Primeiras aulas do curso Spark AR: fundamentos básicos

Spark AR: fundamentos básicos

O Spark AR - Apresentação

Boas-vindas ao curso de Spark AR, eu sou o Luís Carlos e vou ser professor de vocês durante esse conteúdo. Vamos entender um pouco melhor sobre essa ferramenta que o Facebook nos disponibilizou para criarmos os nossos efeitos de realidade aumentada.

Eu queria deixar bem claro que se você já conhece o Spark e quer aprofundar o seu conhecimento, provavelmente esse não é o curso para você, pois nós vamos entender a base do programa. Como consigo aplicar o que chamamos de tracking, que nada mais é do que um rastreio?

Por exemplo, se quero colocar óculos em mim e fazer com que os óculos acompanhem meu movimento, isso é o que nós chamamos de tracking e consigo aplicar isso de várias formas em vários momentos e de formas diferentes.

É importante que você que vai começar a conhecer essa ferramenta vai entender um pouco melhor sobre o ambiente 3d, que é extremamente importante para você criar coisas mais rebuscadas dentro desse ambiente, e como essa ferramenta funciona. Como funciona a parte de código, como funciona a parte de scripts, entender a base de tudo isso para você conseguir construir coisas mais rebuscadas para o seu próprio interesse, seja na área de marketing ou na área artística.

Espero que vocês curtam bastante esse conteúdo, ele é bem amplo, mas ele é bem simples, e você vai conseguir aplicar muitas coisas que você tem na sua cabeça. Vou simplesmente colocar os meus óculos e aguardar vocês para o nosso curso. Um abraço e até as nossas aulas.

O Spark AR - Overview

Agora que você começou, boas-vindas ao curso. Vamos entender um pouco mais a fundo o tema do curso. Vamos trabalhar com os tipos de tracker e entender sobre hierarquia nas minhas cenas, onde posso simplesmente vir em adicionar e colocar trackers diferentes.

Preciso conhecer como consigo criar aqueles óculos e fazer com que ele acompanhe o movimento do meu rosto, e também como consigo fazer com que essa pequena haste do lado não suma. É uma das coisas que nós vamos compreender. O que é como funciona o que nós chamamos de face mash.

São propriedades que nós vamos trabalhar ao decorrer do curso. Além dessa face mash, claro, como trabalho com as minhas texturas. Ou seja, como faço para essa textura ficar com o meu rosto, como faço para meu rosto não ficar com essa iluminação, ficar mais claro.

A forma na qual vamos trabalhar é exatamente para entender cada uma dessas etapas para construir esses elementos. Além, claro, do face tracker, nós vamos entender outros tipos de tracker que é mais interessante, onde consigo trabalhar com propriedades de target tracker, que nada mais é do que aquela minha pequena referência de quando o meu celular visualizar uma imagem ele vai conseguir mostrar alguma coisa.

Como esse tracker funciona? Como levo isso para o meu celular real. Como testo isso dentro do meu aplicativo. Quando testo dentro do meu aplicativo, como isso vai ter certa interatividade com aquele meu universo real.

Uma das coisas que nós vamos compreender dentro de todo o nosso universo, do Spark, é exatamente isso, como aplico toda a ideia dos trackers, tanto target tracker como plane tracker que é o que você está vendo na tela do celular, como levar para o seu celular, como trago elementos 3d para dentro e como manipulo tudo isso de maneira extremamente simples dentro do meu ambiente para poder gerar meus efeitos de maneira mais interessante.

Espero que vocês curtam esse conteúdo, entendam como essa interface vai funcionar, não é um bicho de sete cabeças, é bem tranquilo, inclusive como lidamos com programação dentro do software, mas é uma programação bem mais visual, nada tão complicado.

Eu simplesmente consigo vir aqui e falar para ele ter uma interação para mim baseado na tela do meu celular. É bem simples a forma em que você cria cada um desses elementos. Mas isso nós vamos ver aos poucos e gradativamente dentro do curso.

Espero que vocês curtam muito o conteúdo e utilizem o fórum para tirar suas dúvidas, trazer referências, trazer exemplos, pois esse é um universo novo e está sendo muito bem explorado por artistas e profissionais do marketing pelo mundo afora. Um abraço e até a primeira aula.

O Spark AR - O Spark AR

Boas-vindas à nossa primeira aula de Spark AR. Nós vamos entender melhor sobre como funciona nossa área de trabalho, como funciona o Spark. Mas antes disso, imagina que se você quer baixar o spark, como você faz? Se você vier dentro do Google e pesquisar por Spark AR você consegue vir dentro desse site onde você pode baixar seu software em download. Ele é open source, é free, você baixa, instala e começa a utilizar.

É muito legal, porque o próprio Facebook incentiva o uso, incentiva a comunidade a trabalhar, a tirar as dúvidas dessa ferramenta para que ele seja mais utilizado, então é um ambiente muito legal de você começar a compartilhar o que você está criando para poder aprender cada vez mais o uso dessa ferramenta.

O interessante é que aqui ele sempre vai trazer aplicações mais artísticas, você vai ver sempre pessoas individuais criando um efeito que ele achou interessante para gerar aquele seu efeito e tudo, mas é claro que você possui algum tipo de aplicação mais comercial em cima disso.

Por exemplo, imagine que você queira trabalhar com um efeito onde um usuário vai simular a maquiagem digital, eu quero que a maquiagem digital mostre em tempo real o meu rosto e vou trocando para colocar a maquiagem com a cor vermelha, amarela, azulada. Como você consegue simular isso? Você consegue trabalhar através desse tipo de sistema, com realidade aumentada.

Além disso, nós temos a ideia de utilizar de uma fotografia para inserir um elemento 3d. Imagine que você quer mostrar um produto que você fez, um sofá, uma mesa de centro, e você quer ver como fica na sua casa. Você consegue gerar um efeito que você consegue apontar sua câmera para um lugar e vai aparecer aquele objeto 3d onde sua câmera vai rotacionando aquele objeto e vai mostrando como ele se encontra dentro daquele ambiente real, apesar da sua câmera estar simulando o ambiente 3d.

Existe uma boa aplicação de marketing em cima disso. Até mesmo se você quer pegar o mascote da sua empresa e dar vida a ele com a realidade aumentada, que você aponte para o seu folder, ou para o seu cartão de visita, ou para uma logo, e apareça esse mascote.

Contanto que você tenha uma publicidade, uma boa aplicação disso, mostre como utilizar, apresente para o seu público-alvo, eles vão saber como utilizar isso e às vezes trazer mais engajamento para aquela sua marca, mais engajamento para a sua ação de marketing.

Além, é claro, dos conceitos mais artísticos que vão também pode querer criar dentro da ferramenta. É uma ferramenta bem interessante, bem ampla, que está sendo cada dia mais desenvolvida, e cada dia mais atualizada.

Depois que você baixa, instala isso, você vai buscar pelo Spark, vai abrir o seu software, e ele vai abrir uma tela de boas-vindas para você. Quero que você entenda que o Spark, por ser uma ferramenta nova, está em constante atualização. Semanalmente sai uma atualização desse software. Tanto é que você vai abrir daqui uma semana e vai ter uma pequena janela falando que tem uma atualização, se você quer atualizar.

É bom que você sempre mantenha atualizado. É muito provável que você esteja vendo esse curso e a versão do seu software não é a versão que está no meu, mas não se preocupe, as atualizações são muito constantes porque ele é um software novo, a comunidade inteira usa, e é fácil dos desenvolvedores acharem pequenas coisas para ajustar, mas a sua interface acaba sendo a mesma e da mesma forma que é trabalhado.

Depois que você entende isso, você tem algumas templates que você pode simplesmente abrir e utilizar em cima do que já foi criado. Quando você abre esses templates você pode se perder um pouco, porque já vai ter um monte de objeto criado, um monte de coisa acontecendo.

Nós vamos começar por um novo projeto. Criei um novo projeto, ele traz para mim três tipos de projetos novos que nós vamos utilizar ao decorrer do curso, que são o plane, o target e o face tracking. Lembrando que o tracking é aquele rastreio, é quando sua câmera olha um ponto e aquele ponto acompanha.

Se quero que algum ponto acompanhe meu rosto, utilizo o face tracker. Quando algum ponto acompanha um plano, utilizo o plane tracker e assim por diante.

Nós vamos entender como utilizar e como eles se comportam dentro do software ao decorrer das aulas. Quando clico em blanc project ele abre uma tela para você, que, agora sim, é o software, e toda vez que você cria um novo projeto, ou abre um projeto, ele vai abrir essa tela. Não é um software que trabalha com abas.

Abriu um novo projeto, ele abre essa tela novamente com todas essas configurações. Tome cuidado, porque isso toma muito processamento da sua máquina. É legal que você trabalhe em projetos únicos, e não vários projetos ao mesmo tempo.

Agora que fiz isso, vamos entender um pouco como essa área de trabalho funciona. A primeira coisa que você tem que se acostumar é que o Spark é um software para trabalhar com realidade aumentada. A realidade aumentada e o ambiente 3d estão intimamente ligados. Quanto mais você conhece de ambiente 3d mais você consegue aplicar coisas dentro do Spark, coisas dinâmicas, não coisas já definidas.

Por que estou explicando isso? Porque essa minha área de trabalho tem uma grande grade que é minha base. Esse grid é uma base virtual. Ele tem nessa base virtual o meu celular, que apresenta o que meu celular está vendo, e uma luz virtual. Consigo até selecionar.

Isso é normal de ambiente 3d. E se você quer se encaixar e movimentar dentro desse ambiente você tem possibilidade. Se você utiliza o botão do mouse, o do meio, scroll, cliquei, eu consigo movimentar aquela minha câmera virtual, para cima e para baixo, para a direita e para a esquerda.

É como se eu tivesse alguém filmando meu celular, e posso movimentar e rotacionar como eu quiser para identificar onde os objetos que estou criando e onde os efeitos que estou colocando estão visíveis no celular ou não, como eles se encaixam dentro daquele ambiente.

É muito importante você entender e manipular essa câmera para se acostumar com esse ambiente 3d. O botão do meio do mouse movimenta para cima e para baixo, se eu quero rotacionar aperto o botão direito, consigo rotacionar aquela minha câmera virtual para ver como está sendo encaixado dentro daquele ambiente virtual.

Se você está trabalhando com um notebook, por exemplo, você pode utilizar Ctrl e o botão esquerdo do mouse para poder rotacionar, e você pode utilizar o Alt e o botão esquerdo do mouse para poder trabalhar com a movimentação, porque você não vai ter o scroll caso você utilize o notebook.

Depois que você entende essa manipulação, é legal que você teste isso, nós temos que entender como a área de trabalho funciona. Você tem esse ambiente e você vai possuir uma área para simular, está mostrando seu celular e como o seu efeito está sendo aplicado em tempo real.

Você tem do lado uma área que são as propriedades do meu objeto. O objeto que eu selecionar ele vai mostrar do lado suas propriedades. Selecionei minha luz, estou mostrando as propriedades da luz do lado. Se seleciono qualquer outra coisa vai mostrar aqui.

Você tem em cima ferramentas de movimentação e trabalho dentro do ambiente 3d. É como se eu pudesse movimentar, rotacionar, trabalhar com escala do objeto 3d que eu criar aqui dentro, com um menu para o seu ambiente 3d, sua visualização, o modo de visualização, filtros que você queira trabalhar, como em cima você tem os menus tradicionais, de começar um novo arquivo, abrir um novo arquivo, editar, visualizar, e assim por diante.

E aí vem as partes bem importantes, que é essa janela onde tenho minhas cenas e minhas camadas. As camadas são para projetos mais rebuscados, onde você vai separar camadas de efeitos para poder organizar isso, mas as cenas são essenciais para qualquer um dos efeitos que você vai trabalhar.

Aqui eu possuo todos os objetos que eu criar, dos efeitos que for desenvolver, vai ser inserido na minha cena, e aqui organizo a hierarquia desses objetos. Ou seja, o que está vinculado a que para poder saber como as coisas se movimentam. Por exemplo, se eu for criar um cubo que vai acompanhar meu rosto, ele tem que estar vinculado ao efeito que acompanha o rosto, que é a ideia do face tracking, como faço isso? Organizo isso nas minhas cenas.

Essa é uma janela que nós vamos trabalhar bastante. Embaixo do lado esquerdo tenho meus assets. Todo objeto que você cria é uma referência. Se crio um texto para poder acompanhar meu rosto, esse texto vai estar aqui embaixo. Se crio um cubo, esse cubo vai estar aqui embaixo. Se crio um código que quero colocar aqui dentro, esse código vai estar aqui embaixo.

Tudo que você desenvolve vai estar dentro da janela de assets. Como tenho do lado duas áreas, essas áreas funcionam para eu poder trabalhar com minha área de trabalho, quero organizar para movimentar um pouco, mudar as coisas de lugar, só que ele tem áreas bem simples. Essa área que vamos trabalhar e uma área para desenvolvedor, que habilita uma nova janela embaixo.

Nós temos a câmera. Essa câmera mostra qual é a sua simulação. Quando você clica aqui ele mostra como a sua simulação está sendo visível. Caso você queira colocar a simulação da sua webcam ou coisas do gênero. E formas que você quer dar play nas animações que já existem, dar pause ou mexer com a rotação da sua câmera, ou o zoom.

Embaixo você vai possuir uma biblioteca, caso você queira utilizar objetos 3d de uma biblioteca que o Spark disponibiliza você pode clicar aqui, como você pode também levar o seu efeito para o seu celular real. Caso você queira fazer o efeito e testar isso no seu celular. Ou enviar para alguém testar no celular dele, você tem que fazer por aqui, essa propriedade, e embaixo tenho o upload, ou seja, você vai publicar seu efeito para todo mundo ter acesso, deixar público o que você acabou criando.

Professor, você acabou falando coisa demais, você vai voltar nisso? Não se incomode, vamos ver e trabalhar com isso ao decorrer de todas as aulas dentro desse curso, mas agora que você entende a base da interface, onde você baixa e o que conseguimos fazer para aplicar este software, vamos trabalhar agora em cima de como a minha câmera virtual, minha simulação pode ser alterada.

Se quero visualizar em outros celulares, dimensões diferentes, como faço isso? É importante entender como organizo essa minha área, como organizo essa simulação, para testar os meus efeitos. Mas vamos ver isso a partir da próxima aula.

Sobre o curso Spark AR: fundamentos básicos

O curso Spark AR: fundamentos básicos possui 131 minutos de vídeos, em um total de 53 atividades. Gostou? Conheça nossos outros cursos de 3D em UX & Design, ou leia nossos artigos de UX & Design.

Matricule-se e comece a estudar com a gente hoje! Conheça outros tópicos abordados durante o curso:

Aprenda 3D acessando integralmente esse e outros cursos, comece hoje!

Plus

  • Acesso a TODOS os cursos da plataforma

    Mais de 1200 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, em Programação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

  • Alura Língua (incluindo curso Inglês para Devs)

    Estude a língua inglesa com um curso 100% focado em tecnologia e expanda seus horizontes profissionais.

12X
R$85
à vista R$1.020
Matricule-se

Pro

  • Acesso a TODOS os cursos da plataforma

    Mais de 1200 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, em Programação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

  • Alura Língua (incluindo curso Inglês para Devs)

    Estude a língua inglesa com um curso 100% focado em tecnologia e expanda seus horizontes profissionais.

12X
R$120
à vista R$1.440
Matricule-se
Conheça os Planos para Empresas

Acesso completo
durante 1 ano

Estude 24h/dia
onde e quando quiser

Novos cursos
todas as semanas