Primeiras aulas do curso Photoshop: conceitue e esboce um personagem publicitário

Photoshop: conceitue e esboce um personagem publicitário

Briefing e Referências - Introdução

Introdução

Esse curso de criação de personagens vamos aprender a analisar o briefing de um cliente que pediu um personagem para uma campanha, ou um mascote que represente sua marca.

Mascote

Vamos aprender a ler o briefing e detectar as palavras-chave, o público-alvo, bem como o ponto de contato que o cliente quer ter com esse público. Também é importante obter alguns detalhes técnicos para sabermos qual tipo de personagem será desenvolvido e como ele será usado. Ele pode aparecer em animações, ou talvez apenas em um anúncio estático.

Vamos detectar os requisitos e restrições desse projeto: o que precisamos colocar no projeto e o que não pode haver nele de forma nenhuma. É preciso fazer uma análise gráfica, para saber como o cliente se comporta visualmente e como se apresenta, para dentro e para fora. Nesse processo, analisaremos várias peças que o cliente fez.

O cliente pediu para que façamos um mascote para seu time de corrida, então precisaremos analisar o mundo da corrida, e como essas pessoas do mundo de running e esportes ao ar livre se comportam, o que eles usam e em quais cores, além de descobrir como funcionam os eventos corporativos de corrida. Tudo isso será feito de maneira gráfica, analisando imagens e buscando por referências na internet.

Depois faremos um benchmarking, e analisaremos vários mascotes em vários casos, e veremos do que gostamos e do que não gostamos. Assim, escolheremos exemplos positivos e negativos para o projeto.

Então passaremos para a etapa de criação, em que escolheremos uma figura com todos os conceitos que vimos. Teremos que escolher se o personagem será um humano, um animal, uma fruta, um objeto, um monstro... Vamos analisar as características de cada uma dessas figuras possíveis e decidir qual será a nossa.

Faremos uma análise de formas, para saber o que uma forma mais arredondada representa, ou o que um triângulo ou quadrado como base do personagem pode significar. Veremos como compor as formas, o que também dirá muito sobre o nosso personagem.

Começaremos a rabiscar, usando Photoshop e um tablet ou mesa digitalizadora. Vamos usar as ideias e definir aos poucos como será o personagem, pensando em várias hipóteses. Depois analisaremos as proporções dos personagens, para que seja possível repetir quantas vezes for necessário sem dificuldades.

Ao final do curso, faremos um esboço com o personagem em três poses, para apresentá-lo ao cliente. Mas não acaba por aí! Existe o segundo módulo desse curso, no qual vamos trabalhar com acabamento e vetorização desse material. Veremos nele também como criar uma paleta de cores e colorir o personagem. E ainda mostrarei como montar uma apresentação. Vamos chegar a um resultado bastante satisfatório, que será assim:

Apresentação

Nesse curso faremos apenas o esboço, que é a base para essa apresentação. Na segunda parte desenvolveremos a apresentação. Vamos lá?

Briefing e Referências - Briefing

Briefing

Vamos começar a criação de um personagem para publicidade. Temos o briefing de uma empresa inspirada na Bayer, a Bizzer. Eles estão nos contratando para criar um mascote para uma campanha de endomarketing; ou seja, uma campanha para os próprios funcionários. A Bizzer quer que as pessoas entrem para o time de corrida, para que deixem a vida sedentária.

Sabemos disso porque conversamos com o cliente, mas é sempre bom ter um briefing. O Briefing é baseado em algo que a Bayer faria, considerando seus valores e missão. O briefing é um dos documentos que você pode obter no Arquivo da aula. Está na pasta Cliente.

Briefing

Leia o briefing com calma. É importante destacar suas palavras-chave. Por exemplo, no primeiro parágrafo temos:

A Bizzer é uma empresa inovadora com uma história de mais de 150 anos e competências centrais nas áreas de saúde e agricultura. Desenvolvemos novas moléculas para a utilização em produtos inovadores e soluções para melhorar a saúde das pessoas, animais e plantas. Nossas atividades de pesquisa e desenvolvimento são baseadas na profunda compreensão dos processos bioquímicos que ocorrem nos organismos vivos.

E no primeiro parágrafo de missão destacamos:

Missão Por meio dos nossos produtos, contribuímos para encontrar soluções para alguns dos principais desafios da nossa época. A crescente e cada vez mais idosa população mundial exige cuidados médicos e fornecimento de alimentos adequados. A Bizzer está melhorando a qualidade da vida das pessoas, prevenindo, atenuando e curando doenças. E estamos ajudando a oferecer alimentos, sementes e matérias-primas confiáveis e de alta qualidade.

E destacamos também:

A palavra LIFE também é um acrônimo dos valores fundamentais e dos princípios de liderança da Bizzer. "LIFE" representa Liderança, Integridade, Flexibilidade e Eficiência.

Esses valores mostram como a empresa se comporta, como ela enxerga o mundo e a si mesma. Segundo o briefing, vamos trabalhar no projeto Bizzer Running Team, criando seu mascote. É uma campanha interna, para que os funcionários e parceiros da Bizzer "gozem de um estilo de vida plenamente saudável". Seu objetivo é "incentivar as atividades físicas, o desempenho, o trabalho em equipe e a superação". E o briefing menciona que, para atingir esses objetivos, haverá um estande em cada sede e a distribuição de brindes, além de acompanhamento funcional uma semana por mês. Ou seja, a empresa realmente está investindo para dar suporte para que os seus funcionários façam atividades ao ar livre. Vão, inclusive, pagar as taxas de inscrição dos eventos de corporate run e enviar newsletters mensais.

Eles mencionam também que pretendem atingir "um ar mais lúdico, didático, motivacional e companheiro". Esse é o tom que a empresa quer usar para se comunicar com os funcionários. E é aí que entramos com o mascote.

Ele deve ser o companheiro de exercício de nossos funcionários atletas. Será usado em boletins informativos, manuais, brindes e material promocional.

O alvo dessa campanha é o grupo de funcionários que tem entre 35 a 50 anos, faixa etária em que eles começam a apresentar problemas de saúde.

Já temos bastante informação na qual basear o personagem. Sabemos que ele deve usar a camisa de corrida do time, e a as cores da empresa deverão estar na paleta do personagem.

Como é muita informação, resolvi sintetizar para manter em mente o que é realmente importante.

Briefing

Anotei primeiro as palavras-chave do projeto, extraídas do texto. Fora isso, é sempre importante desenvolver algumas perguntas. Se o briefing não respondê-las, é importante conversar com o cliente para obter as respostas. Os itens que precisam constar nas perguntas são:

Não colocamos nenhuma restrição, pois não encontramos nenhuma no briefing. Mas é bom manter sempre essa parte aberta, porque durante o processo podemos descobrir mais informações que podem gerar restrições ao projeto.

Será que a partir disso já conseguimos elaborar o personagem? Seria bom ver só mais uma coisa: o que será produzido com esse personagem? Se ele for usado em animações 2D ou 3D, é preciso decidir os pontos de articulação, como ele vai andar, como senta, como levanta... Se ele for usado em 3D, será preciso desenhá-lo em muitas posições para o modelador 3D. Mas não parece ser o caso, pois toda a mídia em que o mascote estará inserido pode usar o personagem em poses 2D. Podemos nos certificar de que não haverá nenhuma animação com o cliente.

O conceito já está legal e poderemos fazer o personagem em algumas poses. Até a próxima!

Briefing e Referências - Referências

Referências

Na última aula analisamos o briefing do cliente e entendemos melhor o que ele quer. Agora é hora de entendermos como o cliente se comunica visualmente, tanto interna quanto externamente. Vamos verificar também, via pesquisa visual, como funciona o mundo da corrida, da atividade física e interação esportiva ao ar livre.

Vamos pesquisar também alguns mascotes, fazendo um benchmarking para apontar o que cada um acertou e errou. Isso nos ajuda a estabelecer exemplos positivos e negativos como parâmetro do projeto.

No Arquivo da aula, há uma pasta chamada referencias_cliente, com sete imagens de comunicação do cliente que analisaremos. Você pode ligar para o seu cliente ou mandar email pedindo essas referências. Dependendo do cliente, é possível pegar as referências da internet.

Referências

Vejamos a primeira delas.

Ref

Esse anúncio traz uma foto muito significativa. Ela mostra um menino comemorando com o punho para cima, e tem o cotovelo ralado e uma capa de super-herói. O anúncio provavelmente está vendendo um produto para esse tipo de machucado. O anúncio usa o alfabeto cirílico, possivelmente escrito em russo. Apesar disso, dá para entender visualmente o objetivo do anúncio. Há um impacto na foto, e o resto da comunicação é bem leve. Ele usa bem o fundo branco e as cores corporativas quase não aparecem.

Vamos ver mais exemplos.

Ref

Essas comunicações seguem mais ou menos o padrão da anterior. Há uma borda com as cores institucionais, que é delicada e pontual. As fotos mostram ações, que são os personagens fazendo arte, em uma metáfora do trabalho da empresa.

Ref

Aqui também é possível ver uma coesão. Essa é uma peça da comunicação interna. É bem leve e usa bastante branco.

Ref

Aqui temos o céu, tornando a imagem predominantemente azul. Não é exatamente o azul do logo, mas já cria a associação. A imagem traz uma leveza, e tem uma pessoa se alongando, que também é uma atividade física.

Ref

Até quando é uma comunicação ostensiva, o escudo de proteção, as cores estão sendo usadas de maneira mais suave.

Ref

Esse é um anúncio destoante. O azul de fundo pesa na imagem, junto com os elementos em preto. Talvez seja uma exceção na comunicação deles. E não precisamos considerá-lo no nosso projeto, ele pode ser apenas um exemplo negativo.

Ref

Esse anúncio confirma o padrão que estávamos percebendo. O céu e a grama, com o verde e azul que trazem leveza. O logo na parte inferior está bem discreto, bem como o remédio anunciado. A foto mostra o desempenho de uma atividade.

Podemos anotar esses padrões no nosso arquivo de anotações.

Anotações comunicação

Poderemos trazer essas características para o personagem, para que ele não fique muito destoante de todo o resto da comunicação da empresa.

Note que o próximo item da lista no arquivo de notas é a Moodboard. É uma coleção de imagens com o objetivo de nos colocar no clima do mundo das corridas. Se você não for uma pessoa que participa desse tipo de atividade, é uma maneira de observar o meio. Pode-se ir aos lugares, mas também pesquisar na internet. Podemos ir no próprio Google e jogar "running team" para ver os resultados.

Pesquisa Google

Ele nos mostra vários grupos correndo ao ar livre. Podemos ir salvando as imagens de que gostamos mais, usando o botão direito do mouse e Save Image As.... Existem muitos padrões do que eles vestem, do tipo de tênis que eles usam e o que eles fazem nas fotos.

Podemos ver outras fontes de pesquisa também, como o Pinterest. Você pode usar diferentes palavras-chave para fazer a busca: "running", "running team", "corrida", "ar livre". Você encontrará imagens com posições de alongamento, cartazes motivacionais e informativos, além de fotos de corrida. E há temas que se repetem visualmente.

Pesquisa Google

Se você quiser uma abordagem mais de case, pode pesquisar no B9. Podemos pesquisar por "Nike" na barra de busca deles.

Pesquisa B9

As referências que achei mais relevantes estão na pasta moodboard.

Moodboard

Mas não é tão conveniente ter essas referências em uma pasta e ter que passar imagem por imagem. Para facilitar, vamos criar a moodboard propriamente dita, que é como uma prancheta de inspiração, pra entrarmos no clima com as referências visuais.

Moodboard

A água é um elemento que aparece em muitas fotos. Também há muita gente usando roxo, e o amarelo também é bem frequente.

Para fazer uma dessas no Photoshop, basta criar uma nova Artboard, em File > New.

File new

O nome será "moodboard" e o tamanho será Web (1280, 800).

Arrastar

Então, arrastaremos todas as imagens de referência para essa artboard.

Ajustar

Clicando no canto e arrastando, o tamanho da imagem pode ser ajustado. Caso queira-se manter a proporção, basta pressionar Shift. Quando estiver satisfeito com o ajuste, pressione o sinal de "check" no menu superior para passar para a próxima imagem.

Check

Check

Eu já fiz o primeiro painel, e recomendo que você treine fazendo o seu.

Vamos trabalhar agora os mascotes. Da mesma forma que fizemos uma pesquisa para montar a moodboard, podemos procurar mascotes de outras marcas para fazer um benchmarking.

Mascote

Nesse grupo eu não gostei especificamente de nenhum mascote. O interessante foi observar que todos têm membros humanos, o que permite que eles corram. Seria interessante que o nosso personagem corresse junto com os funcionários.

Mascote

Esse é o mascote das Olimoíadas do Rio. Gosto que ele seja amistoso e inofensivo. Note que ele tem bordas arredondadas, que ajuda a criar o ar amistoso. Outro elemento que contribui com a leveza do personagem é o traço de contorno, que não é preto, mas de um azul não muito escuro. Podemos trazer essa ideia do contorno mais claro para o nosso mascote.

Mascote

Esse mascote parece ter um bom humor inabalável e contagiante. E queremos que os funcionários sintam-se contagiados e levantem de suas mesas para correr.

Mascote

Embora a execução da fantasia não esteja muito boa, gostei que esse mascote seja um acessório de corrida. Isso cria um elo com o funcionário e o mundo de corrida pois acessórios são muito presentes na vida de corredores. É um ponto de contato a mais.

Mascote

Esse é um caso que não gosto muito. Esse leão é mascote de uma maratona de Londres. Ele tem uma expressão exagerada, com olhos vidrados e a boca muito aberta. E, sendo justamente um leão, isso confere uma voracidade a ele. Queremos então evitar exageros na expressão.

Mascote

Apesar de a figura deste mascote não ser tão interessante para nós, essa energia irradiando. Podemos encontrar

Mascote

Esse mascote é água, que é um elemento de destaque nas nossas referências. Se conseguirmos associar nosso personagem à água, ele combinará com o que vimos até agora.

Mascote

O que gostei nesses personagens são suas expressões, que são emojis. A vantagem é que essas expressões são rapidamente associadas às emoções, conseguimos entender logo as emoções passadas. Assim, evita-se olhares vidrados como o do leão.

Mascote

Esse é o coelhinho da Duracell, que também tem um olhar um pouco vidrado. Apesar disso, está sempre na atividade, nem que seja comemorando.

Os elementos visuais interessantes que coletamos são:

Não precisamos seguir à risca esses itens, mas considerá-los como princípio para elaborar o nosso personagem de forma gráfica. Começaremos em breve a desenhar. Já vimos como ele vai se adaptar à linguagem do cliente, do ambiente em que ele vai atuar e os elementos visuais do mascote em si. Até a próxima!

Sobre o curso Photoshop: conceitue e esboce um personagem publicitário

O curso Photoshop: conceitue e esboce um personagem publicitário possui 109 minutos de vídeos, em um total de 22 atividades. Gostou? Conheça nossos outros cursos de Design Gráfico em UX & Design, ou leia nossos artigos de UX & Design.

Matricule-se e comece a estudar com a gente hoje! Conheça outros tópicos abordados durante o curso:

Aprenda Design Gráfico acessando integralmente esse e outros cursos, comece hoje!

Plus

  • Acesso a TODOS os cursos da plataforma

    Mais de 1200 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, em Programação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

  • Alura Língua (incluindo curso Inglês para Devs)

    Estude a língua inglesa com um curso 100% focado em tecnologia e expanda seus horizontes profissionais.

12X
R$85
à vista R$1.020
Matricule-se

Pro

  • Acesso a TODOS os cursos da plataforma

    Mais de 1200 cursos completamente atualizados, com novos lançamentos todas as semanas, em Programação, Front-end, UX & Design, Data Science, Mobile, DevOps e Inovação & Gestão.

  • Alura Challenges

    Desafios temáticos para você turbinar seu portfólio. Você aprende na prática, com exercícios e projetos que simulam o dia a dia profissional.

  • Alura Cases

    Webséries exclusivas com discussões avançadas sobre arquitetura de sistemas com profissionais de grandes corporações e startups.

  • Certificado

    Emitimos certificados para atestar que você finalizou nossos cursos e formações.

  • Alura Língua (incluindo curso Inglês para Devs)

    Estude a língua inglesa com um curso 100% focado em tecnologia e expanda seus horizontes profissionais.

12X
R$120
à vista R$1.440
Matricule-se
Conheça os Planos para Empresas

Acesso completo
durante 1 ano

Estude 24h/dia
onde e quando quiser

Novos cursos
todas as semanas