Primeiras aulas do curso Transição de carreira para tecnologia: Um guia básico

Transição de carreira para tecnologia: Um guia básico

Sua marca - Apresentação

Olá, bem-vindo e bem-vinda ao curso de transição de carreira para tecnologia na Alura. Eu sou Renata Tedesco e vou te acompanhar nessa jornada até o final. Você vai conhecer o momento de carreira da Julia e do Fernando, são dois personagens que provavelmente passam por dilemas de carreira similares ao da maioria das pessoas e mostram dificuldades ou dúvidas para realizar uma transição de carreira para uma outra área profissional.

A Julia quer mudar radicalmente de profissão, mas ela tem medo porque já tem um filho e não sabe por onde começar. E o Fernando com 40 anos de idade ainda não atualizou sua mentalidade para o digital, mas já fez uma boa pesquisa sobre as profissões e a área em que ele quer atuar.

Esse curso é para você que está inquieto e ansioso com as transformações que o mundo digital vem causando e precisa entender de uma vez por todas por onde começar a fazer qualquer mudança em um mundo volátil e cheio de oportunidades como o que nós estamos vivendo hoje.

Nesse curso introdutório você vai aprender a criar um portfólio de resultados profissionais que agradam aos principais recrutadores de tecnologia. Afinal não basta hoje ter apenas um currículo montado como no passado, é preciso organizar as informações mais enxutas possíveis, de modo que a leitura da outra pessoa seja rápida e também possa favorecer você nos sites onde o seu currículo é cadastrado.

Você também vai aprender a construir ou remodelar o seu currículo, achar a melhor maneira de abordar recrutadores, já que hoje estamos todos mais abertos à comunicação com os candidatos, e praticar a melhor maneira de negociar com quem te entrevista.

Você vai ganhar uma capacitação educativa pelo mercado de trabalho que conta com o olhar de uma recrutadora, que vai te trazer o que há e mais moderno nas boas práticas de recrutamento de tecnologia. O mundo está passando por uma transformação digital intensa e precisa que você esteja educado devidamente e capacitado para entender o novo normal nos hábitos dos profissionais de tecnologia.

Portanto nós vamos juntos compreender que embora o mercado não exija diploma de curso superior em algumas empresas, é preciso pesquisar e realizar cursos de capacitação técnica, bem como testar, praticar e colocar a mão na massa, independente do diploma para fazer com que as suas construções ganhem vida e que você possa mostrar o que você já faz por aí do seu portfólio.

O mundo está pedindo mudança de comportamento, de candidaturas, vagas e de relacionamento. Então é hora de focar aqui no curso e saber mais sobre as profissões que surgiram no digital e a possibilidade que há de empreender e também de ganhar dinheiro, independente do seu contrato atual de trabalho, que fatalmente vai ser muito flexível do que é hoje. Então você vai entender sobre a cultura tech, carreira nas empresas de tecnologia e home office também.

A ideia é você sair desse curso pronto para agir, criar e desenhar sua estratégia. Pesquisar, testar e definitivamente realizar sua transição para a tecnologia quando você desejar. A aula vai começar! Vamos lá.

Sua marca - Crie a sua história

Olá! Hoje nós vamos conhecer a Julia. Ela trabalha como enfermeira na UTI de um hospital super tradicional em uma cidade do interior de São Paulo, que é o hospital H+ Saúde. Ela tem 28 anos de idade e casada e tem um filho de 4 anos.

Além disso a Julia tem lido bastante coisa sobre a era digital, o que despertou uma grande curiosidade nela, porque no ambiente onde ela trabalha no hospital, pouco se fala a respeito de novidades tecnológicas, os prontuários dos pacientes da enfermagem do hospital são todos controlados por pasta, papel físico.

E a Julia já chegou a perder documento super importante de paciente justamente porque não há uma organização tão efetiva assim, há muitas falhas no processo de armazenamento. A Julia já pensou diversas vezes em mudar de profissão, mas ela acha que a família ia ficar muito desapontada, além do que ela não conhece nenhuma mulher hoje que se dedica a trabalhar na área de tecnologia.

Ela não conhece muita coisa sobre o mundo tech, embora ela saiba que deixar alguns processos automatizados ou processos que correm sozinhos, poderia melhorar o seu trabalho no hospital.

Ela também acredita que quando se escolhe uma carreira, é preciso honrá-la e mantê-la até o final, afinal ganhar dinheiro hoje está bem difícil, principalmente por conta da pandemia de Coronavírus que estamos vivendo. Então o ideal mesmo para a Julia é manter o emprego que ela tem e agradecer por ele diariamente, essa coisa de mudar de carreira ainda é uma coisa meio distante da realidade dela.

Então a Julia pensou em fazer uma mudança para alguma outra área de trabalho, mas ela não sabe como procurar, não sabe o que fazer. Então com tanta responsabilidade na família, a Julia pensou que só quando o filho crescer pode ser que ela tenha a chance de fazer algo diferente na vida.

Então a sensação que ela tem é de que é preciso suportar a prisão da primeira escolha, já que ela gastou tanto tempo, tanto dinheiro para ser uma profissional bem sucedida, que essa questão de gostar de outras coisas pode não fazer nenhum sentido enquanto ela tem uma profissão estabelecida.

A Julia quer se aventurar no mundo da tecnologia, um dia ela viu que é possível unir o que ela ama, que é cuidar de pessoas, como ela é enfermeira, atuando de uma forma muito mais moderna, com um olhar de negócios, um olhar de construção, mas ela ainda acha que tecnologia pode ser mais coisa de homens do que de mulheres. Então mesmo com medo, ela decidiu estudar linguagem de programação básica aqui na Alura.

Vamos conhecer agora o Fernando. O Fernando é um colega da Julia do hospital e trabalha como analista de faturamento. Ele tem 40 anos e se casou há pouco tempo. A Julia e o Fernando não se conhecem ainda, embora trabalhem no mesmo hospital H+ Saúde.

Um dia, em um desses sites de cursos que o Fernando navega, ele notou um pop-up de um workshop, pop-up são aquelas mini telas que aparecem na sua tela enquanto você está navegando em um site na internet. E em um desses pop-ups tinha um anúncio de workshop para quem queria mudar de carreira e tinha mais de 40 anos.

Então, Fernando não pensou 2 vezes, ele participou, topou o desafio de aceitar alguma coisa e mesmo com medo decidiu estudar na Alura. Mas como mudar para a área de tecnologia não tendo nenhuma experiência na área? Nós vimos que cada um dos personagens tem o desejo de mudar, de fazer alguma coisa diferente. Mas é possível uma mudança de carreira no momento de vida em que cada um está?

Planejamento é o passo certo para qualquer pessoa tirar um projeto do papel, principalmente transição de carreira e aqui não vai ser diferente. O documento que vai representar o planejamento para uma mudança e apresentação básica ao mercado, é o famoso Curriculum Vitae ou o CV.

Então vamos pensar que a Julia e o Fernando já tem um CV. O Fernando tem um CV para a área de faturamento e a Julia tem um CV para a área de enfermagem. Logo, vamos avaliar se as informações do documento são suficientes para eles direcionarem a apresentação para uma vaga nova ou não.

Mas antes de mais nada vamos entender o que é um currículo. É um conjunto de informação separado por categorias, que tem que mostrar um resumo da sua vida profissional ou escolar.

Basicamente o currículo tem que conter um objetivo, um resumo de experiência, pode ser escolar ou profissional, uma descrição das empresas onde você trabalhou, dos projetos que você se envolveu. Os principais resultados atingidos, o conhecimento que você tem em línguas, em atividades extracurriculares e alguns cursos, mas que tenham a ver com a sua área.

Qual é o verdadeiro motivo pelo qual um currículo é pedido por escola ou empresas? Para conhecer o seu histórico profissional, como se fosse um grande cartão de visitas para você mostrar o que sabe fazer.

E quando a Julia não tinha experiência profissional ainda, ela foi mostrando para as empresas um currículo acadêmico, o que significa que ela descreveu os projetos que ela participou na faculdade. Mostrou resultados de ação voluntária, mostrou curso que ajudou o desenvolvimento dela. Dessa forma, a Julia mostrou a primeira versão do currículo quando ela começou a trabalhar.

Mas com o tempo ela adquiriu experiência profissional, então ela precisou atualizar essa informação no currículo, porque já passou 5 anos da formação dela e as experiências mudam. Mas após os 5 anos de vivência profissional, a Julia sentiu uma vontade de mudar de carreira e ela pensou que ela não sabia o que fazer com o currículo dela, porque ela desconhecia outra maneira de pensar em mudar de carreira que não fosse através do documento.

Júlia Silva

Objetivo: Enfermeira & Desenvolvedora de Sistemas

Resumo: Atribuições de assistência a clientes de baixa e alta complexidade, hemodinâmica, coordenação de equipe de enfermagem, acolhimento, divisão de escalas de tarefa, solicitações de remédios, etc...

Experiência:

Agora veja esse exemplo de um pedaço do currículo atual dela. Podemos ver no objetivo que ela quer ser desenvolvedora de sistemas, ela entrou no mundo de tecnologia, está estudando na Alura, mas ela ainda é enfermeira. Então você acredita que esse currículo seja eficiente para atingir o objetivo da Julia de promover a marca pessoal dela para uma transição de carreira para a tecnologia?

Quando você quer fazer uma mudança de carreira e pensa só no curso que você terminou, no certificado que você conquistou e você acha que o CV atualizado que vai te ajudar a conquistar uma vaga nova, possivelmente você pode estar se esforçando sem estratégia.

Olha esse currículo, o resumo está escrito: “Atribuições de assistência a clientes de baixa e alta complexidade, hemodinâmica...”. Tudo isso tem a ver com a área dela de enfermagem, mesmo com as experiências, quando você vê o cargo de enfermeira técnica.

Então são experiências que ela tem que trazer, mas o que me diz nesse currículo que ela está indo para a área de tecnologia? Esse currículo mostra claramente as experiências da Julia em enfermagem e não está nos dizendo quais são as participações dela em tecnologia. Ou seja, eu repeti isso para vocês, porque realmente precisamos começar a mexer. Você vai mexer no seu currículo quando quiser ir para a área de tecnologia.

O primeiro passo para pensarmos em mudar de profissão é mostrar na imagem pessoal alguns primeiros resultados da área nova que queremos nos dedicar. Então vamos pensar que as pessoas e o mercado ainda não conhecem a Julia da tecnologia, mas a Julia enfermeira. Então só adianta mexer no currículo a partir do momento que a Julia entender e ficar confortável que ela tem uma imagem para passar, que ela tem resultados e que ela sabe para onde está indo.

Então ela precisa se preparar para dizer para o mundo o quanto ela quer estar em tecnologia, o quanto ela mudou, o que ela aprendeu, o que estudou, o que se tornou nesse tempo de decisão. Nesse contexto, só focar nas saídas e entradas de empresas não é bem o que está sendo requerido nas boas empresas escaláveis do mercado. Esse é o erro número 1 das pessoas.

Na próxima aula vamos trabalhar a marca pessoal da Julia e como o CV dela vai ficar depois dela se preocupar com as conquistas e divulgá-las nas redes sociais. Então a Julia vai aprender que é possível sim unir a enfermagem com a tecnologia em uma única marca. Vamos lá?

Sua marca - Autoconhecimento

Em qualquer comunidade que a Julia participe ou até mesmo na família dela, ela é reconhecida e apontada como uma profissional de saúde. E é justo, afinal nos últimos 10 anos ela tem se dedicado plenamente a se tornar uma enfermeira muito competente e muito dedicada.

Isso significa que as pessoas estão associando o nome da Júlia a uma profissional de enfermagem. Mas nós vimos na aula anterior que ela quer fazer uma transição de carreira para tecnologia e para isso ela traçou um plano imediato, simples, de iniciar uma formação educacional na área de programação.

A Julia quer ser reconhecida e vista como uma pessoa que desenvolve sistemas. Então a primeira coisa que ela precisa fazer é um exercício de autoconhecimento. Agora é hora de reservar uns minutos para fazer essa tarefa.

Ela vai servir para a Julia montar o portfólio com as conquistas dela, estar presente nas redes sociais, reajustar currículo profissional e tudo isso. É hora de deixar de forma visual quais são os valores dela, o que ela gosta de estudar, o que ela gosta de escrever, o que ela entende sobre carreira. Isso vale para você. Então, o que você pode começar a listar?

Quem é Julia?

Seus valores pessoais, o que você gosta de consumir de conteúdo, o que você gosta de assistir, no que você bom, no que você é boa de verdade, principal propósito da sua vida, ambientes que você gosta de estar, os conteúdos que você mais consome, assim como eu já falei acima, na internet ou fora dela também, pode ser uma publicação fora da internet.

O que é carreira para você, porque você decidiu fazer uma mudança de carreira, o que você aprendeu e o que você evoluiu nos últimos 6 meses, você pode inclusive parar a aula e fazer esse exercício agora mesmo ou seguimos adiante.

Você também vai encontrar no menu de tarefas do aluno um exercício de propósito, que vai te ajudar a abrir a mente em relação a algum provável sentimento de o que eu estou fazendo aqui. Depois da lista pronta, a Julia vai fazer uma segunda lista, ou seja, você também vai fazer essa segunda lista para levantar os principais pontos da Julia enfermeira. Você pode fazer essa lista com a profissão atual que você tem.

Quem é Julia enfermeira?

Já que não podemos jogar fora ou deixar de lado tudo que você desenvolveu de habilidades para estar onde está hoje, eu vou repetir: você não joga fora e nem deixa de lado tudo que você desenvolveu de habilidades para estar onde está hoje.

Você consegue ver provavelmente na sua tela o que eu deixei listado. Quais são os principais valores de um profissional de enfermagem ou lembre-se, da sua área atual? Quais são os pontos técnicos fortes que você domina? No que você realmente é bom? No que você realmente é boa? Quais são os pontos que precisam ser melhorados ou trabalhados?

Então com essas 2 listas em mãos, a lista da Julia pessoal e a Julia enfermeira, ela vai precisar fazer uma boa pesquisa agora ou uma auditoria em como ela está sendo vista na internet.

Uma simples pesquisa do nome da Júlia na internet, descobriu algumas pessoas com o nome de Julia Santos, diferentes umas das outras, mas nada sobre o seu próprio perfil, nada sobre o perfil dela. Nesse momento ela percebeu que ela não estava relacionando o nome dela a uma marca forte e importante.

Quando falamos em auditoria online, temos que considerar como a sua imagem está sendo vista ou falada nas redes sociais ou na internet. Então essa percepção é importante para que mais para frente a Júlia possa entender o que as pessoas compreendem da mensagem que ela está passando.

Então a marca pessoal é sobre o valor que você entrega ao mundo. Por isso o exercício do autoconhecimento é importante, é ele que vai te ajudar a dizer que problemas você ajuda a resolver quando você estiver sendo questionada durante uma entrevista de trabalho, durante um case de resolução de problemas, que é o chamado teste ou se você precisar se apresentar para contratantes, entre outras situações.

Esse projeto de marca pessoal está sempre em evolução, ele muda constantemente, portanto, você vai precisar atualizar os seus pensamentos, os seus valores, os seus gostos, os seus hábitos de tempos em tempos.

Até porque nós mudamos muitas e muitas vezes ao longo dos períodos na nossa vida. O esforço de entender o motivo pelo qual a Julia quer mudar de enfermagem para tecnologia precisa estar muito claro. A marca da Julia precisa segui-la aonde quer que ela vá. Se ela decidiu ser uma programadora de sistema, ela tem que movimentar a vida dela em torno disso, ou seja, isso torna-se um lifestyle, um estilo de vida, ela tem que manifestar a prática de ser uma pessoa desenvolvedora no dia a dia.

Então depois dela listar tudo que ela precisa para ganhar pontos no autoconhecimento, a Júlia agora precisa pensar, investigar e pesquisar quais são as empresas que ela gostaria de trabalhar. Ou por que aquele ambiente daquela empresa é ideal para ela, se tem os valores iguais aos dela.

Essa é a hora muito importante de não escolher qualquer coisa, ou seja, se a Júlia escolheu ser uma programadora de sistemas, ela tem que movimentar a vida em torno disso, ela tem que manifestar a prática de ser uma pessoa desenvolvedora no dia a dia, se inserindo no mundo da tecnologia.

"Codernagem": união de coder + Enfermagem!

Eu fiz uma brincadeira com a “Codernagem”, afinal ela vai unir as habilidades que a Julia já tem enquanto enfermeira com as da nova profissão dela, futura ou presente, a de coder ou de programadora de sistemas. Então a Julia vai se tornar uma “codernagem”, ela nada mais é do que aproveitar todas as características e habilidades que ganhou enquanto enfermeira e levar para a área nova.

As duas listas que ela precisou criar para o exercício do autoconhecimento vão se unir agora e elas vão ser colocadas em prática no momento de escrever as conquistas, os gostos, os hábitos, as preferências e os resultados no documento que vai representar a imagem pessoal dela nas redes sociais chamado portfólio. Na próxima aula vamos conhecer a melhor forma de construir o seu portfólio.

Sobre o curso Transição de carreira para tecnologia: Um guia básico

O curso Transição de carreira para tecnologia: Um guia básico possui 126 minutos de vídeos, em um total de 45 atividades. Gostou? Conheça nossos outros cursos de Softskills e carreira em Inovação & Gestão, ou leia nossos artigos de Inovação & Gestão.

Matricule-se e comece a estudar com a gente hoje! Conheça outros tópicos abordados durante o curso:

Aprenda Softskills e carreira acessando integralmente esse e outros cursos, comece hoje!

Plus

  • Acesso a TODOS os cursos da plataforma

    Mais de 1200 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, em Programação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

  • Alura Língua (incluindo curso Inglês para Devs)

    Estude a língua inglesa com um curso 100% focado em tecnologia e expanda seus horizontes profissionais.

12X
R$85
à vista R$1.020
Matricule-se

Pro

  • Acesso a TODOS os cursos da plataforma

    Mais de 1200 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, em Programação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

  • Alura Língua (incluindo curso Inglês para Devs)

    Estude a língua inglesa com um curso 100% focado em tecnologia e expanda seus horizontes profissionais.

12X
R$120
à vista R$1.440
Matricule-se
Conheça os Planos para Empresas

Acesso completo
durante 1 ano

Estude 24h/dia
onde e quando quiser

Novos cursos
todas as semanas