Peça um orçamento Login
Artigo

Metodologias ágeis nas empresas: tipos mais usados

Redação Alura

Uma pesquisa da Forrester aponta que, para 73% das pessoas, acelerar a resposta do negócio a mudanças de mercado é uma das prioridades corporativas.

Grande parte dessa velocidade de adequação deve-se ao uso de dados nas estratégias, mas também a dois outros elementos: metodologias e técnicas de gestão e serviços terceirizados.

Neste artigo, focaremos em metodologias ágeis e como elas contribuem em Business Agility e produtividade organizacional.

pessoas trabalhando com metodologias ágeis

O que são metodologias ágeis

As metodologias ágeis são técnicas de aceleração de entregas em projetos, bastante utilizadas no setor de tecnologia. Elas auxiliam na gestão e organização de demandas, com base em cronogramas, fácil visualização de etapas e divisão de tarefas.

Foi nos anos 1990 que o conceito de Agile se difundiu entre as organizações, embora cadeias de produção ágeis já fossem repensadas desde muito antes - a exemplo do modelo de produção enxuta da Toyota.

VEJA TAMBÉM:

No entanto, o conceito voltou a ganhar força nos últimos anos, junto a outros como organizações exponenciais, unicórnios e a necessidade de adaptação pós-pandêmica.

O 15th State of Agile Report cita que:

“Em resposta à pandemia, as organizações estão acelerando a adoção de novos processos, práticas e tecnologias para apoiar mudanças na entrega de produtos e serviços".

O relatório também aponta que a técnica tem sido implementada em outros setores além de TI. Contudo, ainda há barreiras como:

  • 46% das pessoas indicam inconsistência em processos e práticas;
  • 43% das pessoas indicam confrontos culturais.
  • 42% das pessoas indicam resistência da organização a mudanças;
  • 42% das pessoas indicam falta de skills e experiências;
  • 41% das pessoas indicam a ausência de participação das lideranças.

Quais as características das metodologias ágeis

Apesar das diferentes metodologias, elas apresentam, de modo geral, características em comum.

São, então, características das metodologias ágeis:

  • melhoria de performance;
  • satisfação, experiência e entrega de valor a clientes;
  • redução de erros;
  • melhoria contínua;
  • foco em resultados.

Quais os tipos de metodologias ágeis mais usados nas empresas

O 15th State of Agile Report também aponta quais as metodologias ágeis mais usadas pelos times. Além de quadros de Kanban, destacam-se os seguintes métodos ágeis:

  • 66% - Scrum
  • 9% - ScrumBan
  • 6% - Scrum/SP Hybrid
  • 4% - Iteração
  • 1% - Extreme Programming (XP)
  • 1% - Lean

Ainda, mais de 80% das pessoas afirmaram que seus times realizam daily standups, retrospectivas e sprint plannings.

1. Kanban

77% das pessoas entrevistadas no 15th State of Agile Report utilizam Kanban.

De origem japonesa, o Kanban é uma metodologia ágil baseada no uso de cards ou sinalizações para gestão de fluxos.

É muito comum que seja utilizado em conjunto a outras metodologias e em visão de tarefas:

  • em backlog;
  • em andamento;
  • concluídas.

Essas tarefas também podem ser repartidas em etapas, como etapa de análise, etapa de produção, de validação, e assim por diante.

O Kanban também pode ser de movimentação, quando envolve diferentes departamentos, ou de produção, o mais comum no setor empresarial.

Assim como sua utilidade se difundiu, também várias ferramentas surgiram. Trello, o próprio Notion e o Jira, entre outras, são ferramentas que viabilizam o uso de Kanban.

Scrum

O Scrum é um framework para resolução de problemas complexos e adaptativos, que se baseia em princípios que podem ser encontrados dentro do Manifesto Ágil.

O objetivo desta metodologia ágil, a princípio, era atender a demandas de empresas de software. Assim, oferecia por uma entrega fracionada de um projeto, através de sprints, planning, daily, reviews e retrospectivas.

Porém, mesmo em outros segmentos também encontramos sua aplicação, como podemos observar pelos resultados do 15th State of Agile Report.

Scrumban

O Scrumban é uma metodologia ágil híbrida, a qual mescla princípios do Scrum e do Kanban.

Nesse caso, a etapa de planejamento não é única como no Scrum, mas contínua como no Kaban. Dessa maneira, alia-se a prescrição do Scrum à gestão de processos e melhoria contínua do Kanban.

Portanto, são mantidos conceitos de sprint, planning, daily, review, ainda que com certa adaptação, em conjunto aos quadros e cartões do Kanban.

Lean

Embora tenha aparecido com apenas 1% no relatório, a [metodologia Lean] (https://www.alura.com.br/empresas/artigos/metodologia-lean) é uma metodologia ágil bastante conhecida no setor de tecnologia.

O pensamento lean se baseia em 6 fatores, conforme também trazido em texto de Mark Edmead:

  • Aumentar o valor entregue a pessoas consumidoras;
  • Eliminar custos desnecessários;
  • Trabalhar com uma gestão que é facilitadora;
  • Envolver todas as pessoas colaboradoras dentro do processo e objetivo;
  • Melhorar continuamente;

Jez Humble, Joenne Molesky e Barry O’Reilly explicam em seu livro “Lean Enterprise”:

“O valor a longo prazo de uma empresa não é capturado pelo valor de seus produtos e propriedade intelectual, mas sim por sua capacidade de aumentar continuamente o valor que ele fornece aos clientes — e para atrair novos clientes — por meio da inovação.”

Quais os benefícios das metodologias ágeis

Se o primeiro olhar logo nos aponta que as metodologias ágeis são benéficas para a agilidade e a produtividade dos times, o segundo olhar vai além.

O 15th State of Agile Report traz os seguintes benefícios:

  1. Habilidade de gerenciar as prioridades de mudança;
  2. Acelera a entrega de produto;
  3. Aumenta a produtividade;
  4. Melhora o alinhamento em o produto e o negócio;
  5. Melhora a qualidade do produto;
  6. Melhora a previsibilidade das entregas;
  7. Melhora a visibilidade do projeto;
  8. Reduz os riscos do projeto;
  9. Melhora a resposta à volatilidade de mercado;
  10. Melhora o moral do time.

Com isso, conseguimos extrair que as técnicas de agilidade são também benéficas para o clima e o engajamento do time. E principalmente quando vemos tantas equipes desfeitas pela alta rotatividade, é algo a ser pensado: o que precisa melhorar nos processos internos.

diagnóstico de turnover

Como desenvolver projetos utilizando metodologias ágeis

Aplicar uma metodologia ágil pode parecer fácil, mas como vimos antes, uma das maiores barreiras é a cultura.

Então, talvez não seja uma questão de utilizar uma metodologia ágil ou outra ou mesmo de discutir qual seria a melhor, já que o tema está bastante difundido no mercado. Talvez o ponto seja o quanto a prática atende às necessidades de cada time.

Por exemplo, uma das maiores dores do mundo pós-pandêmico foi o excesso de reuniões online. Será que, dentro desse contexto, a daily que você realiza cumpre com a sua função ou é mais um espaço de tempo na agenda que prejudica a produtividade do time.

Será que o kanban está sendo seguido como o planejado, ou a cada hora entram incontáveis atividades imprevistas?

Planejamentos que não podem ser seguidos causam frustração, dão às pessoas a sensação de que estão paradas e também de que não conseguem se desenvolver. E é aqui que mora o perigo para tantas lideranças que querem manter seus times: conquistar as pessoas não é só oferecer salários melhores ou benefícios melhores.

O dia-a-dia, a cultura, a própria liderança são fatores fundamentais.

Quer saber mais sobre o mercado de tecnologia e educação corporativa? Receba a newsletter da Alura Para Empresas com insights mensais, direto em sua caixa de entrada!

Referências

  1. HUMBLE, Jez; MOLESKY, Joenne Molesky; O’REILLY, Barry. Lean enterprise: como empresas de alta performance inovam em escala. São Paulo: Casa do Código, 2017.

Estas empresas confiam na Alura para Empresas

Junte-se a mais de 5000 empresas que já capacitaram seus times com nossas formações.

  • Logo daa Dasa class=