Peça um orçamento Login
Artigo

Offboarding: Entenda a Importância desse Processo

Redação Alura

Neste artigo você verá como um bom Offboarding impacta o seu Employer Branding: do offboarding ao onboarding, como criar uma boa Employee Experience, como a empresa deve agira no desligamento e dicas para aplicar na organização.

Considerando que o capital humano é de extrema importância para as empresas, compreendemos que todas as etapas da jornada do colaborador são fundamentais para garantir uma boa experiência aos profissionais.

Dessa forma, o processo de offboarding é muito relevante para as empresas. Afinal,é nesse momento que o (a) profissional deixa de fazer parte da organização. Por isso, é fundamental que ele seja bem feito para que as pessoas se sintam valorizadas, e sintam que seu trabalho e seu tempo de contribuição com a organização são reconhecidos.

Vale lembrar que um processo de offboarding de sucesso, também contribui para que a imagem da marca empregadora não seja prejudicada. Confira a seguir tudo o que você precisa saber sobre o assunto!

etapa de offboarding

Onboarding x Offboarding

O onboarding é o processo que introduz novos colaboradores e colaboradoras na empresa, transmitindo seus valores, cultura organizacional e objetivos. Já o offboarding é o processo oposto, que ocorre quando o colaborador ou a colaboradora está deixando a empresa, é, portanto, a etapa de demissão.

Ambos os processos são fundamentais para promover o acolhimento aos profissionais, seja na sua integração na organização ou no seu desligamento. Eles são importantes para garantir o sucesso de colaboradores e colaboradoras em toda a sua jornada.

VEJA TAMBÉM

Um onboarding bem-sucedido começa antes mesmo do primeiro dia de trabalho, e compreende o processo de seleção, contratação e uma boa comunicação sobre o que esperar da empresa e do novo cargo.

Esse processo é importante para transmitir com clareza as responsabilidades das pessoas em suas novas funções, para que compreenderem como seus objetivos se encaixam na estratégia da empresa. Além disso, ele é fundamental para garantir que o profissional se sinta acolhido por toda a equipe, a fim de garantir um bom ambiente de trabalho.

Da mesma forma, o offboarding também é importante, pois ajuda o colaborador ou a colaboradora a se preparar para a transição para uma nova etapa de sua vida. Vale lembrar que é importante que a empresa transmita um feedback a respeito do seu desempenho, além de deixar claros os motivos do seu desligamento.

Também faz parte do offboarding fornecer recursos para ajudar profissionais a se prepararem para sua próxima etapa, seja ela uma nova empresa ou uma nova carreira.

A importância do Offboarding para o Employer Branding

O desligamento de colaboradores e colaboradoras pode ser um processo trabalhoso e demorado, mas é importante que ele seja feito da melhor maneira possível. Isso não só ajudará a proteger a reputação da sua empresa, como também poderá ajudar a atrair novos talentos.

Durante muito tempo o foco das empresas se manteve apenas no processo de contratação. Contudo, com as constantes mudanças no mercado de trabalho, as organizações têm adotado um modelo mais completo, que compreende a relevância do processo de desligamento de profissionais.

Imagine, por exemplo, que ocorre uma demissão na sua empresa sem o devido feedback. A pessoa, frustrada com o processo, comunica seus sentimentos em uma postagem no LinkedIn que, em poucos segundos, viraliza. Agora, imagine outras pessoas lendo o ocorrido e pensando: "será que vale a pena em que entrar para essa empresa, passar por todo um processo de recrutamento e seleção e ter uma experiência ruim como esta?".

Infelizmente, isto é algo a se pensar sobretudo em mercados que concorrem por profissionais como na área de tecnologia. A reputação da empresa pode definir a facilidade ou a dificuldade em encontrar bons profissionais.

Veja, agora, como sua empresa pode criar uma experiência mais positiva para as pessoas e para o Employer Branding:

1. Cultura de Feedbacks

Para que o processo de offboardingtenha sucesso, é fundamental estimular uma cultura de feedback, em que os profissionais sintam que podem falar abertamente sobre o que estão gostando e não gostando no trabalho.

As empresas também precisam ter canais de comunicação abertos para que colaboradores e colaboradoras possam expressar suas opiniões, além de contar com processos de gerenciamento de conflitos e problemas de comportamento.

2. Employee Experience (Experiência do colaborador e da colaboradora)

Outro passo importante é pensar na experiência dos colaboradores e colaboradoras com a marca da sua empresa (Employee Experience). E isto começa desde a jornada de trabalho.

É importante, por exemplo, fazer uma boa gestão do tempo de trabalho, pois com a rotina atual, muitas pessoas estão trabalhando mais horas do que o necessário e isso pode causar estresse e exaustão. Para lidar com isso, as empresas devem ter um plano que vise garantir o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional de seus funcionários e funcionárias.

Por fim, é importante lembrar que o Employer Branding se faz a partir da percepção dos profissionais a respeito da organização. Dessa forma, o desligamento de uma pessoa não significa necessariamente o fim da relação profissional.

Isso porque as empresas podem (e devem) manter o contato com ex-colaboradores e ex-colaboradoras, a fim de contribuir com sua recolocação no mercado, fazer uma avaliação positiva no seu LinkedIn, por exemplo, entre outras ações, quando possível.

Além disso, um bom offboarding ajuda a estabelecer um bom relacionamento com um profissional que pode acabar indicado outros talentos para a empresa, além de contribuir transmitindo uma imagem positiva da organização.

Como a empresa deve agir no Offboarding

O primeiro passo é identificar os motivos pelos quais a pessoa está deixando a empresa, se é uma demissão voluntária ou se partiu da organização. A partir daí, é importante elaborar um plano de ação para dar suporte ao colaborador durante esse processo.

É importante também manter um diálogo aberto com o profissional, e oferecer todo o apoio necessário para que ele se sinta valorizado pelo tempo que permaneceu na organização.

Confira, a seguir, algumas dicas de como agir no processo de offboarding da sua organização:

  • Tenha cuidado com toda a parte burocrática do desligamento, garantindo toda que a documentação esteja certa e que os direitos do (a) profissional sejam cumpridos em sua totalidade, sem deixar nenhuma pendência;
  • Mapeie todo esse processo e aponte quem da equipe é responsável por cada ação para que nenhum ponto passe despercebido;
  • Procure se comunicar com clareza, para evitar conflitos durante o desligamento, a fim de não prejudicar o processo do (a) profissional nem a imagem da empresa.
  • Tenha empatia com o (a) colaborador (a) que está sendo desligado, pois, trata-se de um momento difícil que pode não ser tão fácil de lidar para a maioria das pessoas;
  • Realize uma entrevista de desligamento eficiente, dando espaço para um feedback mútuo, que irá proporcionar uma visão melhor das condições de trabalho dentro da empresa.

Como escreve Chiavenato:

"A entrevista de desligamento constitui um dos meios de controlar e medir os resultados da política de RH desenvolvida pela organização. Costuma ser o principais meio de diagnosticar as causas da rotatividade de pessoal".

Portanto, aproveite também para coletar dados que podem ser preciosos à boa experiência de colaboradores e colaboradoras.

Como aumentar as chances do funcionário ficar feliz com o processo de offboarding?

Um dos primeiros passos fundamentais para um offboarding de sucesso, é saber o que é importante para profissionais e, a partir daí, criar uma experiência personalizada. Vale lembrar que é importante que a experiência de offboarding seja tão boa quanto a de onboarding. Afinal, o objetivo é manter as pessoas felizes e motivadas na empresa.

Uma das formas de fazer isso é oferecer um programa de offboarding bem estruturado. Além disso, é importante manter o diálogo aberto durante todo o processo, podendo até mesmo realizar um follow-up após sua saída da empresa, o que pode ser feito através de e-mail, mensagem, entre outros canais.

O objetivo é garantir que a pessoa se sinta bem durante o processo de offboarding. Para isso, aposte em ações como:

  • Oferecer um feedback sincero e construtivo sobre o tempo em que o (a) profissional esteve na organização;
  • Deixar claro que a decisão de saída foi tomada de forma conjunta e que todos os esforços foram feitos para manter o (a) profissional na organização;
  • Preste auxílio no processo de recolocação no mercado, ajudando a elaborar um plano de carreira, caso queira permanecer trabalhando na área;
  • Oferecer uma carta de recomendação que conste toda a jornada da pessoa durante o tempo em que fez parte da organização;
  • Manter o diálogo aberto e oferecer todo o apoio necessário para que o (a) profissional se sinta valorizado (a) pelo tempo que permaneceu na empresa.

Dicas de como realizar o offboarding na sua empresa

Como vimos, o offboarding é o processo que cuida do processo de desligamento de colaboradores e colaboradoras. Ele pode ser motivado por uma série de razões, como mudança de cargo, aposentadoria ou demissão (voluntária ou involuntária).

Seja qual for o motivo, é importante que o offboarding seja feito de forma adequada, para garantir que a pessoa saia da empresa com uma boa impressão e uma experiência positiva.

Confira abaixo algumas dicas de como realizar o offboarding na sua empresa:

1. Treine as lideranças para a comunicação no offboarding

Seja qual for o motivo da saída do colaborador ou da colaboradora, é importante que a decisão seja comunicada à equipe assim que for tomada. Isso ajuda a evitar rumores e especulações desnecessários.

Da mesma foram, após comunicar a decisão à equipe, é importante que se faça uma reunião para discutir a situação e esclarecer quaisquer dúvidas. Nessa reunião, também é importante deixar claro quais serão as responsabilidades da equipe após a saída daquele colaborador ou daquela colaboradora.

Prepare, então, as lideranças da sua empresa para trabalharem a comunicação no offboarding, garantindo que o processo seja claro tanto para as pessoas que saem quanto para as pessoas que ficam.

2. Prepare um plano de transição

O plano de transição é importante para garantir que as responsabilidades de quem foi desligado sejam devidamente transferidas para outras pessoas. Esse plano deve ser detalhado e deve conter todas as informações necessárias para que a transição seja feita da melhor forma possível.

Crie processos padronizados para toda a empresa, mas também converse com as lideranças para apoiá-las nesse processo de mudança.

3. Ofereça um feedback construtivo

Independentemente do motivo da saída de um colaborador ou uma colaboradora, é importante oferecer um feedback construtivo, pois ele pode ser útil para esse profissional no futuro e também pode contribuir para melhorar a cultura organizacional.

Há diversas metodologias de feedback estruturado que podem ser úteis a este momento. Ofereça treinamentos, desse modo, não apenas aos líderes, mas a toda a empresa.

O processo de offboarding é muito importante para as organizações e deve ser bem feito para que as pessoas se sintam valorizadas pelo tempo que permaneceu na empresa e também para que a imagem da organização não seja prejudicada.

Quer saber mais sobre o mercado de tecnologia e educação corporativa? Receba a newsletter mensal da Alura Para Empresas com dicas e notícias quentes, direto em sua caixa de entrada!

REFERÊNCIAS

  1. CHIAVENATO, Idalberto. Recursos humanos: o capital humano das organizações. 11. ed. São Paulo: Atlas, 2020.

Estas empresas confiam na Alura para Empresas

Junte-se a mais de 5000 empresas que já capacitaram seus times com nossas formações.

  • Logo daa Dasa class=