Compre agora Login
Artigo

Como fazer um reconhecimento profissional e por que você deve fazê-lo

Athena Bastos

Athena Bastos


Uma das principais causas de turnover é a falta de reconhecimento profissional. Segundo dados da O. C. Tanner, 79% das pessoas já deixaram um cargo porque não recebiam o reconhecimento que mereciam (ou que acreditavam merecer).

Sem contar que o reconhecimento profissional desenvolve o comprometimento e o engajamento das pessoas colaboradoras. O que, por consequência, tem efeitos na produtividade e nos resultados do negócio.

Afinal de contas, quem não recebe uma dose extra de motivação para trabalhar quando recebe um elogio, não é?

A verdade é que, para a retenção de talentos, não existem dúvidas de que é fundamental que as lideranças prestem atenção no fator emocional das pessoas colaboradoras.

Ainda mais quando estamos falando em um mercado altamente concorrido como o de tecnologia. Nesse caso, os aspectos motivacionais dessas pessoas são realmente um grande diferencial.

O problema é como fazer esse reconhecimento e quais os possíveis riscos e desafios para a empresa.

Pois bem. Vou te ajudar a resolver essas questões. Esse texto é para falar sobre a importância do reconhecimento profissional e como fazer esse reconhecimento para gerar motivação e engajamento das pessoas colaboradoras.

reconhecimento profissional

Importância do reconhecimento profissional

O reconhecimento profissional vai muito além de uma recompensa financeira. Claro que dinheiro importa e muito. Mas não é só isso.

A Dra. Ashley Whillans, especialista em ciências comportamentais da Harvard Business School explica que “o dinheiro é importante para as pessoas, não é tudo o que importa. O que realmente importa no local de trabalho é ajudar os profissionais a se sentirem valorizados”.

VEJA TAMBÉM:

Quer dizer, o reconhecimento profissional é oferecer às pessoas colaboradoras uma visão positiva do trabalho que elas desempenham. Não apenas dar promoções ou aumento de salário. O dinheiro é bom, claro. Mas não é tudo, nem mesmo o principal.

Ainda mais se analisarmos o comportamento das gerações mais jovens, como a Geração Y (que são as pessoas que nasceram entre 1981 e 1996) e a Geração Z (pessoas que nasceram entre 1997 e 2009), que não buscam apenas bons salários, mas também precisam se sentir felizes, satisfeitas e úteis com seu trabalho.

Não à toa, muitas pessoas preferem trocar de trabalho, em busca de maior satisfação e reconhecimento profissional, ainda que o novo emprego seja um pouco menos rentável.

Em outras palavras, o reconhecimento profissional é parte essencial para a satisfação pessoal das pessoas colaboradoras - e deve ser parte da gestão de pessoas. Quando recebem reconhecimento, as pessoas se sentem mais motivadas, comprometidas e focadas no trabalho.

Como consequência, além da retenção de talentos e diminuição de turnover, o reconhecimento profissional tem impacto na produtividade das pessoas colaboradoras e nos resultados do negócio.

Indicadores de RH - baixe agora

Como fazer um reconhecimento profissional

Se você quer que as pessoas colaboradoras se sintam reconhecidas no âmbito profissional, aqui estão 4 ideias para você começar a aplicar na sua empresa:

1. Dar feedbacks positivos

Não é novidade que a cultura de feedback constrói um ambiente seguro e saudável para diálogos entre lideranças e pessoas colaboradoras.

Cria-se, afinal, uma cultura organizacional aberta para conversas sobre o desenvolvimento e o desempenho das pessoas da empresa.

Em muitas empresas, entretanto, costuma-se dar apenas feedbacks negativos. Quando uma pessoa colaboradora faz algo de errado ou ruim é comum que ela receba uma notificação da liderança.

No entanto, algumas lideranças não têm o costume de dar feedbacks positivos, que é o tipo de feedback que serve para elogiar estratégias que deram certo ou atividades que foram bem feitas.

Os feedbacks podem incentivar as pessoas colaboradoras a entenderem a sua importância para a empresa e a continuarem a fazer um bom trabalho.

Esse é, sem dúvida, um ponto essencial para dar reconhecimento e motivar as pessoas colaboradoras.

2. Criar programas de reconhecimento profissional

Uma forma de demonstrar reconhecimento profissional é através de programas específicos para isso.

Algumas lideranças criam, por exemplo, programas que estabelecem metas e recompensas para criar competições saudáveis entre as pessoas colaboradoras.

Nesse caso, as metas devem ter critérios de avaliação, como vendas e satisfação dos clientes. Um ponto principal é que esses critérios sejam claros, transparentes e divulgados para todas as pessoas.

Além disso, as recompensas podem envolver bonificações em dinheiro, viagens e prêmios.

Um ponto importante é cuidar para não criar uma rivalidade ruim entre as pessoas colaboradoras. Pelo contrário, deve-se criar um programa de reconhecimento profissional que estimule a colaboração entre todas as pessoas.

3. Delegar tarefas e projetos que contribuirão para o desenvolvimento profissional

Para a maior parte das pessoas, não há maior reconhecimento do que a demonstração de confiança em seu trabalho.

Uma forma de demonstrar que você confia na pessoa colaboradora é permitir que as pessoas possam liderar projetos importantes e que tenham maior visibilidade.

Além de tudo, isso vai desafiar a pessoa colaboradora e auxiliá-la em seu desenvolvimento profissional.

4. Oferecer flexibilidade de horários

Muitas empresas, especialmente as mais tradicionais, determinam um horário exato de trabalho. Mas se a pessoa colaboradora é comprometida, responsável e tem bons resultados, por que não deixá-la mais livre?

Permitir que as pessoas possam gerir seu próprio tempo e suas atividades, sem ficar microgerenciando o time, também é uma forma de reconhecimento profissional.

Afinal de contas, independentemente da hora que as pessoas trabalhem, o importante é que façam as entregas que se espera.

A flexibilização de horários revela que existe uma relação de confiança entre a empresa e as pessoas colaboradoras.

Maior escola de tecnologia do país - saiba mais

Benefícios do reconhecimento profissional para a empresa

Como você já sabe, o reconhecimento profissional tem impactos positivos não apenas para as pessoas colaboradoras, mas principalmente para a empresa.

Aqui estão os principais benefícios:

1. Aumento de produtividade

Em primeiro lugar, o reconhecimento profissional é um fator de grande influência na produtividade das pessoas colaboradoras.

Quem não gosta de saber que fez um bom trabalho e que contribuiu de forma positiva com os resultados da empresa, não é mesmo?

Isso cria uma vontade - ainda que de forma inconsciente - das pessoas colaboradoras em continuar a fazer as tarefas com excelência para obter melhores resultados.

2. Satisfação e motivação da equipe

Além do mais, ao receberem reconhecimento, as pessoas colaboradoras se sentem satisfeitas e motivadas a fazer sempre um bom trabalho.

Uma boa forma de pensar sobre a importância do reconhecimento é a partir da falta dela. Imagina só fazer ótimos trabalhos e não receber nenhum reconhecimento por isso?

Isso certamente causa frustração e falta de vontade para continuar a se esforçar no trabalho. É por isso que o reconhecimento funciona como uma válvula propulsora de novos trabalhos bem feitos.

3. Aumento da confiança

O reconhecimento profissional também aumenta a autoconfiança das pessoas colaboradoras. Já que elas têm certeza do trabalho bem feito que realizaram.

Como consequência disso, cria-se um ambiente fértil de inspiração para pensar em soluções novas para os problemas e para criar coisas novas.

4. Retenção de talentos

Como consequência da satisfação e da motivação, as pessoas colaboradoras se sentem úteis e importantes para a empresa.

Isso faz com que as pessoas se sintam pertencentes à empresa e motivadas a desenvolverem cada vez mais trabalhos para a mesma organização.

Como consequência, o reconhecimento profissional atua diretamente na diminuição de turnover e na retenção de talentos.

Bom, já deu para perceber que não faltam motivos para investir no reconhecimento profissional das pessoas colaboradoras da sua empresa. Certo?

De fato, é uma atitude de certa forma simples que pode trazer benefícios significativos para ambas as partes.

Quer saber mais sobre o mercado de tecnologia e educação corporativa? Receba a newsletter da Alura Para Empresas com insights mensais, direto em sua caixa de entrada!

Athena Bastos
Athena Bastos

Supervisora de Conteúdo da Alura Para Empresas. Bacharela e Mestra em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC. Pós-graduanda em Branding: gestão estratégica de marcas pela Universidade Castelo Branco - UCB. Escreve para blogs desde 2008 e atua com marketing digital desde 2018.

Organizações que confiam nas nossas soluções corporativas

Junte-se a mais de 5000 empresas que já capacitaram seus times com nossas formações.

  • Logo daa Dasa class=