Primeiras aulas do curso Kubernetes na Digital Ocean: gerenciando aplicações conteinerizadas

Kubernetes na Digital Ocean: gerenciando aplicações conteinerizadas

Preparando o ambiente - Introdução

Olá, boas-vindas a mais um curso! Dessa vez vamos falar sobre o Kubernetes e mais ainda, Kubernetes rodando dentro da DigitalOcean, esse provedor que muitas pessoas gostam de trabalhar com ele, mas vamos fazer o seguinte:

Vamos pegar o Kubernetes e vamos aprender a subir o cluster. Vamos aprender a rodar aquelas aplicações que as pessoas chamam de “um clique”, que você dá um clique no dashboard e já consegue ter o seu ambiente rodando dentro da plataforma.

Além disso, vamos ver toda parte da monitoração pelo dashboard, mas também pela CLI, porque é importante termos esse contato. Além disso, vamos pegar uma aplicação do zero e colocar ela em produção, percorrendo todo esse caminho e usando um pouco do Kubctl, um pouco da ferramenta nativa da DigitalOcean. Aplicaremos recursos como Autoscaling e também um recurso bem interessante que se chama HPA.

Eu sou o Ricardo Merces. Quero te dar as boas-vindas e te acompanhar durante as aulas.

Preparando o ambiente - Conta da DigitalOcean

“Ricardo, estou animado com o assunto do Kubernetes e quero aprender mais. O que preciso para iniciar o curso?” Então, Kubernetes, vamos instalar alguns pacotes locais que eu já vou te mostrar, e logicamente vamos usar a plataforma da DigitalOcean. O que você precisa?

Criar uma conta aqui na DigitalOcean. A DigitalOcean, para quem não sabe o que é, é um provedor de nuvem assim como AWS e o Google Cloud, e tem mais uma opção que você tem para quando for realizar os seus projetos novamente.

Então você vai criar sua conta e fala: “Ricardo, será que tem alguma opção de ‘free trial’, assim como nos outros?” Aquele período de uso gratuito? Na DigitalOcean não costuma ter isso, mas na hora que eu estava fazendo o teste ambiente - olhe aqui, de dezembro de 2019 – em novas contas ele está dando um credito de 100 dólares durante 60 dias, mais do que suficiente para você testar as coisas na DigitalOcean.

Então, isso aqui no momento da gravação está valendo. Eu estou usando inclusive esse crédito que dura 60 dias. Então é isso que você tem que fazer: crie sua conta aqui e faça o login nela para podermos começar a criar aqui a nossa infraestrutura.

Aproveitando o tema DigitalOcean, como outros provedores também, tem toda parte de computação em nuvem, banco de dados e aqueles recursos todos que você pode explorar. Fazendo uma analogia, vamos usar a referência da AWS, que é a que o pessoal conhece mais.

Na AWS nós temos uma máquina EC2, que é a máquina de recurso computacional, que aqui se chama "Droplets”. Está aqui. Você cria a máquina e tudo mais.

No próximo curso podemos detalhar isso daqui. O pessoal pergunta: “Ricardo, é mais caro?” Está aqui no menu "Pricing", tem o descritivo e tudo mais. Uma máquina com 1 GB custa US$ 5, com 2 GB, US$ 10, e por aí vai. Isso aqui é um resumo da DigitalOcean para você entender onde você está trabalhando.

E logicamente, vamos usar o serviço de Kubernetes, que vão ser a ele aplicado alguns valores que eu já vou te mostrar. Crie sua conta e próximo vídeo já vamos criar o nosso cluster!

Preparando o ambiente - Criando o primeiro cluster

Já entendeu aqui o funcionamento da DigitalOcean? Nada mais é que um provedor de nuvem. Então com a conta criada, você vai fazer o login e vai cair no dashboard da sua conta. Só para ilustrar, eu testei bastante vários clusters, vários recursos, tudo que vamos usar aqui e mais algumas coisas. Olhe o saldo aqui, então dá para você trabalhar bastante sem se preocupar, é só ficar monitorando para não ter nenhuma surpresa.

Eu sempre vou ter um novo recurso. Vou criar um novo, só para te dar uma ideia aqui do que eu gastei. Esse daqui é o dashboard e nele temos todas as opções. O gerenciamento, está dividido por serviço, como assim nos demais que ele também divide por serviço. Qual o nosso interesse aqui? Criar um cluster do Kubernete. O cluster nada mais é que o agrupamento de recursos, dentre eles aqui, as máquinas virtuais.

Como eu falei no vídeo anterior, ele chama se droplets, então vamos para nossa criação do nosso primeiro cluster. Está aqui, Kubernetes, eu vou escolher essa opção e criar. O que eu vou criar aqui?

Um cluster, então eu vou selecionar aqui e nós vamos preencher de forma que nos ajude na hora de provisionarmos os recursos. A primeira opção da versão que vamos usar do Kubernetes, estou usando a última a sugerida e a recomendada aqui.

E aqui, o Data Center. Sempre que for trabalhar em nuvem preste atenção no Data Center, porque às vezes não é só o nome mas você tem que entender a latência para o seu cliente. Se o meu cliente está aqui no Brasil e eu estou usando a estrutura da DigitalOcean o que seria mais perto daqui?

Você tem que ver essa opção entre os sites que ela oferece, no nosso caso, você pode vir aqui. Tem vários sites, por exemplo, buscar: “latency teste digitalocean”. Isso aqui é legal para vários provedores, SF01.

E tem os testes aqui, nos quais ele vai medir a latência para você, mas até por questão física, aqui estamos mais próximos de Nova York, então vamos escolher esse Data Center. Vamos selecionar o Data Center e uma das regiões aqui, vou escolher “1”.

Capacidade do cluster, até para você saber como você vai ser cobrado por isso, olhe só, o nome já vamos editar. O tipo de máquina, eu vou usar essa aqui e esse plano. Como o cluster são máquinas, como ele vai te cobrar isso? Pelas máquinas alocadas no cluster, que nada mais são que os droplets.

Então ele está dizendo aqui, US$ 10 por node (nó), e dá o preço por hora aqui. Quantos nodes vão fazer parte do seu cluster? Vamos começar com 3? Pode ser, depois redimensionamos isso, então vou deixar aqui nesse plano.

Você pode mudar o perfil da máquina à vontade. Isso daqui, logicamente - a capacidade dela de 3 - isso daqui eu já quero mudar. Eu já vou colocar aqui “pool-cluster1”. “Por que, Ricardo?” Porque vamos usar linha de comando.

Quem está acostumado com o Kubctl? Tem hora que vou precisar passar o nome, assim fica mais fácil de digitarmos, “pool-cluster1” e ele quer adicionar algum atalho ou alguma coisa. Nome? A mesma coisa aqui, o nome desse nosso primeiro cluster vai ser “pool-cluster1”. Então você seleciona os tipos conforme a máquina e conforme o que você está preparado para colocar em produção. Criando o cluster, simples esse processo.

Então ele vai criar o cluster e nós vamos ter que ter algumas ações. Deixe terminar e eu já te mostro na sequência. Terminado aqui a instalação, já está aqui o verde e tem alguns passos para configurarmos. Então só para fecharmos aqui, e já deixar o nosso cluster no ar.

Está lá, criando, ele fala aqui: “Ricardo, você vai ter que instalar algumas ferramentas de gerenciamento” Que já vamos fazer na sequência, que é o kubectl e a doctl. O que é a “doctl”? É a CLI, a ferramenta nativa da DigitalOcean.

Vamos instalar também e aprender a usar. Vamos continuar! Tem a configuração do cluster que vamos precisar. Vou clicar em “Continue” e “Great. I’m Done”. O que eu quero te mostrar aqui é exatamente isso, o nosso cluster está funcionando, ele está disponível, tem 3 nodes e 6 GB.

Porque para cada node, eu ofereci dois, então nessa tela você tem o resumo e se quiser em detalhes para dar uma olhada nos nodes, clique aqui. Olhe aqui o “pool” que renomeamos e lá estão os nodes criados.

Então a partir de agora, o que precisamos fazer? Já estamos com cluster funcionando, a ideia agora é fazermos a interação com ele. Na sequência vamos instalar o kubectl e a doctl também.

Sobre o curso Kubernetes na Digital Ocean: gerenciando aplicações conteinerizadas

O curso Kubernetes na Digital Ocean: gerenciando aplicações conteinerizadas possui 118 minutos de vídeos, em um total de 57 atividades. Gostou? Conheça nossos outros cursos de Containers em DevOps, ou leia nossos artigos de DevOps.

Matricule-se e comece a estudar com a gente hoje! Conheça outros tópicos abordados durante o curso:

Aprenda Containers acessando integralmente esse e outros cursos, comece hoje!

Plus

  • Acesso a TODOS os cursos da plataforma

    Mais de 1200 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, em Programação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

  • Alura Língua (incluindo curso Inglês para Devs)

    Estude a língua inglesa com um curso 100% focado em tecnologia e expanda seus horizontes profissionais.

12X
R$85
à vista R$1.020
Matricule-se

Pro

  • Acesso a TODOS os cursos da plataforma

    Mais de 1200 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, em Programação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

  • Alura Língua (incluindo curso Inglês para Devs)

    Estude a língua inglesa com um curso 100% focado em tecnologia e expanda seus horizontes profissionais.

12X
R$120
à vista R$1.440
Matricule-se
Conheça os Planos para Empresas

Acesso completo
durante 1 ano

Estude 24h/dia
onde e quando quiser

Novos cursos
todas as semanas