Artigos de Tecnologia e Negócios > Design & UX

As novas tendências da Tipografia

mchevrand
mchevrand

Num ambiente competitivo uma marca é capaz de se destacar através de um design de qualidade e a inovação pode trazer singularidade para um projeto. Um dos passos mais importantes é a escolha das fontes tipográficas.

O avanço tecnológico vem possibilitando o surgimento de fontes tipográficas de alta qualidade e fazendo com que os designers saiam da zona de conforto do uso das fontes clássicas.

Explorar a variedade que cresce cada vez mais pode proporcionar encontros bem sucedidos, resultando em peças de design interessantes e com personalidade. As tipografias clássicas sempre serão boas opções, mas vale a pena compreender o porquê das mudanças que vêm acontecendo no Design Gráfico a fim de explorar os novos recursos e ampliar seu repertório tipográfico.

Os novos tempos para a Tipografia

Você provavelmente já ouviu falar na icônica fonte Helvetica se não ouviu falar com certeza já viu ela por aí, seja em logotipos de grandes corporações, como Jeep, Panasonic, American Airlines, 3M, entre outras, ou até nos seus dispositivos iOS do passado. Ela foi projetada em 1957 visando a criação de uma tipografia neutra e clara.

Famoso estilo de camisa estampada com a Helvetica.

Depois de um longuíssimo relacionamento com as grandes marcas, a Helvetica, assim como outras fontes muito difundidas no passado, começa a sair de cena para dar lugar à novas fontes tipográficas. A Apple percebeu que a fonte não adequa-se tão bem aos novos suportes digitais e por isso, encomendou uma fonte exclusiva para substituí-la.

Desenvolvida pela própria empresa com o nome que homenageia a sua cidade natal, a fonte San Francisco, implementada em 2015, apresenta um design sem serifas, limpo e compacto que possui uma ótima leitura até nos menores dispositivos, como o Apple Watch.

A família tipográfica San Francisco completa.

Apple Watch com a nova tipografia aplicada.

A Apple, apesar de ser uma grande referência em Design, não foi pioneira na criação de sua própria tipografia: a Google já utiliza a sua família tipográfica Roboto desde 2011. Desenvolvida inicialmente para o Android, a fonte hoje ocupa todas as plataformas Google.

A família tipográfica Roboto completa.

Outras grandes empresas, como a IBM, a CNN e a Coca-Cola, também passaram a utilizar recentemente tipografias feitas sob medida para si. Seja por necessidades técnicas ou para ampliar o alcance de marcas, é notável que novas tipografias vêm surgindo e mostrando-se muito eficientes para tomar o lugar de outras que já fizeram a sua história.

CNN Sans from CNN Creative Mktg on Vimeo.

Apresentação da nova fonte utilizada pela CNN. O anúncio demonstra como a questão tipográfica transborda do Design para o Marketing.

Explorando os novos recursos

A Helvetica não é a única a ficar para trás nos tempos atuais. Durante um longo período os designers não saíam da zona de conforto que fontes como a Futura, Gotham e Frutiger proporcionavam pelo seu bom funcionamento e legado.

O limite do uso de qualquer tipografia, sejam elas clássicas ou atuais, é a coerência com o projeto que se está desenvolvendo:

O tipo é uma imagem e uma imagem sempre terá significados intrínsecos, sejam eles sutis ou mais efusivos. O designer deve sempre questionar se o significado desta imagem condiz com o conceito do projeto que está desenvolvendo.

Existem fontes adequadas para telas por permitirem, a partir de sua forma, uma leitura mais clara em um ambiente display. Existem fontes adequadas para impressos, que podem funcionar para textos de grande volume, como corpo de texto em livros por exemplo, ou não, apenas para títulos.

É importante conhecer as diferentes características que determinaram se a fonte é adequada para display ou para impressos. O mais importante é testá-las e avaliar se a tipografia escolhida possui boa leitura no suporte em que ficará situada.

O livro Pensar com Tipos, da autora Ellen Lupton, é um ótimo guia para decisões tipográficas. Lá é possível conhecer a História da Tipografia e ter informações profundas sobre a destinação dos mais diferentes tipos de fontes.

Baixando fontes

Para auxiliá-lo na busca e download de boas fontes tipográficas diante da vastidão de opções que existem por aí, indicamos o Google Fonts.

As vantagem de utilizar o Google Fonts começam no fato do usuário ter a garantia de que todas as fontes ali disponíveis funcionam - diferente do que pode acontecer em outros sites onde é comum baixar-se fontes com problemas.

O Google Fonts oferece um visual limpo, o que traz mais foco para o assunto principal: as fontes oferecidas. Sua navegação é bastante intuitiva e é possível testar várias tipografias sem precisar mudar de tela para isso.

Página inicial do Google Fonts com testes de fontes tipográficas.

O Google Fonts está alinhado com as tendências tipográficas mais atuais e traz opções de ótima qualidade para os mais diferentes projetos.

Preparamos também um pacote de fontes para download com excelentes fontes, algumas gratuitas e outras pagas, em versão trial, para os mais diferentes projetos. É importante saber muitas fontes de qualidade não são gratuitas, mas que valem muito a pena por ser um investimento importante para quem deseja trabalhar como designer.

OBS importante: Sempre que desejar utilizar uma fonte em trabalhos comerciais pesquise quais são os limites dos seus direitos de uso.

Clique aqui para baixar!

A Alura oferece ótimos cursos para quem deseja aprimorar seus conhecimentos em Tipografia:

Além disso selecionamos sites que tratam do tema Tipografia e que valem muito a pena acessar tanto para buscar referências quanto para imergir nesse universo:

Artigos de Tecnologia e Negócios > Design & UX