Primeiras aulas do curso Bizagi: Introdução ao mapeamento de processos com BPMN

Bizagi: Introdução ao mapeamento de processos com BPMN

Por que aprender Bizagi com BPMN - Introdução

Olá, seja bem-vindo, bem-vinda ao nosso curso de BPMN modelagem de processos com Bizagi. Meu nome é Fernando e eu serei o instrutor que te orientará nos estudos de como atuar como analista de negócios na hora de aplicar BPMN na prática dentro da ferramenta Bizagi. Então, vem comigo que a gente vai entrar na nossa primeira aula.

Nessa primeira aula, a gente vai fazer uma reflexão de por que aprender Business Process Model and Notation, ou BPMN, ou Notação para Modelagem de Processos de Negócios. E aí, a gente tem que fazer uma reflexão inicial. Por que esse curso foi criado?

Esse curso foi criado com a finalidade principal que é ajudar você a entender como que deve ser feito uma modelagem padronizada de processos utilizando uma ferramenta. Para isso, a gente vai ter aulas práticas, a gente vai ter algum resgate de alguns conceitos da notação de BPMN e a gente vai desenvolver em você, críticas sobre o comportamento do analista de negócios em um contexto de aplicação prática da notação de BPMN.

Mas fique atento a um pré-requisito. É importante que você entende que nesse curso a gente não vai esgotar o assunto de BPMN a nível de notação. A gente parte da premissa que você já teve algum contato ou tem algum entendimento prévio de como aplicar essa notação de BPMN, ou que já tenha tido, pelo menos, a oportunidade de ler a notação, de maneira geral, utilizando, por exemplo, o acesso a esse site, que a gente fala aí na tela "www.bpmn.org" onde você vai ter uma seção chamada "quick guide" e lá você vai encontrar todos os elementos e a forma que a notação prevê de aplicação desses elementos, mas aqui, a gente vai te ajudar a aplicar essa notação de BPMN na prática.

E como é que a gente vai fazer isso? A gente vai resgatar alguns conceitos dos sete principais elementos dessa notação e vamos exercitar a utilização deles na prática dentro do nosso estudo de caso, que vai ser a modelagem de um processo para um determinado cliente.

Bom, o que a gente busca com o uso prático de BPMN? A gente busca analisar e representar requisitos de uma maneira padronizada. Então a gente busca representar realidades, demandas de dia a dia de organizações e conseguir criticar essa realidade utilizando uma anotação padronizada, que no nosso caso é a BPMN.

A gente busca desenhar processos para resolver problema de clientes, então a gente busca conversar com clientes, entender problemas, entender as realidades deles, transformar em processos e representar esses processos afim de que eles consigam, de fato, resolver os problemas dos clientes.

Além disso, na medida em que a gente consegue obter o entendimento, consegue representar de uma maneira padronizada um processo, a gente se capacita cada vez mais a criticar esse processo e a partir daí propor melhorias dentro desse processo, utilizando uma linguagem clara, ou seja, utilizando uma notação que vai ser de entendimento fácil para todos os leitores dessa proposta de solução que você vai estar fazendo ao utilizar BPMN na prática.

E para quem é esse curso? A gente pensou aqui, em algumas carreiras, algumas funções, analista de negócios, analistas de requisitos, product owner, desenvolver, arquiteto de soluções, analistas de sistemas de maneira geral, pessoas que atuam na área de negócios de uma maneira geral, na hora de desenhar esse curso. Mas aqui, a gente queria fazer uma reflexão com vocês e até uma proposta de como que a gente deve se portar ao longo das aulas desse curso.

A gente queria que você vestisse um chapéu, de fato, de analista de negócios, por quê? Porque todas as nossas reflexões, a forma como a gente vai analisar a demanda que nos está sendo passada no nosso projeto de conclusão do curso, a forma como a gente vai refletir sobre a aplicação prática de BPMN, a forma como a gente vai analisar a ferramenta, que a gente vai utilizar para aplicar a nossa solução, fazer a nossa representação, a gente vai pensar muito com a cabeça de um analista de negócios, muito embora essas reflexões não excluem as outras carreiras do nosso curso.

Pelo contrário, agregam. Então, se você é qualquer uma dessas outras carreiras que a gente citou ou qualquer outra carreira dentro da área de sistemas ou negócios, continuem com a gente, porque eu tenho certeza que esse curso vai te agregar, vai te abrir horizontes e propostas de crescimento profissional dentro do seu dia a dia.

Bom, e sobre nosso projeto de conclusão de curso? A Alura, ela sempre, nos cursos da plataforma, sempre procura dar uma dinâmica, dar uma prática da forma como a gente deve representar a temática central, no nosso caso, a modelagem de processos aplicando BPMN na prática dentro da ferramenta Bizagi.

E no nosso caso aqui, a gente vai ter um projeto de conclusão de curso, onde a gente vai ter uma situação de uma livraria, que vai ser o nosso cliente, que vai contratar uma provedora de soluções, que é a Develop All, aonde nós vamos exercitar o nosso papel de analistas de negócios para aplicar BPMN na prática, dentro da ferramenta Bizagi.

Mas a gente vai ter um vídeo complementar a esse, aonde a gente vai detalhar mais de como que vai ser o nosso projeto de conclusão de curso, quem vão ser os personagens, o que a gente está de fato sendo demandado a fazer dentro da nossa proposta solução e a gente vai poder conversar um pouquinho mais sobre esse assunto. Mas é interessante nesse momento só que você saiba o seguinte: a gente vai ter uma aplicação prática baseado em um exemplo real de como utilizar BPMN.

E qual vai ser a ferramenta? Bom, a gente já falou aqui várias vezes, o próprio nome do curso nos dá essa cola, que vai ser a Bizagi Modeler, que é uma das ferramentas mais utilizadas no mercado. E o grande barato dela, que a nível de estudantes e profissionais sem tanta experiência, ela é uma ferramenta freeware, então não demanda nenhum investimento para você instalar na sua máquina e começar a exercitar a aplicação de BPMN.

A gente vai ter um vídeo também, onde a gente vai fazer a instalação e vamos fazer uma navegação além de todas as nossas vídeo-aulas práticas, onde a gente vai exercitar o desenho de um processo no ambiente que essa ferramenta vai nos proporcionar.

Finalizando o nosso primeiro vídeo, vamos entender o que a gente espera de resultado desse curso. A gente espera que você consiga aplicar BPMN para fazer desenho de processos, ou seja, que você se capacite ao utilizar notação na hora de você desenhar os seus processos.

A gente espera que você consiga se familiarizar com o ambiente e se sinta confortável com a ferramenta Bizagi para representar esses processos de uma maneira eficiente e produtiva e, também, que você consiga entender o importante papel de um analista de negócios na hora de modelar os processos.

O analista de negócios é um personagem, é uma função que tem determinadas demandas de fazer interlocuções, comunicações entre uma área cliente e uma área de implementação de solução. Tem alguns desafios no dia a dia, na hora de você fazer uma identificação de requisitos, fazer uma análise e propor uma solução.

Então a gente espera que você entenda esse papel ao longo do nosso curso e saia com uma visão muito clara de como um analista de negócios deve atuar em um contexto de modelagem de processos.

Esse é o nosso primeiro vídeo, muito introdutório onde a gente abriu um leque de como vai ser o nosso curso. Eu te faço um convite, para continuar com a gente. Então, vamos avançar? Te vejo no segundo vídeo. Até lá.

Por que aprender Bizagi com BPMN - Conhecendo a livraria e os personagens

Olá, seja bem-vindo, bem-vinda ao nosso segundo vídeo da nossa primeira aula, onde a gente vai ter a oportunidade de conhecer, em detalhes, a livraria, que é o nosso cliente, e os personagens, tanto da livraria, como da Develop All, que vão nos ajudar de maneira didática a representar e a obter o entendimento do que esse curso vai estar transmitindo a nível de comportamento de um analista de negócios, aplicação prática da anotação de BPMN, e utilização da ferramenta Bizagi, então, vem comigo e vamos entender em detalhes como que vai se dar isso.

Bom, a gente comentou que o nosso curso vai propor um projeto de conclusão onde uma livraria contratou uma empresa de Develop All, onde nós vamos, como provedores de solução, ser representados por um personagem, um analista de negócios. Antes de a gente falar de personagem, vamos entender um pouquinho mais do ambiente da livraria, o que motivou ela nos contratar. Então, a livraria que se chama Livraria do Conhecimento, ela atua no modelo tradicional.

O que a gente está falando modelo tradicional? É aquela forma onde o cliente chega à loja, procura um determinado item, no caso de uma livraria, procura um livro. Se tem o livro, ele se dirige ao balcão, entrega ao vendedor e efetua o processo de pagamento. Tirada de pedido tradicional. Se não tem o livro, o cliente vai embora, e se o cliente não encontrou o livro na prateleira, ele pergunta ao vendedor, o vendedor faz uma consulta rápida ao estoque, diz se tem ou não tem. Se tem, efetua a venda, se não tem, o cliente vai embora.

Essa livraria está muito preocupada, porque esse modelo de atuação, isso não é condizente mais com século 21. A gente está em uma era da informação, n tecnologias, diversas formas de você entender e trabalhar o perfil de consumo do seu cliente, propor vendas mais customizadas, enfim, e eles não estão conseguindo fazer isso, e o vendedor está muito reativo. Ele não é proativo. Ele é um cara que fica atrás do balcão só atendendo à demanda de clientes que passam lá.

O que está acontecendo com a livraria? As vendas estão caindo. Cada vez menos, ela está vendendo livros e o faturamento dela está lá embaixo, então por que ela contratou a Develop All? Olha, Develop All, baseado nesse meu processo, que eu quero me modernizar a nível de forma de trabalhar o meu negócio/livraria, quero um processo mais parrudo. Eu gostaria que vocês me propusessem uma solução que considerassem elementos, por exemplo, podendo fazer vendas agregadas e associando item.

Por exemplo, se você vai vender um livro de uma determinada coleção, por que não oferecer outros itens dessa mesma coleção para o cliente? Afinal, ele já manifestou um interesse prévio. Para isso, ela tem que trabalhar um perfil de consumo do cliente. Se um cliente tem uma afinidade com determinado tema, procura um determinado autor, ela tem que ter uma inteligência, tem que ter um processo que respalde a ela a trabalhar isso, a trabalhar a expansão de vendas.

E é justamente a expansão de vendas que é o nosso desafio de propor um processo para essa livraria, que vai considerar, além da venda tradicional, vendas agregadas e uma análise do perfil do consumo do cliente, como a gente mencionou. A gente vai entender, em detalhes, esses requisitos, mas essa é a demanda e a origem do porquê a livraria nos solicitou esse apoio enquanto desenvolvedores, enquanto analista de negócios, a ida de Develop All.

Vamos conhecer quem são os nossos personagens, a gente vai contar uma historinha ao longo do nosso curso para ilustrar essa interação da livraria com a Develop All. A Maria é a gerente operacional da livraria que conhece tudo do dia a dia da livraria e tem essa preocupação, que está vendo as vendas caírem e está sem forma de atuar e agir, porque ela tem que mexer no processo dela e ela não sabe como.

Ela não conhece de notação BPMN, ela não conhece de Bizagi, e ela não sabe como representar esse processo, que ela passou os requisitos para gente. Ela gostaria de trabalhar com vendas agregadas, com perfil de consumo, só que ela não sabe como, e aí nesse contexto, a gente conhece o João.

Quem é o João? É o analista de negócios, que vamos ser nós, personalizados aqui dentro do nosso curso, que é um cara que domina a ferramenta Bizagi, domina a anotação BPMN e tem todo um conhecimento de comportamentos desejáveis para um analista de negócios para buscar e levantar informações junto ao cliente, analisar e propor soluções, e mais, validar essas soluções com a nossa cliente, no caso, a Maria, que é a nossa gerente operacional da livraria.

A gente vai navegar junto com o João, interagir com a Maria, para que a gente consiga, de fato, ter o nosso sistema, ter o nosso modelo de expansão de vendas pronto, do jeito que a Maria nos solicitou ao nos contratar, que é o objeto inicial de projeto de conclusão de curso.

E como que os nossos personagens atuarão? Bom, em quê? Eles atuarão no processo de modelagem de expansão de vendas, onde eu tenho um processo e preciso propor um novo processo onde as vendas subam, onde eu tenho uma expansão de vendas propriamente ditas.

É dessa forma, é nisso que a gente espera que, tanto a Maria, com a ótica do cliente, e o João, com a ótica do modelador de processos e analista de negócio, consigam juntos estabelecerem uma solução para isso, cada um dentro do seu papel, de cliente e de provedor de solução, que é o caso do João.

E como vai ser esse processo de modelagem de processo? No primeiro momento, vai ocorrer a identificação dos requisitos. Então antes de desenhar qualquer processo, você precisa entender quais são os requisitos, você precisa listar. Geralmente as pessoas usam o português estruturado. Pega um documento de texto e vão digitando, como se fosse um texto mesmo, os bullets, os requisitos que estão sendo anotados.

E o nosso curso vai ser assim. Os requisitos vão ser mostrados no primeiro momento para a gente, vão ser apresentados, não na forma de anotação BPMN, mas como requisitos na forma de português estruturado, onde vocês vão ter que fazer uma leitura desses requisitos.

E aí a gente vai exercitar, o quê? Um alinhamento desses requisitos, ou seja, um entendimento desses requisitos entre nós, enquanto analista de negócio, que vamos propor a solução, com a nossa cliente, então nós vamos entender se o requisito que está capturado lá é isso mesmo, deixa eu ver se eu entendi bem, e aí vai começar entrar a importância da anotação BPMN para que a gente consiga mostrar de maneira padronizada e de fácil visualização pela Maria.

Como a gente falou, a Maria não conhece BPMN, a Maria não conhece Bizagi, e a gente não está treinando ela nisso, mas a gente quer validar os requisitos com ela. Ela conhece os requisitos melhor que qualquer um de nós, então, a gente quer absorver esse conhecimento e mostrar que a gente entendeu, antes da gente propor uma solução, então precisa ter esse alinhamento de requisitos.

Além disso, o João, ele vai entender, depois dessa análise, desse alinhamento dos requisitos, ele vai entender e aí ele começa a refletir. Pois bem, ele está entendendo que era uma venda tradicional, onde um vendedor ficava atrás do balcão mostrando itens, tinha um processo, para um processo mais parrudo.

Onde, de fato, a gente vai botar essa Livraria do Conhecimento dentro do século 21, com um processo, com uma tecnologia que converta futuramente em uma tecnologia, que permita de fato essa livraria ter uma expansão de vendas que consiga trabalhar o perfil de consumo do cliente, que consiga propor vendas agregadas em cima desse perfil.

E que o ticket médio, ou seja, o valor médio de compra de cada cliente que entra na livraria aumente, consequentemente, o faturamento da livraria vai aumentar bastante. Então, esse é o desafio, esse é o entendimento inicial que o João está tendo após fazer essa identificação e esse alinhamento com a Maria, nessa etapa que a gente chama de análise de requisitos.

E aí o João é um cara proativo, como a gente falou, ele domina a anotação BPMN, domina a Bizagi e sabe o comportamento de um analista de negócios. E aí ele é um cara proativo e já desenhou esse diagrama que vocês estão vendo na tela que é o AS IS. AS IS é a situação atual de vendas.

AS IS? O que é AS IS? AS IS é o que a gente falou, é um retrato do que está sendo visto no momento do processo atual. E aí ele usou esses elementos nesses desenhos, esses quadrados, esses losangos, essas bolinhas, enfim, esse retângulo, essa área onde está desenhada, ele usou uma anotação BPMN e já utilizando a ferramenta Bizagi.

Mas não se preocupa se você não entendeu nada disso aqui, como, provavelmente, a Maria não vai entender, não se preocupa. Esse é o trabalho que a gente vai ter e é o desafio que a gente tem, nas próximas aulas, de entender porque esse AS IS foi desenhado dessa forma, porque cada um desses elementos foram aplicados em um determinado ponto da tela e entender o encadeamento entre eles e aí vamos exercitar a aplicação da anotação BPMN de uma maneira muito leve e prática dentro da ferramenta Bizagi e considerando o processo que a gente precisa de expansão de vendas, partindo do processo atual que é esse que vocês estão vendo na tela.

Então, não se preocupe que a gente vai ter a oportunidade de conhecer cada um desses elementos com muita profundidade e a fim de que a gente consiga, de fato, se sentir confortável e propor o processo de expansão de vendas, que é o que a gente precisa entregar para nossa cliente, gerente operacional da livraria que é a Maria. E aí, como a gente previa, a Maria não está entendendo nada, cheia de interrogações, a gente mostrou esse AS IS para ela. O que a gente vai ter aí na sequência nos nossos próximos vídeos?

A gente vai ajudar a Maria a entender, enquanto João, a gente vai ajudar a Maria a entender como que vai se dar e como ela consegue transformar no entendimento, o negócio que ela tem e ver como que está sendo capturado utilizando uma ferramenta e utilizando uma anotação de BPMN, então esse é o nosso desafio.

Nessa aula de conhecimento da livraria e personagens era basicamente isso que a gente tinha para conversar com vocês e aí cabe um parêntese aqui que eu gostaria de passar para você o seguinte: ao longo das aulas, a gente vai apresentar, de uma maneira textual, no final das vídeo-aulas, os requisitos que estão sendo levantados com a Maria.

E aí, nas aulas seguintes, a gente vai ter uma prática de utilização da ferramenta Bizagi, a gente já vai abrir os diagramas, a gente vai desenhar os diagramas, o nosso modelo a quatro mãos, mas considerando já esses requisitos que estão sendo passados gradativamente ao longo das aulas.

Então, é importante que para que você tenha uma produtividade maior e consiga aproveitar as nossas vídeo-aulas com mais detalhes e que enriqueça teu conhecimento, de fato, com a prática que a gente vai dar, que você faça uma leitura prévia desses requisitos para que você consiga acompanhar de fato, a dinâmica que a gente vai ter ao desenhar a ferramenta.

Então, te convido para o nosso próximo vídeo, onde a gente vai ensinar como se baixa e instala e vamos fazer uma navegação inicial, também, na nossa ferramenta, na nossa Bizagi Modeler. Te vejo lá, até lá.

Por que aprender Bizagi com BPMN - Instalação da ferramenta Bizagi Modeler

Olá, seja bem-vinda, bem-vindo ao nosso terceiro vídeo da nossa primeira aula, onde a gente vai fazer a instalação e navegação inicial na ferramenta Bizagi Modeler. Se você já tem um conhecimento, já possui a ferramenta de trabalho, já teve a oportunidade de navegar, você pode avançar esse vídeo. Agora, se você não tem ou quer reforçar alguma coisa em nível de navegação, fica com a gente e faz esse vídeo conosco.

Então, vamos iniciar abrindo o nosso browse para a gente fazer o download lá dentro do site da Bizagi. Ao abrir o nosso browse, a gente digita www.bizagi.com/pt, que aí você vai entrar na área da página da Bizagi, em português.

Ao entrar nessa página, você digita, você vem aqui no item de menu, procura aqui "Produtos" "ON-PREMISE", e aí tem um módulo que a gente quer aqui, que é um módulo freeware deles, que é o Modeler. A gente clica aqui em "MODELER", ele vai remeter para a página específica do produto Bizagi BPMN Modeler. Aqui você consegue clicar em "Descarregue o Bizagi Modeler". Clicamos aqui nesse botão. Ele vai perguntar para você se você já possui uma conta.

Se você quer criar uma conta na Bizagi, você pode se inscrever, é super rápido, ele vai pedir dados bem básicos seus, ou se você já tem e quer se autenticar, ou se você quer utilizar para ser reconhecido dentro do mundo Bizagi, a sua conta da Microsoft ou da Google. No meu caso, eu vou usar a minha conta da Google, mas você pode escolher dentre essas três opções. Aí assim que você se autentifica, ele inicia o download.

Pode acontecer de você ter que escolher, se você tiver. Aqui, ele interpretou que a minha máquina tem 64 bits, ele já direcionou para fazer o download. Agora, se você tivesse que baixar a versão 32 bits, a sua fosse 64, ou vice-versa, você vem aqui, clica aqui e aí ele vai te dar a viação dentro da sua plataforma, dentro dos requisitos operacionais de fato, então seria nesse caso aqui, nessas duas opções aqui, depois que você se autentifica e inicia o download.

Bom, depois que você finalizar o download, você vai clicar nesse executável, é o famoso "next, next, to finish", e aí, ele vai criar um ícone na sua área de trabalho, que é o ícone do Bizagi Modeler, como o que a gente vai ver na sequência.

Então pessoal, depois que ele acaba de executar, ele cria esse ícone aqui. Quando a gente clica nesse ícone, ele vai abrir a seguinte telinha. Aí a gente vai entrar aqui e vai ter um novo modelo que é com essa cara aqui, então vamos fazer uma navegação inicial aqui, já dentro da ferramenta, dentro do Bizagi.

Uma coisa que pode acontecer aqui, no meu caso, como eu já tava logado, ele pode pedir para você entrar novamente com o seu usuário, com a sua conta da Google, Microsoft ou usuário que você criou dentro da comunidade Bizagi, afim de que ele consiga fazer a publicação do que você está gerando na nuvem, e se você não se criar, não se identificar, provavelmente, ele não vai deixar você entrar aqui nesse ambiente.

No meu caso, vocês verem, eu entrei, ele já me identificou aqui, já criou, já sabe que está dentro do usuário Fernando Corrêa, e já está no meu ambiente aqui, afim de que eu consiga compartilhar as minhas informações, e seja visto pela comunidade Bizagi. Mesmo que eu não vá publicar, mas ele quer saber quem está de fato entrando e utilizando a ferramenta dele.

Bom, entrando aqui dentro da tela inicial deles, você tem itens aqui: arquivos, novo, modelo em branco, com informações básicas de imprimir, salvar como. Você tem opções de formatação, de alinhamento, de distribuição, você tem opções de visualização, onde você mexe com zoom, mexe com escala, bota grade, preto e branco, sombras, enfim, aquelas coisas básicas que a gente faz em qualquer ambiente de edição.

Publicação, você consegue publicar o seu modelo em formato Word, PDF, Excel, Web, SharePoint, Wiki, então ele tem compatibilidade para você converter o seu modelo, o teu arquivo BPMN nesses arquivos aqui, nesses formatos aqui, e você também consegue exportar e importar. Então, você consegue exportar no formato de imagem, de Visio que é muito utilizada para representação de fluxogramas, XPDL, BPMN, ou seja, a notação na essência.

Então se você utiliza outra ferramenta para modelagem de processos, que tenha o pano de fundo BPMN, como é o caso da Bizagi, você consegue compatibilizar essas ferramentas pelo termo comum, que é o que? A anotação BPMN.

E atributos, onde você consegue exportar e gerar atributos em XML para você trabalhar enfim, fazer alguma programação, alguma coisa que você queira trabalhar, mas o interessante é: ele tem compatibilidade com essa parte dinâmica do XML e a importação é mesma coisa.

Bom, aí tem aqui ferramenta que você consegue anexar, contar elementos. A gente vai ter exercício de contar elementos, para vocês entenderem a grandeza dos modelos depois de prontos e se localizarem, a entenderem a representatividade de cada um dos elementos da BPMN, dentro de um modelo como um todo, e até fatos personalizados, que você consegue criar alguma coisa nova, além, estendendo a notação BPMN a alguma coisa que repercuta dentro da sua organização, enfim, que padroniza alguma coisa mais específica.

E tem a telinha de ajuda com tutoriais, compartilhar com amigo, sobre, enfim, tem uma navegação aqui de fóruns, acesso a fóruns. A comunidade da Bizagi é bem efervescente, você tem até eventos da comunidade Bizagi. Então, ela é uma comunidade muito ativa e aqui você fica antenado, tem um contato com esse público. Os outros usuários da comunidade Bizagi, que você se não era, agora passou a ser a partir desse vídeo.

Bom, e aqui embaixo, você tem a palheta. O que você tem de baixo da palheta aqui? Os principais elementos BPMN, e aqui tem uma coisa interessante, dentro da solução, dentro da ferramenta Bizagi, toda vez que você passa o mouse em cima, ele abre uma dica do que é o elemento, então não precisa decorar.

Então, quem é esse cara aqui que eu estou passando? É um evento de início, e ele tem uma explicação do que é o evento de início. Esse cara aqui é uma tarefa, então ele tem uma explicação do que é uma tarefa. E assim sucessivamente, todo elemento que você passa o mouse em cima ele já te dá essa dica.

Então, nada de decoreba. Claro que você visualmente, pela notação você vai identificar aqui, mas se você esquecer, enfim, tiver trabalhando em alguma coisa mais sofisticada, você pode pegar uma colinha aqui sem problema algum.

Se você quiser inserir elementos aqui é só você clicar arrastar e soltar aqui na área de trabalho. Se você quiser encadear, ligar esse elemento que você colocou, essa tarefa aqui a um outro elemento. Por exemplo aqui há um Gateway, é só você clicar aqui, que ele já vai fazer essa ligação.

Vocês podem ver que ele já ligou, já puxou a seta automaticamente aí vamos supor que você queira ligar esse Gateway a uma outra atividade. Você clica aqui, ele já relaciona essa atividade, então se dá uma dinâmica muito grande na hora de você montar o seu modelo, se você já estiver rabiscado e já estiver com tudo em mente.

No nosso caso aqui no nosso curso, como a gente vai trabalhar, gradativamente, os elementos ao longo das aulas, isso aqui a gente não vai poder utilizar muito, que a gente vai discutir vídeo-aulas isoladamente por elementos, então a gente vai enfatizar alguns elementos.

Vai entrar com várias tarefas ao mesmo tempo, vários Gateways, então não vai ter. A gente não vai alternar a colocação de elementos. A gente vai inserir um grupo de elementos como iguais, e aí, a gente vai ligando ao longo do tempo. Mas, no dia a dia você ganha bastante produtividade com essa questão aqui, de você poder já ligar e ele vai automaticamente encadeando esses elementos.

Bom, aí aqui tem os outros elementos, sempre que você passar o mouse em cima, fica a dica. E aqui tem um elemento que a gente vai usar bastante, até para a questão da nossa dinâmica, do nosso curso, é a anotação, então a gente pode criar aqui sempre um Backlog, com itens que a gente quer, o que a gente tem para fazer em cada uma das aulas.

Vocês vão ver, a gente vai disponibilizar para download aí, os requisitos da aula 1, que estão sendo atendidas no Diagrama AS IS, que a gente vai disponibilizar, que é aquele que o João mostrou para Maria, assim que ele faz um levantamento inicial de requisitos. E também, os requisitos da aula seguinte, onde a gente vai passar para vocês dentro da plataforma na forma de português estruturado.

E para a gente ganhar tempo, a gente já vai apresentar uma listagem prévia, quando a gente abriu o Diagrama para inserir os elementos da aula em questão, na prática, você já vai ter uma listagem com tudo digitado aqui, da lista, dos requisitos que a gente precisa contemplar associando aos elementos que a gente vai estar trabalhando em cada uma das aulas.

Era isso que eu queria mostrar para vocês nesse momento. A gente, no final dessa aula, vai disponibilizar, como a gente já falou, o AS IS, que a gente vai ter uma próxima aula para desvendar, a começar a entender a utilização desses elementos, da anotação BPMN que foi utilizada pelo João para desenhar aquela exigência atual de vendas, e aí a gente começa a pegar uma sequência aí, e vamos sofisticar nosso modelo até ele virar de fato um modelo de expansão de vendas, que atenda os requisitos que a Maria passou. Fica com a gente e vamos para o nosso próximo vídeo, que é desvendando o AS IS. Te vejo lá. Até lá.

Sobre o curso Bizagi: Introdução ao mapeamento de processos com BPMN

O curso Bizagi: Introdução ao mapeamento de processos com BPMN possui 154 minutos de vídeos, em um total de 56 atividades. Gostou? Conheça nossos outros cursos de Gestão Corporativa em Inovação & Gestão, ou leia nossos artigos de Inovação & Gestão.

Matricule-se e comece a estudar com a gente hoje! Conheça outros tópicos abordados durante o curso:

Aprenda Gestão Corporativa acessando integralmente esse e outros cursos, comece hoje!

  • 1222 cursos

    Cursos de programação, UX, agilidade, data science, transformação digital, mobile, front-end, marketing e infra.

  • Certificado de participação

    Certificado de que assistiu o curso e finalizou as atividades

  • App para Android e iPhone/iPad

    Estude até mesmo offline através das nossas apps Android e iOS em smartphones e tablets

  • Projeto avaliado pelos instrutores

    Projeto práticos para entrega e avaliação dos professores da Alura com certificado de aprovação diferenciado

  • Acesso à Alura Start

    Cursos de introdução a tecnologia através de games, apps e ciência

  • Acesso à Alura Língua

    Reforço online de inglês e espanhol para aprimorar seu conhecimento

Premium

  • 1222 cursos

    Cursos de programação, UX, agilidade, data science, transformação digital, mobile, front-end, marketing e infra.

  • Certificado de participação

    Certificado de que assistiu o curso e finalizou as atividades

  • App para Android e iPhone/iPad

    Estude até mesmo offline através das nossas apps Android e iOS em smartphones e tablets

  • Projeto avaliado pelos instrutores

    Projeto práticos para entrega e avaliação dos professores da Alura com certificado de aprovação diferenciado

  • Acesso à Alura Start

    Cursos de introdução a tecnologia através de games, apps e ciência

  • Acesso à Alura Língua

    Reforço online de inglês e espanhol para aprimorar seu conhecimento

12X
R$75
à vista R$900
Matricule-se

Premium Plus

  • 1222 cursos

    Cursos de programação, UX, agilidade, data science, transformação digital, mobile, front-end, marketing e infra.

  • Certificado de participação

    Certificado de que assistiu o curso e finalizou as atividades

  • App para Android e iPhone/iPad

    Estude até mesmo offline através das nossas apps Android e iOS em smartphones e tablets

  • Projeto avaliado pelos instrutores

    Projeto práticos para entrega e avaliação dos professores da Alura com certificado de aprovação diferenciado

  • Acesso à Alura Start

    Cursos de introdução a tecnologia através de games, apps e ciência

  • Acesso à Alura Língua

    Reforço online de inglês e espanhol para aprimorar seu conhecimento

12X
R$100
à vista R$1.200
Matricule-se

Max

  • 1222 cursos

    Cursos de programação, UX, agilidade, data science, transformação digital, mobile, front-end, marketing e infra.

  • Certificado de participação

    Certificado de que assistiu o curso e finalizou as atividades

  • App para Android e iPhone/iPad

    Estude até mesmo offline através das nossas apps Android e iOS em smartphones e tablets

  • Projeto avaliado pelos instrutores

    Projeto práticos para entrega e avaliação dos professores da Alura com certificado de aprovação diferenciado

  • Acesso à Alura Start

    Cursos de introdução a tecnologia através de games, apps e ciência

  • Acesso à Alura Língua

    Reforço online de inglês e espanhol para aprimorar seu conhecimento

12X
R$120
à vista R$1.440
Matricule-se
Procurando planos para empresas?

Acesso completo por 1 ano

Estude 24h/dia onde e quando quiser

Novos cursos todas as semanas