para engajar pessoas colaboradoras no aprendizado corporativo. Por isso, é comum que se aposte em estratégias de microlearning, as quais possibilitam o estudo gradual e adaptado à rotina. Mais adiante falaremos sobre isso.
  3. Acompanhamento do aprendizado: outro elemento importante do LMS é a possibilidade de acompanhar o engajamento e o desempenho de pessoas através da plataforma. Isto permite analisar resultados e entender, inclusive, quais as ações necessárias para estimular o desenvolvimento das equipes.

Além dessas características, as ferramentas de LMS podem apresentar outras, que o aproximam de um LXP, como:

  • Criação de comunidades: o LMS pode ser utilizado, então, como fonte de compartilhamento, interação e colaboração entre as pessoas de uma empresa;
  • Integração: o LMS também pode se integrar a outras ferramentas e plataformas, possibilitando o desenvolvimento mais completo dos times.

Vantagens de um sistema de gestão do aprendizado

O relatório The HR 2022 Outlook, traz uma fala importante de Sonali Sharma, VP de People Science na EngageRocket:

“Para apoiar as necessidades relacionais da evolução organização, os gerentes precisarão ser capacitados, habilitado e equipado com ferramentas para ajudar a nutrir equipes ao nível do solo. O RH não pode mais fazer tudo em um mundo que é hiperlocal e profundamente diverso.”

A tecnologia no RH, portanto, é um elemento essencial para a construção de estratégias mais assertivas, mais potencializadas.

O LMS, dentro dessa perspectiva, contribui para a função de desenvolvimento corporativo que o RH assume. Vejamos mais sobre essas vantagens:

Cultura de aprendizado

Entre as vantagens de um LMS, sem dúvidas, está desenvolver uma cultura de aprendizado forte na empresa. Afinal, fornecer acesso ao desenvolvimento é uma forma de engajar as pessoas nesse objetivo.

As empresas podem até dizer para as pessoas “desenvolver-se é importante”. Mas mais do que falar, é essencial promover, de fato, esse desenvolvimento. Quando a empresa oferece essa forma de capacitação, ela aproxima as pessoas a essa meta corporativa.

Além disso, o aprendizado pode ser direcionado às metas gerais da organização. Por exemplo, a organização quer desenvolver mais pessoas em programação, tendo em vista a alta demanda da área. Ela pode, então, oferecer cursos de programação no LMS.

Como uma ferramenta de aprendizado, ela pode unificar a empresa na direção dos seus objetivos gerais.

Desenvolvimento de pessoas

Manter uma cultura organizacional pautada no desenvolvimento contínuo é positivo para a experiência de colaboradores e colaboradoras (Employee Experience), mas também é positivo para a organização.

Se de um lado as pessoas se sentem mais motivadas quando são incentivadas a aprender, por outro elas se tornam mais produtivas, tanto pela melhora na felicidade laboral quanto pela própria capacidade de resolução de demandas complexas.

Segundo pesquisa publicada pela Gartner, construir competências e habilidades críticas para a organização é prioridade para 59% das lideranças de RH entrevistadas. Contudo, 40% dessas lideranças falam que não conseguem ainda soluções que desenvolvam pessoas na mesma velocidade da necessidade.

Parte disso pode vir de um gap no desenvolvimento, um gargalo que pode ser solucionado com o aprendizado contínuo.

Em um mundo que se transforma constantemente, as pessoas precisam manter seus conhecimentos atualizados para encontrar soluções criativas, inovadoras. As pessoas precisam de bagagem, repertório teórico e prático para enfrentar o desconhecido.

Assim, as empresas se preparam para o amanhã.

Mas para além do futuro, o resultado pode ser visto agora, muitas vezes com agilidade e organização nos próprios processos internos.

Visão analítica do desenvolvimento

O mundo é movido a dados. E as empresas que querem crescer precisam se apoiar neles para tomar decisões estratégicas, inclusive no que se refere ao desenvolvimento de pessoas.

Uma plataforma LMS permite acompanhar o desempenho das pessoas na criação de uma cultura de aprendizado e extrair dados sobre isso, como dados de engajamento, cursos mais realizados, interesses, entre outros.

Há um ponto importante, contudo. Se durante muito tempo os dados foram vistos apenas pelo viés descritivo, agora a tendência é que sejam utilizados para um viés também prescritivo.

Isto significa que os dados ainda são importantes para descrever cenários. Qual o nível das suas equipes em competências de programação, por exemplo? Qual o índice de engajamento hoje? Há um problema nessas duas áreas?

Os dados, porém, serão cada vez mais importantes para descrever comportamentos a partir de hoje. Se a taxa de engajamento em desenvolvimento continuar dessa forma, o que será do amanhã? Qual a próxima grande tendência em desenvolvimento? E mais, como essas ações se refletem no dia-a-dia do trabalho?

Escalabilidade

Outra vantagem de um LMS está em sua escalabilidade.

Quando pensamos em estratégias de educação corporativa, logo somos remetidos a treinamentos in company, workshops, capacitações únicas, que cumprem com seu papel, mas que talvez sejam limitadas quando pensamos em larga escala.

Afinal, um treinamento nesse formato até pode ser ministrado para uma equipe de 10, 20, 100 pessoas. Mas e depois? E quem entra depois na empresa? Ou quem não puder participar naquele dia e horário específico?

“O treinamento ficará gravado”. Mas haverá atualização do conteúdo?

É claro que este é um obstáculo facilmente superado quando pensamos em um único conteúdo. Mas a vantagem do LMS está em justamente oferecer uma gama de conteúdos que podem ser consumidos por diferentes pessoas a qualquer momento.

Portanto, a gestão do conhecimento é mais prática, não obstante os dados que ela gera.

LMS e Estratégias de educação corporativa

A implantação de um LMS deve ser pensada em conjunto às demais estratégias de educação corporativa da organização.

Ao pensarmos em uma universidade corporativa, por exemplo, cuja função é capacitar pessoas colaboradoras, é necessário entender se o LMS consegue atender às necessidades organizacionais, tanto em formato quanto em conteúdo.

Ademais, pelo seu conceito agregador, o Learning Management System pode reunir diferentes cursos, treinamentos e conteúdos para o aprendizado corporativo. E isto também significa integrar com outras plataformas.

A Alura Para Empresas, por exemplo, oferece integração com LMS via API. Isto permite aos colaboradores e colaboradoras acessarem o catálogo de cursos através do próprio sistema de gestão do aprendizado da organização.

Já para as lideranças, essa comunicação permite a integração de relatórios, centralizando informações relevantes sobre o desenvolvimento de seus times e até mesmo viabilizando correlações mais complexas.

Escolher o melhor LMS ou a forma de desenvolvê-lo dentro da organização requer, portanto, a visão do todo, das necessidades da empresa em Skills ao que se espera de um formato, tanto do ponto de vista das pessoas colaboradoras quanto das lideranças, de dados e conteúdos.

Quer saber como a Alura Para Empresas pode ajudar seus times? Fale conosco e veja todos os benefícios das nossas soluções de educação corporativa em tecnologia.

Estas empresas confiam na Alura para Empresas

Junte-se a mais de 5000 empresas que já capacitaram seus times com nossas formações.

  • Logo daa Dasa class=