Não use jQuery no seu site mobile: conheça o Zepto.JS

Não use jQuery no seu site mobile: conheça o Zepto.JS
slopes
slopes

Compartilhe

Já foi dito que boa performance é a melhor funcionalidade que seu site mobile pode oferecer. Ajustar a interface com viewport e media queries é interessante, mas nada adiante se a página for pesada e tornar-se inutilizável.

Falamos de otimizações web aqui no blog há bastante tempo. Mas em mobile a figura é outra: dispositivos mais lentos, menos capazes, redes móveis lentas, com alta latência, navegadores com poucas atualizações e muitos outros desafios.

E, se você se interessa por desesenvolvimento web mobile, não deixe de conferir meu livro A Web Mobile pela editora Casa do Código e o curso de front-end da Caelum, onde mobile é um dos tópicos tratados.

Esqueça o jQuery

O jQuery é onipresente. Há milhares de excelentes plugins pra ele. Componentes ricos, fáceis de usar e lindos. Mas passe longe do jQuery em sites mobile.

São 32 KB de dados gzipados para se transferir numa rede potencialmente ruim como 3G. E quando os dados chegam, ocupam 95 KB sem gzip (mesmo minificado). E tudo isso tem que ser lido e parseado antes mesmo de se pensar em executar seu código. As estatísticas de carregamento do jQuery em dispositivos móveis são assustadoras. Num iPad 2 topo de linha, só o parsing e eval do jQuery demora 5x mais que no Desktop. Um iPhone 3, que, apesar de antigo, é melhor que a maioria dos celulares que as pessoas têm em seu bolso, demora incríveis 850ms. E mesmo um iPhone 4 gasta uma eternidade se comparado ao Desktop - 320ms vs. 35ms.

Grande, lento e, pior, com um monte de código desnecessário. Muitas das funcionalidades do jQuery já são implementadas nos navegadores mobile do iOS, Android, Windows Phone etc. A busca por seletores pode ser feita com querySelector, animações, com CSS3 etc.

Conheça o Zepto.JS!

Se livrar do jQuery não é uma decisão fácil. Sintaxe simples e familiar. Vários mimos já prontos. Facilidade de achar plugins. E se pudermos ter tudo isso num framework leve e otimizado pra mobile?

O Zepto.JS é um framework JavaScript pequeno (8 KB gzipped, 24 KB no final) com API compatível com jQuery. Eles pegaram as principais funcionalidades do irmão maior e reimplementaram de forma mais simples e focada em navegadores modernos, em especial os dos smartphones.

Ou seja, você já sabe usar o Zepto.JS! Quer adicionar um evento de clique? $('button').click(...). Quer mudar uma propriedade CSS? $('div').css('color', 'red'). Ajax? $.ajax(...). E muito mais!

Óbvio que há um preço. Primeiro, nem todas as funcionalidades do jQuery estão lá. Seletores estendidos, por exemplo, não existem, já que o Zepto usa a API de seletores do próprio navegador. Coisas mais avançadas tipo Deferred, também não. E nem sonhe em tentar rodar o Zepto no IE, claro. Há suporte pra iOS, Android, webOS, BlackBerry, Silk, Opera, Firefox e Chrome no mobile; além de suporte a Safari, Chrome, Firefox e Opera no Desktop.

Eventos de touch

Uma boa adição específica do Zepto é o suporte a eventos de touch. Você pode escutar tap, double tap, long tap e swipe (embora não haja suporte pro pinch ainda). O código é familiar:

 $('#elemento').longTap(function() { alert('Você pressionou o elemento!'); }); 

Ou ainda, para uma funcionalidade de swipe para remover:

 $('#elemento').swipeRight(function() { $(this).remove(); }); 

Veja alguns testes simples em seu smartphone. O código fonte está todo no Github.

E outros frameworks mobile?

Nem só de jQuery é feito o mundo dos frameworks JavaScript. Há vários inclusive focados em mobile! O famoso jQuery Mobile é um plugin cheio de componentes para mobile, com temas interessantes e muitas funções. Há ainda o jqTouch e o fantástico Sencha Touch.

Não use nenhum deles se você vai fazer um site mobile. O Sencha Touch, outro poderoso framework JavaScript com foco mobile, atinge inacreditáveis 580 KB em sua versão completa, e o jQuery Mobile, incríveis 91 KB, além dos 95 KB do jQuery em si. Esses frameworks de componentes são indicados para mobile apps construídas na Web, em especial se você for empacotá-las, usando algo como o PhoneGap. Pra sites, são um tiro no pé. Obviamente eles podem melhorar muito em próximas releases, mas há muito a ser enxugado para serem candidatos a um site web mobile.

Esqueça o Zepto.JS também!

No fim, como a justificativa pra substituirmos o jQuery pelo Zepto.JS é deixar a página mais leve e se livrar de peso desnecessário, pense se não vale a pena se livrar do Zepto.JS também!

O cache do iPhone, por exemplo, não guarda nenhum componente acima de 15 KB, e isso sem gzip (fonte). O Zepto.JS tem 24 KB na sua versão atual já minificada (o jQuery tem 95 KB). Se der, prefira JavaScript puro e talvez alguns microframeworks pra complementar - o excelente hammer.js, por exemplo, adiciona eventos touch por apenas 5 KB (2KB gzipped).

Qual é a sua estratégia nos sites mobile?

Veja outros artigos sobre Front-end