Alura > Cursos de Data Science > Cursos de Business Intelligence > Conteúdos de Business Intelligence > Primeiras aulas do curso OLAP com Pentaho: construção do Data Mart

OLAP com Pentaho: construção do Data Mart

Conhecendo o Pentaho Server e OLAP - Introdução

Oi gente, bem-vindo ao curso OLAP com ferramentas da Pentaho. Esse curso é uma continuação do curso ETL com Pentaho parte 2, onde a gente viu o Pentaho Data Integration e fizemos um processo de ETL carregando o nosso Data Warehouse.

Nesse curso nós vamos dar continuidade ao nosso projeto de BI da empresa de suco de frutas, onde nós vamos agora nos focar no Data Mart da presidência. Como a gente viu nos conceitos de Business Intelligence, o Data Mart nada mais é do que um pedaço do Data Warehouse que vai estar focado para uma determinada área da empresa poder fazer análises gerenciais.

Então, nesse treinamento, nós vamos continuar usando o Pentaho Data Integration, só que agora nós vamos carregar o Data Mart e nós vamos ver algumas técnicas para fazer essas cargas, onde a gente utiliza um negócio chamado Lookup pra criar um sequencial numérico no lugar do código natural da dimensão.

E nós vamos dar ênfase à performance desse banco porque o OLAP da Pentaho é o que nós chamamos de um ROLAP, um OLAP relacional, então quanto melhor o banco de consulta, mais rápido vai ser o banco de dados multidimensional.

E aí, depois que a gente carregar e construir o DataMart, a gente vai também acessar pela primeira vez o Pentaho Server e lá dentro nós vamos já começar a fazer a configuração do OLAP da presidência.

Nós não vamos terminar esse OLAP todo nesse treinamento, mas nós vamos conhecer como é que nós configuramos, como é que fazemos algumas dimensões e vamos testar o acesso. Por isso que esse curso é muito importante que vocês já tenham feito o curso de ETL pra Pentaho, parte 1 e parte 2, porque ele é uma continuação natural.

Bem, eu espero que vocês gostem e muito obrigado por estar presente. Um abraço.

Conhecendo o Pentaho Server e OLAP - Recuperando o ambiente

Oi gente, tudo bem?

Esse vídeo você vai assistir ele muitas vezes em diferentes cursos da carreira de BI da Pentaho, e ele se refere à recuperação do ambiente. É claro que não significa que você não deva assisti-lo nos próximos cursos, porque ele, na verdade, vai ser gravado em partes e, dependendo do treinamento que você esteja fazendo, ele vai ter um caminho diferente do que o que você vai assistir agora.

Bem, agora quem é o público alvo deste vídeo? Aqui em cima estão todos os cursos que serão ministrados no treinamento Pentaho. A gente vai começar, temos o curso DW Processos ETL Parte 1, Parte 2, OLAP Pentaho, Business Intelligence MDX com Pentaho, Report Analysis e DashBoard com Pentaho.

Se você tá fazendo esse primeiro curso aqui, não tem problema, você não precisa nem assistir esse vídeo mais. Agora, se você tiver fazendo esse curso, Parte 2, e os seguintes, presta atenção ao recado que eu vou dar pra vocês.

Vocês podem estar na seguinte situação: "Ah, eu fiz o curso Parte 1 e eu estou fazendo o curso Parte 2 na mesma máquina com todos os modelos, todos os criados e tudo funcionando", nesse caso você também não precisa assistir mais esse vídeo porque você já tem o seu ambiente funcionando, isso vale também se você tiver fazendo o curso de Business Intelligence MDX e você fez o curso OLAP com Pentaho e seu ambiente tá todo montado.

Ou seja, você fez um curso anterior ao que você está fazendo agora e o ambiente já está todo funcionando, então você não precisa seguir com esse vídeo porque o seu ambiente já está pronto, já está montado, já está preparado.

Agora, você pode estar no seguinte caso: "Ah, eu fiz os cursos anteriores, por exemplo, se eu estou aqui no Business Intelligence MDX, aí eu fiz o Parte 1, o Parte 2, eu fiz OLAP Pentaho, só que agora, o curso que eu tô fazendo, a máquina que eu tô trabalhando ela tá limpa, por algum motivo eu tô usando uma outra máquina, por algum motivo eu tive que formatar o meu computador". Você, nesse caso, vai precisar recuperar o ambiente pra poder continuar o curso que você tá fazendo.

Você também pode ser o seguinte caso: "Ah, eu estou fazendo o curso de Business Intelligence MDX e não fiz os cursos anteriores". Bem, em primeiro lugar eu aconselho que vocês façam os cursos anteriores porque todos esses seis cursos que estão aqui em cima têm uma lógica de construção, então o conhecimento anterior é importante.

Mas mesmo que você insista, "Ah não, mas só me interessa MDX, por exemplo, ou só me interessa OLAP, ou só me interessa Report", não tem problema, talvez alguns conceitos que você não conheça eu não vou estar explicando o que eu estou fazendo porque eu estou supondo que você fez os cursos anteriores e tá sabendo o que fazer.

Nesse caso, se você quer fazer o curso sem ter feito o curso anterior, você também precisa recuperar o ambiente, porque, como você nunca fez o curso, você não tem o ambiente montado.

Então ok, esse vídeo e os próximos sobre a recuperação do ambiente quem é o público alvo? É você que tá fazendo a carreira de Pentaho mas está agora numa máquina limpa onde você não tem mais o ambiente anterior, ou se você quer fazer um curso específico da carreira de Pentaho e não fez nenhum pré-requisito. Então, para vocês dois, continuem comigo, vamos seguindo nesse vídeo.

Ok, se você faz parte do grupo de pessoas que vai ter que recuperar o ambiente, o primeiro passo que você tem que fazer é assistir quatro vídeos do curso "Modelagem DW Processos ETL Parte 1", que faz parte da carreira Pentaho. Mesmo que você já tenha feito esse treinamento, volte lá e assiste esses quatro vídeos.

Os vídeos em questão são os vídeos 4 e 5 da aula 1, e os vídeos 1 e 2 da aula 2, esse quatro vídeos vão te orientar a baixar os softwares, não somente os softwares da Pentaho, mas também os softwares de ambientes, ou seja, os softwares que vão nos ajudar a trabalhar no curso, e configurá-los, e aí vocês vão ter um ambiente final montado, preparado e pronto para seguir com a recuperação do ambiente.

Então façam isso, voltem lá no curso no vídeo 4 e 5, da aula 1, e no vídeo 1 e 2, da aula 2 do curso "Modelagem DW Processos ETL Parte 1". Então dê um pause aqui nesse vídeo, vai lá, assiste os quatro, faz o que tá lá descrito, baixa os softwares, instale, configure, crie as variáveis de ambiente e aí você volta aqui pra gente continuar a recuperar o ambiente.

Ok, você já assistiu os vídeos, instalou os softwares, configurou o ambiente, e aí nós vamos fazer agora o seguinte: relacionado a este vídeo tem um link aqui em cima, pra vocês baixarem, e esse link vai baixar um arquivo, é até um arquivo grande, chamado "Treinamento_Inicial" e depois ele tem aqui um sufixo que, dependendo do treinamento que você tá assistindo, ele vai ter umas letras depois desse underscore final.

Então se você tiver assistindo o curso de dashboard, tá escrito dash, se for o curso de OLAP, tá escrito OLAP, se for o curso de MDX, tá escrito MDX, ou seja, dependendo do tipo de curso, você tem esse sufixo. Mas não importa, o que importa é que você baixe o arquivo, ele vai ter esse nome "Treinamento_Inicial", e aí, ao baixá-lo, copie esse arquivo para o raiz da sua máquina, lá pro drive C.

Então vamos simular aqui esse transporte. Então você já copiou ele aqui para o drive C, no meu exemplo aqui o sufixo é dash, mas não importa, o importante é que tem aqui esse prefixo especificado, e aí, na raiz do drive C, você deve ter também aquele diretório "treinamento" que foi o diretório configurado quando você assistiu, baixou o software da Pentaho e configurou o ambiente.

E aí vocês vão chegar aqui, botão direito do mouse sobre o arquivo .zip, e vocês vão extrair aqui. E aí, claro, vai começar o processo de extração, ele vai criar um subdiretório que vai ter um nome igualzinho ao arquivo zip, e aí é o seguinte: eu vou parar o vídeo e, quando acabar de descompactar o arquivo, eu volto.

Ok, terminei de descompactar o arquivo e aí ele criou esse diretório aqui. Novamente, o nome do diretório vai depender do arquivo que você está baixando, no meu caso veio o sufixo "DASH", mas pode ser OLAP, pode ser MDX, pode ser Report, pode ser outro sufixo qualquer.

O importante é que vocês agora façam o seguinte: vocês vão pegar aquele diretório "treinamento", que é o diretório que vocês criaram depois da configuração do ambiente conforme os vídeos que eu aconselhei que vocês assistissem, e vão renomear esse diretório "treinamento" para o "old", ou vocês podem até apagar esse diretório, não importa, ele não vai ser mais usado. E aí vocês vão pegar o diretório que foi descompactado e vão renomear para treinamento.

Então a gente apaga, ou renomeia, o diretório "treinamento", que já existia na sua máquina, e coloca o nome "treinamento", tudo em minúsculo, no diretório que foi descompactado através do arquivo que vocês baixaram. Então pronto, cumprimos mais um passo aqui da recuperação do ambiente.

Bem, o próximo passo é recuperar a base de dados de SQL Server que é usada como fonte do processo de ETL. Nem todos os treinamentos vão usar essa base, então se você tá assistindo esse vídeo é porque o seu treinamento que você está fazendo vai precisar dela como fonte de dados para o processo de ETL.

Bem, pra fazer isso eu não vou mostrar nesse vídeo, vocês vão no curso "Modelagem DW Processos ETL Parte 2", e lá na aula 4 vocês assistam o vídeo 1 e o vídeo 2, lá eu mostro pra vocês como recuperar essa base de dados SQL Server que vai ser fonte do processo de criação do DW que nós estamos fazendo na carreira de BI dentro da área de Pentaho.

Bem, o arquivo fonte do backup, que será recuperado no SQL Server, está aqui. Deixa eu dar aqui um Esc aqui pra sair da apresentação. Nesse diretório treinamento, que foi o diretório que a gente descompactou e renomeou, nós temos aqui dentro da pasta "arquivos", esse arquivo aqui, "FONTES_DB.BAK", que será o arquivo para recuperação do backup. Então, façam isso e aí voltem a assistir esse vídeo sobre a recuperação do ambiente.

Ok, o próximo passo agora é a gente abrir os softwares Pentaho, e os auxiliares, pra saber se tá tudo ok antes de continuar. E aí a abertura desses softwares vai depender do curso que você tá fazendo. Dependendo do treinamento que você tá assistindo esse vídeo, alguns softwares serão abertos, outros não. Mas fiquem tranquilos, no vídeo eu vou estar dizendo que softwares você, nesse treinamento específico, terá que abrir.

Então tá, eu vou parar aqui a minha apresentação e vamos agora a partir para a abertura dos softwares. Estamos na sessão de abertura dos softwares. Eu vou aqui no diretório "treinamento", que é aquele diretório que a gente descompactou, eu vou em "designer-tools", "data-integration" e eu vou selecionar aqui o arquivo .bat chamado "Spoon", eu vou clicar nele e aí nós vamos abrir agora o Pentaho Data Integration.

Então vamos ver se a gente consegue abrir o software e olhar o ambiente que temos à disposição. Dependendo do momento que você abre esse software, ele pode demorar um pouco mais ou um pouco menos, mas o importante é que daqui a pouco vai aparecer uma caixa de diálogo mostrando a abertura do software. Vamos esperar um pouquinho pelo menos pra ver se na minha máquina... Olha, agora apareceu, então eu tô aqui abrindo o Pentaho Data Integration.

Bem, como eu falei, isso pode demorar alguns minutos ou segundos, dependendo da situação, no caso aqui eu vou parar o vídeo e volto quando ele terminar de abrir.

Ok, o Pentaho Data Integration abriu e é importante que vocês observem se vocês estão conectados no repositório "reposucos". Se não tiver aparecendo "reposucos" aqui, vocês cliquem aqui embaixo e selecionem a opção "reposucos".

Bem, só para confirmar se eu tô olhando normalmente esse repositório, eu vou vim aqui, dou um File > Open, eu vou ter aqui um diretório e aí, claro, dependendo do curso que você tá assistindo você vai ver mais ou menos objetos do Pentaho Data Integration salvos.

Não se assuste se no teu caso você não tá vendo uma lista tão grande quanto a minha, é porque o arquivo que você recuperou ainda está construindo todas as integrações que serão usadas na carreira de Business Intelligence Pentaho. Esse teste foi apenas pra saber se eu consigo abrir e olhar os processos de ETL que estão disponíveis aqui nesse diretório "treinamento" que você recuperou.

Então eu vou fechar, meu Pentaho Data Integration tá legal. Então é isso aí, vamos pro próximo software.

O software que nós vamos abrir agora é o MySQL. Quando a gente baixou aquele diretório "treinamento", a gente baixou o MySQL embutido dentro do diretório. É um MySQL que eu não preciso instalar nada, quando vocês baixaram os softwares da Pentaho, e os auxiliares, você fez essa instalação, só que nós trocamos esse ambiente pelo que foi recuperado quando a gente baixou e descompactou o arquivo "treinamento" inicial. Vamos ver se esse ambiente MySQL tá correto.

Então eu vou vir aqui no meu C > treinamento, tem um diretório "mysql", e vou executar o "UniController.exe". Dou Cancel, dou OK e inicializo o MySQL.

Ok, ficou verdinho, inicializou, eu vou minimizar e aqui eu vou abrir o software HeidiSQL que também foi um software que vocês baixaram e instalaram no início, que é um software auxiliar para esse treinamento. A gente vai entrar com usuário root, senha root, que foi o usuário e senha aconselhado durante a instalação. E aí pronto, eu tenho aqui os meus bancos de dados.

Dependendo do treinamento que você esteja assistindo esse vídeo, você vai ver mais ou menos bancos ali nessa lista. Não importa se a lista que vocês estão vendo aqui está diferente da que você está olhando, é porque vai depender do treinamento que você tá assistindo esse vídeo. Quer dizer, depende do arquivo treinamento inicial que você baixou.

O importante é que o MySQL abriu, tô conseguindo ver aqui as bases de dados. Então eu vou fechar o Heidi, mas eu devo manter aqui, deixa eu ver se eu consigo mostrar pra vocês aqui. Vocês devem manter esse arquivo aqui, que é MySQL, no ar.

Então tá, o próximo passo agora pra terminar a configuração do ambiente, o passo final, é a gente conferir no diretório Provider do seu usuário do Windows, dentro do arquivo "Kettle.properties", se a gente tem esses parâmetros aqui.

Bem, na verdade, dependendo do treinamento que você esteja fazendo, a gente não precisa criar esses três parâmetros. Mas, para garantir, nós vamos criar, independente do treinamento, os três parâmetros já de antemão. Claro que se por acaso, por exemplo, você, na realidade, só tivesse precisando do primeiro parâmetro, durante o treinamento a seguir que você vai assistir, eu vou pedir, uma hora, pra criar esse novo parâmetro. Mas aí não tem problema, o parâmetro já foi criado nesse momento.

Bem, então vocês podem parar aqui, copiar esses dados. O conteúdo desse arquivo "Kettle.properties" tá também no link para download, vai ter um link a parte dele pra vocês baixarem. E aí o que vocês vão fazer é o seguinte, então eu vou vim aqui no meu diretório C > Usuários, esse aqui é meu o usuário que eu estou conectado na máquina, e aí nós vamos ter um diretório chamado ".kettle", dentro desse diretório eu vou ver o arquivo "kettle.properties".

Pode ser que no caso de vocês ele esteja vazio, pode ser que ele já esteja com alguma coisa. Não importa, vocês abram ele com o editor de texto e aí procurem pelas variáveis, no caso aqui, no meu ambiente elas já foram criadas, mas vocês copiem e colem aqui essas propriedades, ou então olhem no vídeo e digitem vocês mesmos.

Então ok, se você cumpriu todos esses passos apresentados nesse vídeo até esse ponto final, você tá com o ambiente recuperado, e aí você pode agora seguir o treinamento normalmente.

Então tá gente, um abraço pra vocês. Valeu.

Conhecendo o Pentaho Server e OLAP - Conhecendo o Pentaho Server

Bem, chegou a hora da gente falar um pouquinho sobre o Pentaho Server. Lá no curso de ETL, usando o Pentaho Data Integration parte 1 e parte 2, a gente nem mencionou sobre Pentaho Server porque o PDI não utiliza o Pentaho Server pros seus processos, mas as outras ferramentas Pentaho que nós vamos ver daqui para frente utilizam o Pentaho Server.

Bem, dentro dele existe uma camada de apresentação, que uma camada Web, onde você tem uma aplicação, onde você pode ter acesso a todo conteúdo do Pentaho Server.

E aí você tem 4 verticais: uma de Reporting, que é para construção de relatórios; o Analysis, que é a parte de construção das bases de dados OLAP; os Dashboards, que, como próprio nome diz, é pra construção de dashboards de análise; e o Process Management pra estar gerenciando esse ambiente todo através de um gerenciamento de processos.

E aí, embaixo disso tudo você tem uma camada Web onde você tem segurança, repositório, Objetos Lógicos e toda a parte de administração. E aí depois uma integração com vários bancos de dados externos onde você pode ter os seus metadados armazenados. Vamos olhar um pouquinho melhor essa arquitetura aqui.

Pois bem. Então, sobre esse ambiente todo nós temos um Web Server, ele tem que ser padrão J2EE e, quando você baixa a solução da Pentaho, automaticamente a gente tem, embutido dentro da solução, um servidor Web Tomcat, mas você pode, por exemplo, estar colocando essa solução toda em outros servidores Web como, por exemplo, o WebSphere, JBoss, e assim por diante, existe no mercado vários servidores J2EE. Na grande maioria das vezes, a gente utiliza o próprio Tomcat pra poder estar ministrando esse ambiente.

E aí nós temos duas camadas de metadados diferentes que se complementam: uma é uma camada de metadados mais de informações não estruturadas como, por exemplo, relatórios, figuras, componentes que compõem os dashboards, dashboards exportados, relatórios exportados. E você pode criar todo esse conteúdo não-estruturado dentro de pastas, como se fossem diretórios no ambiente Windows, por exemplo.

Esse informação toda é armazenada dentro do Jackrabbit que é um Java Content Repository, que é um repositório Java de conteúdo. O Jackrabitt é um projeto open source que o Pentaho Server se utiliza pra poder armazenar sua parte não-estruturada.

E na parte estruturada a gente tem um banco de dados embutido que é o HSQL, esse banco de dados tem a ver com o Hypersonic SQL. E dentro do HSQL a gente guarda todas as informações de usuários, conexões, papéis de segurança, e outras informações que são armazenadas dentro do banco de dados. Então o Jackrabbit com o HSQL se complementam, construindo o metadados da solução.

A Pentaho até aconselha, quando você for colocar em produção o seu ambiente, principalmente se for um ambiente mais robusto com muita coisa, de você migrar o conteúdo que tá no HSQL pra um banco de dados relacional mais robusto como, por exemplo, o MySQL, Oracle ou Microsoft SQL Server. A forma com que você faz essa migração, se você for na página da comunidade da Pentaho tem bastante link que mostra tutoriais como se faz esse tipo de conversão.

E, finalmente, tem um framework de segurança chamado Spring, que também é outro framework de segurança open source, que é utilizado pelo Pentaho Server pra fazer a segurança de acessos.

Bem, pra rodar todo esse ambiente a gente precisa de uma configuração mínima de 4GB de RAM ou 5GB de disco, mas essa RAM é muito importante para resolver as consultas. Então, se o seu ambiente tiver muita gente conectada, fazendo muita consulta OLAP, por exemplo, ou consulta nos reports, ou nos dashboards, é claro que esses 4GB de RAM tem que ser aumentados. Um servidor Pentaho Server de tamanho médio normalmente aconselha-se 32GB de RAM pra poder estar gerenciando todas as suas requisições.

Claro que todo esse ambiente precisa ter o JDK, que é o Java Developer Kit, 8.0 ou superior. E também nós temos, ali na página http://community.pentaho.com, uma série de acessos à comunidade com dicas e tutoriais a respeito do ambiente, não somente do Pentaho Server mas também de todas as ferramentas community da Pentaho.

Bem, quando a gente instalou o Pentaho Server, a gente baixou um zip, descompactou lá na nossa página treinamento, e aí ele criou um diretório chamado "pentaho-solutions" que, se a gente navegar pelo diretório system > jackrabbit > repository, a gente vai ver aqui alguns diretórios que representam o repositório do conteúdo não-estruturado do Pentaho Server.

E, como eu falei, o Jackrabbit você armazena as coisas através de pastas, mas você não consegue ver essas pastas indo direto no sistema operacional, esse controle é interno e lógico, aqui você só consegue a ver esses três diretórios aqui e aí o próprio Jackrabitt administra o conteúdo dessas informações aqui dentro.

Bem, também sobre o diretório do Pentaho Server, nós temos a pasta "tomcat", que é o serviço do Web Server, e dentro tem uma pasta "lib" onde a gente deve colocar todos os drivers JDBC.

Qualquer tipo de conexão que o Pentaho Server vai fazer, eu preciso ter JDBCs instalados dentro da pasta "lib", por exemplo: relatórios através do Pentaho Report que eu quero fazer em bancos de dados relacionais, dashboards que acessam direto à base de dados, ou mesmo os OLAPs que precisam se conectar também com as bases de dados transacionais, e até mesmo a conexão com os repositórios de metadados estruturados que, por padrão, vem no HSQL, mas que eu poderia ter outro banco de dados gerenciando esse conteúdo.

Então assim, se eu tivesse, por exemplo, um DW em Oracle, um DataMart em MySQL, e tivesse um repositório, por exemplo, em SQL Server, eu teria que ter os três drivers JDBC dentro da pasta "lib".

No diretório principal do Pentaho Server a gente tem uma série de arquivos .bat, arquivos de bat, ou, se você tiver usando ambiente Linux ou Mac, arquivos .sh que levantam o Pentaho Server. Ele, na verdade, vai levantar o Tomcat e automaticamente criando a estrutura de acesso, e aí, com o Pentaho Server no ar, acessando o endereço http://localhost:8080, a gente entra numa interface chamada PUC, que é o Pentaho User Console.

Na interface PUC é a interface onde os usuários, sejam eles administradores ou usuários de análise, conseguem ter acesso ao conteúdo do Pentaho Server. Então, por exemplo, no caso do usuário administrador, que vai usar até mais o PUC, ele consegue, por exemplo, administrar o ambiente, ou seja, criar novos usuários, criar papel de segurança, se conectar com o conteúdo do Jackrabbit e, até mesmo, gerenciar o banco de conteúdo estruturado, no caso do padrão é o HSQL.

Bem, existe também, na http://wiki.pentaho.com, acesso à uma wikipédia com todas as informações, não somente do Pentaho Server, mas de todas as ferramentas Pentaho Community. Isso é, inclusive, uma coisa que a gente tem que usar e abusar muito, que é o uso da internet, consultar a comunidade, principalmente se a gente deparar com bugs, com erros ou com algum tipo de processo que a gente queira fazer e não sabe como.

Como é uma versão free, a versão community, você não tem suporte oficial da Pentaho para isso, a não ser que você use a versão Enterprise que é a versão paga, e aí, então, a comunidade que se ajuda mostrando dicas, mostrando erros que de repente você está tendo e que outros já tiveram, apresentando soluções, enfim, usem e abusem de todo conteúdo, que existe na internet, das ferramentas Pentaho pra gente melhorar o nosso dia a dia de trabalho.

Então isso é um pouquinho do que eu queria falar sobre o Pentaho Server. Valeu.

Sobre o curso OLAP com Pentaho: construção do Data Mart

O curso OLAP com Pentaho: construção do Data Mart possui 371 minutos de vídeos, em um total de 81 atividades. Gostou? Conheça nossos outros cursos de Business Intelligence em Data Science, ou leia nossos artigos de Data Science.

Matricule-se e comece a estudar com a gente hoje! Conheça outros tópicos abordados durante o curso:

Aprenda Business Intelligence acessando integralmente esse e outros cursos, comece hoje!

Plus

  • Acesso a TODOS os cursos da plataforma

    Mais de 1200 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, em Programação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

  • Alura Língua (incluindo curso Inglês para Devs)

    Estude a língua inglesa com um curso 100% focado em tecnologia e expanda seus horizontes profissionais.

12X
R$85
à vista R$1.020
Matricule-se

Pro

  • Acesso a TODOS os cursos da plataforma

    Mais de 1200 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, em Programação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

  • Alura Língua (incluindo curso Inglês para Devs)

    Estude a língua inglesa com um curso 100% focado em tecnologia e expanda seus horizontes profissionais.

12X
R$120
à vista R$1.440
Matricule-se
Conheça os Planos para Empresas

Acesso completo
durante 1 ano

Estude 24h/dia
onde e quando quiser

Novos cursos
todas as semanas