JPA com Hibernate: Herança e Mapeamentos

JPA com Hibernate: Herança e Mapeamentos
peas
peas

Compartilhe

Essas semanas postarei algumas dicas rápidas no uso da JPA com Hibernate. São alguns pontos que sempre aparecem no desenvolvimento, referentes a performance, elegância e facilidades. Alguns tópicos já são de amplo conhecimento dos usuários do Hibernate, porém na JPA alguns deles são utilizados diferentemente.

Cuidado com herança por InheritanceType.JOINED

Aqui na Caelum, conforme discutido anteriormente, usamos herança com muito critério. Herança na JPA é mapeada com @Inheritance(strategy=InheritanceType.SINGLE_TABLE) por padrão, isto é, ele vai utilizar uma única tabela para guardar todos os dados de todas as classes filhas: não há normalização e uma coluna (o discriminator, por default DTYPE no Hibernate) será utilizada para distinguir entre as possíveis subclasses.

Muitos administradores de banco de dados reclamam dessa estratégia, sendo que a mais elegante é a InheritanceType.JOINED, onde cada classe terá uma tabela, mas sem repetir colunas. As tabelas que representam as classes filhas possuem uma chave estrangeira para a tabela que representa a mãe, normalizando o banco nesse aspecto.

O grande problema dessa estratégia são as queries polimórficas: no caso de você possuir uma classe mãe Pessoa e duas filhas PessoaFisica e PessoaJuridica, ao procurar por uma Pessoa pela sua chave primária o hibernate vai gerar um join entre todas essas tabelas (pode variar um pouco de acordo com o dialeto usado), já que não possuímos o discriminator nesse caso.

Mapear resultados em vez de trabalhar com List<Object[]>

Se executamos uma Query em que nosso select não escolhe apenas um tipo de valor a ser retornado, recebemos uma List<Object[]> como resultado. Por exemplo, um select e1.atributoInteiro, e2.atributoString from Entidade1 as e1, Entidade2 as e2 where... retornaria uma List<Object[]> em que, para cada item da lista, a primeira posição da array é um Integer referente ao atributoInteiro da Entidade1 e a segunda posição é uma String referente ao atributoString da Entidade2.

Tanto a JPA quanto o Hibernate permitem retornar qualquer tipo de objeto através da clausula de select, utilizando um construtor. Podemos mudar a query anterior para select new br.com.caelum.Bean(e1.atributoInteiro, e2.atributoString) from Entidade1 as e1, Entidade2 as e2 where... para receber um List<AlgumBean> como resultado, desde que a classe br.com.caelum.AlgumBean possua um construtor que receba um Integer e uma String. Muito mais elegante que precisar percorrer uma List<Object[]> e encher nosso código de castings. Excelente parar gerar relatórios e já devolver os dados organizados em beans específicos.

Para mapeamentos mais avançados o Hibernate possui a interface ResultTransformer e sua factory Transformers. A JPA define a SQLResultSetMapping e outras anotações, mas para o uso de native queries.

Veja outros artigos sobre Programação