Como levantar e priorizar Features com seu time

Como levantar e priorizar Features com seu time
marco.bruno
marco.bruno

Compartilhe

Durante o desenvolvimento de um app mobile com o Fabio Gushiken, um dos designers aqui na Caelum, desejavamos criar sistema de cartão de fidelidade virtual pra substituir o cartões de fidelidade impresso, que costumam aparecer em cafés. Tipo esse abaixo de um café em Moema:

No verso do cartão tem a quantidade de pontos que você precisa ter pra ganhar um café. E pra preencher os pontos você precisa tomar cafés. DSC_2300

Só vou mostrar a frente do cartão porque achei ela muito bonita . :-) DSC_2299

Eu e o Fabio pensamos que seria simples relacionar as features dado que é app bem enxuto. Mas com o passar de algumas horas percebemos que estávamos fracassando em um tarefa aparentemente simples.

Quando nós falhamos em uma missão que achávamos que era simples. O próximo passo é procurar entre nosso amigos pra ver se alguém já teve a mesma dificuldade. Infelizmente ninguém tinha uma ideia de como resolver esse problema.

Aí eu me lembrei que o aluno de UX, Diogo Riker da turma de Manaus na FPFTech tinha me passado por email um PDF interessante de como levantar e priorizar features. Ah! Ele também tem um post sobre priorização: A Arte da Priorização. Que por coincidência o autor do PDF escreveu um livro na Casa do Código. O livro é o Direto ao Ponto de Paulo Caroli com um capítulo de feature que tem um conteúdo bem parecido com o do PDF. :-)

Começamos a ler o capítulo de feature e gostamos muito da ideia. Mas como toda ferramenta é criada pra resolver um problema pessoas ou de um determinado time. Acabamos pegando a ideia do Caroli e modelando pra nossa necessidade. O resultado disso foi dois Gamestormings: brainstorm de features e Priorizando feature.

O que é uma Feature?

A descrição de um interação ou ação com o sistema é o que chamamos de feature. Por exemplo, escrever uma mensagem pra compatilhar uma ideia, pensamento ou conteúdo relevante dentro do Twitter é um feature que chamamos de tweet.

Toda feature (funcionalidade) tem que atender um objetivo (necessidade) que seja claro e relacionado a uma persona ou proto-persona do seu sistema. Por esse motivo, antes de sair pensando nas features do sistema, precisamos entender quem é o nosso público alvo.

Gamestorming - Brainstorm de features

Objetivo

Realizar um brainstorm de features classicados por proto-persona e objetivo.

Ambiente

1. Proto-personas do seu produto; 2. Cartolina; 3. Canetinha azul, verde e preta; 4. Post-its.

Regras

- Duração de 20 minutos.

Passo a passo

1. Classificar as proto-personas no eixo Y. A mais prioritárias ficam no top; 2. Cada integrante do time define um objetivo pensando nas proto-personas; 3. Classificar os objetivos no eixo X. O mais prioritários ficam mais a esquerda; 4. Brainstorm de features pra solucionar os objetivos pensando em cada proto-persona escrita em post-its e colado conforme exemplo abaixo:

objetivos-proto-persona

Depois de levantar todas as features que o seu time conseguiu pensar até o momento pro produto. O próximo passo é priorizar as features. Em alguns cenários corporativos a priorização de feature é definida somente pelo cliente. A opinião do cliente realmente tem o seu valor. Mas é importante levarmos em consideração 4 pontos: valor pro usuário, valor pro negócio (visão do cliente), esforço técnico e MVP.

Valor pro usuário:

Tem o objetivo de entender qual feature vai entregar mais valor pro cliente, e deixar ele mais feliz. Esse é o momento de entrarmos no modelo mental do usuário, pra classificar quais features entregam um valor pequeno, médio ou grande pro usuário.

Valor pro negócio:

Utilizado pra priorizar qual feature entrega mais resultado financeiro pro nosso cliente. Importante classificar junto com nosso cliente quais features tem um valor alto, muito alto ou altíssimo pra ele. Pro cliente nunca vai existir um funcionalidade de baixo ou médio valor.

Esforço técnico:

É o valor que deve ser levantado com o time técnico do sistema. Com o objetivo de classificar quais features tem um esforço pequeno, médio ou grande pra equipe que está criando o produto.

MVP (Minimum Viable Product)

É uma versão com o mínimo de features que possa ser colocado em produção, agregando valor pro usuário e negócio. Gosto da imagem abaixo pra explicar MVP:

dS-D6wj

Agora que entendemos todos os passos podemos seguir pro gamestorming de priorização das feature.

Gamestorming - Priorizando features

Objetivo

Priorizar tarefas levando em consideração o valor pro usuário, valor pro negócio (visão do cliente), esforço técnico e MVP.

Ambiente

1. Features levantadas; 2. Cartolina; 3. Canetinha azul, verde e preta; 4. Bolinhas de 2 cores (azul e verde).

Regras

- Duração de 30 minutos

Passo a passo

1. Criar o canvas conforme imagem abaixo; 2. Priorizar as features no eixo x com base no esforço técnico. Quanto mais pra direita maior o esforço; 3. Priorizar as features no eixo y com base no valor de pro negócio. Quanto mais pro topo maior o valor; 4. Marque as features com as bolinhas azuis levantando em consideração o valor pro usuário: 1 bolinha (baixa), 2 bolinhas (médio) e 3 bolinhas (alto); 5. Marque quais são as features necessárias pro MVP com as bolinhas verdes.

priorities

Depois só separar as features com as bolinhas verdes. E partir pro processo de desenvolver o produto.

Lembre-se! Que essa ideia não é minha, 90% dos dois gamestormings saiu do livro Direto ao Ponto de Paulo Caroli. Realmente vale a penas ler o livro dele é muito mais completo do que este post. :-)

Gostou do fluxo dos dois Gamestorming? Você utiliza algo diferente pra levantar e/ou priorizar suas features?

Veja outros artigos sobre Inovação & Gestão