Alura > Cursos de Programação > Cursos de Embarcados e Robótica > Conteúdos de Embarcados e Robótica > Primeiras aulas do curso Raspberry Pi Servidor: Samba, VPN, IoT e AWS S3

Raspberry Pi Servidor: Samba, VPN, IoT e AWS S3

Preparando o Raspberry Pi - Introdução

Está com seu Raspberry parado na sua mesa, sem nenhum projeto legal para fazer? Então, essa é a ideia do nosso curso! Vamos pegar o nosso Raspberry, e assim como fizemos em cursos anteriores, em criar um servidor de ferramentas para desenvolvimento, agora vamos criar um servidor com ferramentas de infraestrutura. Como assim, Ricardo?

Vamos criar um file server baseado no samba, vamos criar um acesso VPN para você ter acesso remoto de forma segura ao teu ambiente. Vamos colocar também alguns servidores de IOT como Node-RED, como Mosquitto e também programar o nosso Raspberry para pegar um diretório e fazer um sincronismo, ou mesmo um backup com um S3, que é o serviço bucket da AWS. Eu sou o Ricardo Merces e quero te dar as boas-vindas a mais esse curso.

Preparando o Raspberry Pi - O que vamos utilizar

Para começarmos, vamos separar o material para você entender exatamente o que vai precisar. “Recentemente” saiu aqui o Raspberry Pi 4. Eu já comprei um, bem legal, se você tiver a oportunidade eu recomendo.

Eu achei tão legal a performance dele, que eu peguei ele e criei um desktop para usar acesso à internet, um Google Docs ou coisa do tipo. Ele está servindo muito bem, com uma performance excelente.

“Ricardo, para o curso, eu preciso do 4?” A ideia é a seguinte: eu já testei bem com o 3 e logicamente, se no 3 funcionou perfeitamente, no 4 vai funcionar bem mais tranquilo, mas no cursoeu vou usar o meu Raspberry PI 3. Você vê que ele já está até um pouco oxidado, esse aqui é o de uso de verdade. Esse aqui fica sempre em produção. Eu vou usar o 3, se você tiver o 4, legal!

“Ricardo, e as versões mais antigas?” Eu confesso que não testei por causa da performance e limitação de memória, mas se for para rodar um serviço ou outro, você pode adaptar e fazer os testes.

Mais importante, vamos partir do princípio que todo mundo está trabalhando com o 3. Outro ponto importante aqui é o seguinte: o SD Card! E aqui é o segredo para funcionar bem o seu Raspberry, então vou mostrar aqui maior, “sdcard classe 10”.

Então a minha recomendação é a seguinte: quando você for adquirir, independente de marca ou qualquer coisa, compre uma marca logicamente boa e conhecida, mas o importante - está vendo esse número o classe “10”?

Porque é isso que vai determinar a performance no IO, ou seja, na gravação e escrita dentro do seu Raspberry. Como ele não usa HD - você já sabe disso - o cartão vai fazer esse papel. Se você por acaso utilizar um cartão classe 4, o acesso vai ficar ruim em determinadas situações, então classe 10 é o importante.

Para ligar o Raspberry, além da plaquinha e do cartão você precisa de uma fonte. A indicação de fonte para o Raspberry PI 3 é uma fonte de 2,5 a 3 [AMPERES]. Lembrando que não vamos no início. Depois você pode até por um HD adicional, então pense no 2,5 ou 3, mas não vamos pendurar nenhum acessório nele em produção. Ele vai funcionar como um servidor.

Outro ponto importante: se você que está chegando agora, já temos bastante cursos, bastante materiais com Raspberry PI da iniciação e até outros projetos. Vale apena dar uma conferida.

Mas para começarmos a trabalhar, separe o cartão, separs o seu Raspberry, a fonte adequada, que é muito importante, e vamos baixar imagem aqui, enquanto batemos conversamos. Olhe só.

Vai já adiantando o seguinte: site oficial, “Downloads”, e tem várias imagens aqui. No curso eu vou utilizar o Raspbian - eu já falo com você enquanto baixo - eu vou utilizar essa imagem aqui, “Raspbian Buster Lite”. “Download ZIP” e ele vai começar o download aqui. Enquanto está preparando o nosso download, por que vamos usar essa imagem?

“Ricardo eu queria usar o Ubuntu. Já testou com Ubuntu?” Já usei também. O legal do Raspbian é que para o escopo do projeto que vamos usar, eu acho ele uma recomendação bem legal. Porque já tem bastante documentações, até para você explorar isso.

O repositório garante para você que tem a atualização dos pacotes, todos corretos, então eu acho que é legal para você, pelo menos começar por esse daqui.

“Precisa baixar com desktop?” Não vamos usar o desktop. Vamos usar ele como um servidor, então se você quiser dar outra função para ele, você pode pegar essa opção aqui, mas para o curso nós vamos usar essa versão.

Então, vou deixar baixando aqui. Daqui a pouco já termina isso e na sequência eu volto para transferirmos a imagem para o nosso cartão SD. Então na volta fazemos isso juntos.

Preparando o Raspberry Pi - Configurando o Wi-Fi do Raspberry Pi

Já terminei aqui o download, então vamos agora, gravar a imagem. Primeiro ponto: você abre o seu gerenciador de arquivos. Está aqui, e não importa a plataforma, venha aqui e descompacte. Ele vai baixar.

Enquanto ele prepara aqui, vamos fazer o seguinte: como transferimos essa imagem, esse “.ing”, para dentro do SD Card? “Ah! Ricardo, foi até bom você vir nessa tela porque no vídeo passado você não falou do tamanho do cartão!”

Eu não falei propositalmente. A ideia é que tenhamos o nosso servidor, e um dos serviços que vamos colocar é um serviço de arquivo. Você vai fazer a sua conta. Você pode ter um cartão maior para guardar as mídias e compartilhar - lembrando que no final vamos pegar isso e também fazer um backup na nuvem - ou você pode ter um cartão um pouco menor e colocar um HD ou SD nele para ter mais espaço.

Esse que eu estou utilizando aqui, é de 16 GB. Então dimensione isso. De repente, para o tipo de arquivo que você vai compartilhar de 64GB ou mais, seria legal para você. Às vezes não, 16 GB só para rodar os serviços como eu vou mostrar para você aqui, funciona perfeitamente. Então veja bem isso porque logicamente vão ter um custo diferente. Avalie o melhor cartão para você. Eu, no curso, estou utilizando o de 16 GB.

Já vamos pegar “etcher”, esse aqui que é o gravador que vai transferir imagem. Você faz o download - ele é simples de usar, tem para Windows, Mac e Linux, para tudo que é distribuição.

Então tem aqui as várias opções, você faz o download, e feito o download dele é muito simples de utilizar. Deixe-me pegar ele aqui. Então está aqui o Etcher e ele é muito simples. É só apontar para imagem, pegamos o “.ing” e selecionamos o destino.

Cuidado aqui porque uma vez eu fiz maior besteira, eu joguei em cima de um HD que nós estávamos trabalhando, então veja bem qual é a opção. Olhe o cartão de 16 GB, “Continue” e “Flash!”. Esse processo demora um pouco e ele vai fazer a gravação no cartão. Quando terminar eu volto aqui para continuarmos. Terminou a gravação, “Succesful device”, então gravou sem erro nenhum.

O que você faz? Você vai pegar o cartão. Dúvidas? Tem o primeiro curso de Raspberry, mas vou dar uma passada rápida. Pegou o cartão, está a foto aqui do 3. As pessoas, às vezes erram aqui porque vão colocar o cartão e ele não inicializa. O segredo é o seguinte: colocou o cartão lá, espetou o cartão - isso aqui é o mais simples. Cartão colocado, vamos olhar aqui na figura.

Coloquei o cartão, você vai pegar o seu teclado e mouse, conectar nas USB’s e vai ligar ele no HDMI. Jogou para o seu monitor, e só depois do HDMI conectado, você vai conectar à fonte.

Ele vai inicializa, se tudo correr bem ele vai te mostrar uma telinha dessa aqui. Capturei para facilitar você entender. Aparece o logo e vem linha a linha, até que ele finalize a inicialização. Finalizando você vai cair no prompt, e no prompt vai te pedir usuário e senha.

Usuário é “pi” e a senha “raspberry”, e estamos prontos para efetivamente trabalhar! Login e senha, você caiu aqui no prompt. “clear”, você está com uma tela igual a minha. E o que fazemos?

Eu já estou com a minha internet conectada. Se você está com sua internet conectada, você pode, por exemplo, digitar: “hostname -I”. Apareceu o IP que foi associado. “Como configuramos o wi-fi? Eu não quero usar cabo de rede e você falou que eu podia usar o wi-fi!” Você vai digitar: “sudo”, por causa do privilegio, usar o teu editor preferido, pode ser o “nano” se você gosta ou o próprio “vi”.

E vai apontar para esse arquivo aqui: “/etc/wpa_supplicant/wpa_supplicant.conf”. Esse aqui é o responsável por armazenar as configs do wi-fi, então vamos trabalhar com ele aqui. Vou editar esse arquivo e aqui é onde eu vou fazer a mágica acontecer. A partir da terceira linha, vamos fazer a seguinte: “network={ssid - e o nome da sua rede. Coloque “psk=”senha da rede”.

Agora tem um detalhe aqui, também legal de passar: pode ser que a sua rede, assim como a minha, é uma rede oculta. Ela não fica aparecendo. O que você faz? Você coloca esse parâmetro aqui: “scan_ssid = 1”, então se a rede for oculta, assim como a minha, isso aqui é imprescindível. Se não, ele não vai conseguir conectar.

Não se esqueça de vir aqui e fecharmos a chave. Estou no “vi” e vou salvar aqui para sair. Como testamos isso, agora? Vamos fazer um reboot. Se você está no Ethernet lembrando que você não precisa configurar isso. Então vou rebotar aqui.

Sobre o curso Raspberry Pi Servidor: Samba, VPN, IoT e AWS S3

O curso Raspberry Pi Servidor: Samba, VPN, IoT e AWS S3 possui 136 minutos de vídeos, em um total de 53 atividades. Gostou? Conheça nossos outros cursos de Embarcados e Robótica em Programação, ou leia nossos artigos de Programação.

Matricule-se e comece a estudar com a gente hoje! Conheça outros tópicos abordados durante o curso:

Aprenda Embarcados e Robótica acessando integralmente esse e outros cursos, comece hoje!

Plus

  • Acesso a TODOS os cursos da plataforma

    Mais de 1200 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, em Programação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

  • Alura Língua (incluindo curso Inglês para Devs)

    Estude a língua inglesa com um curso 100% focado em tecnologia e expanda seus horizontes profissionais.

12X
R$85
à vista R$1.020
Matricule-se

Pro

  • Acesso a TODOS os cursos da plataforma

    Mais de 1200 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, em Programação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

  • Alura Língua (incluindo curso Inglês para Devs)

    Estude a língua inglesa com um curso 100% focado em tecnologia e expanda seus horizontes profissionais.

12X
R$120
à vista R$1.440
Matricule-se
Conheça os Planos para Empresas

Acesso completo
durante 1 ano

Estude 24h/dia
onde e quando quiser

Novos cursos
todas as semanas