Atualizações do Power Bi: fique por dentro de todas as novidades

Atualizações do Power Bi: fique por dentro de todas as novidades

Alerta de SPOILER: 🚨 Uma formação novinha de Power BI será lançada em breve! 🤫 A produção pediu para avisar que os conteúdos já consideram as últimas atualizações do Power BI.

Mas, enquanto está tudo no forno, que tal já acompanhar as principais novidades? Fica comigo nesse artigo para conferir os requisitos e as opções da ferramenta e como obtê-los.

Como saber qual é a minha versão do meu PBI?

Uma das vantagens do Power BI é estar em constante evolução e, portanto, as atualizações são comuns.

A Microsoft, empresa responsável pelo Power BI, lança regularmente novas versões com atualizações de recursos, melhorias de desempenho e correções de bugs.

Para você descobrir qual é a versão do Power Bi do seu computador, é só seguir esses passos:

  1. Abra o PBI Desktop, acesse a guia Ajuda.

  2. Acesso a opção “Sobre” e verifique a versão na janela em pop-up.

Print da tela do Power BI Desktop com guia “Ajuda” selecionada e a opção “Sobre” marcada.

Até o momento que escrevemos esse artigo, a versão mais recente é a de março de 2024 — a preferência é, claro, seguir sempre com a versão mais atualizada instalada aí na sua máquina.

Se você utiliza o Power BI da Microsoft Store provavelmente já está com o software atualizado.

No entanto, você pode se certificar se existem atualizações pendentes acessando a loja da empresa.

Se você não tem a versão mais atual, pode fazer download no próprio site da Microsoft.

Banner promocional da Alura, com um design futurista em tons de verde, apresentando o texto

Como habilitar as novas funcionalidades?

Quando você já tiver a versão mais recente, é possível habilitar as novas opções do Power BI. Assim, você garante o acesso às funcionalidades do Power BI, que podem ser importantes para desenvolver projetos mais modernos.

Ao abrir o Power BI Desktop, clique em “Arquivo” e, em seguida, “Opções e configurações” > “Opções”.

Assim, vai abrir uma aba com as opções de configurações gerais da plataforma. Aqui iremos nos atentar aos “Recursos de visualização”.

Nessa janela, você pode conferir os recursos de visualização habilitados ou não no seu programa, certifique que todas as opções estão selecionadas.

Print da tela “Opções” do Power BI Desktop com todas as opções de Recursos de visualização marcadas.

Depois de marcar as opções, reinicie o Power BI Desktop para terminar a configuração e as alterações entrarem em vigor.

Ao abrir novamente, confira o novo layout do Power BI Desktop e algumas das funcionalidades que você habilitou:

  • Dicas de ferramentas visuais modernas: as dicas de ferramenta dão mais detalhes aos dados quando passamos o mouse nas visualizações do relatório, essa nova atualização permite detalhar as informações ao realizar ações como drill up e down e executar consultas drill-through diretamente da dica de ferramenta.
print de tela da dica de ferramenta do power bi, mostrando opções de  dril-down.
  • Visual de métricas: Esse visual já era habilitado no Power BI Serviço e agora também estará disponivel na versão desktop, a ideia é apresentar um conjunto de métricas ou indicadores de desempenho chave em um formato tabular, organizado de forma que seja fácil para os usuários entenderem rapidamente o prazo, status e o desempenho de diferentes áreas de interesse.
Print de tela do canvas do Power BI Desktop com o visual de métricas que apresenta vários indicadores, seus donos, a situação e o progresso.
  • Sugestão de medidas rápidas: Essa opção é uma excelente alternativa para quem ainda não domina o DAX por completo, aqui você pode descrever o que deseja-se cálcular em linguagem natural e será sugerido a fómula da medida dax mais aderente a sua descrição. É importante sempre validar as sugestões para garantir que estejam de acordo ao seu objetivo de análise.

  • Edição dos visuais: E por falar em DAX agora temos um novo ambiente a esquerda do canvas: a Visualização da Consulta DAX. Nele é possível testar e consultar medidas através da visualização dos resultados em uma tabela prévia.

print dos painéis disponíveis do Power BI Desktop, evidenciando o último ícone de Consultas DAX.
  • Parâmetro de campo: Já tinhamos os parâmetros em números e a novidade aqui são os parâmetros de campo, com essa funcionalidade podemos, por exemplo, analisar a quantidade de admisões em um gráfico de colunas por diferentes aspectos, assim o eixo x do gráfico é alterando de forma dinâmica para obter uma análise ainda mais personalizada.
Gif de um gráfico de barras que traz a quantidade de admissões por vários aspectos, ao clicar no filtro o gráfico de barras altera os aspectos para mostrar a quantidade de admissões por departamento, estado civil, gênero e raça.
  • Interação no objeto: Essa novidade promete mudar a maneira de interagir com os visuais no Power BI, com a funcionalidade “On-object” você edita titulo, rótulo, cor clicando diretamente no visual criado, para ativá-lo basta clicar duas vezes no visual até ele ficar com quadrados em cada um dos quatros cantos depois é só interagir com os itens do visual facilitando a construção e formatação de visuais em um processo muito mais intuitivo.
Gif interagindo com os itens de um gráfico de rosca do power bi.

Por onde posso acompanhar as mudanças oficiais?

Aqui você acompanhou a nova versão do atual momento da ferramenta e as opções para ter acesso aos recursos de visualização mais recentes.

Entretanto sabemos que o Power BI está em constante mudança, por isso também sugerimos acompanhar os canais oficiais da Microsoft, nesta página você tem acesso as novidades de atualizações mais recentes do Power BI e nesse link é possível ter acesso as atualizações anteriores.

Vale a pena conferir para mais detalhes dos recursos implementados, desativados e aqueles que ainda estão em fase de teste.

Logo da microsoft.

Deixe tudo pronto

Agora você já sabe verificar a versão mais atual do Power BI, também já ficou por dentro das principais funcionalidades novas. Me conta qual delas você mais curtiu?

  • Dicas de ferramentas visuais modernas;
  • Visual de métricas;
  • Sugestão de medidas rápidas;
  • Visualização de consultas DAX;
  • Parâmetro de campo;
  • Interação no objeto.

Para mais detalhes explore a documentação da Microsoft linkada ao longo do artigo e compartilhe suas descobertas na nossa comunidade do discord.

Até mais ;)

Créditos

Ana  Duarte
Ana Duarte

Sou bacharela em Estatística e atualmente curso Ciência da Computação. Já atuei como cientista de dados no ramo educacional e financeiro e hoje sou instrutora na Escola de Dados da Alura e voluntária na equipe de projetos do grupo Data Girls. Sou apaixonada por transformar dados em informação inteligente usando a ciência de dados em diversos tipos de aplicação. Fora isso, sempre estou acompanhando alguma série e procurando novas rotas para andar de bike.

Veja outros artigos sobre Data Science