Primeiras aulas do curso Marketing Viral: os elementos que podem promover a sua ação digital

Marketing Viral: os elementos que podem promover a sua ação digital

Moeda Social - 1- Introdução

Olá, tudo bem? Meu nome é Priscila Stuani e neste curso nós vamos falar sobre marketing viral, ou seja, quais são os seis principais elementos que faz com que as pessoas tenham vontade de compartilhar algo que nós criamos. Seja num vídeo no YouTube, seja nas suas redes sociais ou no seu blog.

Nós vamos falar também sobre a importância de criarmos gatilhos, ou seja, quais são os estímulos que eu preciso criar para fazer com que as pessoas se lembrem, queiram compartilhar e também comprar aquilo que nós temos a oferecer.

Vamos ver a importância das emoções. Será que a tristeza, o assombro, a alegria, tem o mesmo impacto, tem o mesmo potencial para fazer com que as pessoas compartilhem aquilo que nós criamos?

Além disso, vamos entender também o que é um boca a boca imediato e o contínuo. O boca a boca faz presente da estratégia de empresas, mas aqui neste curso a gente vai entender como que essas táticas, esses elementos podem contribuir para que mais pessoas falem sobre aquilo que você tem a oferecer.

E nós vamos ver exemplos do poder das histórias. As histórias estão presentes no nosso dia a dia há muitos anos, e como que conseguimos pegar esse elemento e fazer com que o nosso negócio, a nossa marca esteja relacionada com assuntos que tenham uma moral, que faça com que as pessoas queiram comentar e contar isso para outras pessoas.

Não existe receita mágica para criar uma ação que se torne viral, mas a partir do momento em que compreendemos quais são esses elementos e como nós podemos ligá-los, a partir da nossa estratégia, aumenta-se a chance de criarmos conteúdos que envolvam, que atraiam as pessoas, e fazer com que elas também conheçam o que nós temos a falar e consequentemente, comentem com as outras pessoas.

Então se você ficou curioso e quer saber mais sobre o que é marketing viral, faça esse curso.

Moeda Social - 2- Please don't tell

Sejam bem-vindos a esse curso onde nós vamos falar sobre marketing viral. Então, eu começo ele falando sobre dois exemplos. O primeiro é quando o Fábio recebeu uma promoção no trabalho dele e mandou uma mensagem para o melhor amigo e comentou: "cara, deu certo aquela promoção, mas não comenta com a galera. Vamos esperar um pouco."

Outro exemplo foi quando a Maria encontrou a Fernanda numa cafeteria e falou: "Fê, lembra daquele apartamento que eu queria muito comprar? Deu certo, saiu a papelada. Mês que vem estou me mudando. Mas não comenta ainda nada com o pessoal porque eu vou esperar me mudar e nós combinamos e fazemos uma festa."

Alguém deve ter confidenciado alguma coisa bem íntima, pessoal, algum segredo, com você e você deve ter reparado, também, em uma coisa que eu reparei. Geralmente uma novidade ou alguma coisa legal, vem acompanhada também de um: "olha, não comenta com ninguém. Depois nós avisamos todo mundo, mas é só para você." E eu comecei a me perguntar: geralmente quando alguém me confidencia alguma coisa eu fico superfeliz, porque eu penso: "puxa, aquela pessoa confia em mim para guardar o segredo."

Mas, ao mesmo tempo, parece que acontecem várias situações onde eu quero compartilhar aquela novidade da minha amiga ou do meu amigo. Eu comecei a pensar: "será que isso só acontece comigo?" Eu comecei a pesquisar e a estudar e percebi que isso faz parte do comportamento humano. Nós temos necessidade de compartilhar as coisas. Pensando nisso, olha um exemplo que aconteceu em Nova York. Tem uma lanchonete de hot dog, a Eat Me, que tem 17 tipos de salsichas, onde você pode preparar o seu lanche e tudo mais.

Legal. Quando você entra na lanchonete, parece uma lanchonete como outra qualquer, com as suas mesas, cadeiras, com os temperos para você colocar no seu lanche. Até aí sem novidades. Mas, quando você caminha até o final dessa lanchonete, vai encontrar uma cabine telefônica. Lembra-se daquela cabine telefônica que o Clark Kent usa para se transformar em Super-Homem? No final dessa lanchonete tem uma parecida e tem um recado para a pessoa discar o número 1.

Quando a pessoa disca, outra pessoa atende e fala: "qual a sua reserva?" A pessoa fala: "como assim reserva? Eu estou tranquila aqui, comendo o meu hot dog. Só vim aqui porque eu fiquei curiosa." A pessoa: "tudo bem, você não tem reserva porque você não conhece. É natural, certo? Mas você pode entrar." E abre-se uma porta secreta e a pessoa entra nesse barzinho que curiosamente se chama Please Don't Tell.

Então, nós vemos aqui uma sacada muito legal. Quem entrava nesse barzinho podia consumir as suas coisas, mas eles falavam: "olha, por favor, não comenta com ninguém que você veio aqui." Parece que essa fórmula foi mágica porque, quando as pessoas saíam, a primeira coisa que elas fazem era comentar com todo mundo. "Eu fui naquela Eat Me e no final tem uma cabine telefônica que você consegue entrar em um barzinho superlegal." Aquilo virou uma febre.

Resultado: esse barzinho está aberto desde 2007, tem uma fila gigante para você conseguir uma reserva. Eles só fazem reserva no dia. Você tem que chegar e esperar para poder entrar e isso acabou criando uma viralidade, porque as pessoas ficaram falando umas para as outras sobre essa experiência. Então, nós vemos um exemplo aqui bem curioso de como eles utilizaram, como foi usada essa questão do "olhe, não conta para ninguém" a favor do crescimento de um negócio.

Mas, vem uma pergunta: será que eu preciso ter uma ideia, uma sacada fora da caixa, como as pessoas costumam dizer, para se referir a um negócio super criativo para poder fazer um viral? E nós começamos a analisar outras situações do nosso dia a dia, inclusive. Por exemplo: a Patrícia se mudou para uma região de São Paulo e queria uma referência de academia. Vários dos amigos dela deixaram comentários. "Olha, eu conheço essa academia que é muito boa. Eu frequento a outra. É muito legal, vale a pena conhecer."

E nós vemos mais uma vez o papel do boca a boca. Provavelmente, essas pessoas, assim com os clientes da Please Don't Tell Me, não ganharam nada para falar disso, mas elas gostaram tanto e tiveram uma experiência tão legal que fazem esse boca a boca. E nós vamos entender nesse curso o papel da importância do boca a boca para ajudar a viralizar alguma ação. Inclusive, uma das perguntas que nós pretendemos responder com esse curso é: por que certas coisas conseguem se transformar em um sucesso?

Para essa pergunta e outras que vão surgir durante o curso, nós vamos ter a ajuda de um profissional super importante, que é o Jonah Berger, que vai nos ajudar a responder. O Jonah Berger é um profissional de marketing e professor universitário nos Estados Unidos, bem reconhecido. Ele é fera em viralidade, em comportamento humano e também nas influências e vai nos ajudar a responder isso.

Ele fez um estudo no decorrer da sua carreira muito interessante e chegou a 6 stepps, que seriam 6 passos, que inclusive esses stepps representam um acrônimo, para entendermos melhor quais são os elementos que compõem alguma publicação, alguma ação, que tem maior chance de ser visualizada.

Então, nós vamos falar sobre moeda social, o social currency. Desculpa o inglês, mas nós vamos entender o que é isso. Gatilhos, triggers. Nós vamos falar, também, sobre o papel da emoção, o emotion, o público, public, depois o valor prático, o practical value e por último as histórias, então qual é o papel das stories para tornarmos alguma coisa mais viral.

Então, se você ficou curioso e quer entender melhor o que são esses 6 passos e como pode utilizá-los a favor da sua estratégia, seja para criar um material, para divulgar a sua empresa para divulgar o seu trabalho, a sua marca pessoal, é interessante você fazer esse curso e nós vamos ver vários exemplos práticos e reais de como conseguimos identificar estes elementos a favor de uma estratégia onde foi algo que viralizou. Então, nós nos vemos no próximo vídeo.

Moeda Social - 3- Exemplos de Viralidade

Nessa aula, nós vamos ver alguns exemplos práticos de assuntos que foram viralizados. A ideia não é criticar quem fez a ação e também quem foi atingido por ela, mas sim demonstrar exemplos reais de coisas que aconteceram. O primeiro exemplo que eu compartilho com vocês é de uma pegadinha, “vaga para deficiente 2”, onde um canal de humor do YouTube ficou esperando alguém que estacionasse numa vaga de idoso e que não fosse idoso, certo?

Essa pessoa saiu, foi fazer o que ela tinha para fazer e enquanto isso a equipe desse canal ficou enchendo o carro da pessoa de post-it. E agora nós vamos ver só uns segundo da reação que esse motorista teve ao chegar e ver o carro dele naquela situação.

Repara ali no símbolo do deficiente, ou do idoso. Então, ele ficou bem nervoso e as pessoas ficaram filmando, gravando. Gerou uma certa situação não muito confortável. Essa pegadinha aconteceu na cidade de Curitiba, no Paraná. Então, se nós vermos algumas publicações que aconteceram na fanpage, vamos ter uma percepção um pouco melhor do que aconteceu. Deixa eu acessar aqui. Então, repare no número de compartilhamentos, de visualizações, de comentários.

Quando eu digo que vamos entender um pouco melhor o que aconteceu, eu me refiro a ver a reação das pessoas. Tiveram aquelas que foram totalmente a favor e falaram: "não, realmente, tem que dar uma lição nessas pessoas." Tiveram outras que falaram: "olha, não é tão legal, nós não somos tão perfeitos assim para poder julgar os outros." Então, nós vemos que tem ali várias opiniões.

O que eu quero dizer com isso? Quando uma ação fica viralizada, necessariamente ela não precisa ser positiva. Nem todo mundo vai achar aquilo fantástico, maravilhoso. Então, nós temos que estar preparados, também, para quando alguém fizer uma crítica, como foi no caso dessa ação, onde vemos que têm ali opiniões favoráveis e outras pessoas descordando, certo?

Outra situação que também gerou muitos comentários, burburinhos, nas redes sociais, foi quando a C&A lançou uma nova campanha com modelo plus size. Por quê? As pessoas que têm esse padrão ou que identificam a C&A como uma loja que vende um tipo específico de tamanho de roupas, falou: "espera, a C&A não tem isso no DNA dela. Ela está querendo se apropriar de um movimento que está forte e falar: olha, nós somos uma empresa legal e nos preocupamos com isso."

Lembrando que aqui, mais uma vez, o objetivo não é criticar a C&A, mas eu estou compartilhando com vocês este exemplo real que aconteceu. E se eu der um scroll na página, nós vamos ver algumas pessoas se posicionando contra a ação, que falaram: "vocês têm que viver isso na essência, na prática, no dia a dia da marca e não simplesmente pegar uma modelo, que inclusive muitos criticaram falando que é curvilínea, ela não é plus size e falando que não está certo."

Então, nós vemos alguns comentários. "Olha, que falta de noção." As pessoas metralhando a C&A. Então, ela teve aqui um momento de gestão de crise, onde ela teve que tomar uma ação para tentar desfazer essa imagem negativa que ela pode ter criado nas pessoas.

A partir de uma campanha, é bem provável que eles não tinham a intenção de causar tamanha repercussão. Lembre-se: nós sempre queremos fazer com que as pessoas falem bem do nosso negócio para que outras pessoas conheçam, para que outras pessoas experimentem. E se isso ganha uma repercussão negativa, principalmente através das redes sociais, que nós sabemos que você pode fazer um comentário do seu celular, nós podemos ter algum trabalho para resolver isso.

E essa ação, também, acabou sendo viralizada porque as pessoas identificaram que a C&A estava tentando se apropriar de alguma coisa que não faz parte da essência dela. E as pessoas não perdoaram. Outro exemplo que eu quero compartilhar com vocês, que tem um quê um pouco mais de irônico, foi o lançamento do Playstation. Os brasileiros estavam super ansiosos quando foi lançado nos Estados Unidos. E quando foi lançado no Brasil se tornou um motivo de piada por causa do preço.

Aí começam os memes, as pessoas começam a pegar essas imagens, colocar um texto um pouco mais divertido, olha: "aí nós dissemos: queremos vender o PS4 no Brasil pelo mesmo preço dos Estados Unidos" e as pessoas gargalhando. Depois Meu PlayStation, Minha Vida, financiamento em até 360 meses. E eles fizeram algumas analogias com programas sociais.

Depois: nos Estados Unidos, 400 dólares. E aqui, Brasil 4 mil reais e o meme está bem nervoso. E também teve até empresas que embarcaram nessa brincadeira falando: "olha o valor" e teve um rapaz que twittou: "vocês vão dividir em 60 vezes no cartão ou no carnê?" E eles fizeram uma piada remetendo a uma coisa mais Silvio Santos, para descontrair.

Então, nós vemos outra maneira de viralizar as coisas. Ninguém fez boicote, ninguém deixou de comprar o Playstation. De repente elas não compraram tão rápido quando esperavam, mas ali teve também uma questão de viralidade, porque era aquela tensão no Facebook. Eu lembro, eu só via coisa de Playstation e falei: "as pessoas gostam mesmo disso." Foi também uma maneira de viralizar.

Então, nós percebemos nesses três exemplos que a viralidade necessariamente não tem um único formato. Ela pode ser em um tom um pouco mais irônico, ela já pode ser um ponto mais direto, onde você tem um problema de gestão de marca, ou você também pode fazer uma ação para descontrair e isso acaba viralizando porque as pessoas se identificam, de certa maneira, e compartilham.

Sobre o curso Marketing Viral: os elementos que podem promover a sua ação digital

O curso Marketing Viral: os elementos que podem promover a sua ação digital possui 172 minutos de vídeos, em um total de 82 atividades. Gostou? Conheça nossos outros cursos de Social Media em Marketing Digital, ou leia nossos artigos de Marketing Digital.

Matricule-se e comece a estudar com a gente hoje! Conheça outros tópicos abordados durante o curso:

Aprenda Social Media acessando integralmente esse e outros cursos, comece hoje!

  • 1112 cursos

    Cursos de programação, UX, agilidade, data science, transformação digital, mobile, front-end, marketing e infra.

  • Certificado de participação

    Certificado de que assistiu o curso e finalizou as atividades

  • App para Android e iPhone/iPad

    Estude até mesmo offline através das nossas apps Android e iOS em smartphones e tablets

  • Projeto avaliado pelos instrutores

    Projeto práticos para entrega e avaliação dos professores da Alura com certificado de aprovação diferenciado

  • Acesso à Alura Start

    Cursos de introdução a tecnologia através de games, apps e ciência

  • Acesso à Alura Língua

    Reforço online de inglês e espanhol para aprimorar seu conhecimento

Premium

  • 1112 cursos

    Cursos de programação, UX, agilidade, data science, transformação digital, mobile, front-end, marketing e infra.

  • Certificado de participação

    Certificado de que assistiu o curso e finalizou as atividades

  • App para Android e iPhone/iPad

    Estude até mesmo offline através das nossas apps Android e iOS em smartphones e tablets

  • Projeto avaliado pelos instrutores

    Projeto práticos para entrega e avaliação dos professores da Alura com certificado de aprovação diferenciado

  • Acesso à Alura Start

    Cursos de introdução a tecnologia através de games, apps e ciência

  • Acesso à Alura Língua

    Reforço online de inglês e espanhol para aprimorar seu conhecimento

12X
R$75
à vista R$900
Matricule-se

Premium Plus

  • 1112 cursos

    Cursos de programação, UX, agilidade, data science, transformação digital, mobile, front-end, marketing e infra.

  • Certificado de participação

    Certificado de que assistiu o curso e finalizou as atividades

  • App para Android e iPhone/iPad

    Estude até mesmo offline através das nossas apps Android e iOS em smartphones e tablets

  • Projeto avaliado pelos instrutores

    Projeto práticos para entrega e avaliação dos professores da Alura com certificado de aprovação diferenciado

  • Acesso à Alura Start

    Cursos de introdução a tecnologia através de games, apps e ciência

  • Acesso à Alura Língua

    Reforço online de inglês e espanhol para aprimorar seu conhecimento

12X
R$100
à vista R$1.200
Matricule-se

Max

  • 1112 cursos

    Cursos de programação, UX, agilidade, data science, transformação digital, mobile, front-end, marketing e infra.

  • Certificado de participação

    Certificado de que assistiu o curso e finalizou as atividades

  • App para Android e iPhone/iPad

    Estude até mesmo offline através das nossas apps Android e iOS em smartphones e tablets

  • Projeto avaliado pelos instrutores

    Projeto práticos para entrega e avaliação dos professores da Alura com certificado de aprovação diferenciado

  • Acesso à Alura Start

    Cursos de introdução a tecnologia através de games, apps e ciência

  • Acesso à Alura Língua

    Reforço online de inglês e espanhol para aprimorar seu conhecimento

12X
R$120
à vista R$1.440
Matricule-se
Procurando planos para empresas?
Acesso por 1 ano
Estude 24h/dia onde e quando quiser
Novos cursos toda semana