Configurando o ambiente React Native

André Cunha
André Cunha

Compartilhe

Mesa de trabalho com uma pessoa programando em um laptop.

Configurando o ambiente React Native

Você veio do React e tem interesse em usar seus conhecimentos em um projeto? Quer fazer um app? Ou, talvez, quer construir um aplicativo multiplataforma usando uma poderosa biblioteca Javascript criada pelo Facebook? Então, esse artigo é pra você! Nele mostraremos como configurar o seu ambiente React Native nos sistemas Linux, Windows e macOS. Você aprenderá a como executar as aplicações tanto em emuladores de Android e iOS, e também em dispositivos físicos.

Vamos lá?

Tópicos

Neste artigo, vamos ver:

  • Aplicações com React Native Android
    • Windows
    • macOS
    • Linux
    • Usando o Emulador
    • Usando dispositivo Android físico
  • Aplicações com React Native iOS
    • macOS

Aplicações com React Native Android

Windows

Para começar, faremos 4 instalações básicas para configurar o ambiente Windows. São elas:

  • Chocolatey;
  • Node.js na versão LTS;
  • JDK 11;
  • Android Studio.

Primeiro, vamos instalar o Chocolatey. Ele nos permitirá gerenciar os pacotes do Windows, para podermos instalar ferramentas e dependências pelo terminal. Abra o powershell como administrador, usando o comando Windows + X. Ou pesquise nos seus aplicativos por powershell, clique com o botão direito sobre ele e selecione a opção que tem “Admin”.

Verifique suas permissões com o comando:

Get-ExecutionPolicy

Se aparecer a mensagem "Restricted" (Restrito), execute o comando abaixo, caso contrário, pule para o próximo comando:

Set-ExecutionPolicy AllSigned

Instalaremos o chocolatey com o seguinte comando:

Set-ExecutionPolicy Bypass -Scope Process -Force; [System.Net.ServicePointManager]::SecurityProtocol = [System.Net.ServicePointManager]::SecurityProtocol -bor 3072; iex ((New-Object System.Net.WebClient).DownloadString('https://chocolatey.org/install.ps1'))

Teste se a instalação foi bem sucedida com o comando:

choco

Agora, feche e abra o seu powershell. Para instalar o Node.js e o SDK 11, faremos no powershell:

choco install -y nodejs-lts openjdk11

Novamente, reinicie o powershell, fechando e abrindo ele. Rode os comandos abaixo para conferir a instalação:

node -v
java -version

Se tudo ocorrer bem, serão exibidas as versões do node e do java instaladas na sua máquina.

E, por fim, instalaremos a versão mais estável do Android Studio. Para isso, é recomendado seguir o passo a passo que está no próprio site do Android Studio, visto que constantemente está sendo atualizado. Entre no primeiro link abaixo para baixar o Android Studio, depois entre no segundo link e navegue até o sistema Windows. Veja que são passos simples e tem até um vídeo demonstrando o que deve ser feito para instalar o Android Studio.

1) Site Oficial para baixar o Android Studio;

2) Site Oficial para instalar o Android Studio.

Pronto! Depois de completar esses passos, podemos começar a criar nossa aplicação.

macOS

Faremos 5 instalações básicas para configurar o ambiente macOS, são elas:

  • Homebrew;
  • Node.js;
  • Watchman;
  • JDK 11;
  • Android Studio.

Para instalar o Homebrew, abra o terminal e rode o seguinte comando nele:

/bin/bash -c "$(curl -fsSL https://raw.githubusercontent.com/Homebrew/install/HEAD/install.sh)"

Para instalar o Node.js e Watchman, execute no terminal:

brew install [email protected] watchman

Verifique a instalação digitando:

node -v

Agora, entre nesse site e baixe o “macOS Installer”. Depois, execute o .dmg e instale o JDK seguindo o passo a passo da instalação.

E, por fim, instalaremos a versão mais estável do Android Studio. Para isso, recomendamos seguir o passo a passo que está no próprio site do Android Studio, visto que constantemente está sendo atualizado. Entre no primeiro link abaixo para baixar o Android Studio, depois entre no segundo link e navegue até o sistema Mac. Veja que são passos simples e tem até um vídeo demonstrando o que deve ser feito para instalar o Android Studio.

3) Site Oficial para baixar o Android Studio.

4) Site Oficial para instalar o Android Studio.

Linux

Faremos 4 instalações básicas para configurar o ambiente Linux. São elas:

  • cURL;
  • Node.js na versão LTS;
  • JDK 11;
  • Android Studio.

É importante notar que há vários tipos de ambiente Linux (Ubuntu, Debian etc), e cada versão requer uma instalação adequada. Primeiro, vamos ver o passo a passo para Ubuntu (Debian) e, em seguida, para Arch Linux.

Para Ubuntu (Debian)

Primeiro, vamos instalar o cURL no sistema. Basta abrir o terminal e digitar:

sudo apt-get install curl

Agora, vamos instalar o Node.js pelas seguintes linhas de comandos:

# para Ubuntu
curl -sL https://deb.nodesource.com/setup_14.x | sudo -E bash -
sudo apt-get install -y nodejs

# para Debian
sudo curl -sL https://deb.nodesource.com/setup_14.x | bash -
sudo apt-get install -y nodejs

Para verificar se a instalação do node foi feita com sucesso, execute:

node --version

Será mostrada a versão do node instalada. Aparecerá algo como “v14.xx.x” no terminal.

Agora, instalaremos o JDK 11 (Java Development Kit), usando os seguintes comandos:

sudo add-apt-repository ppa:openjdk-r/ppa
sudo apt-get update
sudo apt-get install openjdk-11-jdk

Para verificar se a instalação do JDK foi feita com sucesso, execute:

java --version

Caso apareça mais de uma versão do Java instalada na sua máquina, selecione a versão 11 como padrão com o seguinte comando:

sudo update-alternatives --config java
Para Arch Linux

Começaremos instalando o Node com o seguinte comando:

sudo pacman -S nodejs-lts-fermium npm

Para verificar se a instalação do node foi feita com sucesso, execute:

node --version

Agora, instalaremos o JDK 11 (Java Development Kit) usando os seguintes comandos:

sudo pacman -S jdk11-openjdk

Depois, precisamos setar e definir a versão 11 como padrão:

archlinux-java set java-11-openjdk

E, por fim, independente se é o sistema Linux Ubuntu Debian ou Arch Linux, instalaremos a versão mais estável do Android Studio. Para isso, é recomendado seguir o passo a passo que está no próprio site do Android Studio, visto que constantemente está sendo atualizado. Entre no primeiro link abaixo para baixar o Android Studio, depois entre no segundo link e navegue até o sistema Linux e veja que são passos simples. Tem até um vídeo demonstrando o que deve ser feito para instalar o Android Studio.

5) Site Oficial para baixar o Android Studio.

6) Site Oficial para instalar o Android Studio.

Usando o Emulador

Depois de baixarmos o Android Studio, vamos ver passo a passo como executar nosso emulador Android. Lembramos que, se seu computador tiver configurações modestas (por exemplo, ser i3, ter 4gb de RAM), talvez não dê para rodar o emulador ou ele pode travar muito. Nesse último caso, a dica é que você use um dispositivo físico para rodar seu app nele (pode ser o seu celular). Para usar o Emulador, siga o passo a passo abaixo:

  1. Execute o Android Studio e, na parte inferior direita do aplicativo, selecione “Configure” e depois clique em “AVD Manager”. Será mostrada uma tela com os emuladores instalados.

  2. Talvez já apareça um emulador configurado, se na hora da instalação você tiver selecionado “Android Virtual Device” - nessa situação, aperte no ícone de play (em formato de triângulo) para rodar o emulador. Caso não apareça um emulador, vamos configurar um agora mesmo!

  3. Clique em “Create Virtual Device”.

  4. Escolha o dispositivo que deseja ter como emulador e clique em “Next” (Próximo).

  5. Agora, você precisa escolher a imagem do dispositivo. É bom escolher e baixar a versão recomendada pelo Android Studio, ou uma versão de API mais recente (28 ou superior) que são x86. Depois de baixar, o que pode levar um tempo, selecione a imagem baixada e clique em “Next” (Próximo).

  6. Será exibida uma tela de configurações do seu emulador. No campo AVD Name, coloque um nome que preferir para seu emulador.

  7. Clique em “Finish” (Finalizar).

  8. Seu emulador deve estar sendo exibido na lista. Basta clicar no ícone de play para executá-lo. Lembramos que esse processo pode demorar pela primeira vez.

Animação que mostra exatamente o passo a passo descrito anteriormente para criar um emulador Android

Vamos, agora, executar o app no emulador Android. Primeiro, será necessário ter criado um projeto React Native. Você já tem um projeto? Caso não tenha feito um ainda, navegue até a pasta do seu computador onde deseja salvá-lo, abra o terminal e digite:

npx react-native init nomedoapp

Depois, abra dois terminais dentro da pasta do seu projeto React Native. Em nosso exemplo, a pasta tem o nome “nomedoapp”.

No terminal 1, digite:

npm start

No terminal 2, digite:

npx react-native run-android

Dica: Sempre lembre de abrir, primeiro, o emulador e, só depois, rodar a aplicação React Native no terminal. Se não, o processo pode causar algum erro. Ou seja, a gente segue a ordem de:

  1. Abrir o emulador;

  2. Rodar a aplicação React Native no terminal.

Nada complicado, não é mesmo?

Usando dispositivo Android físico

Se nosso computador possui uma configuração mais básica, ajuda muito usar um celular ou outro dispositivo Android físico, conforme dissemos anteriormente. Como fazer isso?

Conecte seu dispositivo via USB no computador. Ele precisa estar com o modo Depuração USB habilitado. Caso ainda não esteja, vamos habilitar a opção de Desenvolvedor. Siga o passo a passo a seguir:

Observação: Como existem várias versões e tipos de Android, talvez o passo a passo a seguir não tenha as mesmas opções no seu aparelho. Nesse caso, uma pesquisa rápida no google sobre “Habilitar modo desenvolvedor para o celular X” deve resolver.

  1. Entre nas configurações do aparelho.
  2. Vá para Sistema ou Sobre o telefone.
  3. Caso sua tela anterior tenha sido Sistema, clique na opção Sobre. Agora, se sua tela anterior já era o Sobre, siga para o próximo passo.
  4. Clique em Informações do software.
  5. Nessa tela aberta, clique repetidamente na opção Número da versão ou em Número de compilação até ele te tornar um desenvolvedor.
  6. Pronto, agora você tem a opção desenvolvedor ativada.

Animação mostrando exatamente o passo a passo descrito anteriormente para ativar o modo desenvolvedor

Ativado o modo desenvolvedor, procure a nova opção que apareceu nas suas configurações do celular. Geralmente ela aparece na tela do Sistema ou antes dessa tela, com o nome de Opções do desenvolvedor. Entre neste menu e ative a opção Depuração USB.

Animação mostrando exatamente o passo a passo descrito anteriormente para ativar a depuração USB

Pronto! Com a opção Depuração USB ativada, podemos usar o dispositivo físico!

Agora, com o seu aparelho conectado no cabo USB no computador, abra o terminal e digite:

adb devices

Deverá ser exibida uma lista com os celulares conectados no computador. Isso significa que estamos prontos para executar a aplicação.

Imagem que mostra a lista de dispositivos conectados no computador.

Agora, para executar o aplicativo no seu celular, é necessário que você já tenha criado um projeto React Native. Se não tiver criado ainda, basta executar essa linha de comando no terminal (antes, navegue até a pasta do seu computador que deseje salvar o projeto):

npx react-native init nomedoapp

Agora, serão necessários dois terminais abertos dentro da pasta do projeto criado. No terminal 1, digite:

npm start

No terminal 2, digite:

npx react-native run-android

Será carregado o aplicativo para o seu celular e você poderá testá-lo enquanto programa.

Aplicações com React Native iOS

Infelizmente, ainda só é possível configurar o ambiente iOS de forma nativa nos ambientes macOS. Se seu desejo é programar para iOS e não possui um macOS, uma opção é alugar uma máquina virtual que rode esse sistema operacional, para poder programar e testar seus apps por lá. Abaixo seguem duas sugestões de máquinas virtuais que podem ser alugadas:

macOS

Pois bem, vamos configurar nosso macOS para programarmos em React Native no iOS. Faremos as instalações dos seguintes pacotes e ferramentas:

  • Homebrew
  • Node.js
  • Watchman
  • CocoaPods
  • Xcode

Para instalar o Homebrew, abra o terminal e rode o seguinte comando nele:

/bin/bash -c "$(curl -fsSL https://raw.githubusercontent.com/Homebrew/install/HEAD/install.sh)"

Para instalar o Node.js e Watchman, execute no terminal:

brew install [email protected] watchman

Verifique a instalação digitando:

node --version

O CocoaPods nos permite gerenciar as dependências que serão instaladas nos projetos com React Native, evitando erros. Digite o comando abaixo para instalar o CocoaPods:

sudo gem install cocoapods

E por fim vamos instalar o Xcode. É uma ferramenta da Apple que permite simular vários dispositivos da Apple, desde iPads e iPhones (de várias gerações) até smartwatches. Para isso, abra a App Store no seu macOS e busque por Xcode. E depois instale-o. Também é possível baixar o Xcode pelo site da Apple.

Para usar o simulador é necessário que você já tenha criado um projeto React Native. Se não tiver criado ainda, basta executar essa linha de comando no terminal (antes navegue até a pasta do seu computador que deseje salvar o projeto):

npx react-native init nomedoapp

Agora serão necessários dois terminais abertos dentro da pasta do projeto criado. No terminal 1 digite:

npm start

No terminal 2 digite:

npx react-native run-ios

O simulador iOS vai abrir automaticamente e já vai começar a rodar o seu app nele.

Conclusão

Parabéns se você chegou até aqui! Neste artigo, aprendemos a configurar o React Native nos mais diversos ambientes: Windows, Linux e macOS, tanto para Android quanto para iOS. Aprendemos a configurar os nossos emuladores e até mesmo nossos dispositivos Android físicos para podermos rodar nossos apps enquanto os desenvolvemos.

Agora é com você, o que está esperando para começar a criar seu app? Venha conferir nossos cursos para não perder nem mais um segundo! ;)

André Cunha
André Cunha

Sou André Cunha, estudante de Engenharia de Computação e faço parte do Scuba Team da Alura. Minhas especialidades estão nas áreas de Mobile e Web, mas sou curioso e me arrisco em outras áreas também!

Veja outros artigos sobre Mobile